aula 06 oab xx processo civil estrat‰gia

Download AULA 06 OAB XX PROCESSO CIVIL ESTRAT‰GIA

Post on 20-Jan-2017

359 views

Category:

Law

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Aula 06

    Direito Processual Civil p/ XX Exame de Ordem - OAB

    Professores: Equipe Gabriel Borges, Gabriel Borges

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 06

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 2 de 76

    DIREITO PROCESSUAL CIVIL PARA OAB

    SUMRIO PGINA

    1. Captulo VII: Dos Atos Processuais. 02

    2. Resumo 40

    3. Questes comentadas 41

    4. Lista das questes apresentadas 68

    5. Gabarito 76

    CAPTULO VII: DOS ATOS PROCESSUAIS

    Ato, de modo geral, e sem alongamento na realidade processual,

    refere-se a uma ao, a algo que est sendo feito ou pode ser feito

    por uma pessoa. Transpondo a premissa para a realidade da cincia

    jurdica, podemos definir o ato processual como o comportamento

    das partes, do magistrado e de todos os auxiliares da justia no

    sentido de criar, de modificar ou de extinguir um direito dentro do

    outro. (Montenegro Filho, Misael. Curso de Direito Processual Civil,

    v1)

    Assim, so atos processuais aqueles que podem criar, modificar ou extinguir

    direitos no curso do processo, procedentes das partes, dos agentes da jurisdio, ou, at

    mesmo, de terceiros.

    Praticam atos processuais as partes, o juiz, os auxiliares. So eles que iniciam,

    desenvolvem e encerram o processo.

    No so esses atos, contudo, os nicos a produzirem efeitos processuais.

    Temos aqui uma primeira distino, entre atos processuais, que so fruto de

    ao destinada a produzir efeitos no processo (a petio inicial e a sentena so

    Aula 06: DOS ATOS PROCESSUAIS.

    87496878910

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 06

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 3 de 76

    exemplos de atos processuais) e fatos processuais, decorrentes de eventos que

    acabam por produzir efeitos no processo, ainda que de maneira no intencional (a morte

    da parte e o decurso do tempo so exemplos de fatos processuais). Assim, tanto os atos

    como os fatos processuais influenciam o processo, contudo os atos decorrem da

    manifestao do ser humano e os fatos independem da vontade da pessoa humana.

    No se fala em atos processuais quando praticados fora do processo, nem so

    todos os praticados dentro dele classificados como atos processuais.

    1. CLASSIFICAO DOS ATOS PROCESSUAIS

    Podem ser classificados de duas formas:

    1. OBJETIVA (relativa ao objeto), os atos podero ser:

    a) de iniciativa: pretendem iniciar a relao processual petio inicial.

    b) de desenvolvimento: pretendem movimentar o processo. So os atos de

    instruo provas e alegaes e de ordenao impulso, formao, direo.

    c) de concluso: so os decisrios do juiz ou dispositivos das partes a

    desistncia, a renncia, a sentena.

    2. SUBJETIVA (relativa s pessoas). Classificao adotada pelo CPC/2015.

    a) Atos das partes (autor e ru):

    Art. 200. Os atos das partes consistentes em declaraes unilaterais ou bilaterais

    de vontade produzem imediatamente a constituio, modificao ou extino de direitos

    processuais.

    So praticados pelas prprias partes ou pelos seus advogados, de modo

    excepcional. Produzem efeitos imediatos, em geral, e em alguns casos necessitam de

    homologao para externalizar seus efeitos.

    Exemplo: A desistncia da ao s produzir efeitos aps homologao judicial

    (Pargrafo nico, art. 200 do NCPC).

    b) Atos do juiz:

    87496878910

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 06

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 4 de 76

    Classificam-se como atos do juiz: a sentena, o despacho, as decises

    interlocutrias.

    c) Atos dos auxiliares da justia:

    Podemos destacar o escrivo ou chefe de secretria como a espcie, do gnero

    auxiliares da justia, mais importante, pois responsabiliza-se pela guarda dos autos e

    cumprimento das ordens do magistrado, como a expedio de mandados judiciais. Seus

    atos podem ser classificados em atos de documentao e de comunicao.

    OBJETIVA (objeto) Iniciativa, desenvolvimento, concluso.

    SUBJETIVA (pessoas) Das partes, do juiz, dos auxiliares da justia.

    A inobservncia dos prazos estabelecidos no CPC para o cumprimento dos atos do escrivo, no acarretar penalidades processuais ao auxiliar. No entanto, o escrivo poder ser punido administrativamente ou ter que reparar a parte que se sente prejudicada por perdas e danos.

    2. FORMA DOS ATOS PROCESSUAIS

    O CPC prev o modo como devem ser praticados os atos. Quando h a exigncia

    de que cumpram forma especfica como condio de validade, falamos dos atos solenes.

    Quando no se exige uma forma pr-determinada para cumpri-los, falamos em atos no

    solenes.

    Mas, reparem que o legislador tratou de combater o formalismo excessivo, como

    apontam os seguintes artigos:

    Art. 188. Os atos e os termos processuais independem de forma determinada,

    salvo quando a lei expressamente a exigir, considerando-se vlidos os que, realizados de

    outro modo, lhe preencham a finalidade essencial.

    Art. 277. Quando a lei prescrever determinada forma, o juiz considerar vlido o

    ato se, realizado de outro modo, lhe alcanar a finalidade.

    Ou ainda:

    87496878910

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 06

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 5 de 76

    Art. 283. O erro de forma do processo acarreta unicamente a anulao dos atos

    que no possam ser aproveitados, devendo ser praticados os que forem necessrios a

    fim de se observarem as prescries legais.

    Pargrafo nico. Dar-se- o aproveitamento dos atos praticados desde que no

    resulte prejuzo defesa de qualquer parte.

    Vimos que no CPC vale o entendimento de que a forma relevante, mas seu

    descumprimento no deve invalidar o ato, a menos que haja expressa previso legal. O

    contedo do ato mais importante do que a forma.

    Contempla, assim, o princpio da instrumentalidade da forma, bem como o

    princpio da liberdade dos atos processuais.

    (TRT 5 Regio/Adaptada) correto afirmar que os atos e termos processuais no dependem de forma determinada seno quando a lei expressamente a exigir, tendo-se por vlidos aqueles que, realizados de modo diverso, lhe preencham a finalidade essencial.

    Gabarito: (a) Certo.

    Linguagem dos Atos Processuais

    O ato jurdico exteriorizado por linguagem oral ou escrita. O ato oral precisa ser reduzido a termo pelo chefe de secretaria.

    O documento em lngua estrangeira deve ser acompanhado por traduo, realizada por tradutor juramentado ou indicado pelo juiz. Para os atos orais em lngua estrangeira, faz-se necessrio um intrprete. O mesmo valer linguagem mmica dos surdos-mudos, Lngua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

    Art. 192. Em todos os atos e termos do processo obrigatrio o uso da lngua portuguesa.

    Pargrafo nico. O documento redigido em lngua estrangeira somente poder ser juntado aos autos quando acompanhado de verso para a lngua portuguesa tramitada por via diplomtica ou pela autoridade central, ou firmada por tradutor juramentado.

    87496878910

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 06

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 6 de 76

    2.1 DA PRTICA ELETRNICA DE ATOS PROCESSUAIS

    A regra no processo civil brasileiro o registro escrito dos atos e termos do

    processo, formando autos ou caderno processual. O processo eletrnico tambm est a

    cada dia mais presente nos procedimentos do Judicirio.

    Os atos processuais podem ser total ou parcialmente digitais, de forma a permitir

    que sejam produzidos, comunicados, armazenados e validados por meio eletrnico, na

    forma da lei. A forma eletrnica tambm se aplica, no que for cabvel, prtica de atos

    notariais e de registro.

    Os sistemas de automao processual devem respeitar a publicidade dos atos, o

    acesso e a participao das partes e de seus procuradores, inclusive nas audincias e

    sesses de julgamento, observadas as garantias da disponibilidade, independncia da

    plataforma computacional, acessibilidade e interoperabilidade dos sistemas, servios,