Apresentação estacionamento 16 abr 2013

Download Apresentação estacionamento 16 abr 2013

Post on 21-Jun-2015

1.065 views

Category:

Education

0 download

DESCRIPTION

Apresentao Estacionamento 16 ABR 2013

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. o colectivo de cidados entende que seu dever alertar para os enormes riscos eequvocos deste concurso, que podero penalizar o futuro da cidade. a proposta deveser objecto de amplo debate pblico e esclarecimentohttp://estacionamentoemaveiro.blogs.sapo.pt/https://www.facebook.com/EstacionamentoemAveiroColectivo de cidados de Aveiro</li></ul> <p> 2. Mobilidade em Aveiro (1) 3. Mobilidade em Aveiro (2) 4. Mobilidade em Aveiro (3) Segundo a equipa autora do PIMTRA -PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA REGIO DE AVEIRO, existem 28.100 viagens dirias entre Aveiro e lhavo (nos dois sentidos) e destas s 5% se faz em Transporte Colectivo. 5. Mobilidade em Aveiro (4) 6. Mobilidade em Aveiro (5) 7. Mobilidade em Aveiro (6) Consultando os dados recolhidos pela Joana Santos na sua Tese de Mestrado sobre Design de informao e intermodalidade nos transportes em Aveiro (http://ria.ua.pt/bitstream/10773/12 01/1/2010000426.pdf) possvel concluir que a oferta de parques pagos subterrneos no centro de Aveiro ultrapassa os 2.500 lugares (Frum, Marqus de Pombal, Manuel Firmino, entre outros), com uma taxa dePara alm disso, a oferta de estacionamentoocupao de 27% (*), existindo porda cidade composta por um conjunto deisso uma capacidade instalada nozonas de estacionamento superfcie, umas utilizada prxima dos 1.800 lugares.pagas, outras no. No caso do estacionamentopago, e segundo o mesmo estudo, a taxa deocupao situa-se acima dos 80%. (*) mdia ao dia 8. Mobilidade em Aveiro (7) A taxa de ilegalidade de estacionamento em perodo diurno (procura ilegal/procura total), permite evidenciar as reas mais problemticas potenciadoras de conflitos na circulao tanto rodoviria como pedonal. Da anlise das taxas de estacionamento ilegal: contabilizados 3.800 veculos estacionados irregularmente; 10% da procura diurna localiza- se numa zona em que a taxa de estacionamento ilegal se situa entre os 33% e os 50%; Apenas 28% dos veculos contabilizados se localizam numa zona em que a procura ilegal inferior a 15% . 9. Mobilidade em Aveiro (8) 10. Mobilidade em Aveiro (9) 11. Factos A CMA abriu um concurso pblico de concesso doestacionamento superfcie de todo o centro da cidadepor cinquenta anos (mais dez) e de construo de quatroparques de estacionamento subterrneos (Rossio,Avenida, Centro de Congressos e Hospital). Um colectivo de cidados baseado na evidnciadisponvel (estudos da autarquia) coligiu um conjunto dedvidas sobre a oportunidade, necessidade e justificaoda proposta e enviou um APELO AO EXECUTIVO para olanamento de um debate pblico sobre o assunto.Passados dez dias e sem resposta, entendeu CONSULTARO CADERNO DE ENCARGOS do concurso. 12. P3 P42 P5 1P1260 metros, a direitoP243Parques subterrneos1,2,3 e 4 A construir: Rossio, Avenida, Hospital/Universidade, CCCAv.Parques existentes (subterrneo/ superfcie/silo-auto)P1, P2, P3, P4 e P5- Frum (subt.), Praa Marqus de Pombal (subt.), Ana Vieira (silo), Estao CP (sup.), Oita ( sup.) 13. PARQUE SUBTERRNEO DA AVENIDA 14. PARQUE SUBTERRNEO DO ROSSIO 15. PARQUE SUBTERRNEO DO CCC AVEIRO 16. PARQUE SUBTERRNEO DO HOSPITAL/UA 17. Posio do executivoLIO MAIA ASSEGURA QUE CONCESSO DE ESTACIONAMENTO DEFENDEINTERESSE PBLICO (TERRANOVA - http://www.terranova.pt/index.php?idNoticia=121904) lio Maia defende a concesso do estacionamento como uma SOLUO QUE NOTEM RISCOS. O presidente da Cmara de Aveiro sai em defesa da opo pelaconcesso e diz que as imposies da lei sobre a extino da Move Aveiro obrigam apensar numa soluo que garanta encaixe financeiro. Confrontados com a obrigatoriedade da liquidao da Move Aveiro h o problemafinanceiro. Temos que pagar as dvidas e so 4 milhes. Temos que ter 4 milhespara a extino. No est a ver o Municpio a passar 4 milhes. Este processo dosparques, onde h ENCAIXE DE DINHEIRO, NO INTERESSE DA MOVEAVEIRO, sendouma empresa de mobilidade pareceu-nos que este concurso que tem a ver commobilidade encaixa bem e PODE FACILITAR A EXTINO. lio Maia em defesa da concesso do estacionamento explica que o Municpio vaicontinuar a receber uma renda. Tem tambm que pagar uma RENDA DURANTE O PRAZO DE CONCESSO. Parece-me que estamos a defender o interesse do municpio. Os CONCORRENTE TM QUEASSUMIR A REQUALIFICAO DA AVENIDA. lindo fazer estudos mas,naturalmente, quando o estudo for fechado preciso fazer obra. Conheo a situaoe no h condies para pagar 4 milhes pela requalificao. O concurso internacional para alargar este leque. O concurso no para empreiteiros de obras,porque haveria risco de uma falncia, mas para empresas desta rea. Parece-nos queEST SALVAGUARDADO O INTERESSE DO MUNICPIO que garanta encaixefinanceiro. 18. Posio dos partidos na AM 19. Dvidas (1) O concurso que CMA lanou vai permitir criarquatro novos parques com a capacidade que oconcessionrio entender sem limite pr-estabelecido. A autarquia admite como muito positivo que secriem, pelo menos, mais 1.700 novosestacionamentos subterrneos, quando existeuma oferta disponvel de 1.800 lugaressubterrneos no utilizados (dados do EstudoMobilidade da CMA). 20. Parques propostosParques de estacionamentosuf.bom muitobomP1- Avenida 350-400 400-450 &gt;450P2- Rossio200-250 250-300 &gt;300P3- CCAV150-200 200-250 &gt;250P4- Hospital600-650 650-700 &gt;700TOTAL &gt;1.700 21. Parques propostosParques de suf. bom muito bomestacionamentoSistema via pblica 500-1.000 1.000-1.500&gt;1.500 22. Dvidas (2) Existem, neste momento, mais de 2.000 lugaresonerosos superfcie. O concurso no define um limite mximo para onmero de lugares a criar nem define previamenteque reas devem ficar afectas a estacionamentopago superfcie, deixando essa questo ao arbtrioda empresa. No fica claro se o critrio poder envolver as zonasresidenciais, zonas equipamentos desportivos ou deensino e como ficam protegidos os 876 dsticos dosresidentes e as novas atribuies. 23. Dvidas (3) Caber ao futuro concessionrio definir a rea de intervenodos parques de estacionamento subterrneos (dentro dospermetros definidos), os projectos de arquitectura e do arranjodo espao pblico, o valor a propor pelo direito de superfcie e arenda anual paga pelo Parque Manuel Firmino e por cada lugaroneroso da via pblica. No est prevista, em qualquer momento, a audio doscidados neste processo, nem na concepo das diversasintervenes urbansticas que vo marcar o futuro da cidade nosprximos sessenta anos. No fica explcito como ficam salvaguardados os eventuais riscospara a autarquia (preos distintos dos parques privados; baixastaxas de ocupao; fiscalizao por parte de empresa privada). 24. Estacionamento superfcie2.000 lugares pagosDo conjunto de zonas deestacionamento superfcie: na Avenida Loureno Peixinhoesto disponveis, segundo oestudo, cerca de 90 lugaresOs dois maiores parques deestacionamento informais no pagos Senhor dos Aflitos - 600 lugares; terreno prximo da FbricaCampos - 150 lugares; 25. Dvidas (4) O polgono da rea de implantao do parque da Avenidacontraria o do projecto de requalificao da Avenida. A rea prevista no considera a ligao ao tnel daEstao (entrada proposta pela equipa do projecto daAvenida) e no vai at ao Oita, mas quase at s Pontes. A proposta contraria a filosofia do projecto da Avenidaque considera a entrada do parque junto estao, porentender que j existe oferta suficiente do lado Poente. Amanter-se este concurso est, aparentemente, colocadoem causa o projecto da Avenida, que atribui ao centrouma vocao pedonal e penalizadora das deslocaes deatravessamento. 26. Projecto daAvenidaConcessoParque daAvenida 27. Dvidas (5) A proposta defende a construo de um parque noRossio ocupando todo o polgono do jardimcolocando em risco toda a estrutura arbreaexistente, e no acautelando os enormes riscos dainterveno no subsolo (hidrologia e geologia). Esta proposta ir promover o uso do automvel atao centro da cidade, com todos os riscos que talsituao encerra (filosofia, gesto e planeamento). Por ltimo, o futuro do espao pblico do Rossio(programa e projecto) no ser definido pelaautarquia ou pelos cidados, mas ser proposta pelaempresa que ganhar o concurso da concesso. 28. Dvidas (6) estranho que o Caderno de Encargos nofaa qualquer referncia necessidade deprever a construo de parques deestacionamento de bicicletas, quando acidade tem vindo a proclamar a importnciado uso da bicicleta em vrios projectosnacionais e internacionais (Lifecycle,PedalAveiro,). 29. Dvidas (7) O modelo de mobilidade sugerido vaiobrigar toda a gente que vem para a cidadede automvel a pagar. Acontece que estaaposta no est coordenada com umaimplementao de um modelo alternativode mobilidade baseado nos transportespblicos e meios suaves para os que nopodem utilizar o transporte individual(crianas e idosos e desfavorecidos). 30. Tomada de posio equipa do projecto da Avenida Lida carta do Prof. Jorge Carvalho(documento anexo) 31. Ajudar a encontrar melhores soluespara os problemas danossa cidadedesgnio cvico</p>