atualidade brasil - populacao brasileira - blog do prof. marco aurelio gondim -...

Download Atualidade Brasil - Populacao brasileira - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blogspot.com

Post on 26-Jan-2015

3.681 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Atualidade Brasil - Populacao brasileira - Blog do Prof. Marco Aurelio Gondim - www.mgondim.blogspot.com

TRANSCRIPT

  • 1. GEOGRAFIA DO BRASIL ATUALIDADES POPULAO BRASILEIRA Prof. Marco Aurlio Gondim www.gondim.net 1

2. QUADRO COMPARATIVO 1872 - 2010 51,6% - 48,4% 49% - 51% Rural 90% - Urbana 10% 1,2 habitante por km2 Populao: 9.930.478 70 anos ou mais: 3,4% Mdia: 25 anos Proporo tnica Branca: 38% Parda: 38,3% Preta: 19,7% Caboclos: 4%Rural 15% - Urbana 85% 22,4 habitante por km2 Populao: 190.755.799 70 anos ou mais: 4,8% Mdia: 32 anos Proporo tnica Branca: 47,7% Parda: 43,1% Preta: 7,6% Amarela: 1,1% Indgena: 0,4%2 3. HISTRICO POPULACIONAL Escravos em 1872: 18% (abolio em 1888) Estrangeiros em 1920: 5,1% da populao 1970: a populao urbana ultrapassou a rural 1872 2010: a populao cresceu 20 vezes 3 4. HISTRICO POPULACIONAL Analfabetismo 1970: 33,6% 2010: 9,6% Aumento das mortes violentas 1930: 2,6% 2000: 12,5% Domiclios com TV 1970: 24% 2009: 96% Sistema de esgoto (cidades) 1936: 16,5% 2010: 55,5%4 5. PERFIL DA POPULAO BRASILEIRA Uma jovem de 32 anos branca que vive em uma grande cidade na regio sudeste do pas. Ela divide a casa com mais duas pessoas, provavelmente marido e filho. Ali, chegam os servios de esgoto, luz eltrica e coleta de lixo. Seu salrio , em mdia, de um salrio mnimo. Sabe ler e escrever. 5 6. CENSO 2010 191 mil recenseadores 5.565 municpios brasileiros 57,3 milhes de lares As informaes fornecem dados que definem polticas pblicas6 7. TAXA DE FECUNDIDADE A taxa de fecundidade vem caindo rapidamente As projees anteriores ao censo 2010 superestimavam o crescimento populacional Erro de 6 milhes de pessoas a mais Aumento da populao em 10 anos: 12% em vez dos 15,6% da dcada anterior Mdia de moradores por domiclio caiu de 3,75 (2000) para 3,3 (2010) 7 8. ENVELHECIMENTO DA POPULAO Alterao na pirmide etria Transio demogrfica Aumento da expectativa de vida: 73,17 anos8 9. TRANSIO DEMOGRFICA10 10. PIRMIDE ETRIA 11. HOMENS E MULHERES Nascem mais homens, mas sobrevivem mais mulheres 3,9 milhes de mulheres a mais Os homens so maioria na faixa dos 15 aos 19 anos Os homens so as maiores vtimas de morte violenta 12 12. HOMENS E MULHERES 13. DESIGUALDADE Desigualdade na distribuio das melhorias na qualidade de vida da populao Carncia nos servios pblicos e saneamento bsico Esgoto: 55,5% dos domiclios gua: 82,8%; 10% retira de poos. Coleta de lixo: 87,4% 15 14. DESIGUALDADE Quase 10% de analfabetos: 14,6 milhes No campo 21,3% no sabe ler/escrever Na cidade 6,8% no sabe ler/escrever16 15. AUMENTO DA RENDA Polticas de distribuio de renda Crescimento econmico do pas Populao sem rendimento caiu de 9,15% (2000) para 4,27% (2010) Na regio Nordeste s 25,4% tem renda acima de um salrio mnimo Na regio Sudeste 52% recebem acima desse valor e 54,6% no Sul 18 16. COR DA POPULAO 17. COR DA POPULAO Mais pessoas se declaram pardas e pretas A populao negra passou de 44,6% para 50,7% dos brasileiros Os brancos esto concentrados no Sul e Sudeste: 78,5% e 55,2% respectivamente. Os negros esto concentrados no Norte e Nordeste: 66,9% e 59,4% respectivamente. Amarelos: 1,1% (aumento de 142%) Indgenas: 0,43% (estvel) 20 18. COR DA POPULAO 19. CRESCIMENTO POPULACIONAL Crescimento heterogneo Concentrao na regio Sudeste (42% do total): 80 milhes de habitantes As regies Norte e Centro-Oeste so as menos povoadas com 16 milhes e 14 milhes de habitantes, respectivamente. No entanto, so as regies que apresentaram o maior crescimento: 23% (Norte) e 21% (Centro-Oeste)23 20. MIGRAO INTERNA O Cerrado e a Amaznia abrigam as fronteiras agrcolas e atraem brasileiros do Sul e do Sudeste O Nordeste continua perdendo populao do interior, mas para o Norte e CentroOeste24 21. MIGRAO INTERNA Reduo da migrao interna O deslocamentos humanos ocorrem em curta distncia Eixos de desenvolvimento: plos de desenvolvimento (influncia dos eixos rodovirios) No litoral: do RS (BR 101) SP e RJ (BR 116) No interior: MT e PA (BR 158 e BR 163) 25 22. FRONTEIRAS AGRCOLAS Cultivo em larga escala de soja, milho e algodo em MT, MS, GO, TO, MA, PI e BA Cultivo da cana-de-acar em SP e caf em MG O Centro-Oeste a regio que mais retm imigrantes e o Sudeste a que mais recebe imigrantes O Nordeste a regio que mais exporta 27 imigrantes 23. CIDADES O Brasil um pas urbano: 84% da populao vive nas cidades A maioria da populao vive em cidades que tm entre 10 mil e 500 mil habitantes: 64% do total O crescimento foi menor nas grandes cidades: baixa taxa de fecundidade e reduo da oferta de empregos Expanso das cidades mdias (100 mil a 28 500 mil habitantes) 24. CIDADES So Paulo a maior cidade brasileira com 11,2 milhes de habitantes seguida pelo Rio de Janeiro e Salvador. Destaque para Braslia que apresentou um crescimento de 24,9% (4 lugar)29 25. MORTE POR DOENA (%) 50 45 40 35 30 25 20 15 10 5 045,7 40,61930 2000 2,6 Infecciosas e parasitrias4,7 Cardacas e cncer30 26. 15.864.454 53.081.95014.058.094 80.364.41023.386.891 IBGE, 201031 27. PROPORES Populao urbana mais: AP, GO, SP, RJ menos: PA, MA, PI Razo de sexo ( em relao a 100 ) mais: MT menos: RJ, SP, AL, SE, PE, RN Populao negra mais: PA, MA, BA menos: RS, SC, PR, SP Populao branca mais: RS, SC menos: N e NE Alfabetizao mais: RS, SC, PR, SP, RJ menos: MA, PI, SE, AC Habitantes por km mais: SP, RJ menos: N e CO 32 28. RENDA FAMILIAR POR PESSOA 3028,725 21,9 2018,515 109,2 7,15 04,3sem rendaat 1/4 SM1/4 a 1/2 SM1/2 a 1 SM1 a 2 SM2 a 3 SMIBGE, 2010 (em %) SM: salrio mnimo5,23 a 5 SM5,1mais de 5 SM33 29. MORADORES POR DOMICLIO 24,825 22,321,220 15 12,210,7104,652,1 01 morador2345IBGE, 2010 (em %)672,1 8 ou mais34 30. TENDNCIA: MORAR SOZINHO Os mais velhos so maioria: Maduros e ss (em %)20-29 anos: 10,7 Mais de 60 anos: 42,330-39 anos: 12,940-49 anos: 14,6 50-59 anos: 18,7 31. SITUAO DOS IMVEIS OUTRA CONDIO 0,6% CEDIDO 7,8% ALUGADO 18,3% PRPRIO 73,3%IBGE, 2010 (em %)37 32. UNIO CIVIL DE CASAIS HOMOSSEXUAIS 33. UNIO CIVIL DE CASAIS HOMOSSEXUAIS Reconhecimento pelo STF em 05/05/2011 Foi includa no tipo de famlia decorrente da unio estvel Era regida pelo direito societrio Requisitos: unio pblica, duradoura, contnua, ter a caracterstica de lealdade, com a inteno de constituir famlia 39 34. CASAIS HOMOSSEXUAIS 35.00032.20230.000 25.000 20.000 15.00012.19610.000 5.000 08.034 4.1413.429 NorteNordesteSulIBGE, 2010 Total: 60.002Centro-OesteSudeste40 35. CASAIS HOMOSSEXUAIS No censo 2010, foi a primeira vez que foi perguntado sobre cnjuge do mesmo sexo Casais masculinos: 26.532 Casais femininos: 33.503 60 mil casais de homossexuais: 0,16% dos casais brasileiros O RJ o estado com a maior mdia: 0,32% 41 36. PROCESSO NO STF As duas aes foram impetradas pelo governador do RJ Srgio Cabral (2008) e pela vice-procuradora da Repblica Deborah Duprat O objetivo era a busca de base legal para estender direitos como concesso de licena, previdncia e assistncia aos servidores em unies estveis homossexuais 42 37. PROCESSO NO STF Os ministros do STF entenderam que a restrio de direitos aos homossexuais feria a Constituio A CF garante igualdade, liberdade e dignidade da pessoa humana e veta a discriminao por sexo, origem, cor, estado civil, situao familiar ou idade Obs.: em funo destes princpios, o STF decidiu que o homem no mais o cabea do casal 43 38. PEC 66/2012 Amplia os direitos trabalhistas aos empregados domsticos Domstico o empregado que presta servios de natureza contnua e de finalidade no lucrativa 39. DOMSTICAS 114 mil trabalhadores domsticos em MS: 620 so formalizados 0,5% dos profissionais / R$ 386 mil em arrecadao (2012) O governo est empenhado pela formalizao da categoria, mas o risco grande da nova lei acabar acentuando a informalidade em Mato Grosso do Sul. Fonte: IBGE e INSS 40. PESSOAS EM IDADE ATIVA OCUPADAS POR CATEGORIA DO EMPREGO NO TRABALHO PRINCIPAL, SEGUNDO O SEXO (2011)46 41. NDICES SOCIAIS 42. SANEAMENTO BSICO 43. ENERGIA ELTRICA 44. ACESSO A BENS DE CONSUMO 45. REFERNCIA IBGE - Para saber mais: - http://bit.ly/mo6X1n - http://bit.ly/vha7JV51 46. Prof. Marco Aurlio Gondim www.gondim.net