atendimento multidisciplinar no paciente após acidente ... ?· unidade de acidente vascular...

Download Atendimento Multidisciplinar no Paciente após Acidente ... ?· Unidade de Acidente Vascular Cerebral…

Post on 16-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Atendimento Multidisciplinar no Paciente

    aps Acidente Vascular Cerebral

    Dra. Andrea Almeida

    Enfa. Daniela Skolaude

    Fis. Daniele Rossato

    Nutr. Juliana Peanha

  • Unidade de Acidente Vascular Cerebral

    Dra. Andrea Almeida

    Neurologista Vascular da Unidade de AVC do HCPA

    Doutorado em Cincias Mdicas pela UFRGS

  • IMPACTO DO AVC NA SADE

    BRASIL 400 000 casos/ano MORTALIDADE Mortalidade 10% em 30 dias Mortalidade 40% em 1 ano

    23 a 50% por complicaes Mortalidade 60% em 5 anos

    CUSTOS Custos no Brasil em 2007 (doenas cardiovasculares, diabete e AVC) 2,7 millhes de dlares

    Arq Neurop 2012; 70:885 Stroke 2003:34:2103

  • IMPACTO DO AVC NA SADE

    70% no retornam ao trabalho

    30 a 50% ficam dependentes

    34% tm demncia em 1 ano

    30% dos AVCs ocorrem em pacientes acima de 80 anos

    Destes a maioria institucionalizado aps AVC

  • Mudanas no Estilo de Vida

    Podem mudar e tratar a maioria dos fatores de risco cardiovasculares

    Principais fatores de risco para Infarto Cerebral e Infarto Miocrdico Hipertenso Arterial Diabetes Mellitus Dislipidemia Tabagismo Etilismo Sedentarismo

  • Hipertenso Arterial Sistmica

    10 mmHg (sistlica)

    ou

    5 mmHg (diastlica)

    -25% eventos cardiovasculares

    -36% AVC

    Law e col. British Medical Journal 2009.

  • No fumar

    Atividade fsica regular

    Dieta saudvel

    Peso saudvel

    Presso arterial

    Colesterol

    Glicemia

    Fonte: American Heart Association

    7 Passos para uma Vida Saudvel

  • MODELO ASSISTENCIAL DA UNIDADE DE AVC

  • Integrantes da Equipe Multidisciplinar

    Fonoaudiloga

    Administrativo Farmacutica

    Assistente Social

    Fisioterapeutas

    Psiclogo

    Enfermagem Nutricionista

  • Avaliao do Benefcio do Tratamento Tromboltico no Acidente

    Vascular Cerebral at 3 horas e entre 3 e 4,5 horas

    2010 2011 2012 2013 2014

    487 pacientes tratados com alteplase

    15% elegibilidade para alteplase

  • Grupo de Pesquisa Neurologia Vascular Hospital de Clnicas de Porto Alegre

    2011 2012 2014 2015

    Academic Emergency Medicine 2014; 21:4046 Cerebrovasc Dis Extra 2015;5:31-40 Journal of Stroke and Cerebrovascular Diseases 2011;20(5):459-464 Scientia Medica 2012;22(2):113-118

  • Pr U-AVC Ps-U-AVC P

    Dias de CTI 1,3 4,2 0,612,8 0,002

    bito por AVC 9,9% 3,7% 0,001

    Broncopneumonia 17% 9% 0,001

    Uso de sonda enteral 24% 17% 0,014

    Comparao dos pacientes com AVC atendidos no HCPA antes e aps Unidade

    de AVC

    Anlise de 1618 pacientes

  • Indicadores Unidade de AVC

    Escala de Incapacidade Funcional aps AVC -

    Julho 2013 - Junho 2014

    4

    3

    0- assintomtico

    1- mnimo sintoma

    2- dficit funo sem precisar ajuda

    3- precisa de ajuda, deambula sozinho

    4- no deambula

    5- acamado

    6- bito

    2

  • Anlise de 667 pacientes com AVC 2013 - 2014

    39% com mnima ou nenhuma incapacidade mRankin 0-1

    52% de pacientes com tratamento tromboltico

  • O que o AVC, fatores de risco e

    como prevenir

    AULA PARA PACIENTES NA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE AVC

    2014

  • CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PS AVC

    Daniela Rodrigues Skolaude Enfermeira da Unidade de AVC do HCPA

  • Organograma de Enfermagem

    Coordenao de Enfermagem

    Servio de Enfermagem Clnica SECLIN

    Unidade de Internao 6N

    Unidade de Cuidados Especiais - UCE

  • Funcionamento UCE

    Implantada em julho de 2013

    Cuidado com base em Linha de Cuidado

    Rounds multidisciplinar dirio

    Reunio administrativa semanal com equipe

    interdisciplinar e coordenador da UCE

    Prioridade na realizao de exames

  • Equipe

    Conforme portaria do Ministrio da Sade

    necessrio uma enfermeira e dois tcnicos de

    enfermagem para os 10 leitos da UCE

    neurologia

  • Objetivo especfico da Linha de Cuidado do AVC

    AVC - emergncia mdica

    Conhecimento da populao sobre AVC

    Habilitar os Centros de Atendimento de Urgncia

    Ampliar a oferta de leitos hospitalares

    Assistncia aps a alta hospitalar

  • Aes de enfermagem

    Realizar anamnese de enfermagem

    Diagnsticos de enfermagem e prescrio dos cuidados de

    enfermagem

    Identificar familiar/cuidador

    Identificar rede de apoio

    Educar paciente e familiar a beira do leito

    Fornecer os manuais

  • Aes de Enfermagem

    Dieta de casa / fatores de risco

    Hbitos alimentares x cultura

    Nutrio adequada x preveno de

    lcera por presso

  • Aes de Enfermagem

    Dieta disfagia / SNE e Gastrostomia SNE x conteno mecnica Medicamentos VO e por sondas Preparo para alta precoce

  • Resultados esperados

    Reabilitao precoce minimizando sequelas

    Reduo da permanncia na emergncia

    Reduo do tempo de internao

    Reduo dos ndices de infeco

    Famlia preparada para o atendimento em casa

    Reduo das taxas de reinternao

    Equipe motivada com os resultados

  • Reabilitao na Unidade de Acidente

    Vascular Cerebral

    Daniele Rossato

    Fisioterapeuta da Unidade de AVC do HCPA

    Mestrado em Neurocincias pela UFRGS

  • Alteraes funcionais

    Dependncia nas AVDs

    Dependncia nas atividades:

    Mobilidade Manuteno

    postural Transferncias Locomoo

    PACIENTES PS- AVC

  • maximizar a funo

    minimizar prejuzos

    prevenir complicaes

    Os principais objetivos da reabilitao

  • Principais Metas do Processo de Reabilitao

    Preveno de complicaes secundrias fsicas ou cognitivas;

    Reduo e recuperao precoce dos dficits sensrio-motores

    Aproveitamento mximo do potencial residual das funes corpreas (treino e aperfeioamento);

    Compensao e adaptao s incapacidades fsicas e cognitivas;

    Independncia, reintegrao na comunidade e qualidade de vida para pacientes e familiares.

    ACTA FISIATR.2010; 17(1): 37 43

  • FASES DA REABILITAO

    * Fase Hiperaguda: Diagnstico de AVC Preveno da Progresso da leso Preveno de complicaes secundrias Incio da Reabilitao

    FASES DA REABILITAO

  • FASES DA REABILITAO

    REABILITAO PRECOCE: Reabilitao intensiva, buscando a mxima independncia funcional

    Preparao e encaminhamentos para a Alta Hospitalar

    FASES DA REABILITAO

  • Objetivo do Programa de reabilitao dos pacientes na Unidade de AVC do

    HCPA

    Maximizar a independncia

    funcional dos pacientes durante o

    perodo de internao.

  • INTERNAO U- AVC

    Mobilizao Precoce (na admisso do paciente na Unidade)

    Retirada precoce do Paciente do Leito (at 24h)

    Fisioterapia 2x/dia

    Educao de pacientes e Familiares para Alta

    Encaminhamento para seguimento de atendimento ambulatorial

    INTERVENES NA u-AVC

  • Fluxo

    Avaliao Inicial (Barthel e Rankin)

    Interveno Fisioteraputica

    Avaliao Final (Barthel e Rankin)

    EDUCAO DE PACIENTES E FAMILIARES

    ALT

    A H

    OSP

    ITA

    LAR

    INTE

    RN

    A

    O

    FLUXO

  • Progresso das Atividades

    EXERCCIOS PASSIVOS/

    ASSISITIDOS/ AUTO-

    ASSISTIDOS/ ATIVOS

    SEDESTAO BEIRA DO LEITO COM TREINO DE EQUILBRIO DE TRONCO

    TREINO DE ORTOSTASE

    TREINO DE EQUILBRIO ESTTICO/ DINMICO

    TREINO DE MARCHA

    TREINO DE ESCADAS

  • H forte evidncias (Nvel 1-A) que uma maior intensidade de fisioterapia resulta em

    melhores resultados funcionais

    H evidncia moderada (Nvel 1b), que terapias

    intensivas em um perodo mais curto de tempo

    resultam em uma recuperao mais rpida e

    alta hospitalar precoce.

    QUANTO MAIS INTENSIVA A

    REABILITAO, MELHOR O RESULTADO FUNCIONAL

    EVIDNCIAS

  • Intensidade da Reabilitao

    Reabilitao intensiva ps-AVC aumenta reorganizao cortical

    Quanto mais intensiva a terapia, melhor o desfecho

  • Atividades Acadmicas

    Programa Institucional de Cursos de Capacitao e Aperfeioamento Profissional PICCAP em Fisioterapia na Unidade de AVC (6 meses)

    Programa Institucional de Cursos de Capacitao Para Alunos em Formao -PICCAF - Julho

    Estgio Curricular- Fisioterapia UFRGS

  • Juliana Peanha Nutricionista da Unidade de AVC do HCPA

    Doutoranda pelo programa de ps-graduao em

    Endocrinologia da UFRGS

    Manejo Nutricional

  • PADRES ALIMENTARES E AVC

    Maturitas, 2014

    Risco e mortalidade por AVC

    Mais efetivas do que dietas com baixo teor de

    lipdeo

  • PADRES ALIMENTARES E AVC

    Maturitas, 2014

    ALIMENTOS SUGERIDOS (PORES RECOMENDADAS) Mediterrneo DASH

    Nozes e sementes oleaginosas 3 pores / semana 4 - 5

    pores/semana Leguminosas 3 pores / semana

    Frutas frescas 3 pores / dia 4 - 5 pores/dia

    Vegetais 2 pores / dia 4 - 5 pores/dia

    Carne vermelha magra NA

    < 6 pores/dia Frango sem pele Em vez de carne

    vermelha

    Peixe (em especial, peixes gordos), frutos do mar 3 pores / semana

    Laticnios desnatados NA 2 - 3 pores/dia

    Gros (em sua maioria proveniente de fontes int