aula 10 vidros

Download Aula 10 Vidros

Post on 13-Aug-2015

66 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Materiais de Construo - II

Vidros:Inorgnico; Homogneo; Amorfo; Duravl:

O Vidro uma substncia inorgnica, homognea e amorfa, obtida atravs do resfriamento de uma massa em fuso.

Caractersticas / Qualidades:

Transparente ou Translcido; Inodoro; Isolante dieltrico; Resistente a impactos (suporta presses de 5.800 a10.800 Kg por cm2);

Fonte: Palcio de Cristal de Madrid

Resistente a corroso ; Reciclvel; Porosidade 0 (no absorvente);Fonte: Blindex Fonte: Rio Construtora

Materiais de Construo - II

Vidros:Composio qumica bsica do vidro:Slica sio : Matria prima bsica cuja funo de vitrificante Soda na2o : Introduzida na barilha e no sulfato de sdio, tem por finalidade baixar o ponto de fuso. Clcio cao : Introduzida atravs do calcrio e da dolomita, d estabilidade atmosfricos. Magnsio Mgo : Introduzida atravs da dolomita, transmite ao vidro resistncia para suportar, dentro de certos limites, mudanas bruscas de temperatura. Enriquece sua resistncia mecnica. Alumina A1203 : Colocada atravs do feldspato, o elemento que d mais resistncia mecnica. Cloreto de sdio, nitrato de sdio, e xido arsnico : afinantes. Sucata de vidro : empregada na proporo de 20 a 40%, auxilia a fuso.Fonte: Blindex Fonte: So Mateus Vidros

ao

vidro

contra

os

ataques

de

agentes

Os vidros coloridos so produzidos acrescentando-se composio corantes para atingir as diferentes cores como: Selnio (Se); xido de cobalto (azul); xido de ferro (verde); Outros.

Vidros:Vidros comuns:no haja restries indicadas pelas Normas Tcnicas.

Materiais de Construo - IIFonte: Abravidro

So utilizados em locais que no necessitem de alta qualidade tecnolgica desde que

Vidros Planos:

Fonte: Imabel Janelas

Vidros:Vidros Fantasia / Impressos:So fabricados pela impresso desejada atravs de um laminador que aplica as imagens na superfcie do vidro, ainda aquecido.

Materiais de Construo - II

Fonte: Pontual Vidros

Fonte: Blindex

Vidros:Vidros Fantasia / Impressos:So fabricados pela impresso desejada atravs de um laminador que aplica as imagens na superfcie do vidro, ainda aquecido.

Materiais de Construo - II

Fonte: Pontual Vidros

Fonte: Blindex

Vidros:Pisos e Blocos de Vidros:

Materiais de Construo - II

Fonte: Seven Glass Block

Vidros:Pisos e Blocos de Vidros:

Materiais de Construo - II

Fonte: Seven Glass Block

Vidros:Pisos e Blocos de Vidros:

Materiais de Construo - IIFonte: Pontual Vidros

Fonte: Seven Glass Block

Vidros:Pisos e Blocos de Vidros:

Materiais de Construo - II

Fonte: Seven Glass Block

Vidros:Pisos e Blocos de Vidros:

Materiais de Construo - II

Fonte: Seven Glass Block

Vidros:Vidros de Segurana: Aramados

Materiais de Construo - II

Fonte: Blindex

Composto de uma tela metlica em sua massa, o vidro SGG ARAMADO recomendado para aplicaes como guarda-corpos e coberturas, segundo a norma NBR 7199, pois oferece maior segurana em caso de quebra. Tambm recomendado para compartimentao de ambientes, porque, devido sua resistncia ao fogo, classifica-se como RE 60 segundo a norma NBR 14925

Fonte: Campus Vidros Fonte: Abravidro

Vidros:Vidro Float:

Materiais de Construo - II

O processo do vidro Float foi desenvolvido pela Pilkington em 1952 e padro mundial para a fabricao de vidro plano de alta qualidade.

O vidro fundido a aproximadamente 1000C, continuamente derramado num tanque de estanho liquefeito, quimicamente controlado. Ele flutua no estanho, espalhando-se uniformemente.

A espessura controlada pela velocidade da chapa de vidro que se solidifica medida que continua avanando. Aps o recozimento (resfriamento controlado), o processo termina com o vidro apresentando superfcies polidas e paralelas.

Fonte: Blindex

Vidros:Vidros de Segurana: Laminado

Materiais de Construo - II

Fonte: Cyber Glass

O vidro laminado produzido atravs da unio de duas ou mais placas de vidros, por meio de um elastmero - PVB (polivinil butiral) , EVA ou pelo Sentry Glas plus , um interlayer da famlia dos plsticos. Devido sua resistncia considerado um vidro de segurana, protegendo as pessoas e o patrimnio, de objetos lanados como pedras, madeiras etc. possibilitando que o ambiente onde o vidro laminado est instalado, continue fechado at a substituio da placa quebrada.Fonte: Abravidro

Vidros:Vidros de Segurana: Laminado

Materiais de Construo - II

Fonte: Blindex

O vidro laminado possui algumas caractersticas decisivas na escolha do material para o projeto: Vidro de Segurana (anti-vandalismo). Filtro de raios ultra-violeta - responsveis pela descolorao de moveis e objetos decorativos. Barreira acstica eficiente. Controle de irradiao solar e emisso de calor, se laminados com vidros refletivos e ou baixo emissivos(low-e).Fonte: Cyber Glass

Vidros:Vidros de Segurana: Temperadoresfriando-o em

Materiais de Construo - II O processo de tmpera consiste em elevar a temperatura do vidro at que este atinja temperatura aproximada aos 670C seguida rapidamente temperatura ambiente, formando assim tenes de trao e compresso em sua massa. Com este processo o vidro torna-se tencionado, promovendo um aumento na resistncia choques trmicos e mecnicos em sua face.Fonte: Cyber Glass

Fonte: Cyber Glass

Vantagens: Resistncia de 4 a 5 vezes mais resistentes que um vidro comum. Fragmentos pequenos e pouco cortantes em caso de quebras. Maior resistncia flexo e amplitudes trmicas, resistindo at 200C.Fonte: Cyber Glass Fonte: Abravidro

Vidros:Vidros Curvo:Fonte: Abravidro

Materiais de Construo - II

O processo de curvatura consiste em colocar o vidro float sobre um molde (matriz) de ao comum ou inoxidvel dentro de um carrinho. Em seguida, esse veculo entra embaixo do forno suspenso. Aps o encaixe da mquina ao carrinho, o vidro curvado a uma temperatura mdia de 650 graus, adquirindo a curvatura definida pelo molde por meio de gravidade. Em seguida, o vidro resfriado lentamente para evitar tenses internas. O tempo gasto no processo definido de acordo com a espessura e o raio de curvatura

Aplicao: No setor de arquitetura, os vidros podem ser curvados e laminados para acompanharem a fachada dos edifcios ou serem aplicados em guarda-corpos circulares. Podem, tambm, compor clarabias e coberturas. Independente da forma aFonte: Abravidro

ser fixado, o curvo aplicado em prdios normalmente laminado, para garantir a segurana.

Vidros:Vidros Antivandalismo:Fabricao O vidro antivandalismo um vidro multilaminado capaz de preservar ambientes contra ataques de pedras, marretas, entre outros. Apesar de ser um vidro multilaminado assim como o blindado, o antivandalismo se difere na composio e na aplicao indicada. composto por duas ou mais lminas de vidro intercaladas com polivinil butiral (PVB) ou resina. A composio, no entanto, pode variar de acordo com o fabricante. O multilaminado antivandalismo deve ser encaixilhado na instalao e pode ser feito com espessuras de at 60 mm.AplicaesFonte: Abravidro

Materiais de Construo - II

Fonte: Abravidro

Especialmente indicado para vitrinas de lojas de luxo, jaulas envidraadas para animais selvagens, cadeias, casas de cmbio, lojas de antiguidade, casas de armas, hospitais psiquitricos, relojoarias e joalherias.

Benefcios Desenvolvido para impedir ataques rpidos com pedras e armas brancas como faca, marreta, martelo e p-de-cabra em tentativas de roubos e deteriorao de ambientes.

Vidros:Vidros Anti-reflexo :Fonte: Abravidro

Materiais de Construo - II

O anti-reflexo fabricado no Brasil composto de micro texturas e possui capacidade de difuso de luz. O importado ganha uma pelcula invisvel, aplicada durante o processo de fabricao, para atenuar os reflexos de luz natural ou artificial.

Aplicaes Molduras de pinturas e fotografias; confeco de caixas de vidros para objeto de arte; joalherias; divisrias; vitrinas de lojas; museus; e zoolgicos.

Benefcios Elimina reflexos luminosos sem alterar a capacidade de transmisso de luz.

Fonte: Divinal vidros

Vidros:Vidros Autolimpante:Fabricao Para a produo do autolimpante, o float recebe uma pelcula com uma camada com partculas de dixido de titnio (TiO2). A camada de cobertura age de duas formas: na primeira, quebra as molculas orgnicas; e, na segunda, elimina a poeira inorgnica. A quebra das molculas orgnicas feita por meio do processo chamado fotocataltico. Os raios ultravioleta reagem com a cobertura de dixido de titnio do vidro autolimpante e desintegram as molculas base de carbono, eliminando totalmente a poeira orgnica. A segunda parte do processo acontece quando a chuva ou um jato dgua atingem o vidro. Como um produto hidroflico (que absorve bem a gua), ao invs de formar gotculas, como nos vidros normais, a gua se espalha igualmente por toda superfcie do vidro autolimpante, levando com ela toda a poeira. Em comparao com os vidros normais, a gua tambm seca muito mais rapidamente e no deixa aquelas tradicionais maFonte: Abravidro

Materiais de Construo - II

Fonte: Cebrace vidros

Vidros:Vidros Autolimpante:Benefcios Aproveita a fora dos raios UV e da gua da chuva para combater de forma eficiente a sujeira e os resduos que se acumulam no exterior da janela (marcas de gua, poluentes atmosfricos orgnicos, poeira, borrifos de gua do mar e resduos de insetos). O produto tambm trabalha a favor do meio ambiente, uma vez que evita para a utilizao a intensiva freqncia de de detergentes poluidores e contribui diminuir lavagens, gerando economia de tempo e dinheiro.Fonte: Abravidro

Materia