aula 6: s­ntese prot©ica

Download Aula 6: S­ntese prot©ica

Post on 07-Jan-2017

230 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Aula 6: Sntese protica

  • 3 RNAs so necessrios para efetuar a sntese protica:

    mRNA (RNA mensageiro) processado: carrega a informao(ou

    seja, a seqncia de bases) para a sintese da proteina

    rRNA (RNA ribossomico): e um constituinte estrutural e

    funcional dos ribossomas, aonde a sintese proteica vai acontecerfuncional dos ribossomas, aonde a sintese proteica vai acontecer

    tRNA (RNA transportador): carrega os aminoacidos que serao

    adicionados a proteina nascente, e faz a leiturada sequencia de

    bases do mRNA. Isso quer dizer que o tRNA e a molecula que

    decodifica o codigo genetico

  • A ssintese proteica em andamento

  • Os ribossomas: (primeiramente visualizados em 1955, por George Palade)

    20 nm (200 angstroms) em diametro, porisso sao

    facilmente detectados em microscopia eletronica

    Constituidos por 65% rRNA e 35 % proteinas

    ribossomais

    O sitio ativo, aonde ocorrem as ligacoes

    pepitidicas, e constituido basicamente de RNA,

    porisso os ribossomos sao atualmente

    classificados como ribozimas

    Alguns ribossomas estao livres no citosol, mas a

    maioria esta ligada a membrana externa de

    algumas regioes do reticulo endoplasmatico, que

    passa a ser chamado de reticulo endoplasmatico

    rugoso

  • Todos os ribossomas sao constituidos por duas subunidades:

    Cada subunidade contem um rRNA e varias

    proteinas

    A unidade de medida dos ribossomas e o Svedberg

    (S), que mede a velocidade de sedimentacao em um

    centrifugacao.

    Procariotos tem ribossomas 70S, contituidos de

    uma unidade 30S (16S RNA e 21 proteinas) e uma unidade 30S (16S RNA e 21 proteinas) e

    outra 50S (5S RNA, 23S RNA e 34 proteinas)

    Eucariotos tem ribossomas 80S, constituidos de

    uma unidade 40S (18S RNA e 33 proteinas) e uma

    60S (5S RNA, 28S RNA, 5,8S RNa e ~49

    proteinas)

    Mitocondrias e cloroplastos tem ribossomas 70S,

    similares aos bacterianos

  • Durante a traducao do mRNa os ribossomas se montam e depois se desmontam

  • Localizacao intracelular da sintese de proteinas:

    Risossomas livres no citosol sintetizan proteinas que vao ser utilizadas no citosol.

    Proteinas contendo pontes dissulfeto nao podem ser sintetizadas por essa sub-

    populacao, pois o citosol e um ambiente redutor

    Ribossomas associados ao reticulo endoplasmatico sinetizan proteinas que serao

    exportadas para o meio extracelular, direcionadas a outras organelas ou exportadas para o meio extracelular, direcionadas a outras organelas ou

    inseridas em membrana. Nesse caso, as proteinas sao internalizadas no reticulo

    concomitantemente ao processo de traducao

  • A sintese de proteinas ocorre em 5 etapas:

    1. Ativacao do aminoacido: formacao do aminoacil-tRNA

    2. Iniciacao: ligacao da subunidade pequena e do metionina-acil-

    tRNA no sitio AUG

    3. Elongacao: o polipeptideo nascente e elongado pela ligacao de 3. Elongacao: o polipeptideo nascente e elongado pela ligacao de

    novos aminoacidos

    4. Terminacao: a parada na sintese se da pelo encontro de um

    stop codon e o polipeptideo se desliga

    5. Enovelamento e processamento pos-transcricional do

    polipeptideo

  • http://www.youtube.com/watch?v=5bLEDd-PSTQ&feature=related

  • 1. Ativacao do aminoacido: formacao do aminoacil-tRNA

  • 2. Iniciacao: ligacao da subunidade

    pequena e do metionina-acil-

    tRNA no sitio AUG

  • Como os AUG de iniciao so diferenciados daqueles no meio da seqncia?

    Em bactrias: iniciao incorporar formil-Met Em eucariotos: iniciao incorporar Met no formilada

    Mas, Met-tRNA de iniciao diferente de met-tRNA de incorporao no meio do polipeptdio

    Alm disso, seqncias especficas de bases no mRNA ajudam o complexo de iniciao a identificar o codon AUG iniciador

    Em procariotos: seqncias Shine-Dalgarno

    Em eucariotos: seqncias Kozac(gcc)gccRccAUGG

  • Iniciao requer muitos co-fatores proticos

  • 2. Elongao: o polipeptideo nascente elongado

    pela ligacao de novos aminoacidos

    Novo aminocido chega associado a um fator protico de elongao

  • A ligao peptdica catalisada pelo rRNAA ligao peptdica catalisada pelo rRNA

  • 4. Terminacao: a parada na sintese se da pelo encontro de um stop codon e o

    polipeptideo se desliga

    Fator protico de terminao

  • Um nico mRNA pode ser traduzido por muitos ribossomos ao mesmo tempo: Polissomo

  • 5. Enovelamento e processamento pos-transcricional do polipeptideo

    Protenas podem sofrer muitas adies covalente ps-transcricionais:

    Fosforilao Metilao

    Acetilao

    Glicosilao

    Oxidao /Reduo de grupos SH

    Ubiquitinao

    ADP-ribosilao

  • Modificaes ps-transcricionais modulam a atividade de muitas protenas

Recommended

View more >