aula 02 oab xx processo civil estrat‰gia

Download AULA 02 OAB XX PROCESSO CIVIL ESTRAT‰GIA

Post on 20-Jan-2017

346 views

Category:

Law

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Aula 02

    Direito Processual Civil p/ XX Exame de Ordem - OAB

    Professores: Equipe Gabriel Borges, Gabriel Borges

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 02

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 2 de 75

    DIREITO PROCESSUAL CIVIL P/ OAB

    AULA 02: COMPETNCIA: CONCEITO, FORMAS, LIMITES E MODIFICAES DA COMPETNCIA.

    SUMRIO PGINA

    1. Captulo III:

    Competncia: em razo do valor e da matria; competncia funcional e territorial; modificaes de competncia e declarao de incompetncia.

    1. Fixao da competncia

    2. Modificao de competncia

    2.1. Pela inrcia do ru

    3. Classificao

    3.1. Distino entre competncia absoluta e competncia relativa.

    3.2. Em razo da matria

    3.3. Em razo do valor da causa

    3.3.1. Lei 12.153/2009

    3.4. Competncia territorial

    3.5. Competncia funcional

    4. Conflito de competncias

    5. Competncia Internacional

    5.1. Competncia exclusiva (prevista no art. 89)

    5.2. Competncia concorrente (prevista no art. 88)

    6. Declarao de incompetncia

    6.1. Dever de declarao

    7. Perpetuatio jurisdictionis (perpetuao da jurisdio)

    8. Temas de competncia da justia federal

    02

    3. Resumo 44

    4. Questes comentadas 46

    90568707508

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 02

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 3 de 75

    5. Lista das questes apresentadas 69

    6. Gabarito 75

    CAPTULO III: DA COMPETNCIA.

    As regras da competncia esto presentes na Constituio Federal (arts. 92 e

    seguintes), no CPC (arts. 86 e seguintes), em legislao esparsa, no regimento interno

    dos tribunais e nos cdigos de organizao judiciria. Essas normas dizem qual o rgo

    competente para receber cada ao, de acordo com a natureza jurdica, a matria e as

    pessoas que participam da demanda.

    Competncia a frao delegada de jurisdio a um rgo ou conjunto de

    rgos. A despeito de esse conceito dividir a jurisdio, no plano real, ela una e

    indivisvel. Ela tambm entendida de outra forma, quando integra o Poder Judicirio: o

    juiz investido da funo jurisdicional; desse modo, onde houver rgo jurisdicional

    haver jurisdio. Mas, h limitaes a essa amplitude de atuao, e essa limitao a

    competncia. Se um rgo incompetente, no quer dizer que ele perdeu a jurisdio,

    mas sim que teve a sua atuao limitada.

    1. FIXAO DA COMPETNCIA

    Uma vez determinada a competncia, em regra, no h possibilidade de alterao

    do juzo. Haveria enorme dificuldade, por exemplo, em ter uma ao proposta na

    Comarca de Belo Horizonte, que fosse encaminhada a Goinia e depois a So Paulo. Se

    no houvesse a regra de fixao, os indivduos estariam sujeitos a tal instabilidade.

    Dvida: Quando ocorre a fixao? Determina-se a competncia no momento do

    registro ou da distribuio da petio inicial (art. 43 do CPC/2015). Uma vez determinada

    a competncia, em regra, no h possibilidade de alterao do juzo, sendo irrelevantes

    as modificaes do estado de fato ou de direito ocorridas posteriormente, salvo

    quando suprimirem rgo judicirio ou alterarem a competncia absoluta.

    90568707508

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 02

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 4 de 75

    (continuao do art. 43). O artigo 43 define o momento da perpetuatio jurisdictionis, ou

    seja, o instante em que ocorre a fixao da competncia e a impossibilidade de sua

    alterao posterior, ressalvado a supresso do rgo jurisdicional ou alterao de

    competncia absoluta. Observem que o referido artigo determinou para a fixao da

    perpetuatio jurisdictionis o registro ou a distribuio da petio inicial.

    Neste ponto, o CPC/2015 inovou em relao ao cdigo de 1973.

    No CPC/1973 (art. 87), considerava-se o momento da propositura da ao como

    o de fixao da competncia. Agora, no CPC/2015, o momento do registro ou da

    distribuio da petio inicial. Ser considerado o momento da distribuio para a fixao

    da competncia nas comarcas onde houver mais de uma vara especializada na mesma

    matria.

    Inova, tambm, o cdigo de 2015 ao definir o momento de preveno do juzo.

    Vale relembrar que a preveno aquele instituto que torna o juzo competente para

    julgar determinada causa e as que sejam conexas a ela, de tal modo que se houver

    desistncia da ao num momento e sua re-proposio no futuro, o juzo prevento dever

    continuar a apreci-la. Percebam, pois, que esse instituto se conecta ao princpio do juiz

    natural, uma vez que impede a modificao de rgos judicirios por uma manobra da

    parte nesse caso, desistir da ao, para prop-la em momento diferente, perante novo

    juzo.

    No cdigo de 1973 os momentos de fixao da competncia e de preveno do

    juzo eram distintos considerava-se prevento aquele que despachou em primeiro lugar

    (art. 106/CPC-1973) , enquanto no cdigo de 2015, tanto a fixao quanto a

    preveno ocorrem no mesmo momento: no registro ou na distribuio.

    Art. 59. O registro ou a distribuio da petio inicial torna prevento o juzo.

    Assim o registro ou a distribuio fixam a competncia e tornam prevento o juzo.

    Um mesmo fato que gera a fixao e a preveno.

    Outro ponto que devemos reforar de que so irrelevantes as modificaes do

    estado de fato ou de direito ocorridas posteriormente, salvo quando suprimirem rgo

    judicirio ou alterarem a competncia absoluta.

    90568707508

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 02

    Prof. Gabriel Borges www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 5 de 75

    Exemplo: Contra Alice, residente em So Paulo, foi proposta ao de cobrana. A

    ao de cobrana deve ser proposta no domiclio do ru.

    Alice, cansada da intensa movimentao de So Paulo, resolve mudar-se para

    Feira de Santana (BA) e leva consigo toda a atividade de seu escritrio. Mas, ainda que a

    residncia da r tenha sido alterada, a lide j estava estabilizada e a mudana no leva

    nenhum efeito ao processo. Somente em situaes excepcionais poder ser alterada a

    competncia: so os casos de modificao de competncia.

    2. MODIFICAO DE COMPETNCIA

    Quando ocorre a modificao de competncia, o julgamento do processo

    realizado por juzo diverso do que previu, a princpio, a lei. A modificao ocorre nos

    casos de competncia relativa. Tambm admitida em razo da continncia ou da

    conexo.

    A competncia determinada em razo da matria, da pessoa ou da funo

    inderrogvel por conveno das partes.

    As partes podem modificar a competncia em razo do valor e do territrio,

    elegendo foro onde ser proposta ao oriunda de direitos e obrigaes.

    A eleio de foro s produz efeito quando constar de instrumento escrito e aludir

    expressamente a determinado negcio jurdico. Alm disso, o CPC/2015 expressamente

    prev que o foro contratual obriga os herdeiros e sucessores das partes. Contudo, antes

    da citao, a clusula de eleio de foro, se abusiva, pode ser reputada ineficaz de ofcio

    pelo juiz, que determinar a remessa dos autos ao juzo do foro de domiclio do ru. O

    legislador quis com essa previso de restrio eleio abusiva de foro que fossem

    preservados os princpios da dignidade da justia e da isonomia, uma vez que impede o

    peso excessivo de um foro eleito a alguma das partes. Depois de citado, incumbe ao ru

    alegar a abusividade da clusula de eleio de foro na contestao, sob pena de

    precluso.

    Conexo e continncia

    90568707508

  • Direito Processual Civil Teoria e Exerccios comentados

    Prof. Gabriel Borges Aula 02

    Prof. Gabriel Borges