As duas Faces do Brasil

Download As duas Faces do Brasil

Post on 11-Jul-2015

387 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

um livro que fala sobre democracia e ditadura contando episdios e sobre os presidentes desde a ditadura de Getulio Vargas at a Dilma Roussef para educar o povo a saber votar.

TRANSCRIPT

<p>NDICE ASSUNTO Ditadura ........................................................................................................... Democracia .................................................................................................... . Gabinete ...................................................................................................... Liberalismo........................................................................................................ Minorias ............................................................................................................ Princpios Constitucionais ............................................................................. Federao......................................................................................................... . Repblica .......................................................................................................... Democracia Representativa ............................................................................ Sistema Presidencial ......................................................................................... Liberdades Pblicas .......................................................................................... Ditadura Civil ................................................................................................... Governo Provisrio ........................................................................................... O Estado Novo ................................................................................................... A volta de Vargas .............................................................................................. A volta da Democracia ..................................................................................... O governo Kubitscheck ..................................................................................... O governo Jnio Quadros ................................................................................. O Plebiscito ........................................................................................................... Governo Joo Goulart ....................................................................................... Ditadura Militar ................................................................................................. A Represso ......................................................................................................... Governo Castello Branco .................................................................................. Governo Costa e Silva ........................................................................................ Governo Mdici ................................................................................................... Governo Geisel .................................................................................................... Governo Figueiredo ........................................................................................... Fim da Ditadura Militar Governo Sarney ................................................................................................... A nova ordem Constitucional ........................................................................... Reformulao e a Constituinte 88 .................................................................... Os planos econmicos .......................................................................................... A Nova Democracia Eleio para Presidente .................................................................................... Governo Collor ................................................................................................... Governo Itamar .................................................................................................. Campanha FHC ................................................................................................. Governo FHC ..................................................................................................... Governo Lula ...................................................................................................... Governo Dilma Roussef ..................................................................................... Concluso ........................................................................................................... PGINA 03 03 05 06 07 08 08 09 09 09 09 10 11 13 15 16 17 18 19 19 23 25 27 39 36 37 40 43 45 45 47 47 48 54 57 66 70 85 92</p> <p>1</p> <p>PREFCIO</p> <p>No meu dia a dia, pude observar como uma pessoa comum, andando e trabalhando junto ao povo, lidando com pessoas com todo tipo de cultura, educao, poder econmico, sem me envolver jamais em poltica, pude analisar como as pessoas ainda no tm noo nenhuma do que seja realmente uma democracia, ou uma ditadura. O meu objetivo reunir todos os assuntos relativos democracia, ditadura, forma e sistema de governo etc., num s livro, para que as pessoas mais carentes de escolaridade e poder aquisitivo, e at mesmo as pessoas que ignoram um pouco de histria, possam ler sem precisar comprar vrios livros, que por certo teria um custo elevado sem poder compr-los, tambm por muitas vezes no ter acesso s bibliotecas. No entanto, tento mostrar os dois lados da ditadura, que ao meu ver tambm tem um pouco de democracia, como a democracia tem tambm um lado de ditadura, aqui no Brasil. Esse livro tenta esclarecer e comparar os dois lados, para que o povo to sofrido com a forma e sistema de governo que tm, pense, entenda e analise melhor os tipos de governantes que escolhe. uma forma de contribuir com o pblico, um alerta para tentar diminuir a ignorncia, ou seja, aqueles que ignoram os fatos e no sabem o significado certo de Democracia e Ditadura. Livro baseado em historiadores e na minha experincia de vida. Devido a essa experincia, tento transmitir meus conhecimentos para pessoas menos esclarecidas que possam se aprimorar para cobrarem de nossos governantes, uma forma e sistema de governo moderno, sem ter duas faces; nem a ditadura com cara de democracia e nem a democracia mascarada, com cara de ditadura, s assim o Brasil ser um pas do futuro, e entrar no to esperado primeiro mundo, com ordem, disciplina para poder progredir, fazendo jus dos dizeres de sua Bandeira.</p> <p>2 INTRODUO</p> <p>O livro mostra as duas faces da Ditadura, tanto civil quanto a militar. Pois todos falam s da ditadura militar, no entanto se esqueceram de falar da ditadura civil, onde a maior parte dos nossos problemas tambm ainda conseqncia de que enfrentamos no Brasil, uma situao catica, irrisria, irritante e de uma utopia incrvel, chega a ser o pas do faz de conta. Escrevo tambm sobre os presidentes civis, aps as ditaduras Pois todos os Presidentes, do paliativos, mas nunca solucionam a doena, mais parece, cncer e AIDS, que no tm cura. No entanto, em jornais, televiso, rdio e etc., vivem sempre falando mal da Ditadura, pois s mostram um lado; o esquerdo, ou seja, o negativo; o lado direito esquecem sempre de falar, pois tambm existe um lado positivo. Estes dois lados sero relatados, devido a minha experincia, vivida nesta poca, embora ainda jovem, mas bastante lcida e matura, para co mpreender todos os detalhes vividos por mim e por jovens daquela poca. No vivi na poca da ditadura civil, mas essa deixou muito mais marcas do que a ditadura militar, embora muitos acreditem que tenha sido ao contrrio. Haja visto, que no s a revoluo de 1964 mudou a histria do nosso pas, como tambm uma revoluo no mundo. Foi a dcada que marcou o desenvolvimento do nosso planeta. No Brasil, movimentos populares, como a msica, a dana, festivais, estilos, moda, conjunto de Rocks, esporte, etc. Na Inglaterra, hbitos, costumes, conjunto de Rock, estilo de cabelo, homossexualismo, etc. No Estados Unidos, drogas, conjuntos de Rocks, a chegada do homem a lua etc. No Japo, a disciplina, tecnologia, inteligncia. Mediante tudo isso, porque ns s lembramos de coisas negativas, ou porque os historiadores, escritores, s falam ou escrevem esse lado feio. No a ditadura no to feia como pintam, vocs tero oportunidade, de lerem, e tirarem suas prprias concluses, sem causar nenhuma polmica, creio eu.</p> <p>3 DITADURA</p> <p>Termo derivado de Ditador (do Latim, dictador, aquele que diz), aplica -se modernamente ao governo absoluto de um indivduo ou grupo de indivduos que se mantm no poder sem obter o prvio consentimento dos governados, usa ndo de prerrogativas extralegais. Na Roma antiga, era a ditadura uma magistratura extraordinria, geralmente de carter militar, transitoriamente preenchida em pocas de crise, quando a iminncia do perigo exigia um comando unificado que se sobrepusesse ao dos cnsules. A represso de discrdia civil era um dos motivos para a instituio de uma ditadura. As ditaduras modernas so pessoais, ou de classe (partido, foras armadas, proletariado), mas mesmo neste ltimo caso tendem a concentrar o poder nas mos de um lder. Os ditadores contemporneos usam os poderes adquiridos para estabelecer um sistema governamental permanente, autocrtico e, s vezes, desptico. Freqentemente assumem o papel de defensores do povo e manipulam as instituies democrticas para consolidar seu poder. A histria poltica da Amrica latina, desde os primeiros anos do sec. XIX povoada por caudilhos e ditadores em tamanha quantidade que, antes do aparecimento das grandes ditaduras europias aps a I Guerra Mundial, esse sistema era considerado por muitos uma aberrao poltica latino-americana, j que nenhum dos pases dessa rea a ele escapou. O Brasil j teve duas experincias ditatoriais, uma civil por Getlio Vargas e outra militar, por militares do exrcito, que descreverei em captulo posterior.</p> <p>DEMOCRACIA</p> <p>Palavra de origem grega (demos, povo; kratos, poder) que tem diversos significados quando aplicada teoria poltica: no sentido original, uma forma de governo na qual o poder de deciso exercido diretamente pelos cidados, segundo o princpio da predominncia da maioria. neste caso, conhecida tambm por democracia direta. Pode ainda ser a forma de governo na qual os cidados exercem o direito de decidir atravs de representantes que escolhem e que so perante eles responsveis, caso em que se chama democracia representativa. ainda a forma de governo, geralmente representativa, na qual os poderes a maioria so exercidos dentro de um sistema de contrapesos constitucionais</p> <p>destinados a garantir s minorias o exerccio certos direitos, individuais ou coletivos. Finalmente, a palavra democracia empregada em relao a qualquer sistema poltico ou</p> <p>4 social que, seja ou no sua forma de governo democrtica em qualquer dos sentidos definidos acima, se proponha a diminuir os desnveis sociais ou econmicos existentes entre as diversas camadas da populao, principalmente aqueles que so resultantes da distribuio desigual de propriedade privada. A tradio poltica brasileira essencialmente democrtica. O artigo 1 da Constituio de 1946 enuncia: Todo poder emana do povo e em seu nome ser exercido. No entanto, apesar de estar em vigor h 140 anos, excetuando-se a breve interrupo ditatorial do Estado Novo (1937-45), nossa democracia continua em processo de aperfeioamento. O Congresso introduziu vrias modificaes positivas no sistema eleitoral e aprovou leis contra o abuso do poder econmico, medidas que visam a purificar cada vez mais o sistema poltico de escolha dos representantes do povo, eliminando, tanto quanto possvel, influncias e sua extenso s eleies proporcionais para a Cmara dos Deputados e assemblias legislativas foi a medida concreta mais eficaz entre as adotadas para acabar com os currais eleitorais e a compra de votos, ainda praticada em certas regies do pas. As constituies brasileiras sofreram influncias diversas. A primeira, outorgada por D. Pedro I a 25 de maro de 1824, era parlamentarista e bastante moldada pelo regime praticado na Inglaterra. No entanto, transferia ao Imperador, titular do Poder Moderador, algumas das atribuies que na Gr-Bretanha cabiam Cmara dos Lordes, como , p. ex. a capacidade de retardar a promulgao e entrada em vigor das leis por duas sesses legislativas, quando se recusasse a sancion-las. Quanto aos direitos polticos, a Constituio imperial subordinava seu exerccio a uma renda mnima anual de 100 mil ris nas assemblias paroquiais e 200 mil ris nas provncias. s eram elegveis para a Cmara os que dispusessem de renda anual superior a 400 mil ris e para o Senado e Conselho de Estado, de renda de 800 mil ris. Por outro lado, a Constituio de 1824 permitia a escravido e afastava as mulheres, os filhos de famlia, os criados de servir e os religiosos do exerccio dos direitos poltico s. Os libertos s podiam votar nas assemblias paroquiais e os estrangeiros naturalizados eram inelegveis para a Cmara e o Senado, embora pudessem ser Ministros de Estado. Como se v, a carta Magna do Imprio, embora incorporasse extensa declarao de d ireitos dos cidados, no atendia a alguns dos requisitos que hoje consideramos essenciais democracia. A Constituio de 1891, onde preponderava a influncia norte-americana, entre outras disposies inovadoras adotou o regime presidencialista, estabele ceu apenas trs poderes, fez da federao a forma do Estado, limitou a trs o nmero de senadores por Estado, previu a representao das minorias e instituiu o sufrgio universal masculino, excetuando -se os analfabetos, mendigos, praas de pr e religioso. No entanto, permitiu o voto a descoberto,</p> <p>5 fonte de muitas das fraudes eleitorais da chamada Repblica Velha, esqueceu a Justia Eleitoral, o que dificultou enormemente o reconhecimento dos mandatos de congressistas da oposio, facilitando a instalao no poder de verdadeiras ditaduras partidrias, e nenhuma referncia fez as garantias sociais dos trabalhadores. A Lei Orgnica do Governo Provisrio (11 de novembro de 1930) e, posteriormente, a Constituio de 1934 foram as primeiras a tomar em considerao a posio social do operariado dentro da democracia brasileira estabelecendo garantias e a Justia Trabalhista. A Constituio de 1934 tomou como modelo a de Weimar, da Alemanha, e em muitos pontos serviu de base ao trabalho dos constituintes de 1946. A Constituio de 1937, outorgada por Getlio Vargas, rompeu com a tradio democrtica brasileira, j que ampliou o poder e o mandato do Presidente da Repblica, restringiu a autonomia do Poder Judicirio, dissolveu a Cmara, o Senado e demais assemblias legislativas e declarou o estado de emergncia. Enfim, baseada na Constituio da Polnia de 1935, serviu de estrutura legal nica ditadura civil da histria do Brasil. Deposto Getlio Vargas em 1945 recomeou o processo democrtico brasileiro. A constituio de 1946 procurou conciliar s diversas correntes doutrinrias representadas entre os constituintes. Garantiu o direito de propriedade tal como o entende a liberal-</p> <p>democracia (art. 141, 16), mas condicionou seu uso ao bem-estar social (art. 147), idia nitidamente socialista. No ttulo V, Da Ordem Econmica e Social, determina d...</p>

Recommended

View more >