apresentação1 31mp

10
PÓS-MODERNIDADE

Upload: alexandre-misturini

Post on 03-Aug-2015

185 views

Category:

Education


0 download

TRANSCRIPT

PÓS-MODERNIDADE

FOI AO REDOR DE 1960 QUE A MARÉ COMEÇOU A MUDAR. COISAS COMO A CRISE DE ENERGIA, A TEORIA DA RELA TI VI DADE, A GUERRA DO VIETNÃ, A BOMBA DE HIROSHIMA E OS ABUSOS DO CON SU MISMO CON TRI BUÍ RAM PARA QUE AS PESSOAS PASSASSEM GRA DU AL MENTE A CONCLUIR QUE AS PESSOAS PASSASSEM GRA DU AL MENTE A CONCLUIR QUE A RAZÃO HUMANA TALVEZ NÃO TROUXESSE, COMO PROMETERA, RESPOSTAS PARA OS ANSEIOS MAIS PROFUNDOS DO MUNDO E DO HOMEM.

• TREZENTOS ANOS DA SUPRE MA CIA DA RAZÃO NÃO HAVIAM TRAZIDO NENHUMA SOLUÇÃO UNÂNIME PARA OS PROBLEMAS DA GUERRA, DA FOME, DA INJUSTIÇA, DO VAZIO EXIS TEN CIAL. A RAZÃO, CONCLUÍRAM ESSES, FRACASSARA, E DIFERENTES GRUPOS INDEPENDENTES COMEÇARAM A TENTAREM TODAS AS DIREÇÕES EM BUSCA DE ALTERNATIVAS. A REVOLUÇÃO SEXUAL, MÍSTICA E QUÍMICA TRAZIDAS À LUZ PELOS HIPPIES DOS ANOS 60 FORAM OS PRIMEIROS MOVIMENTOS QUE PRESSUPUNHAM ESSA DESCONFIANÇA PÓS-MODERNA PARA COM AS SOLUÇÕESOTIMISTAS E PRÉ-FABRICADAS DA ERA ANTERIOR.

• A PÓS-MODERNIDADE QUE SE LEVANTOU DAS CINZAS DA MODERNIDADE É TREMENDAMENTE DIFÍCIL DE DEFINIR ENTRE OUTRAS COISAS, PORQUE DEFINIÇÃO É CONCEITO TIPICAMENTE MODERNO E PERTENCE A UMA ERA ANTERIOR. PODE-SE DIZER COM SEGURANÇA QUE O HOMEM PÓS-MODERNO É AO MESMO TEMPO CÉTICO, ESPIRITUAL E TOLERANTE. ELE DUVIDA DA EFICÁCIA DA RAZÃO, DO PENSAMENTO LINEAR, DA LÓGICA CONVENCIONAL, DA EXPLICAÇÃO RACIONAL. ELE ESTÁ PORTANTO ABERTO A TODAS AS FORMAS DE MISTICISMO E RELIGIOSIDADE, MAS NÃO APOSTARÁ NA VALIDADE DEFINITIVA DE NENHUMA, PORQUE CRÊ QUE TODAS CONTÉM A SUA PARCELA DE “VERDADE” E NENHUMA PODE TER A PRETENSÃO DE SE POSICIONAR COMO VERDADE DEFINITIVA POSSIBILIDADE QUE ARRUINARIA A VALIDADE E A BELEZA DAS OUTRAS ALTERNATIVAS.

MICHEL FOUCAULT

• PAUL-MICHEL FOUCAULT, FILHO DO CIRURGIÃO PAUL FOUCAULT E DE ANNA MALAPERT, NASCEU EM POITIERS, NO DIA 15 DE OUTUBRO DE 1926. EMBORA PERTENCESSE A UMA TRADICIONAL FAMÍLIA DE MÉDICOS, MICHEL CAMINHOU EM OUTRA DIREÇÃO. NA SUA EDUCAÇÃO ESCOLAR ENCONTROU TODAS AS INFLUÊNCIAS NECESSÁRIAS PARA GUIÁ-LO NO CAMINHO DA FILOSOFIA.

• EM 1945, COM O FIM DA GUERRA, MICHEL PASSA A MORAR EM PARIS E, NESTE MESMO ANO, TENTA PELA PRIMEIRA VEZ ENTRAR NA ESCOLA NORMAL SUPERIOR, MAS É REPROVADO. NO ANO SEGUINTE ELE CONSEGUE FINALMENTE INGRESSAR NA ESCOLA NORMAL SUPERIOR DA FRANÇA, E AÍ TEM AULAS COM MAURICE MERLEAU-PONTY.

• MICHEL ESCREVEU E PUBLICOU OUTROS COMO “DOENÇA MENTAL E PSICOLOGIA”,MAS FOI REALMENTE COM “HISTÓRIA DA LOUCURA”, DE 1961, SUA TESE DE DOUTORADO NA SORBONNE, QUE ELE SE CONSOLIDOU NA FILOSOFIA. NESTE LIVRO ELE EXPLORA AS RAZÕES QUE TERIAM LEVADO, NOS SÉCULOS XVII E XVIII, À MARGINALIZAÇÃO DAQUELES QUE ERAM CONSIDERADOS DESPROVIDOS DA CAPACIDADE RACIONAL.

• SEUS ESTUDOS SOBRE O SABER, O PODER E O SUJEITO INOVARAM O CAMPO REFLEXIVO SOBRE ESTAS QUESTÕES. TUDO QUE SE CONCEBIA SOBRE ESTES TEMAS EM TERMOS MODERNOS É TRANSGREDIDO PELO PENSAMENTO FOUCAULTIANO, O QUE LEVAM MUITOS A CONSIDERAREM O FILÓSOFO, A DESPEITO DE SUA PRÓPRIA AUTO-OPINIÃO, UM PÓS-MODERNO.

• A PRINCÍPIO FOUCAULT SEGUIU UMA LINHA ESTRUTURALISTA, MAS EM OBRAS COMO “VIGIAR E PUNIR” E “A HISTÓRIA DA SEXUALIDADE”, ELE É CONCEBIDO COMO UM PÓS-ESTRUTURALISTA. A QUESTÃO DO ‘PODER’ É AMPLAMENTE DISCUTIDA PELO FILÓSOFO, MAS NÃO NO SEU SENTIDO TRADICIONAL, INSERIDO NA ESFERA ESTATAL OU INSTITUCIONAL, O QUE TORNARIA A CONCEPÇÃO MARXISTA DE CONQUISTA DO PODER UMA MERA UTOPIA. SEGUNDO ELE, ESTE CONCEITO ESTÁ ENTRANHADO EM TODAS AS INSTÂNCIAS DA VIDA E EM CADA PESSOA, NINGUÉM ESTÁ A SALVO DELE. ASSIM, MICHEL CONSIDERA O PODER COMO ALGO NÃO SÓ REPRESSOR, MAS TAMBÉM CRIADOR DE VERDADES E DE SABERES, E ONIPRESENTE NO SUJEITO. NO MÊS DE JUNHO DE 1984, O FILÓSOFO FOI VÍTIMA DE UM AGRAVAMENTO DA AIDS, QUE PROVOCOU EM SEU ORGANISMO UMA SEPTICEMIA.

• GUSTAVO LOBO, LEONARDO DALL’ AGNOL