aula de sustentabilidade no mercado imobiliário

Download Aula de Sustentabilidade no Mercado Imobiliário

Post on 18-Nov-2014

9.010 views

Category:

Real Estate

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Slides da aula para turmas de Pós Graduação em Negócios Imobiliários FAAP/Secovi, São Paulo, Brazil

TRANSCRIPT

  • 1. Mercado Imobilirio com Sustentabilidade A Construo de um Mundo Possvel Ps Graduao em Negcios Imobilirios FAAP/Secovi 0 8 / 2009 Hamilton de Frana Leite Jnior Administrador de Empresas - FAAP, Diretor da CASOI Desenvolvimento Imobilirio, Diretor de Sustentabilidade do SECOVI Professor de Sustentabilidade no Mercado Imobilirio na Ps Graduao em Negcios Imobilirios da FAAP
  • 2. Roteiro
    • 1-) Introduo
    • 2-) Temos um Problema....
    • 3-) Algumas Alternativas
    • 4-) Possveis Solues
    • 5-) Consideraes Finais
  • 3. Roteiro
    • 1-) Introduo
    • 1.1) Perspectiva Histrica
    • 1.2) Conceitos
    • 2-) Temos um Problema....
    • 3-) Algumas Alternativas
    • 4-) Possveis Solues
    • 5-) Consideraes Finais
  • 4. Sustentabilidade no nenhuma novidade
    • 1400 A.C. Gnesis Deus
    • colocou o homem no Jardim
    • do den para cuidar dele...
    • 600 A.C. Budismo Enfatiza o vegetarianismo e a compaixo por todos os seres vivos.
    • 500 A.C. 535 D.C. Roma (Lei das Coisas)
    • 256 A.C. Rei Ashoka, ndia (Lei de proteo aos animais)
    • Legislaes Europias sc. XIII
  • 5. Da Idade Mdia para a Modernidade
    • -Idade Mdia -> fundada sobre o Teolgico.
    • (Deus criou a natureza, portanto Ele estava nela.)
    • -Modernidade -> processo de desencantamento do mundo (retirada da alma das coisas) que fez a mudana de paradigmas que culminam na Revoluo Industrial.
    • (Galileu, Pitgoras, Newton, Darwin, Nietzsche, Webber, Lutero)
    • Incio do sc. XX - filsofo Alemo Martin Heidegger: Identificou e denunciou que a Natureza est para o homem como um estoque de coisas a serem utilizadas unicamente para o bem-estar humano. (Marcuse, Adorno e Horkheimer)
    • -ltimos 50 anos >
    • Percepo de que para a manuteno da vida do Homem na Terra, a preservao da Natureza fundamental.
  • 6. Histria Recente
    • 1961, 1971
    • 1987 - ONU - Relatrio de Brundtland
    • 1992 - Agenda 21 Global Eco 92 (Rio)
    • 1997 - Protocolo de Kyoto - 121 paises
    • 2000 - Carta da Terra - http://mma.gov.br/agenda21
    • 2002 - Agenda 21 Brasileira - http://mma.gov.br/agenda21
    • 2002 - Rio + 10 - Johanesburgo
    • 2006 - Relatrio Stern: com um investimento
    • de apenas 1% do PIB Mundial se pode evitar
    • a perda de 20% do mesmo PIB em 50 anos.
    Nicholas Stern 2009 Copenhagen (Ps Kyoto)
  • 7. Roteiro
    • 1-) Introduo
    • 1.1) Perspectiva Histrica
    • 1.2) Conceitos
    • 2-) Temos um Problema....
    • 3-) Algumas Alternativas
    • 4-) Possveis Solues
    • 5-) Consideraes Finais
  • 8.
    • o desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das geraes futuras de suprir suas prprias necessidades.
    • Relatrio de Brundtland - Nosso Futuro Comum 1987
    • UN- Comisso Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento
    Desenvolvimento Sustentvel Gro Harlem Brundtland
  • 9. Trip da Sustentabilidade Ambientalmente Correto Socialmente Justo + Culturalmente Aceito Economicamente Vivel
  • 10. Trip da Sustentabilidade Ambientalmente Correto Socialmente Justo + Culturalmente Aceito Economicamente Vivel
  • 11. Prticas Sustentveis devem ser inerentes atividade imobiliria
    • Toda ao Empresarial deve estar alicerada na viabilidade econmica, para que tenha sustentabilidade, porm precisamos considerar a mudana do Lucro Mximo (apenas os interesses dos acionistas) para o Lucro timo* .
    * Lucro timo aquele que considera os interesses de todas as partes interessadas e tem as aplicaes de aes sustentveis como inegociveis.
  • 12. Trip da Sustentabilidade Ambientalmente Correto Socialmente Justo + Culturalmente Aceito Economicamente Vivel
  • 13. Preservao e Recuperao do Patrimnio Histrico/Cultural
    • Patrimnio Cultural de um povo compreende as obras de seus artistas, arquitetos, msicos, escritores e sbios, assim como as criaes annimas populares e o conjunto de valores com os quais um povo vive e identificado.
    • Podem ser tangveis (por ex. imveis) ou intangveis (por ex. lendas e costumes).
    • rgos Pblicos: UNESCO (Humanidade) IPHAN (Federal), CONDEPHAAT (Estado S.P.), COMPRESP (Municpio de So Paulo)
    • Retrofit Potencial a ser desenvolvido (Centros)
  • 14. Social
    • Populao Mundial
    • Expectativa de Vida
    • Consumo
    • Renda
    • Moradia
    • Sade
    • Alimentao
    • Educao
    • Trabalho
  • 15. Metas do Milnio para a Humanidade
    • A Declarao do Milnio foi aprovada pela ONU em 09/2000 e estabeleceu um compromisso compartilhado com a sustentabilidade do Planeta.
    • So 8 macro-objetivos a serem atingidos pelos 191 pases signatrios at 2015,
    • por meio de aes concretas dos governos e da sociedade.
  • 16. Trip da Sustentabilidade Ambientalmente Correto Socialmente Justo + Culturalmente Aceito Economicamente Vivel
  • 17. Ambiente
    • I-) Edifcios e Cidades
    • Conforto no ambiente
    • interno nas edificaes
    • II-) Planetrio
    • Fauna/Flora/gua
    • Ar/Solo/Sub-solo
  • 18. Ambiente
    • I-) Edifcios e Cidades
    • Conforto no ambiente
    • interno nas edificaes
    • II-) Planetrio
    • Fauna/Flora/gua
    • Ar/Solo/Sub-solo
  • 19. Ambiente Interno das Edificaes (qualidade de vida, sade e produtividade)
    • Qualidade do Ar Interno
    • Conforto Trmico
      • ar condicionado
      • insolao, ventilao e isolamento trmico
    • Conforto Acstico
    • Conforto Visual
    • Iluminao
      • Natural / Artificial
    • Acessibilidade
      • Desenho Universal
    • Mobilidade (Cidades)
  • 20. Deficincia - Evoluo
    • Grcia Antiga (Esparta) Sub-humano
    • eliminao ou abandono
    • Idade Mdia - Incapacitado Segregao (castigo divino)
    • Cristianismo Invlido - Cura e cuidado
    • 1971 - (ONU) Direitos das Pessoas com Retardo Mental
    • NBR 9050 ABNT
    • 1985 Adequao das edificaes e do mobilirio urbano pessoa deficiente .
    • 1994 Acessibilidade de pessoas portadoras de deficincias a edificaes, espaos, mobilirio e equipamentos urbanos .
    • 2004 - Acessibilidade a Edificaes Mobilirio, Espaos e Equipamentos Urbanos.
  • 21. Desenho Universal
    • C oncepo de espaos , artefatos e produtos que visam atender simultaneamente todas as pessoas , com diferentes caractersticas antropomtricas e sensoriais, de forma autnoma, segura e confortvel, constituindo-se nos elementos ou solues que compem a acessibilidade .
  • 22. Desenho Universal
    • Igualitrio - til s pessoas com habilidades diferentes.
    • Flexvel : atende a uma ampla gama de indivduos.
    • Uso Simples e intuitivo: fcil compreenso.
    • bvio : comunica eficazmente as informaes.
    • Seguro : minimiza o risco de aes imprevistas.
    • Mnimo esforo fsico : eficiente e confortvel.
    • Abrangente : o design oferece dimenses apropriadas.
  • 23. Ambiente
    • I-) Interno
    • Conforto no ambiente
    • interno nas edificaes
    • II-) Planetrio
    • Fauna/Flora/gua
    • Ar/Solo/Sub-solo