arrais amador setembro 2012

Download Arrais Amador Setembro 2012

If you can't read please download the document

Post on 14-Aug-2015

136 views

Category:

Documents

23 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

UNIDADE 1 Conhecimentos Iniciais

NAVEGAO

Definio de NAVEGAO... a cincia e a arte de conduzir, com segurana, uma embarcao de um ponto a outro da superfcie da Terra

BARCO OU EMBARCAO

Definio de EMBARCAO... toda construo feita de: madeira, ferro, ao, fibra de vidro, alumnio ou combinao desses e outros materiais que flutua, destinada a transportar pessoas ou coisas.

Definio de NAVIO, NAU e NAVE...So em geral, embarcaes de porte maior que 20m (65 ps/ft).

CLASSIFICAO DAS EMBARCAES

Midas; Mdio porte; Grande Porte ou Iate.

MIDAS Comprimento MENOR/IGUAL a 5m; Comprimento MAIOR que 5m convs

aberto/fechado: s/ cabine habitvel

s/ motor ou c/ motor de at 30HP.

MDIO PORTE

Comprimento inferior a 24m e

no abrange as bem. midas;

Gd. PORTE ou IATE

Comprimento igual oumaior que 24m.

Terminologia BsicaConsultar pgs. 3/5 da sua Apostila. (Proa, popa, bordos, casco, linha dgua, travs, amuras, alhetas, a matroca, etc.)

Terminologia Bsica Estrutura da Embarcao

QUILHA a pea disposta em todo o comprimento do casco no plano de simetria. a espinha dorsal da embarcao.

CAVERNASSo as costelas da embarcao que permitem dar forma ao casco. O conjunto de cavernas chamado de CAVERNAME

A caverna principal chamada de CAVERNA MESTRA

LONGARINAS

So peas colocadas de proa a popa na parte interna das cavernas

VAUS

So vigas colocadas de BE a BB em cada caverna e servem para sustentar o convs.

COSTADO a parte do casco acima da linha dgua e abaixo desta est a carena.

Tudo abaixo da linha dgua = obras vivas

Tudo acima = obras mortas

CONVS qualquer dos pavimentos. O mais elevado chamado de convs principal

Em Lanchas Equipadas c/ 2 Convses de Comando, o Superior TIJUP ou FLYBRIDGE e o Inferior: PASSADIO.

POO OU COCKPIT DE VELEIRO o espao entre a super estrutura da cabine e o painel.

BORDA o limite superior do costado que pode terminar na altura do convs

BORDA FALSA o parapeito do navio no convs. Serve p/ proteger as pessoas e o material, evitando que caiam no mar. Conhecido tb como GUARDA MANCEBO

LEME a pea utilizada para dar DIREO e manter a embarcao na DIREO DESEJADA.

CANA DE LEME OU TIMO a pea utilizada para governar o barco. Pea que o piloteiro segura p/ conduzir a embarcao.

PORTA DO LEME a parte do leme MERGULHADA na gua, responsvel pelo RUMO da embarcao.

FAINAS a parte do leme MERGULHADA na gua, responsvel pelo RUMO da embarcao.

Terminologia Bsica DIREES

LADO DIREITO DO BARCO BORESTE (BE)// COR = VERDE

LADO ESQUERDO DO BARCO BOMBORDO (BB) // COR = ENCARNADA

ATENO!!!!Proa, popa, boreste, bombordo, bochechas, alhetas, etc.No dizem respeito a uma parte determinada do casco, e sim a uma regio deste, cujo tamanho indefinido, este que, varia de barco p/ barco.

Direes RelativasSo medidas como ngulos a partir da proa da embarcao, na direo dos ponteiros de umExemplo: Proa = 000 (zerozero-zero graus relativos

Logo, as Marcaes Relativas, So medidas em ngulos de 000 a 360 a partir da PROA da embarcao.

LADO DIREITO DO BARCO BORESTE (BE)// COR = VERDE

LADO ESQUERDO DO BARCO BOMBORDO (BB) // COR = ENCARNADA

LADO ESQUERDO DO BARCO BOMBORDO (BB) // COR = ENCARNADA

LADO DIREITO DO BARCO BORESTE (BE)// COR = VERDE

LADO ESQUERDO DO BARCO BOMBORDO (BB) // COR = ENCARNADA

LADO DIREITO DO BARCO BORESTE (BE)// COR = VERDE

O cdigo de horas tb utilizado no meio nutico amador.

MEDIDAS LINEARES DE UM BARCO

COMPRIMENTO DE RODA A RODA o comprimento total do casco, no incluso motor de popa, pranchas, plataformas (se houver)

COMPRIMENTO DE ARQUEAO

a medida de proa a popa no sentido longitudinal tomada na face interna da embarcao.

BOCA a maior largura da embarcao, normalmente, ocorre na seo mestra do barco.

CALADOMede-se da linha de flutuao ou linha dgua at a parte mais baixa da embarcao.

BORDA LIVRE a altura que vai da linha de flutuao (linha dgua) at a borda da embarcao.

CONTORNOMede-se na seo mestra de borda a borda, passando por baixo do casco. Exclui-se a quilha falsa dos barcos vela, conhecida como bolina.

PONTAL a soma da borda livre e do calado do barco.

MEDIDAS LINEARES

MEDIDAS NO LINEARES DE UMA EMBARCAO

DESLOCAMENTO o peso de gua que a embarcao pode deslocar. Expresso em toneladas (ton).

DESLOCAMENTO MXIMO

Dmax = Peso da Embarcao + combustvel + lquidos + tripulao + carga + passageiro + acessrios e equipamentos.

DESLOCAMENTO MNIMO

Dmin = Peso daEmbarcao somente.

TONELAGEM DE PORTE BRUTO DEADWEIGHT

a diferena do Dmax DminImprescindvel p/ se saber o mximo de peso que a embarcao pode transportar com segurana.

PESO MXIMO DE CARGA PMC

TPB TARA (DA EMBARCAO)Imprescindvel p/ se saber qtas pessoas a embarcao poder transportar com segurana.

MOVIMENTOS DA EMBARCAO NO MAR Conforme o estado do mar, as embarcaes apresentam movimentos:

ROTATIVOS e LINEARES

MOVIMENTOS ROTATIVOS BALANOMovimento de oscilao de um bordo p/ o outro, causado por ondas de travs.

MOVIMENTOS ROTATIVOS CATURRO ou ARFAGEMMovimento de oscilao vertical no sentido proa/popa

MOVIMENTOS ROTATIVOSCABECEIOMovimento de oscilao horizontal no sentido proa/popa o mr menos desconfortvel e menos perigoso

MOVIMENTOS LINEARES

DESLIZAMENTO LATERALRpido movimento lateral c/ mar de travs.

MOVIMENTOS LINEARESDESLIZAMENTO P/ VANTERpido movimento p/ vante, sentido proa-popa ao descer uma onda. Mais comum em alto mar

MOVIMENTOS LINEARESQUEDA LIVRERpido movimento p/ baixo quando caindo no cavado da onda.

ESTABILIDADE DA EMBARCAO

EMBARCAO TRIMADA

Qdo o calado a vante e a r so iguais, no tem inclinao ou banda p/ nenhum dos lados.

TRIMADA PROA E POPA NIVELADOS

EMBARCAO ABICADA

Calado a vante maior que o de calado de r.

ABICADA PROA BAIXA

EMBARCAO DERRABADA

Calado a vante MENOR que o de calado de r.

DERRABADA PROA ALTA

CENTRO DE GRAVIDADE DA EMBARCAO (G)

O centro de gravidade o ponto onde o peso total da embarcao atua verticalmente p/ baixo.

REGRA GERAL DO CENTRO DE GRAVIDADE

Qto + baixo o centro de gravidade (G) + estvel ser a embarcao.

VARIAES DO CENTRO DE GRAVIDADE

Qto + alto o centro de gravidade (G) - estvel ser a embarcao.

Qto + elevado o centro de gravidade (G) + perigo de emborcamento da embarcao em caso de balano excessivo do mar ou por m distribuio de pesos

EFEITO DE SUPERFCIE LIVRE

Qdo o barco inclina com os seus tanques cheios, obviamente, os lquidos no se movimentam.

EFEITO DE SUPERFCIE LIVRE

Porm, a medida q lquidos so consumidos, eis q surge o efeito superfcie livre.

EFEITO DE SUPERFCIE LIVRE

ESFOROS DA ESTRUTURA NO SENTIDO DO COMPRIMENTO DO BARCO

Todo barco qdo navegando, ser exigido em cada ponto, seja por excesso de: peso ou empuxo ou por grande extenso (comprimento).

Tais esforos, causam deformaes no casco, chamadas de alquebramento e de tosamento.

ALQUEBRAMENTO as chapas de fundo, ficam comprimidas e as chapas do convs ficam tracionadas

tracionadas

comprimidas

TOSAMENTO as chapas de fundo, ficam tensionadas e as chapas do convs ficam comprimidas

comprimidas

tracionadas

T NA HORA DA REVISO!!

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Definio de barco/embarcao; Os bordos do barco; Meio navio; Amura; Partes do costado entre travs e a popa; Marcao relativa medida a partir da proa do barco.

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Um objeto s 9 horas corresponde qual marcao relativa? A principal caverna chama-se; As cavernas so ligadas entre por; Qual a diferena entre borda livre e borda falsa?

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Qual a diferena entre tijup e passadio? Quais as principais medidas de um barco? A diferena entre calado mx de um barco e o seu calado mn : Cite os movimentos relativos de um barco:

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Cite os movimentos lineares de um barco: Um centro de gravidade alto indica boa estabilidade. Certo ou Errado? Um barco com tanques quase cheios apresentam q efeito ref. estabilidade?

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Qual a diferena entre tosamento e alquebramento

QUAL DOS BARCOS (MIDA, MDIO PORTE OU IATE O ARRAIS AMADOR PODE PILOTAR? QUALQUER BARCO A VELA OU A MOTOR NOS LIMITES DA NAVEGAO INTERIOR REALIZADA EM: hidrovias interiores, assim considerados rios, lagos, canais, lagoas, baias, angras, enseadas e reas martimas consideradas abrigadas.

Neste Mdulo 1 Voc aprendeu:Qual a diferena entre tosamento e alquebramento

CASCOCorpo da emb. s/ mastreao e tb aparelhos. So qualidades mnimas p/ se ter um bom casco: propulso, mobilidade e estabilidade.

TERMINOLOGIA BSICA

A MATROCA Significa q a emb. Est sem governo, sem rumo, deriva.

TERMINOLOGIA BSICA

LEME Pea que d a direo do barco.

TERMINOLOGIA BSICA CANA DO LEME Parte do aparelho de governo do barco guarnecida pelo piloto.

TERMINOLOGIA BSICAPORTA DO LEME Parte do leme q fica mergulhada ngua e responsvel pela rumo do barco.

MARS E CORRENTE DE MAR

A superfcie dos mares varia conforme as atraes do Sol e da Lua. Por isso, a MASSA LQUIDA se movimenta VERTICAL (MARS) e HORIZONTALMENTE (CORRENTES DE MAR).

MARS E CORRENTE DE MAR

O aumento e a diminuio do nvel das guas ocorre de forma alternada a cada 6 horas aproximadamente em todos os mares.

EFEITOS COMBINADOS TERRA LUA E SOL

As foras de atrao do Sol e da Lua se alinham, dando origem as maiores