artigo trabalho-compreenda o que é o superávit primário

Download Artigo trabalho-compreenda o que é o superávit primário

Post on 16-Feb-2017

44 views

Category:

Economy & Finance

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Compreenda o que o Supervit Primrio

    So Paulo

    2016

  • Compreenda o que o Supervit Primrio

    Reproduo autorizada, desde que cite a fonte.

    No meu blog h a parte resumida

    Autor: Enio Amorim

    Estudante de: Cincias Econmicas, Cincia Poltica, Investimento e Finanas

    Pessoais

    Blog: http://enioamorim.webnode.com;

    Twitter: Enio Amorim;

    Linkedin: Enio Amorim;

    E-mail: enio_dp@hotmail.com

    Facebook: Enio Amorim

    So Paulo

    2016

  • Sumrio

    Introduo ......................................................................................... 1

    O que Supervit Primrio? ............................................................. 2

    Traduzindo o economs, Supervit Primrio .................................... 4

    Por que no juntar tudo um uma nica conta? ................................. 4

    O que diz a Lei de responsabilidade Fiscal ...................................... 4

    Punio para o no cumprimento da LC 101.................................... 6

    Alguns dos dez mandamentos da Gesto Fiscal Responsvel ........ 8

    Contra o Supervit Primrio .............................................................. 8

    A favor do Supervit Primrio ...........................................................12

    Discutindo o Supervit Primrio ....................................................... 15

    Como o governo faz Supervit Primrio .......................................... 20

    De onde vem essas dvidas, que obriga o governo

    fazer o Supervit Primrio ................................................................ 21

    H alguma alternativa ...................................................................... 22

    Um pouco de histria da dvida pblica no Brasil ............................. 23

    Conceitos Bsicos de dvida pblica ................................................ 26

    Concluso ......................................................................................... 27

    Anexos .............................................................................................. 28

    Fonte bibliogrficas ........................................................................... 35

  • 1

    Introduo

    O trabalho: Compreenda o que o Supervit Primrio, tem por objetivo

    informar, divulgar e, principalmente explicar de forma simples e didtica o que

    esse assunto to abordado nos noticirios e pelas autoridades pblicas.

    Ser abordado ao longo do trabalho, o que o supervit primrio; sua

    definio, de forma didtica; uma definio do economs; o que a Lei de

    reponsabilidade fiscal diz; as opinies contra, as opinies a favor; as

    alternativas para livrar-se dele e, ao final, h diversos anexos, para uma melhor

    compreenso.

    Para fazer esse trabalho, foram coletados diversos artigos, livros, materiais do

    Banco Central do Brasil, Tesouro Nacional e DIEESE. Em outras palavras,

    somente fontes oficiais.

  • 2

    O que Supervit Primrio?

    Segundo o Instituto de Pesquisa Econmica e Aplicada, IPEA, antes de

    entender o conceito de Supervit Primrio necessrio entender que

    supervit um resultado positivo.

    Segundo o IPEA, quando, ao final de um perodo, se observa que os

    gastos foram menores que as despesas, diz ento: que houve um

    supervit; caso contrrio significa que que houve um dficit. O IPEA

    acrescenta, que isso acontece no somente no governo, com tambm

    nas: empresas e nas famlias.

    Toda vez que falado que houve Supervit Primrio significa: que o

    governo arrecadou mais do que gastou. E quando h um Dficit Primrio1

    significa: que o governo arrecadou menos e gastou mais.

    De acordo com o IPEA, para a elaborao do clculo no so

    considerados os juros, as correes monetrias das dvidas pblicas2,

    pois no fazem parte da natureza do clculo.

    O resultado primrio, seja ele supervit ou dficit, um indicador de como

    o governo, as famlias e empresas esto lidando com suas contas.

    Definio:

    Para ficar mais claro vamos imaginar uma empresa: em determinado

    perodo ela conseguiu ter mais lucro. Somado a isso ela fez uma reforma

    e conseguiu cortar despesas. Resultado, ela conseguiu aumentar seu

    caixa.

    Quando isso ocorre na empresa, ela conseguir pagar os juros dos

    emprstimos que ela tomou tempo atrs.

    1 As despesas e pagamentos so maiores que a receita total 2 a dvida contrada pelo Tesouro Nacional para financiar o dficit oramentrio do Governo Federal

  • 3

    Trazendo esse exemplo para o governo: em determinado perodo, assim

    como as empresas obtm lucro, o governo tambm obtm lucro, ao

    arrecadar mais. Somado a isso, o governo fez algumas reformas e

    conseguiu cortar despesas desnecessrias. Resultado, ele conseguiu

    aumentar seu caixa.

    Quando isso ocorre no governo o chamado de Supervit Primrio, ou

    seja, ele conseguiu economizar dinheiro para pagar os juros de suas

    dvidas.

    Uma pequeno e simples modelo para exemplificar:

    O que leva o governo a ter esse descontrole financeiro? Apesar que

    levando em considerao uma empresa ou uma famlia j d para ter uma

    noo ou uma resposta para essa pergunta, mas no custa falar.

    Vamos imaginar que Jos um consumidor desorganizado com suas

    finanas pessoais, ou seja, no organizava as contas, gastava mais que

    ganhava e entrava no cheque especial com muita frequncia. Tempos

    mais tarde, Jos, foi pressionado pelos lojistas e bancos para pagar suas

    dvidas, Jos ento cortou gastos desnecessrios e cortou as diverses

    do fim de semana, logo, comeou a pagar as dvidas e os juros. Passados

    alguns meses, ao ter pago suas dvidas e os juros, foi informado que os

    restantes dos juros podiam ser reduzidos juntos aos bancos, caso consiga

    reduzir seu saldo devedor.

    Enfim, essa histria comparativa foi para, segundo o IPEA, para

    exemplificar que foi exatamente isso que aconteceu com o governo

    federal brasileiro. Jos conseguiu consertar sua vida financeira, mas,

    infelizmente, no caso do governo federal, o final da histria no foi feliz,

    pois, atualmente, a dvida do governo est alta, pegando dados recentes,

    segundo o Tesouro Nacional em 2015, essa dvida R$2,646 trilhes e

    poder/ dever aumentar ainda mais dadas algumas circunstncias, como

    por exemplo: Juros altssimo, baixa arrecadao e, o pior, falta de

    planejamento.

  • 4

    Traduzindo o economs, Supervit Primrio

    Segundo o Frum Brasil de Oramento, frequentemente o governo usa

    esse termo, Supervit Primrio, para simplesmente anunciar que o

    governo nunca pode gastar mais do que arrecada.

    Por que no juntar tudo um uma nica conta?

    De acordo com o FBO, porque, o Supervit Primrio no inclui despesas

    com dvidas, pois so muito maiores que o supervit.

    Os clculos do Supervit Primrio no refletem a situao real das

    contas pblicas, pois quando as despesas com pagamento de juros das

    dvidas so includas o resultado um elevado dficit nas contas

    pblicas, afirma o FBO.

    O que diz a Lei de responsabilidade Fiscal

    Segundo o Tesouro Nacional, A Lei de Responsabilidade Fiscal (lei n101,

    de 04/05/2000) estabelece em regime nacional, parmetros a serem

    seguidos com relao aos gastos pblicos de cada unidade federativa,

    estados e municpio.

    Segundo o Tesouro, o objetivo dessa lei garantir a sade financeira de

    estados e municpios; aplicar recursos adequados nos setores e garantir

    uma boa herana administrativa para os futuros gestores pblicos.

    Segundo o Planalto3, o Art 19, para fins do art 169 da Constituio, as

    despesas totais para cada unidade da Federao no podero exceder os

    seguintes nmeros:

    3 Informaes sobre a Presidncia da Repblica do Brasil

  • 5

    1- Unio: 50%;

    2- Estados: 60%;

    3- Municpios: 60%.

    O Planalto detalha ainda mais os percentuais descritos acima no Art 20,

    ao colocar repartio aos limites recebidos por: Unio, Estados e

    Municpios. Observe:

    Unio:

    - 2,5% para o Legislativo incluindo o Tribunal de Contas da Unio;

    - 6% para o Judicirio;

    - 40,9% para o Executivo (sendo 3% para despesas com pessoal);

    - 0,6% para o Ministrio Pblico;

    Estados:

    - 3% para o Legislativo, incluindo o Tribunal de Contas do Estado;

    - 6% para o Judicirio;

    - 49% para o Executivo (governo estadual);

    - 2% para o Ministrio Pblico dos Estados.

    Municpios:

    - 6% para o Legislativo, incluindo o Tribunal de Contas dos Municpios,

    quando houver;

    - 54% para o Executivo municipal (prefeito);

    De acordo com Edson Ronaldo, analista de Finanas e Controle da

    Secretaria do Tesouro Nacional e IIvo Debus, Consultor de Oramentos,

    A lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei Complementar4 n 101, de

    4/5/2000, tem como regulamento na Constituio Federal, na parte de

    Tributao e Oramento as normas gerais de finanas pblicas a serem

    4 Estabelece, em regime nacional, parmetros a serem seguidos relativos ao gasto pblico

  • 6

    seguidas pelos seguintes nveis de governo: Federal, Estadual e

    Municipal.

    Segundos Ronaldo e Debus, A LRF no substitui a Lei n 4.320/64, a qual

    cria normas para as finanas pblicas no pas, h mais de 36 anos.

    Cont