artigo consad 2014 - mídias sociais como recurso para o governo eletrônico: onde estamos e aonde...

Download Artigo CONSAD 2014 - Mídias Sociais Como Recurso Para o Governo Eletrônico: Onde Estamos e Aonde Podemos Chegar

Post on 01-Nov-2014

914 views

Category:

Government & Nonprofit

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Artigo que apresenta uma avaliação do estágio atual da utilização das mídias sociais pela administração pública brasileira. Demonstra ainda algumas possibilidades de serviços a serem desenvolvidos a partir dessas plataformas, que possam fomentar o fortalecimento da participação cidadã, com estímulo à interação e à discussão dos problemas enfrentados pelo cidadão. Publicado nos anais do VII Congresso Consad de Gestão Pública, realizado em Brasília/DF em Mar/2014.

TRANSCRIPT

  • 1. Centro de Convenes Ulysses Guimares Braslia/DF 25, 26 e 27 de maro de 2014 MDIAS SOCIAIS COMO RECURSO PARA O GOVERNO ELETRNICO: ONDE ESTAMOS E AONDE PODEMOS CHEGAR MARCELO DE ALENCAR VELOSO
  • 2. 2 Painel 10/029 Experincias de governo eletrnico: desburocratizao, participao social e preveno de riscos MDIAS SOCIAIS COMO RECURSO PARA O GOVERNO ELETRNICO: ONDE ESTAMOS E AONDE PODEMOS CHEGAR Marcelo de Alencar Veloso RESUMO Consideradas como um fenmeno do mundo moderno, as mdias sociais proporcionam a formao de comunidades online onde seus participantes ou usurios interagem ativamente. Atualmente, o Brasil possui 76 milhes de usurios na rede social do Facebook e, destes, 47 milhes acessam a plataforma todos os dias. Nesse cenrio, o uso das mdias sociais apresenta-se como um canal que possui um grande potencial de motivar, auxiliar e aprimorar o desenvolvimento e a adoo de novas iniciativas de Governo Eletrnico, principalmente aquelas relacionadas criao de um meio de comunicao efetivo com o cidado, alm de promover a participao e colaborao da sociedade. O objetivo desse estudo apresentar uma avaliao do estgio atual da utilizao das mdias sociais pela administrao pblica brasileira. Demonstra ainda algumas possibilidades de servios a serem desenvolvidos a partir dessas plataformas, que possam fomentar o fortalecimento da participao cidad, com estmulo interao e discusso dos problemas enfrentados pelo cidado, proporcionando uma transformao das relaes entre Governo e sociedade. Palavras-chave: Mdias sociais. Governo eletrnico. Poltica pblica. Participao social.
  • 3. 3 INTRODUO O desenvolvimento de programas de governo eletrnico tem estado cada vez mais presente na pauta de diferentes governos, atravs da utilizao das modernas tecnologias de informao e comunicao (TICs), com o objetivo de democratizar o acesso informao, ampliar discusses, e dinamizar a prestao de servios pblicos com foco na eficincia e efetividade das funes governamentais. A sua adoo proporciona uma transformao das relaes entre o governo e a sociedade, sejam os cidados, sejam empresas privadas, e tambm entre os prprios rgos do governo. Nessas relaes transformadas, destaca-se o ambiente propcio para o fortalecimento da participao cidad, atravs da otimizao dos servios prestados populao, estmulo interao e discusso dos problemas enfrentados pelo cidado. As mdias sociais trazem uma revoluo nas relaes entre os indivduos de maneira geral, incluindo no que concerne governo/cidado. A forma de se comunicar outrora de maneira verticalizada se torna agora mais interativa. Diante disso, esse trabalho visa apresentar uma anlise das mdias sociais no Brasil e como a administrao pblica brasileira as tem utilizado para fomentar iniciativas de governo eletrnico. A partir de casos reais de programas implementados por instituies pblicas, mostra ainda exemplos prticos de como possvel utilizar essas plataformas para, alm de prestar servios pblicos, estreitar os laos com o cidado. Isso leva transformao do seu papel, passando de mero consumidor de servios prestados pelo governo, para o de coadjuvante nas decises governamentais que impactam diretamente toda a sociedade. 2 MDIAS SOCIAIS O rpido desenvolvimento da tecnologia relacionada, assim como as habilidades e conhecimentos de seus usurios, faz com que o conjunto que compe o termo mdia social continue a mudar num ritmo muito rpido, com novos sites, servios e contedos online surgindo a cada dia.
  • 4. 4 Talvez seja esse dinamismo relacionado s mdias sociais o motivo pelo qual uma definio do termo seja difcil. Conforme argumentam Jacka e Scoot no existe uma definio nica e reconhecida de mdias sociais (Jacka e Scott, 2011 como citado em Patterson, 2011)1 . Os autores supracitados, afirmam que pode-se dizer que a mdia social o conjunto de tecnologias de difuso baseadas na Web que permitem a democratizao do contedo, dando s pessoas a capacidade de emergir de consumidores de contedo para editores (Jacka e Scott, 2011 como citado em Patterson, 2011) 2 . Entre outras definies encontradas na literatura, Kaplan e Haenlein declaram que mdia Social um grupo de aplicativos para Internet que se baseiam nos fundamentos ideolgicos e tecnolgicos da Web 2.0, e que permitem a criao e troca de contedo gerado pelo usurio (Kaplan e Haenlein, 2009, p. 61) 3 . De acordo com website Technology Explained da rede ABC, a mdia social engloba ferramentas e atividades digitais que permitem a comunicao e compartilhamento atravs da rede... Blogs, wikis, salas de chat, e ferramentas que permitem que as pessoas compartilhem ideias, imagens e vdeos, esto todos includos no termo Mdia Social (ABC, 2011) 4 . Para o Department of Electronics and Information Technology do Governo da ndia, mdia social nos ltimos tempos tornou-se sinnimo de sites de redes sociais, tais como Facebook ou sites de microblogging como o Twitter. No entanto, as mdias sociais, de forma muito ampla, podem ser definidas como qualquer plataforma baseada na web ou mvel que permite um indivduo ou uma agncia comunicar-se de forma interativa e habilita a troca de contedo gerado pelo usurio (Department of Electronics and Information Technology, s/d) 5 . No entender do Department of Internal Affairs do Governo da Nova Zelndia, ...mdia social um conjunto de tecnologias online, sites e prticas que so usadas para compartilhar opinies, experincias e perspectivas. 1 Traduo do autor. 2 Traduo do autor. 3 Traduo do autor. 4 Traduo do autor. 5 Traduo do autor.
  • 5. 5 Fundamentalmente trata-se de conversa (Department of Internal Affairs, 2011) 6 . Para a especialista em Marketing Digital Martha Gabriel mdias sociais so os contedos que as pessoas trocam dentro das redes sociais (Gabriel, 2011). Dessa definio deriva a necessidade de definir tambm qual o significado do termo redes sociais, que ainda de acordo com a citada autora, define que redes sociais so pessoas que se relacionam em funo de interesses comuns e existem desde as primeiras comunidades (Gabriel, 2011). Nessa perspectiva, Wasserman e Faust apresentam que uma rede social (do ingls social network) consiste de um ou mais conjuntos finitos de atores [e eventos] e todas as relaes definidas entre eles (Wasserman e Faust, 1998 como citado em Dziekaniak, s/d). Assim que, muitas vezes os termos mdias sociais e redes sociais so usados como possuindo o mesmo significado. Mas como visto pelas definies dadas, representam conceitos distintos. Treem e Leonardi apresentam viso da possvel soluo para o questionamento do que so as mdias sociais. De acordo com os autores, Em vez de proporcionar uma definio clara de mdia social, a abordagem padro em muitos artigos acadmicos escritos tem sido definir o termo mdia social apontando para os tipos de tecnologias que as pessoas reconhecem, implicitamente, como mdia social (Treem e Leonardi, 2012, p.145) 7 . Embora muitas sejam as definies encontradas acerca das mdias sociais, algumas caractersticas so tidas como essenciais de estarem presentes em uma plataforma para sua conceituao como tal, opinio essa compartilhada por muitos especialistas no assunto. Mayfield (2008)8 , em seu trabalho intitulado What is social media? relaciona quais seriam essas caractersticas: Participao: as mdias sociais incentivam contribuies e comentrios de todos os interessados, eliminando a linha entre a mdia e o pblico. 6 Traduo do autor. 7 Traduo do autor. 8 Traduo do autor.
  • 6. 6 Abertura: a maioria dos servios de mdia social esto abertos ao feedback e participao. Eles encorajam votao, comentrios e compartilhamento de informaes. Raramente apresentam barreiras para acessar e fazer uso do contedo contedo protegido por senha visto com bons olhos. Dilogo: ao passo que a mdia tradicional sobre "broadcast" (contedo transmitido ou distribudo a uma audincia), mdia social mais bem visto como uma conversa de duas vias. Comunidade: mdia social permite que comunidades se formem rapidamente e se comuniquem eficazmente. Esses grupos partilham interesses comuns, tais como o amor pela fotografia, uma questo poltica ou um programa de TV favorito. Conexidade: a maioria dos tipos de mdia social prosperaram em sua conexo, fazendo uso de links para outros locais, recursos e pessoas. Ainda dentro do universo das mdias sociais, muitas so as diferentes plataformas existentes, que apresentam caractersticas prprias de acordo com o seu pblico alvo, seus objetivos e a forma de interao desejada: blogs, wikis, microblogging, redes sociais, sites de compartilhamento de contedo, e publicao so algumas delas. 3 GOVERNO ELETRNICO Para Laia (2009), sendo considerado as relaes governamentais, o governo eletrnico se define pelas relaes do governo com cidados (sociedade), empresas, investidores e o prprio governo. Porm, como o prprio autor alerta, governo eletrnico um conceito amplo. Ainda assim, afirma que o governo eletrnico pode ser reconhecimento (sic) como uma oportunidade de repensar a forma como governos prestam servios aos cidados, atendem s necessidades dos usurios de informao governamental e criam ambientes com alto grau de accountability na conduo das polticas pblicas (Laia, 2009).
  • 7. 7 J para Rover (s/d, p. 20), o governo eletrnico possui necessidades prementes, a considerar os resultados esperados com sua adoo, ao afirmar que O governo eletrnico uma exigncia emergencial de ordem econmica e gerencial. A simplificao da burocracia estatal, a agilizao dos procedimentos, utilizando meno

Recommended

View more >