as fazendas dos barões do café no brasil: patrimônio ... fazendas... · construção do espaço

Download As Fazendas dos Barões do Café no Brasil: Patrimônio ... Fazendas... · construção do espaço

Post on 23-Nov-2018

221 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 41

    As Fazendas dos Bares do Caf no Brasil: Patrimnio

    Histrico Rural e Turismo

    Gesa Martins Soares, Nelson Antonio Quadros Vieira Filho

    1 Turismloga, Mestre em Turismo e Meio Ambiente, Docente do Colgio Tcnico Universitrio, CTU-UFJF. E-mail: geisaturismologa@ig.com.br.

    2 PhD. Docente do Mestrado em Turismo e Meio Ambiente da UNA.

    Resumo

    Este artigo objetiva refletir sobre o patrimnio histrico rural e sua relao com o turismo, a partir de uma reviso bibliogrfica sobre esses temas. Aborda brevemente o processo de construo do espao rural brasileiro e as transformaes do chamado novo rural, com suas adaptaes atravs dos usos tursticos. Traz discusses referentes s definies de turismo em espao rural e patrimnio, a questo da preservao e sua relao com o turismo, peculiaridades da histria do caf no Brasil e no Vale do Caf fluminense, as construes arquitetnicas das fazendas, os usos e costumes dos Bares do Caf. A pesquisa realizada de natureza qualitativa, sendo as reflexes produzidas a partir de pesquisas bibliogrficas. importante ressaltar que a discusso relacionada preservao do patrimnio rural atravs dos usos tursticos tem importncia para a histria do caf no Brasil e para a memria coletiva no pas.

    Palavras-chave: Patrimnio; Espao Rural; Turismo; Fazendas Histricas.

    The Coffee Barons farms: Rural Heritage and Tourism.

    Abstract

    This article reflects upon the subject of rural heritage and its relationship with tourism, based on a bibliographical review about these themes. It approaches briefly the process of construction of the Brazilian rural space and the transformations of the so called new rural, with its adaptations to tourist uses. It brings discussions about the definitions of tourism in rural space and heritage, the issue of preservation and its relationship with tourism, specificities of the history of coffee in Brazil and in the fluminense Coffee Valley, the architecture of the farms, the uses and costumes of the coffees barons. The research undertaken is qualitative in nature, and the reflections produced were accomplished out of bibliographical review. It is important to stress that the discussion related to the preservation of rural heritage through tourist uses has relevance to the history of coffee in Brazil and to collective memory in this country.

    Keywords: Rural Heritage, Tourism, Historical Farms

    1. Introduo

    Reuna - Belo Horizonte, v.13, n3, p.41-53 - 2008

  • 42

    A riqueza patrimonial e cultural brasileira revelada nas cidades histricas da poca da colonizao, do ouro e do caf e em inmeras construes e tradies da cultura e da histria do Brasil. vlido destacar que parte da riqueza histrica do Brasil est localizada na zona rural. Pode-se dizer que muitas fazendas histricas que marcaram pocas, como a poca do caf, esto hoje beira da destruio, assim como a cultura tradicional do meio rural que vem sofrendo modificaes.

    A malha urbana foi engolindo, ao longo de dcadas, o meio rural. Silva (1997) afirma que se pode dizer que o rural hoje s pode ser entendido como um continuum do urbano do ponto de vista espacial. Do ponto de vista da organizao da atividade econmica, as cidades no podem mais ser identificadas apenas com a atividade industrial, nem o campo com a agricultura e a pecuria.

    De acordo com Censo 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), cerca de 82% dos brasileiros vivem nos centros urbanos, o que coloca o Brasil entre os pases mais urbanizados do mundo. Assim, de acordo com Silva (2000) o campo passa a oferecer, alm de produtos agrcolas e pecurios, servios voltados para o lazer, turismo, culinria regional e festas tradicionais religiosas.

    Na zona rural encontram-se patrimnios histricos que se revelam como recursos potenciais para implantao de atividades tursticas, permitindo ao visitante entrar em contato com a histria, a arquitetura de poca, a cultura e o ambiente natural das regies rurais.

    Patrimnio histrico, patrimnio cultural, patrimnio natural. Diversos so os significados dados pelo homem ao termo patrimnio. Os patrimnios produzidos pelo homem, em um sentido amplo, podem abranger: as tradies, os modos de ser e viver e a cultura material, os artefatos; nos quais moram os testemunhos reais e palpveis das mais diversas culturas (MARTINS, 2003, p. 45).

    O patrimnio histrico localizado no meio rural tem sua valorizao reduzida em funo de vrios fatores, como o xodo rural e o apelo do monumental das cidades em detrimento da simplicidade do campo. Neste contexto, o turismo em espao rural pode ser considerado um vetor potencial para a valorizao do patrimnio brasileiro do meio rural. Os elementos culturais, juntamente com os naturais e econmicos que envolvem as propriedades rurais vm, adaptados aos servios e equipamentos especficos, potencializar a preservao do patrimnio atravs da atividade turstica.

    Assim o turismo em espao rural vem oportunizar a preservao destas construes seculares, fazendo com que as fazendas de caf e a histria de nossas razes rurais sejam resgatadas e preservadas para que as geraes futuras as conheam e se orgulhem, alm de permitir ao visitante o desfrute de lazer e turismo em reas rurais.

    Estudos e pesquisas relacionados ao patrimnio do meio rural e o turismo podem ser considerados embrionrios. Pode-se dizer que a literatura contempla aspectos patrimoniais do meio rural e do patrimnio em geral, e sua relao com o turismo, de maneira incipiente, no abordando os fatores que possibilitam a valorizao do patrimnio rural. Isto no s permite, mas exige que estudos sejam propostos para que sirvam de caminhos para o entendimento da valorizao e preservao de um legado do passado rural brasileiro, propondo novos olhares luz da relao com atividades tursticas.

    Pretendeu-se com esta pesquisa responder a seguinte questo central: possvel afirmar que o turismo atua como agente de preservao do patrimnio histrico do espao rural? A proposio inicial do estudo foi fundamentada na hiptese de que o turismo em espao rural gera fora para a preservao e valorizao das fazendas dos bares do caf.

    Reuna - Belo Horizonte, v.13, n3, p.41-53 - 2008

  • 43

    2. Material e Mtodos

    A pesquisa foi eminentemente qualitativa, abordagem que possui algumas peculiaridades inerentes ao objeto de estudo. Definidas por Ludke e Andr (1986), entre as peculiaridades da pesquisa qualitativa esto: o contato direto do pesquisador com a situao estudada; a obteno de dados descritivos e uma maior preocupao com o processo em termos de revelar o ponto de vista dos participantes na pesquisa.

    Quanto aos fins da pesquisa, a presente investigao pode ser classificada como exploratria e descritiva. Segundo Vergara (2000) a investigao exploratria realizada em rea na qual h pouco conhecimento acumulado e sistematizado enquanto a pesquisa descritiva expe caractersticas de determinado fenmeno, podendo tambm estabelecer correlaes entre variveis, ressaltando que a pesquisa descritiva no tem compromisso de explicar os fenmenos que descreve, embora sirva de base para tal explicao (VERGARA, 2000, p.47).

    Quanto aos meios, utilizou-se de pesquisa bibliogrfica e documental. Na pesquisa bibliogrfica foram utilizadas fontes primrias e secundrias, como livros, revistas especializadas, dicionrios, artigos cientficos, dissertaes e teses com dados pertinentes ao assunto.

    Na pesquisa documental foram utilizados documentos histricos de algumas fazendas do municpio de Rio das Flores (RJ) e relatrios de pesquisa sobre o turismo no Vale do Caf Fluminense. Estes mtodos permitiram o levantamento de informaes e questionamentos tericos importantes para fundamentao do trabalho, que investigou os seguintes assuntos: O turismo em espao rural, o turismo cultural, o patrimnio histrico, a histria do caf no Brasil e na regio do Vale do Paraba Fluminense.

    3. O Caf do Brasil Uma Breve Anlise

    No Brasil o desenvolvimento da cultura do caf confunde-se com a prpria histria do Pas, que por adaptao e mesmo por vocao, chegou a marcar poca devido a sua grande importncia econmica e social... Coelho Neto, escritor brasileiro, escreveu que a histria do Brasil foi escrita com tinta de caf, tamanha foi a importncia da cultura para o desenvolvimento do Pas, misturando-se inclusive com a sua prpria histria poltica e econmica (FAZENDA GUAS CLARAS, 2006).

    O caf uma planta oriunda da Etipia e seu plantio no Brasil comeou a se tornar grande riqueza no pas no incio do sculo XIX. A palavra caf1 aparece pela primeira vez em um livro publicado pelo mdico europeu Leonhard Rauwolf, que descreve o caf como uma bebida preta como tinta e til para cuidar de molstias, especialmente do estmago. O mdico destaca que era costume beb-la de manh cedo, tambm em lugares pblicos, em tigelinhas fundas de barro e porcelana, to quente quanto se pudesse suportar, sorvendo em pequenos goles e circulando ali a tigela na roda de pessoas sentadas (GRIEG, 2000, p. 21).

    Ainda que cado no gosto comum da maioria, o gosto por cafs no era unanimidade. Grieg (2002) afirma que uma campanha contra o caf fora organizada por mulheres inglesas que achavam que os coffee houses2 faziam com que seus maridos ficassem longas horas da noite longe do lar. Neste contexto elas se organizaram e apresentaram ao governo ingls um requerimento no qual diziam:

    Reuna - Belo Horizonte, v.13, n3, p.41-53 - 2008

  • 44

    O caf gasta a fora viril dos homens e torna-os to rido como areias das arbias, de onde dizem que veio esse maldito gro, e se perseverarem nesse gosto, os descendentes dos nossos robustos antepassados no sero, em breve, mais do que a raa de miserveis macacos e pigmeus (GRIEG, 2000, p. 30).

    As mulheres perderam a batalha e os espaos que tm nomes de cafs so comuns em cidades europias, brasileiras e em todo o mu

Recommended

View more >