assist-ncia ao pct grande queimado.ppt

Download Assist-ncia ao pct grande queimado.ppt

Post on 06-Nov-2015

250 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Queimaduras

  • Definio:Injrias causadas quando o corpo recebe mais energia do que pode absorver; Leses produzidas nos tecidos de revestimento do organismo, podendo ter origem trmica, qumica, eltrica e radioativa.Podem lesar pele, msculos, vasos sanguneos, nervos e ossos. E tm o potencial de desfigurar, causar incapacitaes temporrias ou permanentes e at mesmo a morte.

  • Fisiopatologia:Aumento de permeabilidade capilar e edema;

    Alteraes cardiopulmonares;

    Disfuno renal;

    Choque hipovolmico e trauma tecidual;

    Hipervolemia.

  • Tipos de queimaduras:

  • Queimaduras Trmicas:Exposio ao calor ou por exposio ao frio;

    Quanto ao grau de queimadura, a classificao se baseia na leso.

  • Queimaduras Eltricas:Contato com a eletricidade;

    So difceis de avaliar, e at mesmo as leses que parecem ser superficiais podem causar danos profundos a msculos e nervos. Parada respiratria ou cardiorespiratria, danos ao SNC (cefalia, perda de conscincia, convulses, etc.) e leses em rgos internos.

  • Queimaduras Qumicas:Contato com substncias txicas, normalmente cidos ou bases fortes, ou seus vapores;

    H necessidade de cuidados especiais com os olhos e vias respiratrias.

  • Queimaduras por Radiao:So resultantes da exposio solar (raios ultravioletas) ou fontes nucleares.

  • Classificao quanto a gravidade:Causa;Profundidade;Percentual da superfcie corporal queimada;Associao com outras leses; Comprometimento das vias areas.

  • Profundidade:Queimaduras de 1 Grau: envolvem apenas a camada superficial da epiderme. A regio fica avermelhada (hiperemiada), inchada (edemaciada) e muito dolorosa. Ex.: queimadura por exposio ao sol.

    Tratamento: hidratantes tpicos.

  • Profundidade:Queimaduras de 2 Grau: envolvem a epiderme e a derme em graus variados mas sem atingir o tecido subcutneo, caracteristicamente h a formao de bolhas (flictema) e tambm bastante dolorosa. Ex: Escaldadura ou leso trmica causada por lquido superaquecido.

  • Profundidade:Queimaduras de 3 Grau: Ultrapassam a derme, atingindo o tecido subcutneo, ou at mais profundamente. A rea queimada apresenta-se ressecada e com anestesia pela destruio das terminaes nervosas. Caracteriza-se pelo aparecimento de uma zona de morte tecidual (necrose). Ao contrrio, a rea circunjacente extremamente dolorosa. No h capacidade de regenerao = enxertia. Ex.: Leso direta pelo fogo/eletricidade.

  • Percentual da superfcie corporal queimada:A extenso da queimadura pode ser estimada pela Regra dos nove.

  • Regra dos nove:

    REAADULTOCRIANACabea e Pescoo9%18%Membro superior D9%9%Membro superior E9%9%Tronco anterior18%18%Tronco posterior18%18%Genitlia1%1%Coxa D9%4,5%Coxa E9%4,5%Perna e P D9%4,5%Perna e P E9%4,5%

  • Comprometimento das vias areas:A inalao de fumaa a principal causa de bito precoce aps a queimadura. A inalao de gazes superaquecidos pode causar obstruo de vias areas.

    As leses inalatrias podem aparecer nas primeiras 24 a 72 horas aps a exposio ao agente causador. Momento em que se iniciam as trocas gasosas.

  • Complexidade das Queimaduras:

    Pequeno Queimado;

    Mdio Queimado;

    Grande Queimado. um paciente traumatizado grave, de grande risco, que necessita de atendimento emergencial, multidisciplinar e pr -programado.

  • Assistncia de Enfermagem ao paciente grande queimado

  • Queimaduras de segundo grau com rea corporal atingida maior do que 15% em menores de 12 anos ou maior de 20% em maiores de 12 anos, ouQueimaduras de terceiro grau com mais de 10% da rea corporal atingida no adulto e maior que 5% nos menores de 12 anos, ouQueimaduras de perneo, ouQueimaduras por corrente eltrica, ouQueimaduras de mo ou p ou face ou pescoo ou axila que tenha terceiro grau.

  • Cuidados Iniciais:Remoo de roupas queimadas ou intactas nas reas da queimadura;Avaliao clnica completa e registro do agente causador da extenso e da profundidade da queimadura;Analgesia: oral ou intramuscular no pequeno queimado e endovenosa no grande queimado; Nunca subestime a dor do paciente queimado.Pesquisar histria de queda ou trauma associado;Profilaxia de ttano e trombose venosa profunda;Hidratao oral ou venosa (dependendo da extenso da leso);Manter cabeceira elevada a 30 graus;Envolver o paciente em toalhas limpas;Encaminhar ao servio competente; (Cirurgio plstico, nutricionista, psiclogo, fisioterapeuta, entre outros).

  • Cuidados Locais:Aplicao de compressas midas com soro fisiolgico at alvio da dor;Remoo de contaminantes; Verificar queimaduras de vias areas superiores, principalmente em pacientes com queimaduras em face, nariz, orofaringe e edema de face e pescoo = injria por inalao de calor; Sempre investigar a presena de queimaduras das vias areas, mesmo que aparentemente o paciente no apresente sinais sugestivos de insuficincia respiratria.Verificar leses de crnea;Resfriar agentes aderentes (ex. piche) com gua corrente, mas no tentar a remoo imediata;Em casos de queimaduras por agentes qumicos, irrigar abundantemente com gua corrente de baixo fluxo (aps retirar o excesso do agente qumico em p, se for o caso), por pelo menos 20 a 30 minutos. No aplicar agentes neutralizantes, pois a reao exotrmica, podendo agravar a queimadura;Observar sinais de tiragem, cianose, balano traco-abdominal, e outros;Aps a limpeza das leses, os curativos devero ser confeccionados.

  • Determinao da GravidadeParmetros: Grau + SQC

    Grupo I(Leve)Grupo II(Moderado)Grupo III(Grave)Grupo IV(Crtico)Primeiro GrauAt 10%11% a 30%31% a 60%> 60%Segundo GrauAt 5%6% a 15%15% a 45%> 45%Terceiro GrauAt 1%2% a 5%6% a 30%> 30%

  • Critrios de InternaoG I: curativos dirios em ambulatrio G II: internao em unidade especfica (STQ)G III: internao em unidade especfica, considerar UTIG IV: internao em UTIQueimadura de perneo, face e leso inalatria, circunferencial, eltrica: (STQ)

  • Reposio hidro-eletroltica:

    Pela frmula de Parkland: 4 ml/kg de peso corporal/percentagem SCQ, de Ringer Lactato. Sendo que, para fins de clculo inicial, programa-se que a metade deste volume deva ser infundido nas primeiras 8 horas aps a queimadura e a outra metade nas 16 horas seguintes.Exemplo: - Homem 70kg com 30% SCQ - Volume de Ringer = (4ml/kg x 70kg) x 30 = 8400ml

    OBS: Preferir volumes menores 2 a 3 ml/kg (principalmente em pacientes com estigmas de inalao de calor, mais de 50 anos e cardiopatas).A dimenso e graduao da queimadura devem ser dadas de forma precisa, pois neste momento que se define a quantidade de lquido a ser utilizada para ressuscitao volmica do paciente, que no pode ser excessiva e to pouco subestimada.

  • Antibioticoterapia:

    Antibiticos so utilizados no caso de uma suspeita clnica ou laboratorial de infeco. No utilizar antibitico profiltico.

  • Curativo:Estabilidade hemodinmica prioridade;Curativo o ltimo procedimento a ser realizado;Se for transferido para unidade prxima - realizar curativo nesta unidade;Se houver estabilidade hemodinmica, e a transferncia for demorar - realizar curativo;Sempre proporcionar analgesia potente;Manter cabeceira elevada a 30 graus;Lavar a rea queimada com gua corrente;Remover pele descamada e necrtica;Degermar com PVPI 1% / Cloroexidina 1%;Aguardar 5 a 10;Lavar com gua corrente;Aplicar sulfadiazina de prata a 1% em uma camada de 3 mm. Sulfadiazina de crio em SCQ > 50%;Curativo contensivo com compressas cirrgicas (No apertar)Atadura de crepon;Face, orelha, perneo: No enfaixar.

  • Nutrio:

    Recomenda - se nutrio enteral nas primeiras 24 horas aps a queimadura. Para prevenir a diminuio da resistncia infeces e da cicatrizao.

  • Instrues para AltaAbertura da rea cicatrizada; Formao de bolhas; A temperatura acima de 37.2C; Rubor, dor, edema, rigidez ou calor na ferida ou em volta dela; Aumento do exsudato ou quando este apresenta cheiro desagradvel;

  • Queimaduras Eltricas:

  • Queimadura Qumica:

  • Queimadura Qumica:

  • Queimadura Eltrica:

  • Criana com queimadura facial e leso de vias areas

  • Fasciotomia para aumento da complacncia torcica

  • Edema oro-facial importante por queimadura

  • A prestao de cuidados de enfermagem a um doente queimado uma parte integrante na sua recuperao, se no uma das partes mais importantes. Cabe ao enfermeiro fornecer o apoio tanto parte fsica do doente (mobilizaes, posicionamentos) como tambm parte psicolgica e emocional; o enfermeiro encara o doente como um todo. Um papel importante da parte dos enfermeiros, o apoio emocional vtima e sua famlia e a avaliao diria da queimadura.

  • "A definio de enfermagem no para toda a vida. Creio que a enfermagem modificada pela poca em que praticada e depende, em grande parte, do que fazem os outros profissionais de sade." - Virgnia Henderson -

  • Bibliografia: BRUNER, Lillian Sholtis; SUDDARTH, Doris Smith Enfermagem Mdico-Cirrgica. Rio de Janeiro: Interamericana, 1977. BLACK, Joyce M.; MATASSARIN-JACOBS, Esther Enfermagem Mdico-Cirrgica: uma abordagem psicofisiolgica. 4. Edio. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.