artigo: estratÉgias de recrutamento e seleÇÃo x rotatividade: estudo de .2014-10-22 ·...

Download Artigo: ESTRATÉGIAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO X ROTATIVIDADE: ESTUDO DE .2014-10-22 · ESTRATÉGIAS

Post on 08-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai - IDEAU

    ISSN 1809-6212

    Vol.4 - n.9 - Julho - Dezembro 2009

    Semestral

    Artigo:

    ESTRATGIAS DE RECRUTAMENTO E

    SELEO X ROTATIVIDADE:

    ESTUDO DE CASO EM UMA COOPERATIVA INDUSTRIAL

    Autores:

    Fbio Fiori Aldebrand1

    Magali Terezinha Bregoli2

    Vanessa Rissi3

    1 Bacharel em Administrao com Habilitao em Recursos Humanos (Faculdade IDEAU). E-mail: fabio.aldebrand@hotmail.com 2 Bacharel em Administrao com Habilitao em Recursos Humanos (Faculdade IDEAU). E-mail: magalibregoli@yahoo.com.br 3 Mestre em Sade Coletiva (UNISINOS). Especialista em Gesto de Recursos Humanos (UPF). Psicloga (UPF). Docente da Faculdade

    IDEAU. E-mail: vanessarissi@ideau.com.br

    mailto:fabio.aldebrand@hotmail.commailto:magalibregoli@yahoo.com.brmailto:vanessarissi@ideau.com.br
  • 2

    ESTRATGIAS DE RECRUTAMENTO E

    SELEO X ROTATIVIDADE:

    ESTUDO DE CASO EM UMA COOPERATIVA INDUSTRIAL

    RESUMO: As estratgias de recrutamento e seleo de pessoas ocupam posio de destaque nas organizaes.

    Considerando que uma das principais funes da Administrao de Recursos Humanos manter talentos, deve

    haver, antes disso, preocupao em como atrair e selecion-los. A rotatividade de pessoas nas organizaes est

    associada, dentre outros fatores, s polticas de recrutamento e seleo. Assim, este estudo de caso exploratrio

    teve como objetivo geral conhecer as variveis do processo de recrutamento e seleo que possam estar

    interferindo nos ndices de rotatividade de uma cooperativa industrial, na unidade frigorfica. Em especfico,

    pretendeu-se calcular as taxas de rotatividade dos anos de 2006, 2007 e 2008, conhecer as atuais estratgias de

    recrutamento e seleo e ento sugerir aes de melhoria. Os resultados do estudo indicam que inexiste uma

    poltica de recrutamento e seleo eficiente e que isto pode ser uma das causas internas da rotatividade elevada.

    Como aes foram sugeridas: a elaborao das descries e anlises dos cargos, a utilizao de tcnicas de

    recrutamento e seleo, alm de avaliao do perodo de experincia, pesquisa de clima organizacional e

    entrevista de desligamento.

    Palavras-chave: recrutamento; seleo; rotatividade

    ABSTRACT: The recruiting strategies and selection of people take an important role in the companies. Since

    one of the main roles of the Administration of Human Resources is keep talents, it must concern about attracting

    and selecting them. The staff turnover in the companies is associated to the policies in recruiting and selecting.

    Thus, this study is aimed at knowing the variables of the process of recruiting and selection that may be

    interfering in the turnover rate of an industry cooperative. We tried to calculate the turnover rate in 2006, 2007

    and 2008, know the present-day strategies and suggest improvements. The results of this study indicate that there

    arent policies of recruiting and selection and this may be one of the internal causes of the high staff turnover.

    Some actions were suggested: to draw up a report of the descriptions and analysis of the posts; use of recruiting

    strategies and selection besides evaluation in the first months after the admission, research about the organization

    atmosphere and interview when the worker leaves the company.

    Key-words: Recruiting. Selection. Turnover staff

    1 INTRODUO

    A necessidade de obteno de vantagem competitiva no atual cenrio de mudanas

    constantes tem obrigado as empresas a uma reviso dos seus parmetros de gesto. A

    principal questo reside no fato de que deve haver conscincia de que a participao e o

    envolvimento das pessoas com os objetivos organizacionais representam um diferencial

    competitivo estratgico. O recrutamento e a seleo de pessoas, atividades da Administrao

    de Recursos Humanos, tm papel importante nisso, pois tem como objetivo atrair para a

    organizao queles que mais facilmente se envolvero efetivamente com os objetivos

    organizacionais.

    O recrutamento e a seleo de pessoas so processos pelos quais uma empresa opta,

    dentre vrios candidatos, por aquele que melhor se adapta aos critrios e exigncias do cargo

    disponvel, considerando as atuais condies do mercado. Para a sua realizao, necessrio

  • 3

    o cumprimento de uma srie de etapas a fim de se obter eficcia na escolha de candidatos que

    preenchero as vagas disponveis numa empresa. pouco recomendvel efetuar uma seleo

    de pessoal sem que definamos, por exemplo, a natureza e as atribuies tpicas das funes.

    Uma das consequncias de um processo de recrutamento e seleo inadequadamente

    elaborado de que podero ingressar na organizao pessoas que no se adaptem ao perfil,

    que por fim podero demitir-se ou serem demitidas rapidamente. Assim, os ndices de

    rotatividade aumentam significativamente.

    Em funo das altas despesas acarretadas pela rotatividade, preciso que os

    empresrios se conscientizem de que a boa seleo de pessoal um investimento til para a

    empresa. Ao colocar a pessoa certa no lugar certo, diminui-se ainda o tempo de treinamento e

    formao do recm contratado, aumentando o rendimento do trabalhador e melhorando assim

    a produtividade.

    Como afirma Chiavenato (1997), a rotatividade de pessoas em uma organizao pode

    ser causada por vrios fatores. Dentre eles, citada a poltica de recrutamento e seleo.

    Considerando este aspecto, o artigo em questo, resultado de uma pesquisa realizada para um

    TCC Trabalho de Concluso de Curso do curso de Administrao com nfase em Recursos

    Humanos, se prope a investigar as estratgias de recrutamento e seleo de pessoas de uma

    cooperativa industrial e os seus ndices de rotatividade. Mais especificamente, so verificados:

    os ndices de rotatividade nos ltimos trs anos e os atuais procedimentos de recrutamento e

    seleo. Na sequncia, so sugeridas aes de melhorias no intuito de contribuir com a

    melhoria dos nveis de rotatividade organizacional.

    2 PROCESSOS METODOLGICOS

    A pesquisa que deu origem a este artigo foi realizada em uma cooperativa industrial,

    localizada no interior gacho, regio norte. Optou-se por manter em anonimato a razo social.

    A Cooperativa conta com um quadro de 5.450 associados, 1.174 funcionrios e abrange 9

    municpios, o que a coloca entre as principais geradoras de emprego e renda da regio. Este

    estudo teve como foco o setor frigorfico, que produz embutidos curados, cozidos, defumados

    e refinados, com um quadro de 380 funcionrios.

    A fim de cumprir com o objetivo de investigar as prticas de recrutamento e seleo

    relacionando-as com os ndices de rotatividade, foi realizada uma pesquisa de carter

  • 4

    exploratrio, do tipo estudo de caso, alm de reviso bibliogrfica para fins de embasamento

    terico.

    Como instrumento de coleta de dados foi utilizada uma entrevista semi-estruturada

    com o responsvel pelas funes de Administrao de Recursos Humanos. A entrevista teve

    como objetivo realizar um diagnstico das prticas utilizadas pela empresa ao recrutar e

    selecionar pessoas, bem como obter os dados de admisso, demisso e nmero de

    funcionrios a fim de calcular os ndices de rotatividade.

    Os dados obtidos na entrevista diagnstica com o responsvel pela rea de Recursos

    Humanos foram analisados e sistematizados. A partir desses dados, foram sugeridas aes de

    melhoria para este processo, considerando os ndices de rotatividade da cooperativa.

    Neste estudo, foram calculados os ndices de rotatividade dos trs ltimos anos (2006,

    2007 e 2008). Para os clculos foram utilizadas as informaes de admisses, demisses e

    efetivo mdio desses anos disponibilizados pela empresa. A frmula utilizada para o clculo

    do ndice de rotatividade baseou-se em Chiavenato (2002), conforme a figura 1.

    Figura1: Frmula para clculo do ndice de rotatividade

    Fonte: Chiavenato (2002)

    Na frmula referida anteriormente:

    A= admisses de pessoal dentro do perodo considerado (entradas);

    D= desligamentos de pessoal (tanto por iniciativa da empresa como por

    iniciativa dos empregados) dentro do perodo considerado (sadas);

    EM= efeito mdio dentro do perodo considerado, obtido pela soma dos efeitos

    existentes no incio e no final do perodo, dividido por dois.

    ndice de Rotatividade de Pessoal = A+D x100

    2

    EM

  • 5

    3 MARCO CONCEITUAL: SOBRE A LITERATURA PESQUISADA

    3.1 A Administrao de Recursos Humanos

    Dentre os aspectos estratgicos dos negcios de uma empresa, a funo recursos

    humanos tem se destacado nos ltimos anos no atual modelo de desenvolvimento econmico.

    Para muitas organizaes, sustentam Milcovich e Boudreau (2000), esta rea deixou de ser

    um desafio, sendo encarada a partir de uma anlise das influncias do contexto de uma

    empresa. As atividades relacionadas a esta rea abrangem um conjunto de variveis baseadas

    na valorizao do principal agente do processo, o ser humano.

    O sistema de Administrao de Recursos humanos composto de um conjunto de

    subsistemas que respondem individualmente por cada uma das funes de recursos humanos e

    que, dependendo do formato organizacional de cada empresa, podero incluir, como aponta

    Marras (2000), as atividades de: recrutamento e