apresentação - normas para elaboração de tcc

Download Apresentação - normas para elaboração de TCC

Post on 21-Feb-2017

426 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • O TCC poder ser realizado e apresentado individualmente ou no mximo em dupla. proibida a apresentao de um mesmo trabalho por dois alunos em perodos diferentes, mesmo que o tenham realizado em conjunto.

    A comunicao do trabalho acadmico envolve trs procedimentos com carter obrigatrio:

    a) a apresentao escrita;b) entrega do trabalho em mdia digital (CD-ROM);c) defesa oral.

    Falar de mim fcil... Quero ver fazer meu TCC!!!

    Escolha do tema: responsabilidade do aluno, mas nada impede que ele dialogue com seus professores a respeito da possibilidade de estudo.

    Orientador: agente auxiliar nessa trajetria.Na fase final, de responsabilidade do orientador a sugesto da banca examinadora e a marcao da data da defesa.

  • Nesta apresentao abordaremos a apresentao escrita do TCC.

    As regras gerais de apresentao aqui expostas tm como base a NBR 14724:2011, da ABNT

    necessrio ressaltar que essas orientaes no dispensam a consulta s normas da ABNT, apenas facilitam os caminhos para sua utilizao.

    Encaminhamento do trabalho banca examinadora Uma cpia para cada membro da banca (em geral trs).

    No dia da defesa do trabalho, o aluno dever levar as folhas de aprovao para que os examinadores assinem (4 cpias no total).

  • Figura 1 Apresentao grfica

    Fonte: Do autor (2015)

    Papel branco, formato A4, texto digitado somente de um lado da folha (anverso), na posio vertical (retrato).

    Cada seo primria deve ser iniciada em uma nova pgina. O espaamento de duas vezes 1,5 deve ser observado entre o ttulo de uma seo primria e o respectivo texto.

    Fonte a ser utilizada - SEMPRE Arial em tamanho 12, para o texto e tamanho 10 para as citaes de mais de trs linhas, notas de rodap, paginao, dados internacionais de catalogao-na-publicao (ficha catalogrfica), legendas, fontes de ilustraes e de tabelas

    APRESENTAO GRFICA

  • Figura 1 Apresentao grfica

    Fonte: Do autor (2015)

    O texto deve ser JUSTIFICADO, digitado em espao 1,5 entrelinhas (com excees)

    Os ttulos das sees devem ser numerados e escritos esquerda, diferenciados em maiscula e em negrito, enquanto os ttulos das subsees seguem as regras de numerao progressiva.

    Em cada pargrafo deve-se usar a tabulao de 1,25 cm a partir da margem esquerda da folha (TAB).

    A fonte em itlico deve ser usada para palavras estrangeiras e ttulo da seo quinria, se houver, de outro modo deve ser evitada.

    APRESENTAO GRFICA

  • Numerao progressiva: determinada pela NBR 6024:2003 da ABNT

    O indicativo numrico de uma seo precede seu ttulo, em algarismos arbicos, obedecendo a mesma margem ( esquerda, sem recuos). No se colocam ponto, hfen, travesso ou qualquer outro sinal entre o ltimo algarismo e o incio do texto ou do ttulo, apenas um espao simples. Todas as sees devem conter um texto relacionado com elas.

    Quadro 1 Exemplo de numerao progressiva

    Fonte: ABNT NBR 6024 (2012)

    Os ttulos das sees devem ser destacados, gradativamenteQuadro 2 Exemplo de formatao das sees e subsees

    Fonte: IFRJ (2011)

  • Alguns ttulos no tm indicativo numrico de seo. So eles:

    a) Pr-textuais,- agradecimentos, lista de ilustraes, lista de abreviaturas e siglas, lista de smbolos, resumo e sumrio (Esses ttulos tambm no figuram no sumrio).

    b) Ps textuais,- referncias, glossrio, apndice, anexo e ndice.

    Os ttulos sem indicativo numrico devem ser escritos em caixa alta e centralizados.

    Figura 3 - Sumrio

    Fonte: Do autor

  • Alneas e subalneas: Para enumerar assuntos que no possuam ttulos especficos dentro de uma seo ou subseo do trabalho, podem ser usadas alneas e subalneas. As alneas so as primeiras subdivises.

    As alneas so as primeiras subdivises, e, em sua incluso, devem ser obedecidas as seguintes regras:

    a) a frase que dar abertura para a incluso das alneas termina por dois pontos;

    b) as alneas so ordenadas alfabeticamente, por letras minsculas, seguidas de sinal de fechamento de

    parnteses, sempre alinhadas margem esquerda da folha com recuo de 0,6 cm;

    c) o texto das alneas deve iniciar com letra minscula;

    d) o texto das alneas deve terminar com ponto e vrgula, exceto a ltima que termina com ponto;

    e) a segunda e demais linhas do texto da alnea devem iniciar na mesma direo da primeira letra do

    texto da primeira alnea;

    f) as alneas podem ainda ser subdivididas em subalneas, as quais obedecem s seguintes regras,

    - finalizar com vrgula o trecho final da alnea que dar abertura para a incluso das subalneas,

    - indicar as subalneas por hfen, posicionado sob a primeira letra do texto da alnea correspondente,

    - o texto da subalnea deve iniciar com letras minsculas,

    - sempre terminar o texto por vrgula, exceto a ltima, que pode terminar em ponto e vrgula, caso haja

    alneas subsequentes, ou ponto final;

    g) as alneas cumulativas ou alternativas podem apresentar, aps o penltimo item, a informao e ou

    ou, respectivamente.

  • Abreviaturas e siglas: quando as abreviaturas ou siglas forem citadas pela primeira vez no texto, a forma completa do nome precede a sigla, colocada entre parnteses. Nas ocorrncias seguintes, podem-se usar apenas as siglas ou as abreviaturas.

    Com relao as abreviaturas usadas para indicar a titulao dos orientadores e da banca examinadora nas pginas de rosto e de aprovao, segundo o Vocabulrio Ortogrfico da Lngua Portuguesa (VOLP), editado pela Academia Brasileira de Letras (ABL), temos:

    Quadro 3 Abreviaturas de titulaes acadmicas segundo a ABL

    Fonte: Academia Brasileira de Letras (2016)

    As redues MSc. e PhD., respectivamente Scientiae Magister (Mestre em Cincias) e Philosophiae Doctor (Doutor em Filosofia), so as abreviaturas e ttulos conferidos aos que concluem, respectivamente, os cursos de mestrado e doutorado, em diversas reas, em pases de lngua inglesa.

  • Equaes e frmulas: Devem aparecer centralizadas como forma de destaque em pargrafo nico. A identificao da equao ou frmula deve ser registrada entre parnteses, contendo o nmero do captulo e enumerada em algarismo arbico sequencial, na mesma linha, alinhada margem direita.

    Ilustraes: A identificao de uma determinada ilustrao (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, grfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros) deve aparecer na parte superior e centralizada, seguida de seu nmero de ordem de ocorrncia no texto, em algarismos arbicos, travesso e do respectivo ttulo. Deve ser inserida o mais prximo possvel ao trecho do texto a que se refere. Aps a ilustrao, na parte inferior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatrio - mesmo que seja produo do prprio autor -, legenda, notas e outras informaes necessrias sua compreenso, se houver).

    Figura 3- Logomarca do Instituto Federal Fluminense (IFF).

    Fonte: IFFluminense (2015)

    Figura 2 Exemplo para identificar a terceira equao do captulo 2

    Fonte: Do autor (2015)

  • Tabela: a informao central de uma tabela o dado numrico. dividida pelo mnimo possvel de linhas na horizontal e as bordas laterais no podem ser fechadas.

    Quadro: normalmente apresenta resultados qualitativos (textos) e embora siga especificaes semelhantes as da tabela, ter suas laterais fechadas.

    Tabelas e quadros: facilitam a compreenso do fenmeno em estudo, uma vez que apresentam os dados de modo resumido, oferecendo uma viso geral do contedo em questo.

  • Paginao

    A paginao deve ser contada sequencialmente a partir da folha de rosto (inclusive).

    As folhas da parte pr-textual no so numeradas (mas so contadas).

    A numerao, em algarismos arbicos, deve ser iniciada a partir da primeira folha da parte textual, localizada no lado direito da extremidade superior da folha.

    As folhas da parte ps-textual (inclusive glossrio, apndice, anexo e ndice) devem ser numeradas, obedecendo sequncia contnua do texto da parte textual.

  • Sees

    Figura 4 Exemplo de paginao, seo e subseo

    Fonte: Do autor (2015)

    Paginao

    Subsees

  • Estrutura do trabalhoFigura 5 Estrutura do trabalho

    Fonte: UTFPR (2008)

  • PARTE PR TEXTUAL: A parte pr-textual possui uma ordem inaltervel e NO deve ser numerada

    Quadro 5 Elementos pr textuais

    Fonte: IFRJ (2011)

  • Figura 6 Exemplo de capa

    Fonte: Do autor (2015)

    Capa Elemento obrigatrio. So 3 os tipos de capa: Capa impressa: a primeira folha do trabalho e contm as informaes

    indispensveis sua identificao.a) logomarca da instituio, centralizada;

    b) nome do curso (Graduao em Engenharia de Controle e Automao), em minscula, fonte Arial tamanho 12, centralizado e em negrito;

    c) campus onde o curso realizado, minscula, fonte Arial tamanho 12, centralizado e sem negrito;

    d) nome do autor, em minscula, fonte Arial tamanho 12, centralizado e sem negrito;

    e) ttulo principal, em maiscula, fonte Arial tamanho 12, centralizado e em negrito;

  • Figura 6 Exemplo de capa

    Fonte: Do autor (2015)

    f) subttulo (se houver), em minscula, fonte Arial tamanho 12, aps o ttulo principal seguido de dois pontos e sem negrito;

    g) nmero de volumes (caso haja mais de um), fonte Arial tamanho 12, centralizado e sem negrito;

    h) local (cidade e UF exceto para a capital do Rio de Janeiro), em minscula, fonte Arial tamanho 12, centralizado e sem negrito;

    i) ano da defesa, fonte Arial tamanho 12, centralizado e sem negrito.

  • Capa dura: possui as mesmas informaes da capa impressa (apenas a verso final, a ser depositada na biblioteca e entregue coordenao do programa dever ser encadernada em capa dura, na cor preta e com letras em dourado).

    Capa plstica: verso entregue banca examinadora d