apresenta§£o workshop mip lideran§a001

Download Apresenta§£o workshop mip   lideran§a001

Post on 04-Jul-2015

1.095 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Liderança, MEG - Modelo de excelência de Gestão, critérios de excelência

TRANSCRIPT

  • 1. WORKSHOP GESTO PARA EXCELNCIALIDERANA

2. HISTRICO Fundao em 1961 no setor de montagens eletromecnicas. Primeira obra realizada em 1961 com a montagem da Laminao dePlacas da Usiminas, em Ipatinga. 3. Montagem Eletro-mecnica de Salobo - Fase III,Britagem, TCLD e Filtragem da Vale Carajs/PA.Montagem Eletromecnica de Estaode Bombas da Norsk HydroTom Au/PA. M M M M M Montagem Eletro-mecnica do S11D - TCLD da Vale CanaONDE ESTAMOSdos Carajs/PA Montagem Eletromecnica de Calcinadores e Secagem da Vale Ourilndia do Norte/PA.MMontagem Eletro-mecnica daMontagem Eletromecnica P4P M MPlanta Concentradora de Cobre doGermano e Matip SAMARCOProjeto Cristalino - Cana dosMariana/MGCarajs e Curionpolis/PA MMontagem Eletromecnica Pacote II ProjetoVargem Grande Itabirito/MG.Montagem Eletromecnica de 02 caldeiras de vapor para a Petrobrs (REPAR ) Araucria/PR.Montagem Eletromecnica Britagem Auxiliar Gama naMina Capito do Mato/VALE Nova Lima/MG 4. CERTIFICAES SGI OHSAS 18001:2007NBR ISO 14001:2004NBR ISO 9001:2008 Certificada desde 1999. 5. RECONHECIMENTOS - BUSCA DA EXCELNCIA 6. PMQ Prmio Mineiro da QualidadeSUA IMPORTNCIA NA GESTO DA MIP ENGENHARIA 7. Com este prmio... A MIP demonstrou o seu graude maturidade, em termos de gesto da Empresa,comprovando que est no caminho da excelncia eque a Empresa est em constante desenvolvimento,destacando-se por suas aes voltadas para amelhoria da gesto de seus processos, tornando-se,tornando-competitiva...cada vez mais competitivaFonte:Fonte: Informativo MIP Dezembro/2011. Joo Bosco Varela Canado Diretor Presidente da MIP 8. PMQ...O que ganhamos em participar do PMQ...Conhecimento da nossa empresa;Reconhecimento e valorizao internamente de nossas boas prticas degesto;Identificao de prticas que requeremaes de melhoria e adequao;Reflexo de nossa gesto em relaoao MEG. 9. GOVERNANA CORPORATIVA NA MIP ORIGEM E FUNDAMENTOS 10. Em 2001 com o propsito de profissionalizar ainda mais o seu corpo diretivo,CAD.a MIP passou um processo de reestruturao - Criao do CAD.Idealizado um novo estilo de governana corporativa, alinhado com as maismodernas prticas gerenciais, que prioriza o conceito de estrutura horizontal... horizontal......Neste...Neste modelo os tomadores de deciso esto bem prximosdos nveis operacionais. operacionais. 11. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ESTRUTURA NA OBRAOBRAGerente de Contrato ENGENHEIRO DECOORDENAOCOORDENAOCOORDENAO ENGENHEIRO DE ADMINISTRATIVO QUALIDADEEXECUO PLANEJAMENTO LOGSTICA SEGURANA DOTRABALHO 12. PROCESSO DE AVALIAO DE RISCOSGERENCIAMENTO DOS RISCOS DE SUAS ATIVIDADES 13. Com o objetivo de alcanar os resultados planejados por suas partesinteressadas e impedir ou mesmo reduzir os efeitos e incertezas queenvolvem o seu negcio, a MIP utiliza de prticas gerenciais para:Identificar,Analisar ePriorizar aes para eliminarriscos.ou reduzir os riscos. 14. Riscos Empresariais Reunio Mensal do CAD - Desde 2002Mercado de Atuao da MIP Sadas so Entradas para o PE. Riscos de Meio Ambiente e Padres do SGI - Desde 2005 Segurana e Sade noTrabalho ARSSO e LAIA - Grupos Multifuncionais Riscos decorrentes do Padres do SGI - Desde 2005no atendimento a legislao SOGI Grupos MultifuncionaisRiscos de cada novo Comit de Gerenciamento de Riscos empreendimento Para cada Empreendimento 15. POLTICAS CORPORATIVASIDEOLOGIA E CDIGO DE CONDUTA TICA POLTICA DE GESTO INTEGRADA 16. Ao longo de seus 50 anos a MIPEngenharia construiu seus valores ecrenas...crenas...A partir dos anos 2000 a MIP externou por meio de suas PolticasCorporativas:CorporativasO referencial de conduta que deve ser observado por todos que atuamem seu nome.Compromisso com suas partes interessadas. 17. 2003A Alta Direoestabelece a Ideologia.IDEOLOGIA2010A Alta Direorevisa a Ideologia. 18. 1999POLTICA DE GESTO INTEGRADAA Alta Direo estabelece a Poltica 2004 - 2005 Reviso paraIntegrao 19. 2004A Alta DireoCDIGO DE CONDUTA TICA Estabelece o seucdigo de conduta. 20. DIRETRIZES CORPORATIVAS DE SMS2010A Alta DireoEstabelece as Diretrizes de SMS 21. PRTICAS DE REVISO Ciclo Anual de Elaborao do PE. Reunio de Anlise Crtica do SGI. Reunies Mensais do CAD. Reunio Comit Executivo.PRTICAS DE COMUNICAOPalavra do Presidente.Treinamentos de Integrao.Campeonato do Conhecimento SGI.FolderFolders, Calendrios, Quadros de Aviso,Site, Intranet, dentre outras. 22. DIRETRIZES CORPORATIVAS EPLANEJAMENTO ESTRATGICO 23. FASES DA ELABORAO DO PLANEJAMENTO ESTRATGICOORIENTAODIAGNSTICO DIREO OPERACIONAL Diretrizes dos Aspectos Internos Metas ProjetosAcionistas/CAD Pontos Fortes Vetores Estratgicos VisoPontos Fracos (Diferencial Projetosestratgicos Aspectos Externos Competitivo) Negcio Ameaas Estratgias Plano de Ao ValoresOportunidades/Cronograma Objetivos Poltica de Gesto Investimentos no EAP do BSCIntegradamercado 2012 a 2016 Posicionamento Estratgico Cdigo deAtratividadeConduta tica X BSC Competncia Diretrizes Mapa EstratgicoCorporativas de Segmentao deSMSMercado Marcos de Viso 24. VISO MIP: SER RECONHECIDA COMO A MELHOR OPO PARA O CLIENTEMapa Estratgico - 2012 FINANCEIRO CLIENTES PROCESSOAPRENDIZADO E CRESCIMENTOGESTO DE PESSOASMARO/2012 25. PLANILHA DO BSC 26. EAP DO BSC 27. INTERAO DA ALTA DIREO COM AS PARTES INTERESSADASPRTICAS GERENCIAIS UTILIZADAS PELA MIP 28. A Direo da MIP faz uso de uma srie de prticas gerenciais para interagircom suas partes interessadas, considerando: Interessada. Perfil da Parte Interessada.Interao. Necessidade que gera a Interao. Eficincia da prtica em relao a interessada. parte interessada. 29. Pesquisa de final de obra realizada pelo Presidente da MIP; Pesquisa de Satisfao do Cliente Semestrais; Visitas a Clientes;CLIENTES Visitas de Clientes MIP; Eventos Culturais patrocinados pela MIP, com participao dos clientes. 30. Reunies com Comisso deFuncionrios;Palavra do Presidente;PESSOASAvaliao Comportamental deDesvios - ACODE;Comemorao dos Aniversariantes do ms;Festas comemorativas: de Final de Ano, Aniversrio da MIP;Treinamentos, Campeonato do Conhecimento (SIPAT). 31. ACIONISTAS Reunio mensal do CAD. 32. Encontro de Fornecedores MIP;FORNECEDORES Visita a Fornecedores; Visita de Fornecedores a empresa; Reunies com Fornecedores; 33. Aes sociais na comunidade ao redor; Doaes atravs de deduo deCOMUNIDADE impostos; Dia da Criana; Natal; Campanha do Agasalho; 34. DESENVOLVIMENTO DE LIDERANAPROGRAMA TRAINE AVALIAO DE DESEMPENHO 35. IDENTIFICAO DE PESSOAS COM POTENCIAL DE LIDERANA Testes psicotcnicos realizados pelo RH; Observaodos gestoresna identificao de pessoas com capacidade de gerenciar pessoas e envolvimentoe comprometimento com os resultados da empresa Acolhida dos funcionrios pelo grupo; Expectativa do funcionrio em relao empresa; Programa Trainee (desde 2008). 36. Programa Trainee MIP iniciou em 2008, comObjetivo de captar jovens profissionais quese destacampelo seu potencial deaprendizagem, liderana e desenvolvimentoprofissional.Ao final do programa (Durao de 2 anos) o trainee assumir funes especficas naempresa.Em 3 anos de implantao do Programa Trainee a MIP identificou e incluiu em seuprograma 34 Trainees, sendo que 24 foram efetivados.Evoluo do seu processo de formao de lideranas e captao deprofissionais no mercado...PROGRAMA TRAINEE 37. AVALIAO E INDENTIFICAO DE PONTOS DE MELHORIAPERFIL DE COMPETNCIASComprometimento com osResultados.Resultados.Empreendedorismo.Empreendedorismo. Profissional.Capacitao Profissional. PDICRI Equipe.Liderana de Equipe.Flexibilidade.Flexibilidade. Negocial.Habilidade Negocial.Foco no Cliente.Cliente. AVALIAO DE DESEMPENHO 38. AVALIAO PERFIL DE COMPETNCIASAvaliadorAvaliadoData:Avaliao numero: 1. COMPROMETIMENTO COM OS RESULTADOS0% 25% 50% 70% 80% 90% 100%Cumpre os compromissos assumidos com qualidade e no prazoAssume metas desafiadorasMonitora as metas e corrige os rumosPossui uma viso sistmica, o que possibilita uma percepoantecipada de ganhos e riscos de perda para o negcioAbre mo de resultados individuais em benefcio do resultado globalSupera obstculos, buscando o atingir de metas TOTAL GERAL0% 0%0%0%0%0%0%AVALIAO FINAL0,00% 39. PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL - PDIAvaliado:Ano de Referncia:Cargo: rea:Avaliador: Data: Prioridade de DesenvolvimentoAes de Desenvolvimento Quando AcompanhamentoAvaliao - Esperado / Obtido1 Competncia:Comportamentos: 40. CRI CONTRATO DE RESULTADO INDIVIDUALPERSPECTIVA EF Econmico Financeiro M - Mercado GESTO DO DESEMPENHO - 2011 PH Patrimnio Humano PT Processo e Tecnologia CONTRATO DE RESULTADO INDIVIDUALNOME:CHEFIA IMEDIATA: UNIDADE:CARGO: REA:DATA:RESULTADOPersp.METASPesoAvaliaoResultadoEsperadoObtido 41. AVALIAO DE DESEMPENHONOME:ANO: AVALIAO DE DESEMPENHOPESO NOTA RESULTADOCONTRATO DE RESULTADO INDIVIDUAL50%0%PERFIL DE COMPETNCIA 25%0%PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL - PDI 25%0%DESEMPENHO INDIVIDUAL 0,00% 42. CAPACITAOAvaliao de Desempenho;Planos de Ao e CRI;Capacitao Interna;Utilizao de recursos externos (Ps graduao, MBA, mdulos detreinamento para gestores;Programa PAEX da FDC. 43. PADRONIZAO DA GESTOPARA DISSEMINAO DO APRENDIZADO ORGANIZACIONAL 44. SISTEMA DE GESTO INTEGRADOOHSAS 18001NBR ISO 14001CERTIFICAO 2005NBR ISO 9001 CERTIFICAO 2004 CERTIFICAO 2001 NBR ISO 9002CERTIFICAO 1999 45. Transformao do conhecimento tcito em explcito...ESTRUTURA DE PADRONIZAODisseminao da aprendizagem e Conhecimento... 46. FORMAS DE VERIFICAO DOS PADRESRoteiros de Implantao do SGI;Auditorias Internas , Externas e de Clientes;Aplicao de LVs;Auditoria de Conformidade Legal;Reunies de Medidores de Processo;Reunies de AGM;Visitas tcnicas s obras;Reviso peridica dos padres;Relatrios de No conformidades. 47. AVALIAO, MELHORIA E DISSIMINAO DO APRENDIZADOAnlise de Incidentes;Reunio de Medidores deProcesso;Programa INOVE com Boas Idias;Reunio de Anlise Crtica doAuditorias Internas e Externas; SGE;Reviso programada dosIdentificao e Anlise de RiscosProcedimentos;do Negcio. 48. Eliane Guimares Rangel SilvaGerente de SGI erangel@mip.com.br OBRIGADO...