apresentação portifólio

Download ApresentaçãO PortifóLio

Post on 09-Jul-2015

806 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • FORMAO

  • Objetivo do programa provocar transformaes nas prticas de aprendizagens dos alunos, na qualidade do ensino, na ao pedaggica da direo e corpo docente e na reflexo sobre as representaes acerca da profisso do seu papel social e das competncias que lhes so exigidas.""Se fosse ensinar a uma criana a beleza da msica no comearia com partituras, notas e pautas. Ouviramos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a msica. A, encantada com a beleza da msica, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistrio daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas so apenas ferramentas para a produo da beleza musical. A experincia da beleza tem de vir antes".Rubem Alves

  • FORMADORAADESO E ENTREGA DO MATERIAL

  • A metfora que envolve escritores e cozinheiros vem de Rubem Alves. A cozinha fica numa sala. A bancada uma mesa. O fogo um computador. As panelas so a cabea. Os ingredientes so as palavras. Vai-se selecionando-as, misturando-as e provando de seu resultado. Saboreia-se com os olhos e cuida-se para que os temperos em excesso no comprometam outros sabores. Paul Valry dizia que um homem feliz aquele que, ao despertar, se reencontra com o prazer, se reconhece como aquele que gosta de ser. Saber o que se e o que se deseja ser: quanto sabor h nisso! (Desconheo o autor) Meu percurso na profisso no foi dos mais fceis e, muitas vezes tive vontade de desistir e fazer um concurso para o Banco do Brasil ou outro qualquer s que a essa altura da minha vida eu j havia trocado meu nome de Roberta para Professora. Hoje, depois de percorrer os cantos de minhas memrias posso constatar que me sinto feliz e realizada com a minha profisso apesar de estar ciente que ainda tenho muito que aprender.

  • TPs

  • TPs

  • TPs

  • TPsReflexo sobre os usos e as funes da escrita nas prticas do cotidiano

  • TPs

  • Ler no hbito. Ler paixo.(Ruth Rocha)Grande parte de nossa evoluo depende diretamente do que ouvimos e principalmente do que aprendemos atravs das leituras. Um livro, um texto, um jornal se constituem, no mnimo, para elevar-nos intelectualmente e espiritualmente. O ponto alto de uma formao ser o entendimento de que para haver inovao preciso gestores e professores que promovam transformaes, atitudes e aes pedaggicas, refletindo no processo de ensino e aprendizagem.

  • Ando devagar porque j tive pressa E levo esse sorriso porque j chorei demais Cada um de ns compe a sua histria, Cada ser em si carrega o dom de ser capazComposio: Almir Sater e Renato Teixeira

  • LTIMO ENCONTRO DE 2009

  • ALGUNS AMIGOS DE CAMINHADA