aproveitamento aguas sub

Download Aproveitamento Aguas Sub

Post on 14-Dec-2015

220 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aulas Recursos Hídricos

TRANSCRIPT

  • APROVEITAMENTO DE BACIA

    Universidade Federal de PernambucoCentro de Tecnologia e GeocinciasDepartamento de Engenharia Civil

    Eng. de Recursos Hdricos

    HIDROGRFICAguas Subterrneas

    Alfredo Ribeiro

  • Tipos de Aquferos quanto porosidade

    Fonte: Site ABAS

  • Propriedades Fsicas dos Aqferos

    A gua do solo ocupaos espaos vaziosformados pelos porosou fraturas das rochas.

    Porosidade ( ) adimensional e corresponde a relao entre ovolume de vazios e o volume total de um solo ou rocha

    Porosidade Primriavazios desde a formao da rocha

    Porosidade Secundriavazios aps a formao da rocha

  • Nem toda gua armazenada nos poros pode ser liberada, poisalguns poros no so interconectados ou algumas gotculas de guaaderem ao material slido;

    Porosidade efetiva ( ef ) arelao entre o volume de guaefetivamente liberado porgravidade e o volume total

    Fonte: Livro Hidrogeologia conceitos e aplicaes

    totalVolumedrenveisvaziosVolume

    =

  • Transmissividade ( T ) a quantidade de gua que pode sertransmitida horizontalmente por unidade de largura do aqfero;

    Propriedades Fsicas dos Aqferos

    T = K . bNa qual: K = condutividade hidrulica; b = espessura do aqfero confinado.

  • Aquferos sedimentares em Pernambuco

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA PERMANENTE - Rp

    Volume hdrico acumulado no meio aqfero, emfuno da porosidade efetiva e do coeficiente dearmazenamento, no varivel em decorrncia daarmazenamento, no varivel em decorrncia daflutuao sazonal da superfcie potenciomtrica.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA PERMANENTE Rp

    Aqufero Intersticial (poroso) aqufero livre

    Rp = A1 x b x efRp - reserva permanente no aqfero intersticial (m3)

    A1 - rea de ocorrncia do aqfero (m2)

    b - espessura saturada do aqfero livre ou confinado (m)

    ef - porosidade efetiva do aqfero (adimensional)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA REGULADORA OU RENOVVEL- Rr

    Volume hdrico acumulado no meio aqfero, em funoda porosidade efetiva ou do coeficiente dearmazenamento e varivel anualmente em decorrnciaarmazenamento e varivel anualmente em decorrnciados aportes sazonais de gua superficial, doescoamento subterrneo e dos exutrios.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA REGULADORA Rr

    Aqufero Intersticial (poroso) sedimentar

    Rr1 = A1 x P x I

    Rr - reserva reguladora do aqfero (m3/ano)

    P - precipitao (m/ano)

    I taxa de infiltrao

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA REGULADORA Rr

    Aqufero Intersticial (poroso) aluvial

    Quando no se conhece o valor de b, admite-se como iguala 1,0 m, com porosidade efetiva de 10% para uma 1,0 m, com porosidade efetiva de 10% para umaproveitamento de 60%:

    Rr2 = A1 x 1,0 x 0,1 x 0,6 = A1 x 0,06 (m3/ano)

    Admitindo 2% da rea da bacia,

    Rr2 = A2 x 0,02 x 0,06 = A2 x 0,0012 (m3/ano)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    RESERVA REGULADORA Rr

    Aqufero Fissural

    Admite-se infiltrao mnima de 0,15% na rea da bacia:

    Rr3 = A2 x P x 0,0015 (m3/ano)

    A2 rea da bacia hidrogrfica

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    POTENCIALIDADES

    Volume hdrico que pode ser utilizado anualmente,incluindo, eventualmente, uma parcela das reservaspermanentes, passveis de serem explotadas, compermanentes, passveis de serem explotadas, comdescarga constante, durante um determinado perodode tempo.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    POTENCIALIDADE

    Aqufero Intersticial (poroso) sedimentar

    A potencialidade representa o somatrio das reservasreguladoras com a parcela das reservas permanentesreguladoras com a parcela das reservas permanentesque pode vir a ser explotada (10% em 50 anos);

    Po1 = (Rp x 0,002) + Rr

    Po1 - potencialidade (m3/ano)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    POTENCIALIDADE

    Aqufero Intersticial (poroso) aluvial

    PERH/PE espessura mdia de 1,5 m, porosidade de 10%e aproveitamento de 60% do volume armazenado:e aproveitamento de 60% do volume armazenado:

    Po2 = A1 x 1,5 x 0,1 x 0,6 = A1 x 0,09 (m3/ano)

    Admitindo 2% da rea da bacia,

    Po2 = A2 x 0,02 x 0,09 = A x 0,0018 (m3/ano)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    POTENCIALIDADE

    Aqufero Fissural

    Considera a reserva reguladora acrescida de 15%:

    Po3 = Rr3 x 1,15 (m3/ano)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE VIRTUAL

    Parcela mxima que pode ser aproveitada anualmenteda potencialidade, correspondendo vazo anual quepode ser extrada do aqfero ou do sistema aqfero,pode ser extrada do aqfero ou do sistema aqfero,sem que se produza um efeito indesejvel de qualquerordem.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE VIRTUAL efeitos indesejveis1) De ordem econmica:

    Exausto do aqfero;

    Rebaixamento que inviabiliza o uso econmico da gua;

    2) De carter hidrogeolgico:2) De carter hidrogeolgico:

    Inviabiliza o uso das captaes existentes;

    Provoca o acesso ao aqfero de gua de qualidade inaceitvel;

    Provoca recalque do terreno;

    3) Conflito de uso (social ou legal):

    Prejudica usurios de poos, as descargas de base dos rios, defontes e de lagoas;

    Prejudica o equilbrio do meio ambiente que depende dasdescargas de rios e de fontes ou ao uso econmico da natureza.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE VIRTUAL

    Aqufero Intersticial em Bacias Sedimentares (poroso)

    Dv1 Po1 = (Rp x 0,002) + Rr (m3/ano)

    Aqufero Intersticial Aluvial (poroso)

    Dv2 = Po2 x 0,2 (m3/ano)

    Aqufero Fissural

    Dv3 Po3 = Rr3 x 1,15 (m3/ano)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE INSTALADA

    Volume anual passvel de explotao atravs das obrasde captao existentes, com base na vazo mxima deexplotao - ou vazo tima - e num regime deexplotao - ou vazo tima - e num regime debombeamento de 24 horas dirias, em todos os dias doano.

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE INSTALADA

    Di = n x Qm x 8.760 (m3/ano)

    Sendo:Sendo:

    n - nmero de poos ou outras captaes existentes noaqfero (adimensional)

    Qm - vazo mdia horria (m3/h)

  • AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E AVALIAO DE RESERVAS, POTENCIALIDADE E

    DISPONIBILIDADE DE AQFEROSDISPONIBILIDADE DE AQFEROS

    DISPONIBILIDADE EFETIVA

    Volume anual atualmente explotado nas obrasexistentes.

    D = n x Q x 365 x Horas de bombeamento dirioDe = n x Qm x 365 x Horas de bombeamento dirio(m3/ano)

    O total de horas de bombeamento dirio pode variarde 8 horas (aqufero intersticial em baciassedimentares) e 4 horas (aqufero intersticial aluvial efissural).

  • BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA

    Plano Estadual de Recursos Hdricos de Pernambuco.Volume 3 Recursos Hdricos Subterrneos. 1998.

    Disponvel em:

    http://www.ana.gov.br/AcoesAdministrativas/CDOC/docs/planos_diretores/Pernambuco_Estadual/plano_diretor.asplanos_diretores/Pernambuco_Estadual/plano_diretor.asp