Aula 1 morfologia vegetal

Download Aula 1 morfologia vegetal

Post on 23-Jul-2015

152 views

Category:

Education

0 download

TRANSCRIPT

  • Morfologia Vegetal

    Edimar Moreira

  • Avaliaes

    1 Bimestre2 Avaliaes: 7 pontos cada.Testes em sala: 4 Pontos.Relatrio de Prtica: 2 pontos.

    2 Bimestre2 Avaliaes: 6 pontos cada.Testes em sala + Relatrios: 4 Pontos.Seminrio: 4 pontos.

    3 Bimestre1 Avaliao 10 pontos.

  • Morfologia Vegetal

    Material para aula prtica.

  • Morfologia Vegetal

    Contedo:

    Clula Vegetal;Histologia Vegetal;Organografia Vegetal (raiz, caule, folha, flor, fruto e semente);Evoluo das plantas;Distribuio.

  • MORFOLOGIA VEGETAL

    Contedos:

    1. A clula vegetal:

    1.1 Definio;

    1.2 Forma;

    1.3 Composio;

    1.4 Estrutura;

    1.5 Diviso celular;

    1.6 Funes da clula vegetal.

  • Contedos:

    2. Tecidos vegetais:

    2.1 Estrutura;

    2.2 Forma;

    2.3 Composio;

    2.4 Funes.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    3. Tipos de tecidos vegetais:

    3.1 Formao;

    3.2 Revestimento;

    3.3 Sustentao;

    3.4 Conduo;

    3.5 Preenchimento.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.1 Raiz:

    4.1.1 Sistema radicular;

    4.1.2 Tipos;

    4.1.3 Funo e forma das razes.

    MORFOLOGIA VEGETALv

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.3 Caule:

    4.3.1 Tipos;

    4.3.2 Formas e funes do caule.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.4 Folhas:

    4.4.1 Tipos;

    4.4.2 Composio;

    4.4.3 Formas e funes das folhas.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.5 Flor:

    4.5.1 Tipos;

    4.5.2 Composio;

    4.5.3 Formas ;

    4.5.4 Funes da flor.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.6 Fruto:

    4.6.1 Tipos;

    4.6.2 Composio;

    4.6.3 Formas e funo dos frutos.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    4. Anatomia e morfologia vegetal:4.7. Semente:

    4.7.1 Tipos;

    4.7.2 Composio;

    4.7.3 Formas e funo das sementes.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    5. Sistemas de Absoro de Nutrientes:

    5.1. Sistema de absoro;

    5.2. Sistemas de conduo de seiva:

    5.2.1. Xilema;

    5.2.2. Floema.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    6. Fotossntese e Respirao:

    6.1. Reaes fotoqumica da fotossntese e darespirao;

    6.2. Fatores ambientais e da planta queafetam a fotossntese;

    6.3. Produtos qumicos da fotossntese;

    6.4. Uso eficiente da gua pelas plantas.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Contedos:

    7. Transpirao e Crescimento:

    6.1. Fatores ambientais e da planta queafetam a transpirao;

    6.2. Estmatos e suas influncias natranspirao;

    6.3. Resistncia estomtica;

    6.4. Fatores de crescimento.

    MORFOLOGIA VEGETAL

  • Taxonomia

    O que uma espcie?

  • Alguns conceitos de espcie

    1. Morfolgico

    2. Evolutivo

    3. Ecolgico

    4. Biolgico

  • Conceito morfolgico de espcie

  • Conceito morfolgico de espcie

    Espcies so conjuntos de

    indivduos que possuem as

    mesmas caractersticas

    morfolgicas em um nvel maior

    que outros conjuntos

    semelhantes

  • Conceito morfolgico de espcie

    Problemas:

    Espcies crpticasDimorfismo sexualPlasticidade fenotpica

  • Conceito morfolgico de espcie

    Espcies crpticas: Espcies crpticas so aquelas

    que, apesar de serem morfologicamente idnticas

    ou muito parecidas, constituem unidades

    evolutivas independentes, com isolamento

    reprodutivo total ou parcial.

  • Conceito morfolgico de espcie

    Dimorfismo sexual: considerado quandoh ocorrncia de indivduos do sexo

    masculino e feminino de uma espcie com

    caractersticas fsicas no sexuais

    marcadamente diferentes

  • Conceito morfolgico de espcie

    Plasticidade fenotpica: consiste nacapacidade dos organismos de alterar

    a sua fisiologia ou morfologia de

    acordo com as condies do

    ambiente.

  • Conceito evolutivo de espcie

    Espcies so linhagens (uma

    sequncia de populaes ancestrais e

    descendentes) que evolui

    separadamente de outras linhagens

    com seus prprios papis e

    tendncias evolutivas (Simpson,

    1961)

  • Conceito evolutivo de espcie

  • Conceito evolutivo de espcie

    Problema:

    Necessidade de conhecimento

    temporal

  • Conceito ecolgico de espcie

    Espcies so conjuntos de indivduos

    que ocupam uma zona adaptativa

    minimamente diferente de outros

    conjuntos semelhantes e que evoluem

    separadamente.

  • Conceito ecolgico de espcie

    Problemas:

    Necessidade do fator temporalNecessita ainda de uma definioadicional do que seriam zonasadaptativas

  • Conceito biolgico de espcie

    Espcies so grupos de indivduos que se

    intercruzam e que so reprodutivamente

    isolados de outros grupos semelhantes.

  • Conceito biolgico de espcie

    Problemas:

    Necessidade de muitos conhecimentosde Biologia

    Aplicao restrita a organismos de fertilizao cruzada.

  • Qual a diferena entre as duas plantas?

    Zea Mays L.Malus domestica Borkh.

  • Seres vivos!

    DIVERSIDADE!

    Vantagens!!!

    Desvantagens???

  • Diversidade

    Desde remotos tempos o homem percebeu as diferenas entre os seres vivos.

  • Diversidade

    Se torna necessrio nomear, agrupar,classificar, descrever os seres vivos.

    Classificar: Agrupar coisas de acordo com suas diferenas e semelhanas.

    TAXONOMIA!

  • Taxonomia

    A Taxonomia (do latim taxon - grupo enomos - normas) a cincia responsvelpor nomear, descrever e classificar osseres vivos.

    Conhecimento; Facilita a comunicao; Uniformiza os nomes; Padronizao.

  • Taxonomia

    Carlos Lineu (1707 1778) foi um dosprimeiros pesquisadores a propor umsistema de classificao natural.

    Carl von Linn

  • Taxonomia Em 1758, no seu Systema Naturae,

    dividiu os seres vivos conhecidos,subdividindo cada grupo at asespcies.

  • Taxonomia

    Espcie: Consistem em grupos depopulaes que compartilhamcaracterstica que as define, podem cruzarumas com as outras, produzindodescendentes frteis, sendo a unidadefundamental da evoluo.

    Regras para a nomenclatura dos seresvivos.

    CLASSIFICAO BINOMIAL DE LINEU

  • Taxonomia

  • Reino

    Subreino

    Superfilo

    Filo

    Subfilo

    Superclasse

    Classe

    Subclasse

    Superordem

    Ordem

    SubOrdem

    Superfamlia

    Famlia

    Subfamlia

    Supergnero

    Gnero

    Subgnero

    Espcie

    Subespcie

    Tribo

    ...

    Taxonomia

  • PRINCIPAIS GRUPOS VEGETAIS

    - Algas

    Criptgamas Brifitas

    Pteridfitas

    Fanergamas: Gimnosperma

    Angiosperma

  • CRIPTGAMAS

    Criptgamas (Cripto Escondidos; Gama casamento)

    No possuem flor, frutos ou sementes

    Dependem da gua para fecundao

  • BRIFITAS

    O incio da conquista do ambienteterrestre;

    So representadas pelos musgos,hepticas e antceros

    Vivem em lugares midos esombreados

    Desprovidos de vascularizao

    Muito pequenas (poucos centmetros)

  • PTERIDFITAS

    Vivem em ambientes terrestresmidos e sombreados;

    So representadas pelas avencas esamambaias;

    No forma flor, fruto e semente;

    Traquefitas - Vascularizaoprimitiva;

    Podem chegar a ter vrios metros.

  • Fanergamas (Fneros Expostos Gamos Casamento)

  • GIMNOSPERMAS

    Gimnospermas (gimnos nu; sperma semente);

    Possuem raiz, caule, folha, flor e semente;

    So vasculares;

    So muito comuns em climas frios;

    Suas flores so chamadas de estrbilos (Ex. pinha) e sounissexuados (Diicas);

    Representante Pinheiros e ciprestes;

    Polinizao pelo vento (elica).

  • ANGIOSPERMA

    Angiospermas (Angeion Vaso; sperma semente)

    Possuem raiz, caule, folha, flor, fruto e sementes

    So vasculares

    Existem espcies parasitas (sem clorofila Ex. Cip chumbo)

    Geralmente com sexos separados ( Diicas).

    So divididas em Monocotiledneas e Dicotiledneas

  • Monocotiledneas Dicotiledneas.

    SEMENTE Um cotildone Dois cotildones

    RAIZ Fasciculada (cabeleira) sem principal

    Axial Raiz Principal

    FOLHA Longa e nervuras paralelas

    Largas e com nervuras semelhante a uma pena

    VERTICLIOS FLORAIS Trs ou mltiplos Quatro ou cinco

    XILEMA E FLOEMA Dispostos em feixes Dispostos em anis

    CRESCIMENTO SECUNDRIO

    Geralmente ausente Geralmente presente

    EXEMPLO Banana, palmeira, milho, gramnias e

    orqudeas.

    Laranja, caf, mamo, leguminosas.