arco cirÚrgico e rad. forense

Download ARCO CIRÚRGICO E RAD. FORENSE

Post on 16-Aug-2015

40 views

Category:

Health & Medicine

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. CENTRO CIRRGICO Prof Herculys Douglas
  2. 2. O QUE UM CENTRO CIRRGICO? - um setor do hospital onde se realizam intervenes cirrgicas, visando atender a resoluo de intercorrncias, por meio da ao de uma equipe integrada. -Proporcionar recursos humanos e materiais para que o ato cirrgico seja realizado dentro de condies ideais, tcnicas e asspticas.
  3. 3. SALA DE CIRURGIA
  4. 4. CENTRO CIRRGICO-INCIO -No incio as cirurgias eram muito precrias e com poucas tcnicas de assepsia. -Cortes em grandes propores, pois s enxergava o que estava exposto.
  5. 5. CENTRO CIRRGICO ARCO CIRRGICO
  6. 6. CENTRO CIRRGICO ARCO CIRRGICO - um aparelho com emisso de radiaes ionizantes. -Capacitado para radiografia e fluoroscopia. -Composto por arco C montado sobre rodas, tubo de Rx, colimador, unidade de comando, intensificador de imagem e sistema de monitores com suporte mvel.
  7. 7. RADIOLOGIA FORENSE Prof Herculys Douglas
  8. 8. MEDICINA LEGAL -A medicina legal ou forense a especialidade que, utilizando os conhecimentos tcnico-cientficos de todas as cincias que subsidiam a medicina, presta esclarecimentos para atuao da justia. -Divises: Antropologia forense (identidade e identificao); Traumatologia forense; Asfixiologia forense (formas acidentais, homicdios, asfixias). -Tanatologia: Estudo da morte. Consiste no estudo dos fenmenos cadavricos.
  9. 9. MTODOS FORENSE -Utilizao de radiografias como uma valiosa fonte de informaes nas tcnicas comparativas de identificao humana, quando os registros ante- mortem (AM) so confrontados com os produzidos post-mortem (PM). Outros elementos do pronturio, como fotos, modelos em gesso, prteses e registros de mordidas, tambm podem ser utilizados nesse processo de identificao do corpo.
  10. 10. RADIOLOGIA FORENSE - uma cincia mdica, especifica, que tem como objetivo auxiliar a Medicina Legal, de forma conclusiva e/ou complementar. -Indicada para estudos/avaliaes post-mortem e ante-mortem.
  11. 11. INDICAES -Leses sseas; Localizao de corpos estranhos e metlicos; Embolia gasosa; Pneumotrax; Pneumomediastino; Angiografia Ps-Morte.
  12. 12. ESTUDO RADIOGRFICO POST- MORTEM -O estudo radiogrfico ps-morte, indicado em correlaes autopsiais, ou seja, na complementao de autpsias. -Radiografia para definio de trauma. -Projeteis. -Identificar: direo, sentido, calibre, estruturas e orifcios.
  13. 13. AUTOPSIA -Uma autpsia, necropsia, necrpsia ou exame cadavrico um procedimento mdico que consiste em examinar um cadver para determinar a causa e modo de morte e avaliar qualquer doena ou ferimento que possa estar presente. geralmente realizada por um mdico especializado, chamado de legista num local apropriado denominado morgue, ou necrotrio.
  14. 14. RADIOLOGIA FORENSE IML Polcia Tcnico- Cientfica
  15. 15. LESES SSEAS Identificar o tipo de leso, gravidade e segmento atingido; Especificar o relatrio de Autpsia.
  16. 16. AGRESSO FAMILIAR LUXAO DO JOELHO
  17. 17. PAF- PROJTIL POR ARMA DE FOGO
  18. 18. PAF- PROJTIL POR ARMA DE FOGO
  19. 19. RADIOLOGIA FORENSE ANTE- MORTEM -Estrangeiros ou brasileiros suspeitos de ingesto de cpsulas de drogas, so chamadas de MULAS, e so capturadas com o auxilio da radiografia.
  20. 20. RADIOLOGIA CONVENCIONAL FORENSE -Condicionalidade e imobilidade, com a realizao das incidncias solicitadas pelo mdico. -Radiografia do Abdome AP Ortosttico -Radiografia do Abdome AP Decbito Dorsal. Ambos em Apnia Expiratria
  21. 21. RADIOLOGIA CONVENCIONAL FORENSE -Tcnicas especiais por inverses de cores.
  22. 22. VIRTPSIA -A virtpsia nasceu pela necessidade de se implementar novas tcnicas de Radiologia ao benefcio da Cincia Mdica Forense, tambm chamada de necropsia virtual. -Mtodo no invasivo, ou seja, sem a necessidade de abrir o cadver. -Substituio da necropsia tradicional, atravs do uso da TC e RM.
  23. 23. AUTPSIA x VIRTPSIA
  24. 24. AUTPSIA x VIRTPSIA
  25. 25. VIRTPSIA
  26. 26. ESTUDO ANTROPOLGICO
  27. 27. RECONSTRUO FACIAL FORENSE
  28. 28. PROTOTIPAGEM BIOMDICA -A prototipagem biomdica corresponde reproduo em forma e tamanho real de um modelo tridimensional das estruturas anatmicas do corpo humano, a partir da aquisio de uma imagem. Como obter um prottipo? O primeiro passo consiste em definir a regio anatmica de interesse, depois se realiza uma tomografia computadorizada para obteno de uma imagem que convertida para linguagem de leitura DICOM - Digital Imaging Communication in Medicine (ou Comunicao de Imagens Digitais em Medicina). Essa imagem DICOM reconhecida pela mquina de prototipagem que ir reproduzir a pea anatmica tridimensional em tamanho e forma reais.
  29. 29. PROTOTIPAGEM BIOMDICA
  30. 30. PROTOTIPAGEM BIOMDICA
  31. 31. AVANOS DA RADIOLOGIA Prof Herculys Douglas
  32. 32. PET-RM
  33. 33. VANTAGENS Radiao no-ionizante. Exames mais precisos. Resoluo Anlise de metablitos Pode ajudar o diagnstico precoce e diferencial de diversas patologias
  34. 34. PET-RM
  35. 35. RM MVEL
  36. 36. TC MVEL
  37. 37. TC PORTTIL