apresentação senai

Download Apresentação Senai

Post on 14-Oct-2015

19 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1ASSUNTO NOVA NR10

    APRESENTAO

    IMPLANTAO

    ESCLARECIMENTOS

    OBJETIVOS (1h)

    SOBRE O PALESTRANTEPEDRO SUDAIA (49 ANOS)

    ELETROTCNICO (COM CREA) TCNOLOGO MECNICO

    TRABALHO COMO AUTNOMOPARA O SENAI

    E PARA LOCAL SERVICE ENGENHARIA

    Consultas sobre o contedo da palestrapodem ser feitas pelo e-mail

    psudaia@yahoo.com.br

  • 2EMPRESAS ATENDIDAS E SERVIOS PRESTADOS PELO PALESTRANTE

    SENAI, LOCAL SERVICE ENGENHARIA, TRENSURB, GERDAU, GKN, STIHL, SPRINGER CARRIER, MEDABIL, SOLAE, RBS, VONPAR, TEINAMENTO PARA CONJUNTO DE EMPRESAS (SCHINCARIOL), PLUX, PELES PAMPAS, COP,

    METALGRIN, POLIMASTER

    ELABORAO E REVISO DE MATERIAL DIDTICO DESENVOLVIMENTO DE PROCESSO PARA AUDITORIA E DIAGNSTICO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE CONTROLE PARA GESTO DA NR10 ELABORAO DE PROCEDIMENTOS DE TRABALHO CURSOS DIAGNSTICO DE ATENDIAMENTO NR10 ASSESSORIA IMPLANTAO PALESTRAS PARA DIRETORIAS PALESTRA EM ESCOLA TCNICA

    NOVA NR10

    REVISO DA NR10 DE 1978

    SEGURANA EM INSTALAES E SERVIOS COM ELETRICIDADE

    PASSOU A VIGORAR EM DEZEMBRO DE 2004

    TOTALMENTE EM VIGOR DESDE DEZEMBRO DE 2006

  • 3OBJETIVO DA NORMAESTABELECE OS REQUISITOS E AS

    CONDIES MNIMAS PARA IMPLEMENTAO DE CONTROLE E

    SISTEMAS PREVENTIVOS DE FORMA

    A GARANTIR A SEGURANA E A SADE

    DOS TRABALHADOES QUE DIRETA OU INDIRETAMENTE INTERAJAM EM

    INSTALAES ELTRICAS E SERVIOS COM ELETRICIDADE.

    LEITURA OBRIGATRIA

    MELH

    OR

    REFE

    RNC

    IA

    A NORMA EXISTE EM FUNO DO CENRIO

    NACIONAL

  • 4CENRIO NACIONAL

    INSTALAES ELTRICAS OPERANDO MAS

    COM RISCO A SEGURANA E A SADE

    DOS OPERADORES (USURIOS) E MANTENEDORES

    MUITOS CASOS FATAIS, PRINCIPALMENTE NO SEP, RELATADOS, REGISTRADOS E ANALISADOS

    EVIDNCIAS

    ACIDENTES FATAIS

    75

    64

    77 78

    84

    45505560657075808590

    1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004

    ANO

    QU

    ANTI

    DAD

    E

    Acidentes fatais ocorridos no SEP segundo Fundao COGE, 2005.Fundao Comit de Gesto Empresarial www.funcoge.gov.br

  • 5LIGOU?

    LIGOU T TIMO

    PODE DESCER

    INSTALAO EM EMPRESA DE PORTE

    OPERANDO

  • 6AUSNCIA DE PROCEDIMENTOS

    FALTA DE INFORMAO

  • 7TRABALHO EM PROXIMIDADE

    CHOQUE ELTRICO

  • 8ELETRICIDADEESTTICA

    ARCO

  • 9CENRIO DAS EMPRESAS OS EQUIPAMENTOS ELTRICOS PODEM SER CONSIDERADOS

    ROBUSTOS E A EXISTNCIA DE VRIOS NVEIS DE PROTEO (ISOLAO, ELETRODUTOS, DISPOSITIVOS DE PROTEO) EVITA ACIDENTES, MAS, POR OPO, A EMPRESA NO PODE REDUZIR OS NVEIS DE PROTEO RECOMENDADOS POR NORMA.

    CENRIO DAS EMPRESAS EMPRESAS POSSUEM SISTEMAS ELTRICOS

    DEPENDENTES DE MANUTENO PREVENTIVA REALIZADA, EM MUITOS CASOS, POR COLABORADORES ESPECIALIZADOS, MAS, COM O PASSAR DO TEMPO, INEVITAVELMENTE O SISTEMA MUDA (DEGRADA) SEM GRANDES QUESTIONAMENTOS E REGISTROS.

  • 10

    CENRIO DAS EMPRESAS GRANDE PREOCUPAO COM A FUNCIONABILIDADE

    DAS INSTALAES, MQUINAS E EQUIPAMENTOS ELTRICOS COM NOTRIA DESPREOCUPAO DAS QUESTES DE SEGURANA NOS TERMOS TRATADOS PELAS NORMAS VIGENTES (ABNT E MTE).

    OPERANDO

    CENRIO DAS EMPRESAS EXISTE UMA QUESTO CULTURAL INERENTE A

    TODOS OS NVEIS DA EMPRESA, QUE NO VALORIZAM UMA INSTALAO ELTRICA FEITA DENTRO DE PADRES TCNICOS E DE SEGURANA RIGOROSOS E MUITAS VEZES CAROS.

  • 11

    A MUDANA DOS CENRIOS APRESENTADOS OCORRE COM A

    IMPLANTAO(ADOO) DA NORMA

    14 ITENS (CAPTULOS)

    99 SUBITENS (ITENS)

    3 ANEXOS

    1 GLOSSRIO

    82 DIRETRIZES

    PE

    Zrisco

    ZcontroladaZlivre

    AT maior ou igual 1000V AC

    BT maior ou igual 50 VAC

  • 12

    SUMRIO DA NR10

    10.1 OBJETIVOS E CAMPO DE APLICAO10.2 MEDIDAS DE CONTROLE10.3 SEGURANA EM PROJETOS10.4 SEGURANA NA CONSTRUO, MONTAGEM,

    OPERAO E MANUTENO

    10.5 SEGURANA EM INSTALAES ELTRICAS DESENERGIZADAS

    10.6 SEGURANA EM INSTALAES ELTRICAS ENERGIZADAS

    10.7 TRABALHOS ENVOLVENDO ALTA TENSO (AT)

    SUMRIO DA NR10

    10.8 HABILITAO, QUALIFICAO, CAPACITAO E AUTORIZAO DOS TRABALHADORES

    10.9 PROTEO CONTRA INCNDIO E EXPLOSO10.10 SINALIZAO DE SEGURANA10.11 PROCEDIMENTOS DE TRABALHO10.12 SITUAO DE EMERGNCIA10.13 RESPONSABILIDADES10.14 DISPOSIES FINAIS

  • 13

    AS EXIGNCIAS DA NR10 PODEM SER RESUMIDA DA SEGUINTE FORMA

    A partir de evidncias concretas, a empresa precisa demonstrar que as instalaes eltricas atendem as normas tcnicas brasileiras ou internacionais, a legislao vigente e que os servios com eletricidade so realizados por pessoas qualificadas, treinadas nos sistemas eltricos da empresa a partir de documentao tcnica e procedimentos de trabalho que contemplam os riscos ocupacionais, trabalhando com iluminao e posio de trabalho adequadas, utilizando equipamentos de proteo coletivos e individuais, ferramentas, equipamentos de suporte e dispositivos, inspecionados, testados, aprovados e liberados para uso.

    EQUIPE DE IMPLANTAO

    COMIT TCNICO COORDENADO PELO SEESMT COM A PARTICIPAO DAS

    REAS (SETORES)

    RHMANUTENOENGENHARIA

    JURDICOCOMERCIALQUALIDADE

  • 14

    GASTOSSIGNIFICATIVO E RELACIONADO COM AS SEGUINTES ATIVIDADES:

    TREINAMENTOS (INTEGRAO, NR10 E OUTROS) HABILITAO, QUALIFICAO, CAPACITAO E

    AUTORIZAO AQUISIO DE EPC`S E EPI`S SINALIZAO DE SEGURANA ADEQUAO DAS INSTALAES ELTRICAS ELABORAO DE PROCEDIMENTOS DE TRABALHO,

    DIAGRAMAS UNIFILARES E REGISTROS SUPERVISO DAS INSTALAES (MANUTENO)

    GANHO REDUO DOS RISCOS

    PLANO DE AO PARA IMPLANTAO(DESCRIO DAS AES, METAS, RESPONSVEIS, PRAZOS)

    ELABORAR PLANO DE AO SOBRE A IMPLANTAO DA NR10, INCLUINDO O RESULTADO DE UM DIAGNSTICO GERAL E DEIXAR REGISTRADA A PREVISO ORAMENTRIA.

    ATENDER AO PRECONIZADO COMO HABILITAO, QUALIFICAO, CAPACITAO E AUTORIZAO.

    PRIORIZAR OS DOCUMENTOS DO PRONTURIO DE INSTALAES ELTRICAS.

    ADOTAR OS EPC`S, EPI`S E AS MEDIDAS DE PROTEO COLETIVA: EQUIPOTENCIALIZAO E ATERRAMENTO.

    INSTALAR O DISPOSITIVO DE PROTEO DR NAS TOMADAS DE USO EXTERNO, CHUVEIROS E PIAS.

  • 15

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.1 OBJETIVOS E CAMPO DE APLICAO

    PREVENO PARA GARANTIR SEGURANA E SADE

    NORMAS BRASILEIRAS E INTERNACIONAIS (IEC)

    INSTALAES E SERVIOS

    TRABALHO EM PROXIMIDADE

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.2 MEDIDAS DE CONTROLE

    MEDIDAS DE CONTROLE PARA OS RISCOS ELTRICOS (choque e arco)

    MEDIDAS DE CONTROLE PARA OS RISCOS ADICIONAIS (campo eletromagntico, altura, confinamento, explosividade, umidade, poeira, fauna, flora, descarga eltrica atmosfrica)

    MEDIDAS DE CONTROLE DECORRENTES DE ANLISE PRELIMINAR DE RISCO (determina o grau de risco emrelao a freqncia da ocorrncia e gravidade)

  • 16

    DETALHAMENTO DA NORMA10.2 MEDIDAS DE CONTROLEPRONTURIO DE INSTALAES ELTRICAS Diagrama unifilar. Procedimentos, instrues tcnicas e administrativas para segurana e

    sade. Resultado das inspees e medies do SPDA e aterramentos. Especificao do ferramental e dos equipamentos de proteo coletiva,

    individual. Documentao comprobatria dos H, Q, C e Autorizados. Resultado dos testes de isolao eltrica dos EPC`s ou EPI`s. Certificao dos materiais utilizados em reas classificadas. Relatrio tcnico das inspees atualizadas com recomendaes e

    cronograma de adequao.

    DETALHAMENTO DA NORMA10.2 MEDIDAS DE CONTROLEMEDIDAS DE CONTROLE COLETIVAS Desenergizao Tenso de segurana Isolao das partes vivas Obstculos Barreiras Sinalizao Sistemas de seccionamento automticoMEDIDAS DE PROTEO INDIVIDUAL Luva Sapato de segurana Vestimenta

  • 17

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.3 SEGURANA EM PROJETOS Todo projeto deve considerar bloqueio, seccionamento de

    ao simultnea, espao seguro, iluminao, influnciasexternas, aterramento, equipotencializao, aterramentotemporrio, configurao do sistema de aterramento.

    Memorial descritivo com as informaes das solues, visando a preservao da sade e segurana dos operadores, mantenedores e usurios.

    Os projetos devem ficar disposio dos trabalhadoresautorizados.

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.4 SEGURANA NA CONSTRUO, MONTAGEM, OPERAO E MANUTENO

    As instalaes eltricas devem ser supervisionadas.

    Trabalho com iluminao e posio adequadas.

    Equipamentos, dispositivos e ferramentas compatveis com o servio e em bom estado.

    Isolamentos eltricos dos EPI`s, EPC`s e ferramentas testados.

    Os locais de servios eltricos, compartimentos e invlucros de equipamentos e instalaes eltricas no podem ser utilizados paraarmazenamento e guarda de quaisquer objetos (todos da empresadevem saber).

  • 18

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.5 SEGURANA EM INSTALAES ELTRICAS DESENERGIZADAS

    Seccionamento. Impedimento de reenergizao. Constatao da ausncia de tenso. Instalao de aterramento temporrio com

    equipotencializao dos condutores dos circuitos. Proteo dos elementos energizados existentes na zona

    controlada. Instalao de sinalizao de impedimento de reenergizao.

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.6 SEGURANA EM INSTALAES ELTRICAS ENERGIZADAS

    Somente profissionais Habilitados, Qualificados, Capacitadose Autorizados.

    Avaliao prvia. As operaes elementares como ligar e desligar podem ser

    feitos por pessoas no advertidas dos perigos com eletricidade (todos da empresa devem saber).

    Trabalho com iluminao e posio adequadas. Equipamentos, dispositivos e ferramentas compatveis com o

    servio e em bom estado.

  • 19

    DETALHAMENTO DA NORMA

    10.7 TRABALHOS ENVOLVENDO ALTA TENSO (AT) Somente profissionais Habilitados, Qualificados, Capacitados

    e Autorizados. Em dupla. Com sistema de comunicao. Trabalho com iluminao e posio adequadas. Equipamentos, dispositivos