As leis do Orçamento Público - mpdft.mp.br OCA... · As leis do Orçamento Público ... objetivos…

Download As leis do Orçamento Público - mpdft.mp.br OCA... · As leis do Orçamento Público ... objetivos…

Post on 09-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

2 download

TRANSCRIPT

<ul><li><p>As leis do Oramento PblicoAs polticas pblicas no existem sem planejamento prvio. Desde a Constituio Federal de 1988 obrigatrio que o governo tenha definido, em lei, tudo o que vai fazer e quanto vai gastar. Isso significa queno se executa nada em poltica pblica que no esteja planejado e previsto nas leis do Oramento Pblico.O Oramento Pblico , muitas vezes, visto como um instrumento tcnico que garante maior eficincia gesto pblica. Mas deve ser entendido tambm como um instrumento poltico, que orienta a gesto pblicae seus recursos para determinadas reas, muitas vezes, em detrimento de outras. A Constituio de 1988 estabeleceu normas para a elaborao e execuo do oramento pblico, criando ochamado Ciclo Oramentrio. Este ciclo integrado de planejamento e oramento tem a durao de 4 anos e composto por trs leis: O Plano Plurianual (PPA); a Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO); e a LeiOramentria Anual (LOA). Vejamos a seguir o que cada uma contm:</p><p>PPA 2008/2011 O Plano Plurianual (PPA) o planejamentodo governo de mdio e longo prazo ( federal, estadual ou municipal) para um perodo de quarto anos. NoPPA, o governo estabelece os objetivos e as metas que espera atingir e, de acordo com esses objetivos, oPPA lista os programas e aes que resultaro em bens e servios para atender s demandas da sociedade. OPPA 2008-2011 do DF, vigente atual, dos mais de 120 programas existentes , apenas 15 possuem sovoltados para atender as aes relacionadas com o pblico infanto juvenil. um nmero muito pequeno.A falta dessas polticas pblicas prejudica o monitoramento e a avaliao das garantias da prioridadeabsoluta que gozam as crianas e os adolescentes.</p><p>Criada para fazer a ponte entre o Planejamento eo Oramento, a Lei de Diretrizes Oramentriasestabelece, de acordo com o PPA e aConstituio, a forma como deve ser elaborada eexecutada o oramento (LOA). a LDO quetraz, a cada ano, o cenrio econmico do pas. um forma de o Poder Executivo mostrar apoluo como esto se comportando s finanaspblicas, e de acordo com essa situaoestabelecer as diretrizes para a elaborao dooramento anual. Em 2009, tal como nos ltimosanos e apesar dos esforos da sociedade civil nodebate para que a poltica econmica no tivesseum impacto negativo na consecuo dosobjetivos de atender s demandas do pblicoinfanto-juvenil, a lei mantm a subordinao daspolticas sociais s polticas econmicas. </p><p>LDO 2009Lei de Diretrizes</p><p>Oramentrias</p><p>LOA 2009A Lei Oramentriaanual tem vigncia de 01 janeiro at 31 de dezembro. uma Leique contm todas as receitas ( ou seja, o que o governo esperaarrecadar durante o ano) e todas as despesas que ter naquelemesmo perodo. importante que a LOA assegurem recursos parao atendimento das polticas pblicas voltadas para a infncia e</p><p>juventude. Neste ano de 2009,embora h recursos que tenhamsido previstos para essesprogramas, houve poucaexecuo, ou seja, h recursosdisponveis para o cumprimentosdos programas que por mgesto no so garantidos para apopulao infanto juvenil.</p><p>BOLETIM OCA: DEZEMBRO 2009 NCLEO OCA -Monitoramento e avaliao do Oramento da Criana e do Adolescente no Distrito Federal e-mail: riezo@mpdft.gov.br</p></li><li><p>A IMPORTNCIA DO CONTROLE SOCIAL DOORAMENTO PBLICO</p><p>Conselhos Tutelares e CDCA X Publicidade</p><p>A nota lanada no site da Promotoria de Defesa da Infncia e Juventude do Doutor Oto de Quadros,Promotor de justia, mostra que o princpio constitucional da prioridade absoluta garante aproteo integral e o interesse superior de crianas e adolescentes (CF, art. 227; LODF, art. 267),tambm encontra contedo jurdico no Estatuto da Criana e do Adolescente, segundo o qual, agarantia de prioridade compreende, entre outros pontos, preferncia na formulao e execuo depolticas sociais pblicas e na destinao privilegiada de recursos pblicos junto aos mais diversossetores da administrao nas reas relacionadas com a proteo infncia e juventude (art. 4, par.n., alneas c e d).A precariedade no funcionamento dos Conselhos Tutelares e do CDCA constatada mediantequalquer visita de inspeo. Funcionam em condies precarissimas. Alm da falta de estruturapredial, faltam insumos bsicos como papel, pastas de arquivo e tinta para impresso, computadorese aparelhos telefnicos, fax, acesso internet, apenas para exemplificar. Essa situao materializa-se no quadro abaixo:</p><p>Disponvel na ntegra em: http://www.mpdft.gov.br</p><p>O oramento pblico um instrumento estratgico para a efetivao dos direitos humanos e para oexerccio do controle social. Ele expe as opes e prioridades polticas do governo e define oalcance de polticas sociais e redistributivas. Do ponto de vista do controle social, quando o governoelenca as suas prioridades no uso do recurso pblico, a sociedade pode influenciar este processo,por meio de presso para promover mudanas na pea oramentria durante sua tramitao noCamara Legislativa e, posteriormente, no acompanhamento da execuo oramentria, verificandose os gestores pblicos esto efetivamente aplicando os recursos autorizados pelo oramento.</p><p>A obrigao do poder pblico, previsto no Estatuto da Criana e Adolescentes (ECA), de destinar,de forma privilegiada, recursos pblicos s reas relacionadas com a proteo infncia e juventude sistematicamente ignorada quando da elaborao do oramento.</p><p>Ou seja, como fazer com que os governos, quando da elaborao da proposta oramentria,priorizem polticas pblicas que efetivem direitos j assegurados em nossa legislao para apopulao? Quais indicadores so utilizados pelo poder pblico para demonstrar em que medida aspolticas pblicas esto conseguindo garantir direitos para a populao? Como mostrar para ogoverno a importncia de executar os recursos disponibilizados?</p><p>BOLETIM OCA: DEZEMBRO 2009 NCLEO OCA -Monitoramento e avaliao do Oramento da Criana e do Adolescente no Distrito Federal e-mail: riezo@mpdft.gov.br</p><p>QUADRO COMPARATIVO 2009R$ 1,00</p><p>Rubrica LOA ALTERAES EXECUTADO</p><p>Manuteno e Funcionamento do CDCA 50.000 0 50.000 35.416 70,83%Conselhos Tutelares ( manuteno e funcionamento) 840.000 1.340.000 2.180.000 77.885 9,27%</p><p>101.150.000 169.342.656 270.492.656 142.777.849 141,15%</p><p>LOA + CRDITOS</p><p>PREV. INICIAL X EXECUTADO %</p><p>Publicidade e propaganda (Ag. Com., Agefis, Sefaz)</p></li></ul>

Recommended

View more >