aula 10 - orÇamento pÚblico

Download Aula 10 - ORÇAMENTO PÚBLICO

Post on 23-Jun-2015

769 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama

AULA 10 ORAMENTO PBLICO3.2.5 Outras Classificaes Formao do Cdigo do Programa de Trabalho completo; De acordo com a estrutura utilizada pelo Governo Federal, elaborada com base no Sistema Integrado de Dados Oramentrios SIDORF, alm das classificaes estudadas at o momento, incorporam outras a fim de gerenciar em rede o processamento das informaes do ciclo oramentrio adotado pela Unio. 99.99.999.99.999.XXXX.9999.9999.9999.999.9.9999.9

Esfera Oramentria rgo UO Funo Subfuno Programa Ao Subttulo Idoc Fonte Iduso Natureza Id. Resultado Primrio A seguir comentaremos os itens classificatrios da estrutura acima ainda no abordados at o momento.

26

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama Esfera Oramentria: A esfera oramentria tem por finalidade identificar cada tipo de oramento, definido no artigo 165 da Constituio Federal, este campo no SIDOR composto de dois dgitos: XX e ser associado a ao oramentria da seguinte maneira: 10 Oramento Fiscal; 20 Oramento da Seguridade Social; 30 Oramento de Investimento. Identificador de uso - Iduso: o identificador de uso tem a finalidade de completar a informao concernente aplicao dos recurso e destina-se a indicar se os recursos compem contrapartida nacional de emprstimos ou de doaes ou a outras aplicaes, constando da lei oramentria e de seus crditos adicionais pelos seguintes dgitos, que antecedero o cdigo das fontes de recursos. 0 Recursos no destinados a contrapartida; 1 Contrapartida BIRD; 2 Contrapartida BID; 3 Outras Contrapartidas. Identificador de Operaes de crdito Idoc: O Idoc identifica a operao de crdito contratual a que se refere a ao, quando financiada mediante emprstimos de recursos com ou sem contrapartida de recursos da unio. O nmero do Idoc tambm ser usado nas aes de pagamento de amortizao, juros e encargos contratuais para identificar a operao de crdito a que se referem os pagamentos. Os gastos sero programados com o identificador de uso igual a 1, 2 ou 3, e o Idoc, com o nmero da respectiva operao de crdito. Quando os recursos no forem de contrapartida nem de operaes de crdito, o Idoc ser 9999. Identificador de Resultado Primrio: tem como finalidade auxiliar a apurao do resultado primrio constante da LDO, devendo constar no projeto de LOA e na respectiva lei em todos os grupos de natureza de despesa, identificando, de acordo com a metodologia das necessidades de financiamento, cujo demonstrativo constar em anexo LOA, as despesas de natureza: 0 financeira; 27

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama 1- primria obrigatria, ou seja, aquelas que constituem obrigaes constitucionais obrigatrias ou legais da Unio e constem da seo I do Anexo IV da LDO; 2 primria discricionria, consideradas aquelas no includas no anexo especfico citado no item anterior; 3 Outras Despesas Constantes do oramento de investimento que no impactam o resultado primrio.

4 - ESTGIOS DA DESPESA Apesar de haver certa divergncia quanto aos estgios da despesa, a doutrina majoritria entende que a legislao prev quatro estgios da despesa: fixao, empenho, liquidao e pagamento. Sendo estgios da execuo: empenho, liquidao e pagamento.

Fixao Estgios Execuo Empenho Liquidao Pagamento

4.1 - Fixao o valor total da despesa prevista na LOA e deve, em atendimento ao princpio do equilbrio, ser igual receita. Esse estgio da despesa registrado na contabilidade por meio do documento denominado nota de dotao ND, automaticamente pelo SIAF. A fixao no um estgio da execuo da despesa, somente aps a aprovao e publicao da LOA com seu conseqente registro no SIAF que se pode dar incio a execuo (empenho, liquidao e pagamento). 4.2 Empenho 28

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama O empenho ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigao de pagamento pendente ou no de implemento de condio (art. 58 da Lei 4320/64). O empenho o primeiro estgio da execuo da despesa, esse primeiro estgio realizado no SIAF utilizando o documento Nota de Empenho NE, que registra o comprometimento da despesa oramentria. Na NE constar o nome do credor, a especificao e importncia da despesa, bem como os demais dados necessrios ao controle da execuo e da programao financeira. O artigo 59, 3, da lei 4320/64, veda aos municpios a assuno de compromissos financeiros para execuo depois do trmino do mandato do prefeito. O empenho deve ser prvio, ou seja, antecede a realizao da despesa e est restrito aos crditos oramentrios, consignados na LOA ou em crditos adicionais. FIQUE LIGADO! No pode haver, em hiptese alguma, despesa sem prvio empenho.

A obrigatoriedade do empenho prvio assunto que causa bastante confuso, isto porque a lei 4320/64 prev que vedada a realizao de despesa sem prvio empenho, e em outra parte dispensa a emisso da nota de empenho, em casos especiais. Para tentar clarear as coisas precisamos distinguir o empenho da nota de empenho. Na verdade o empenho a apenas a autorizao da autoridade competente, por meio de uma assinatura, ordenando em nome do Estado, a assuno de uma obrigao. A nota de empenho um documento, que na Unio, se encontra no Sistema Integrado de Administrao Financeira do Governo Federal SIAF, que ser impresso aps o empenho da despesa. Resumindo, a nota de empenho a materializao do empenho. No caso do empenho terminantemente vedada sua dispensa, no caso da nota de empenho existe previso legal de dispensa de sua emisso em casos especiais como: Despesas relativas a pessoal e encargos; Contribuio para o PASEP;

29

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama Amortizao, juros e servios de emprstimos e financiamentos obtidos; Despesas relativas a consumo de gua, energia eltrica, utilizao de servios de telefone, postais e telgrafos e outros que vierem a ser definidos por atos normativos prprios; Despesas provenientes de transferncias por fora de mandamento das Constituies: Federal; Estaduais e de Lei Orgnicas de Municpios, e da execuo de convnios, acordos e ajustes, entre entidades de direito privado das quais faam parte como acionista.

Modalidade de Empenho: O empenho possui trs modalidades: Ordinrio, Estimativo e Global5. Empenho Ordinrio: para atender despesas cujo montante previamente conhecido e cujo pagamento ocorrer de uma s vez. a modalidade de empenho mais utilizada. Empenho Estimativo: utilizado para atender despesas cujo montante no se possa determinar e que possua base peridica no homognea. Exemplo: servio de gua, energia eltrica e telefone; gratificaes, dirias, etc. Empenho Global: para atender despesas com montante previamente conhecido, tais como as contratuais, mas que tero o pagamento parcelado. Exemplo: aluguis, salrios, proventos, contrato de prestao de servios por terceiros, etc. ATENO! Ser feito por estimativa o empenho cujo montante no se possa determinar, e permitido o empenho global: de despesas contratuais e outras sujeitas a parcelamento.

4.3 Liquidao Consiste na verificao do direito adquirido pelo credor, tendo por base os ttulos e documentos comprobatrios do respectivo crdito (art. 63, da Lei 4320/64). Essa verificao tem por fim apurar:5

O artigo 60, da lei 4320/64, estabelece as modalidades de empenho.

30

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama A origem e o objeto do que se deve pagar; A importncia exata a pagar; A quem se deve pagar a importncia para extinguir a obrigao. A liquidao o segundo estgio da execuo da despesa e se caracteriza pela entrega da obra, bens, materiais ou servios, objeto do contrato com o fornecedor, essa liquidao realizada formalmente no SIAF, atravs da Nota de Lanamento NL. O termo liquidao, na rea pblica, para representar as atividades de preparao de uma despesa para pagamento.

4.4 Pagamentos Segundo a lei de finanas6, o pagamento da despesa somente ser efetuado aps regularmente ordenado e liquidado. O pagamento a efetiva sada de numerrios da conta nica do tesouro nacional em favor do credor. A ordem de pagamento s poder ser exarada em documento processado pela contabilidade7. O pagamento o terceiro e ltimo estgio da execuo da despesa oramentria, caracterizando-se pela emisso, em favor do credor, de ordem de pagamento. No confunda ordem de pagamento com ordem bancria. A ordem de pagamento despacho exarado pela autoridade competente, determinando que a despesa seja paga, e ordem bancria o documento emitido atravs do SIAF, que transfere o recurso financeiro para a conta do credor.

Os estgios da despesa devem ser rigorosamente seguidos, no se permitindo inverter qualquer estgio. Assim a despesa dever ser fixada e autorizada na LOA, empenhada, liquidada e paga. ATENO! A Secretaria do Tesouro Nacional STN considera, durante o exerccio financeiro, a despesa pela sua liquidao, entretanto para fins de 5 - Suprimentos de Fundos encerramento do exerccio financeiro, toda a despesa empenhada e no 6 anulada at 31 Artigo 62, da Lei 4320/64. de dezembro, ser considerada despesa nas demonstraes 7 Pargrafocontbeis. nico, do artigo 64, da Lei 4320/64. 31

www.euvoupassar.com.br www.epicocursos.com Prof. Fernando Gama 5.1 - Conceito Os suprimentos de fundos, tambm conhecidos como adiantamentos, so utilizados para pagamento de despesas, em determinadas situaes excepcionais, que no podem aguardar o processo normal de realizao. Assim, em conformidade com o artigo 45, do decreto 93872/93, a concesso de suprimento de fundo caracteriza-se pela excepcionalidade j que, em regra, toda a despesa deve passar pelo processo normal, licitao, empenho, liquidao e pagamento. O suprimento de fundo consiste na entrega de numerrios a servidor pelo ordenador de despesa para a realizao de despesa, mediante empenho em dotao prpria8. ATENO! No existe despesa sem prvio empenho, mesmo no caso do adiantamento, a despesa deve ser empenhad

Recommended

View more >