associação de radioamadores do litoral alentejano boletim ... arla 57 maio 2005.pdf · dessa...

Download Associação de Radioamadores do Litoral Alentejano Boletim ... ARLA 57 Maio 2005.pdf · Dessa forma

Post on 10-Nov-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano

    Pgina 1

    Boletim Informativo Mensal N57 da I Srie - Maio 2005

    ( 1 edio fase II ) publicado ininterruptamente desde Setembro de 2000

    Correio electrnico ( e-mail )> arla@clix.pt Stio na Internet > http://arla.radio-amador.net/

    2 Assembleia Geral Extraordinria de Scios 2005 Nos termos do Artigo 16 do Regulamento Interno da Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano, foram convocados todos os scios no passado dia 5 de Abril para participarem na Assembleia Geral Extraordinria de Scios da A.R.L.A. a realizar no prximo dia 8 de Maio de 2005, pelas 15:00, na Sede da Associao, cita na Rua do Parque n10 ( antigo Colgio de S. Jos ), em Santiago do Cacm, com a seguinte ordem de trabalhos : 1. Apresentao pela Direco cessante do Relatrio da actividade desenvolvida, Balano e Contas do exerccio anterior, com o Parecer do Conselho Fiscal para apreciao e votao dos scios. 2. Eleio do(s) Coordenador(es) da A.R.L.A. para as questes relacionadas com a Proteco Civil. Eleio dos nomes que serviro de contacto para o S.N.B.P.C. em caso de necessidade no mbito do Protocolo firmado entre a A.R.L.A. e aquela entidade. 3. Anlise e deliberao sobre propostas de alterao dos Regulamentos Internos da A.R.L.A. 4. Anlise e deliberao sobre a proposta da Direco para o plano de actividade e eventual calendrio de eventos do ano 2005 por parte dos diferentes grupos de trabalho ou scios proponentes. 5. Outros assuntos considerados importantes. Se hora marcada no comparecer o nmero de scios suficiente para se obter quorum, ficou convocada, ao abrigo do Artigo 19 do Regulamento Interno da Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano, uma nova Assembleia Geral Extraordinria a reunir no mesmo local e data, meia hora depois, para o mesmo efeito seguindo a mesma ordem de trabalhos.

    Os ttulos desta edio : 2 Assembleia Geral Extraordinria de Scios 2005 pgina 1 PLC em Portugal XIII pgina 2 Instalaes de Aldeia de Chos pgina 5 Fim do Servio telefnico da A.R.L.A. pgina 6 Concurso de Radioamadorismo Dia da Marinha Portuguesa 2005 pgina 6 Associao de Radioamadores do Distrito de Leiria pgina 7 O Mestre est de volta pgina 7 Concurso de Radioamadorismo do Clube E.D.P. 2005 pgina 9 Campeonato A.R.B.A. 2005 pgina 11 Arquivo Histrico do Radioamador Portugus/Rede dos Emissores Portugueses pgina 13 Notcias do Boletim Portugus de DX e da mailling list do GPDX pgina 14 Notcias do QTC DX PY2AA pgina 18 Notcias do QTC Brasil ( informativo GOL Galen@ On Line ) pgina 24 Correio Electrnico pgina 30

  • Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano

    Pgina 2

    PLC em Portugal XIV A matria que foi apresentada no nmero anterior, alm de ter sido de todas as anteriormente publicadas a de compreenso mais difcil para os nossos leitores e ouvintes que no estivessem familiarizados com certos conceitos tcnicos, foi sem dvida a que deu origem a mais reaces deste debate que dura 14 edies. Dessa forma vamos hoje apresentar algumas das reaces ao trabalho Sistema de Transmisso de Elevado Ganho de Processamento para Canais de Rdio Selectivos includo no RELATRIO CIENTFICO DE PROGRESSO DO PROJECTO POSI - EEI/10249/2001 ( 2001-2002 ) da autoria de J. A. Gerald e J. A. L. Incio, relembrando que de todo o texto original apenas foi transcrita uma pequena parte relativa ao enquadramento do trabalho. Aps vrias mensagens trocadas a este respeito o trabalho original acabaria por ser disponibilizado e com base no mesmo que hoje se publicaram as seguintes mensagens : -----Mensagem original----- De: Carlos Mourato Enviada: segunda-feira, 11 de Abril de 2005 0:10 Assunto: RE: Boletim Informativo n56 No querendo de modo algum contrariar o que foi escrito por esse grupo de trabalho, convm apontar algumas passagens que no esto na sua totalidade correctas e deste modo podem ser considerados erros, que perante um trabalho desses no deviam existir. 1 - Fala-se Logo de inicio, no sumrio que o projecto visa estudar e desenvolver aspectos relevantes de sistemas de transmisso, utilizando a tcnica de espalhamento espectral. Ora o que acontece que as sequncias pseudo-aleatrias para criarem um espalhamento espectral, denominado " spread spectrum ", no so uma tecnologia nova, como se quer fazer crer no trabalho. Tenho aqui em casa 2 revistas QST da A.R.R.L, do ano de 1982 em que apresentado um estudo, o esquema, e o prottipo de 2 transceptores funcionando em espalhamento espectral. Este projecto foi desenvolvido por engenheiros radioamadores e tudo leva a acreditar que foram os radioamadores que ajudaram no desenvolvimento dessa tecnologia. Cabe acrescentar que essa a tecnologia utilizada nos telefones celulares, designados por telemveis. 2 - No enquadramento fala-se que so modernos sistemas de tcnicas cada vez mais utilizadas nas arquitecturas dos meios comunicao modernos , o que verdade, mas no faz referncia maior utilizao do espalhamento espectral, a qual o seu uso nas comunicaes mveis celulares e os sistemas de dados wireless , preferindo falar em usos como satlites, e as redes de comunicaes via rede de energia. Claro est que o uso de espalhamento espectral em comunicaes via rede de energia muito pouco usado e dificilmente se poder encontrar em funcionamento eficaz. 3 - Mais abaixo e ainda se referenciando s comunicaes pela rede de energia, encontramos um erro nato, onde se diz torna-se necessrio utilizar tcnicas de modulao de elevado grau de rejeio de interferncias, como por exemplo as tcnicas de espalhamento espectral . O que acontece na realidade que simplesmente o espalhamento espectral no uma tcnica de modulao, mas sim uma tcnica de transmisso de energia radioelctrica. 4 - Vem tambm este estudo contradizer-se outra vez quando afirma que o uso de espalhamento espectral uma tecnologia nova cada vez mais utilizada nas arquitecturas modernas de comunicaes, afirmando ao mesmo tempo que o mesmo era usado nos primeiros sistemas de PLC. Os autores comparam o espalhamento espectral com as tcnicas de modulao FSK o que na realidade no tem nada a ver uma coisa com outra. 5 - Podemos tambm ler que salvo raras excepes, o sistema de modulao adoptado OFDM . Aqui est correcto. Na realidade os sistemas de modulao utilizados actualmente nos sistemas de comunicao digital so OFDM, QAM e por vezes, nos sistemas mais antigos QPSK. Estas tcnicas de modulao so efectuadas sobre a energia de RF que transmitida no modo de espalhamento espectral. Desta forma pode-se mais uma vez detectar a contradio, pois no incio do

  • Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano

    Pgina 3

    trabalho a modulao tinha que ser espalhamento espectral, ( lembro mais uma vez que o mesmo no uma forma de modulao ) e agora, e de maneira correcta referencia-se que geralmente feita em OFDM. Estranho por isso ver um projecto destes, que me parece bem apoiado, mas que contm erros e omisses indignas de um trabalho daquela envergadura. E agora que j deitei o veneno todo c para fora deixo considerao de cada colega apreciao desse estudo. No entanto mais uma vez quero lembrar que NO MINHA INTENO, ABRIR CONFRONTOS, seja com quem for, apenas por causa de se ter publicado um artigo, que na minha modesta opinio no deveria ter lugar no boletim da A.R.L.A. Mas esta a minha opinio pessoal e nada mais que isso. Por tal aqui publicamente peo desculpa a algum que na sua boa inteno de divulgar o artigo tcnico, se tenha sentido de alguma forma atingido por algum comentrio feito anteriormente por mim. Na realidade, o meu alvo foi o artigo e no a A.R.L.A. ou a pessoa que o introduziu no boletim. Um abrao CT4RL -----Mensagem original----- De: Joo Gonalves Costa Enviada: segunda-feira, 2 de Maio de 2005 17:53 Assunto: Luta contra o sistema PLC Importncia: Alta Estimados amigos e colegas! Envio alguns mails que podem ter utilidade na luta contra o sistema PLC. Eu j enviei para l QRM ... agora a vossa vez de contribuir tambm com um pedido de transparncia e independncia na questo da instalao do sistema de PLC na Europa. Quanto mais QRM fizerem melhor. Faam FW destas mensagens e exijam o que tm direito. Instituto para os estudos de segurana - institute@iss-eu.org European Satellite Center - info@eusc.org European Police - info@europol.eu.int Gabinete de Estudos Judicirios - info@eurojust.eu.int Departamento de Segurana Maritima - information@emsa.eu.int Departamento de Segurana Area - info@easa.eu.int Comissria da Cultura - Viviane.reding@cec.eu.int ICP-ANACOM - prr@anacom.pt; dte@anacom.pt; info@anacom.pt Com os meus cumprimentos Carlos Raimundo Louro Mourato Sines - Portugal Mensagem tipo produzido pelo Carlos Mourato-CT4RK e do qual podem fazer o FW assinando por baixo : Ex.mos Senhor(a)s Preocupado com a implementao sem estudos prvios, transparentes, e por entidades competentes e independentes, do sistema de comunicaes em banda larga, pelas linhas de tenso domesticas e urbanas, daqui em frente designado por PLC, e depois de ter conhecimento da recomendao da Ex.ma Comissria Viviane Reding de 06/IV/2005, venho por este meio manifestar a minha preocupao, como cidado portugus e da Europa, em uso dos meus plenos direitos, pelos danos

  • Associao de Radioamadores do Litoral Alentejano

    Pgina 4

    que o sistema de PLC possa causar aos sistemas de comunicaes licenciados que utilizam o espectro electromagntico, agora " invadido " de forma incompreensvel e pouco clara pelo dito sistema. Como eu j pude constatar " in loco " as interferncias provocadas pelo sistema PLC, com a tecnologia actual, so demasiado severas em outros servios. Servios de radiocomunicao, ou radiodifuso nas faixas de frequncia utilizadas actualmente pelo PLC, so totalmente inutilizadas, nas proximidades de um sistema de PLC a funcionar. de salientar que existem leis de proteco aos servios lice