Arte na pré história - Pinturas Rupestres

Download Arte na pré história - Pinturas Rupestres

Post on 24-May-2015

2.500 views

Category:

Education

3 download

DESCRIPTION

A pr-histria e as pinturas rupestres que eram feitas pelos habitantes daquela poca.

TRANSCRIPT

  • 1. A Arte na Pr-Histria Ana Caroline Launir Tainan

2. Pr- Histria Onde tudo comeou... Consideramos como arte pr-histrica todas as manifestaes que se desenvolveram antes do surgimento das primeiras civilizaes, e, portanto da escrita. Na pr- histria tambm foram feitas grandes descobertas, por exemplo, a descoberta do fogo (que poderia ser utilizado como arma, para aquecer, e tambm para amolecer os alimentos por meio do cozimento). Porm, deve-se levar em conta que houve uma grande variedade de produo, por povos diferentes, de locais diferentes, mas com algumas caractersticas em comum. O que sabemos que a pintura foi descoberta em algumas cavernas da pr- histria, e que a primeira forma de arte criada pelo homem que atravessou milnios e chegou at ns. 3. Pintura Rupestre A pintura feita nas cavernas se chama pintura rupestre. Rupestre significa: gravado ou traado na rocha, na pedra. 4. Pintura Rupestre Materiais mais usados para pintura rupestre: sangue, argila, excrementos, ltex de plantas, e gordura. A cor era obtida misturando-se o p de rochas com destaque para o xido de ferro, que tenha colorao vermelho-alaranjado. Pintavam com os dedos e tambm com pincis ,que eram feitos de tocos de madeira. 5. So nas cavernas que encontramos verdadeiros sales de arte. 6. Caverna de Lascaux Descoberta em 1940. uns meninos que estavam passeando com seu cachorro. De repente o cachorro sumiu, os meninos o chamaram e ouviram um latido distante abafado. Foram atrs do som e encontraram a caverna. Frana 7. Na criao dessas imagens os artistas das cavernas usavam carvo para delinear as irregularidades na rocha, que se assemelham a formas encontradas na natureza. O volume era dado pelas salincias enquanto as tonalidades terrosas emprestavam contorno e perspectiva. Os desenhos eram superpostos aleatoriamente, talvez atendendo necessidade de novas imagens antes de cada caada. Essas imagens sempre figuras de animais so representadas em perfil bidimensional e parecem flutuar no espao, sem qualquer representao do ambiente. 8. Caverna de Lascaux (Frana) Sala de Touros - Lascaux 9. Caverna de Chauvet (Frana) Caverna foi descoberta em 1994. Documentrio: A caverna dos sonhos esquecidos 10. Caverna de Chauvet (Frana) 11. Caverna de Altamira ( Espanha) Foi descoberta em 1879, pela filha do arquelogo Marcelino Sautuola, quando acompanhava seu pai em uma expedio arqueolgica, ento viu pela primeira vez as pinturas rupestres de Altamira. Reproduo do teto da caverna. 12. Caverna de Altamira ( Espanha) Os bises de Altamira foram pintados entre os anos de 14000 e 9500 a.C. aproximadamente. 13. O carter mgico da Arte Pr-Histrica... 14. O carter mgico da Arte Pr-Histrica... O Homem era nmade, e percebia o mundo como uma realidade cnica, no separando o material do espiritual, o visvel do invisvel. Uma forma de crer que aquela figura transporia alguns poder, e no somente ligado a isso, mas era tambm a primeira forma de escrita. 15. O carter mgico da Arte Pr-Histrica... Naquela poca ainda no existia agricultura. No se plantava coisa alguma, por que ningum sabia que a semente jogada no cho germina e se reproduz. Se tinha fome, o homem primitivo teria que pescar ou caar. Principalmente caar. 16. O carter mgico da Arte Pr-Histrica... Talvez o homem primitivo achasse que, quando pintava na parede da caverna a figura do animal que tinha a inteno de caar, estava simbolicamente matando esse animal. O que nos sugere essa hiptese o fato de que muitas dessas figuras esto atravessadas por uma lana. Depois de matar o animal por meio da imagem, ou em sua imaginao, nosso ancestral saa para caar de verdade e matar a prpria fome e a de sua famlia. 17. O carter mgico da Arte Pr-Histrica... Se a imagem pintada na rocha no serviria mais para nada depois que o animal fosse caado, por que o homem primitivo procurava faz-la com tanto cuidado? Provavelmente ele achava que teria mais sucesso na caada se a imagem fosse bem parecida com sua presa, ou talvez acreditasse que, fazendo figuras com todo o capricho, conseguiria aumentar o nmero de animais existentes na realidade. So apenas hipteses... 18. Vestgios deixados pelos homens pr-histricos brasileiros Os homens da Pr-histria espalharam-se por diversas reas do territrio brasileiro. As descobertas arqueolgicas apontam para grupos humanos que viveram em regies da Amaznia, Piau, litoral (principalmente dos estados de SP, SC, RJ e ES), regio de Lagoa Santa (interior de Minas Gerais). 19. Pintura Rupestre no Brasil Parque Nacional Serra da Capivara - Piau rea de maior concentrao de stios pr-histricos do continente americano e Patrimnio Cultural da Humanidade UNESCO. Estudos cientficos confirmam que a Serra da Capivara foi densamente povoada em perodos prhistricos. 20. Pintura Rupestre no Brasil Parque Nacional Serra da Capivara - Piau 21. Pintura Rupestre no Brasil... Parque Nacional Serra da Capivara - Piau Vdeo sobre a Serra da Capivaras 22. Parque Nacional do Catimbau Pernambuco Pintura Rupestre no Brasil 23. Pintura Rupestre no Brasil Stio Arqueolgico Abrigo do Morcego Carnaba dos Dantas Rio Grande do Norte Stio Arqueolgico da Pedra Pintada Baro dos Cocais Minas Gerais Com desenhos semelhantes a gruta de Altamira na Espanha e de Lascaux na Frana. 24. Pintura Rupestre no Brasil Parque Nacional Sete Cidades (Piau) Stio do Boqueiro da Pedra Furada - Piau 25. Pedra do Ing Interior do Estado de Paraba Intrigantes inscries rupestres, muito complexas, produzidas em baixo e alto relevo. 26. Monumento arquitetnico do Perodo Neoltico... ( Inglaterra) Stonehenge Que foi criado quando os grupos humanos passaram a se sedentarizar e a praticar a agricultura, criando uma srie de ferramentas com novos materiais e novas tcnicas. Seu significado , entendido com um local de observao astronmica e tambm h indcios de que o local era utilizado para a realizao de rituais religiosos naquela poca. 27. Referncias FEIST, Hildegard. Pequena viagem pelo mundo da arte. 3. ed. So Paulo: Moderna, 1996. p. 12-17. GOMBRICH, E. H. A histria da Arte. 16. ed. Trad. lvaro Cabral. Rio de Janeiro: LTC, 1999. FUNDAO MUSEU DO HOMEM AMERICANO. Piau Brasil .Disponvel em: http://www.fumdham.org.br/. Acesso em: 20 de mai. 2013. STRICKLAND, Carol; BOSWELL, John. Arte comentada: da pr- histria ao ps-moderno. 4.ed. Rio de Janeiro, RJ: Edies de Ouro, 1999. ASSOCIAO BRASILEIRA DE ARTE RUPESTRE. Disponvel em: http://www.globalrockart2009.ab-arterupestre.org.br/arterupestre.asp. Acesso em: 21 de mai. 2013. MARTIN, Gabriela. 10 mil anos do homem pr-histrico no Rio Grande do Norte. In:_____. CASTRO, Nei Leandro de (coord.). Terra Potiguar: uma viagem pela beleza e pela cultura do Rio Grande do Norte. Barcelona: Bustamante Editores, 1999. p. 24-39.