aula 1 - mba estratégico de marketing digital universidade veiga de almeida - cibercultura/...

Download Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida - Cibercultura/ 24/05/2014

Post on 13-Nov-2014

330 views

Category:

Internet

14 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida - Cibercultura/ 24/05/2014. Iniciação à cultura da internet; um pouco de história; primeiras noções de marketing digital.

TRANSCRIPT

  • 1. Elis Monteiro Cibercultura. Cultura ciber.

2. Jornalista especializada em tecnologia e Mdias Digitais Gerente de Mdias Digitais do Sesc Colunista de tecnologia Professora de Mdias - FGV e in Company Me do Gui Editora Blog Digital etc Quem sou eu? Tricolor 3. Parte 1: um mundo novo 4. Voc Nova Humanidade Numa galxia distante... 5. Um em cada quatro moradores do Planeta Terra usa redes sociais. So, hoje, 1,47 bilho. Este ano sero 1.73 bilho Em 2017, 2,55 bilhes de pessoas no mundo 6. 2012 - 2 bilhes online 2020: 5 bilhes conectados 7. Novos pensadores O mundo social est transformando a forma como criamos riqueza, trabalhamos, como aprendemos, brincamos, criamos nossos filhos e, provavelmente, a forma como pensamos. Don Tapscott 8. Manuel Castells "Se queremos trabalhar para ganhar dinheiro, para consumir, porque acreditamos que atravs da compra de um carro novo ou uma TV nova ou um apartamento maior, vamos estar mais felizes. Esta uma forma particular de cultura. As pessoas esto invertendo a noo: o que importante em sua vida no pode ser comprado, na maioria dos casos, mas eles no tm a escolha porque j esto presos em uma mquina. O que acontece quando a mquina no est funcionando mais? As pessoas dizem: 'bem, eu sou realmente estpido. Estou correndo atrs todo esse tempo atrs de algo que no faz sentido." 9. Alguns nem tanto... 10. Novos mapas 11. 85 milhes de internautas Este ano, 80% dos domiclios tero acesso internet 70 milhes de brasileiros so internautas "ativos" No Brasil 12. Uma mudana tecnolgica que no engloba apenas tecnologia, mas a mudana da placa-me da Humanidade, que mexe com o ponto- chave da espcie humana, que a capacidade de aprender. Tal placa- me trabalhava apenas com o impresso e agora vai para caminho digital Carlos Nepomuceno Doutor em Cincia da Informao Autor de Gesto 3.0 Pandemia 13. Tecnologias exponenciais 14. Uma rede global Genrica Personalizada 15. n Comunicao da massa n Muitos para muitos Redes horizontais de comunicao interativa n Autonomia do ator social individual ou coletivo n Produo de mensagens n Compartilhamento da experincia n Movimentos sociais - indivduos motivados pela esperana Redes de indignao e esperana, Manuel Castells 16. E QUE TAL ISSO? 17. Diminuio do poder dos mediadores institucionais Megafones Novos agentes de comunicao A descrena DAimprensa Redes sociais como ferramentas cidads A descrena NA imprensa 18. Novas ferramentas Mais informao Novas profisses UMA NOVA COMUNICAO Novas oportunidades Sociedade em rede Uma revoluo 19. PRIMAVERA RABE 20. Crise econmica na Espanha 21. Occupy Wall Street 22. #revoltadovinagre 23. A vez da voz 24. Personalidade do ano de 2011: o manifestante Isto recente 25. Em outubro de 2011, uma rede global de movimentos Occupy, sob a bandeira Unidos pela Mudana Global, mobilizou centenas de milhares de pessoas em 951cidades de 82 pases. Pedidos: JUSTIA SOCIAL DEMOCRACIA REAL 26. Emissor Emissor Receptor Receptores Receptor Mdia Pblica!!!= Receptor (rdio) Telespectador (TV) Receptor (internet) Receptor Emissor (Redes sociais) Novas interaes 27. Todos querem ter Voz Mais opinio Busca-se Relevncia E Referncia 28. E compartilha 29. (isso tambm) 30. Tweet Atualizao de status Post em blog Redes de e-mails ComunidadesGrupos Onde se d? 31. A evoluo da comunicao 32. Um pra um Pr-histria: na base do tacape 33. Um para muitos Pr-histria: pintura rupestre Hieroglifos egpcios Inveno do sistema de escrita 34. De algum especial Sculo XV - imprensa Para quem nada sabia 35. Sculo XIX - Rdio 36. Novas ferramentas Sculo XX - telex Sculo XX - fax Sculo XIX - telefone 37. EMISSOR --> RECEPTOR SCULO XX - TV 38. Nada comeou assim, do nada 39. Internet = anestsico? Gim, TV e o excedente cognitivo 1720 - Londres estava ocupada ficando bbada Por qu? 1) Novos estresses causados pela industrializao 2) Recm-chegados da zona rural em busca de trabalho 3) Gim - mais barato que o vinho 4) Pessoas amontoadas nas primeiras dcadas da era industrial, criando um fenmeno urbano 40. A reao do governo? O Parlamento atacou o Gim De 1720 em diante, surge uma srie de leis visando a combater sua venda e seu consumo O problema, no entanto, no era o Gim nem seu consumo, mas a necessidade de mudanas dramticas e a inadaptabilidade de antigos modelos numa nova sociedade Comeam a surgir partidos polticos, grupos de auto-ajuda e novas estruturas sociais DEU 4 3 2 1 41. No ps-guerra: Esvaziamento das populaes rurais Crescimento urbano Maior densidade suburbana Crescente nvel educacional entre todas as faixas demogrficas O que houve? Aumento do PIB Nvel educacional aumenta Maior expectativa de vida Populao passa a trabalhar menos e viver mais Resultado? Quando? 1 2 3 4 1 2 3 4 42. TV o novo gim Algum nascido em 1960 viu algo em torno de 50 mil horas de TV e pode ver mais outras 30 mil antes de morrer 43. TV Internet 44. Online = offline A antiga viso da rede como um espao separado, um ciberespao desvinculado do mundo real, foi um acaso na histria. Na poca em que a populao online era pequena, a maioria das pessoas que voc conhecia na vida diria no fazia parte dela. Agora que computadores e telefones cada vez mais computadorizados foram amplamente adotados, toda a noo de ciberespao est comeando a desaparecer. Nossas ferramentas de mdia social no so uma alternativa para a vida real, so parte dela. E tornam-se cada vez mais organizadores de eventos no mundo fsico. Clay Shirky A Cultura da Participao 45. Parte 2: um pouco de histria 46. As BBSs Bulletin board system (BBS): software permitia ligao (conexo) via telefone a um sistema atravs de um computador. Interao com outras pessoas via internet Estas foram as primeiras redes sociais 47. O pai da WWW 48. IRCs Todo mundo na mesma tela, usando canais diferentes Comunicao internacional Via linha discada. E lerda... 49. A Web Nasceu em 1990 - Alguns afortunados brasileiros j usavam a internet para se comunicar. J existia e-mail e BBSs. Sir Tim Berners-Lee, pai da Web, apresentava a primeira homepage ECO 92, conferncia ecolgica que foi o primeiro experimento de uso da internet para grande pblico 50. Os primeiros browsers Mosaic 51. A internet comercial 52. 1996: o ICQ 53. 1998: o marco 54. E nascem os blogs Logo depois nascia a Pyra Labs, criadora do Blogger. Seu pai era Evan Williams, um dos criadores do Twitter O termo "weblog" foi criado por um cabeludo chamado Jorn Barger em 17 de dezembro de 1997 A abreviao blog foi criada por Peter Merholz, que desmembrou a palavra weblog para formar a frase we blog (ns blogamos) na barra lateral do blog Peterme.com (maio de 1999) 55. Blogs para o povo Cria da Pyra Labs. Seu pai: Evan Williams, um dos criadores do Twitter Ev Williams Em 2002, nascia a primeira rede social como as de hoje: Friendster Jonathan Abrams 56. Salas de chat As primeiras redes sociais? 57. Redes de fotos MULTIPLY FOTOLOG 58. Bate-papo 59. OrkutFoco em comunidades; Conversas de um para um; Era uma rede social restrita, sem conversaes em grupo; Scrapbook 60. 2003 2004 2006 2007 2008 2009 2010 2010 2013 2013 2013 2011 2005 2014? 2004 2007 2009 A evoluo da conversa 61. Facebook: a rede social Fan page x perfil 62. Abas = pginas 63. Abas navegveis 64. Aplicativos 65. E agora? 66. Novas oportunidades CONTEDO A PALAVRA! PERFORMANCE A MEDIDA MARKETING ONE TO ONE ENGAJAMENTO EM VEZ DE DIVULGAO 67. Redes verticais 68. Outras tendncias As buscas se adaptam aos usurios; as preferncias ditam a navegao; As buscas passam a usar Web Semntica (personalizao de resultados); O marketing domina as suas buscas; O que voc encontra no necessariamente aquilo que voc quer, mas aquilo que quem manipula as buscas acha que voc tem de querer; Preste ateno na sua navegao; GoogleZon =) 69. Quase isso Epic 70. Blogs? Podcasts? Vdeos? 71. Marcas e redes sociais 72. Parte 3: Cibercultura tambm cultura Vdeo do TAS 73. Memes/Virais todos esto vendo memes e virais 74. O que so? Meme: unidade de evoluo cultural que pode de alguma forma se propagar Viral: um vdeo, texto ou qualquer outro tipo de ideia ou arquivo que adquire um alto poder de circulao na internet, alcanando grande popularidade, configurando-se como um fenmeno. Sem sofrer mutaes. Quando sofre mutaes ... um meme 75. UI, NO ENTENDERAM NADA! 76. O viral 77. Case: Coca Cola 78. Que deselegante! 79. Case: Cala boca, Galvo! 80. O final apotetico 81. Onde nascem? 82. A nova comunicao Integrada Multiplataformas Multimdia Mais humana Mais dedicada 83. Conceito Para Pierre Lvy, cibercultura reflete a universalidade sem totalidade, algo novo se comparado aos tempos da oralidade primria e da escrita. universal porque promove a interconexo generalizada, mas comporta a diversidade de sentidos, dissolvendo a totalidade. A interconexo mundial de computadores forma a grande rede, na qual cada n fonte de heterogeneidade e diversidade de assuntos, abordagens e discusses, ambos em permanente renovao. A cibercultura um movimento que oferece novas formas de comunicao; preciso navegar neste mundo de transformaes radicais. A cibercultura a herdeira legtima da filosofia das Luzes e difunde valores como fraternidade, igualdade e liberdade. A rede , antes de tudo, um instrumento de comunicao entre indivduos, um lugar virtual no qual as comunidades ajudam seus membros a aprender o que querem saber. 84. Cibercultura e sucesso 1Usar o humor 2Mexer com o ego das pessoas 3Ser incrivelmente til 4Causar controvrsia 5Criar um Meme 6Ser dramtico 7Ser provocativo 8Buscar um sorriso 9Cativar relacionamento emocional - causas 85. Diminui a filtragem entre autores e consumidores de informao Outro homem 86. 1. A CULTURA DO AMADOR 2. A CULTURA DOS MANIFESTOS 3. A CULTURA DA REVOLTA 4. A CULTURA GAMMER 5. A CULTURA DO NICHO 6. A CULTURA DA COLABORAO 7. A