apresentação do powerpoint - .estilos de vida saudáveis, nomeadamente alimentação, prática

Download Apresentação do PowerPoint - .estilos de vida saudáveis, nomeadamente alimentação, prática

Post on 10-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • pgina 1

    Jornal da

    USF Santiago,

    Marrazes, Leiria

    FORMAT I VOI

    2 0 1 7 . N 410 ANOS A CUIDAR DA SUA SADE

    EDITORIAL

    LITERACIA EM SADE

    EDITORIAL pag.1

    LITERACIA EM SADE pag.1

    AGENDA pag.1

    TESTAMENTO VITAL UM DIREITO DO CIDADO pag.2

    INSULINA: MITOS E VERDADES pag.2

    PRATICAR DESPORTO DURANTE A GRAVIDEZ pag.3

    ESPAO RECEITA SAUDVEL pag.3

    O TEMPO QUE OS NOSSOS FILHOS PASSAM DIANTE DEECRS INFLUENCIA A QUALIDADE DO SEU SONO?

    pag.4

    PASSATEMPOS pag.4

    Literacia em Sade define-se como a capacidade paratomar decises informadas sobre a sua sade, dos que orodeiam e da comunidade onde est inserido. Estacapacidade pressupe que qualquer cidado possua umconhecimento aceitvel sobre o que so hbitos eestilos de vida saudveis, nomeadamente alimentao,prtica de atividade fsica e medidas de higiene esegurana do meio ambiente onde habita. No mundo dehoje assiste-se ao desenvolvimento de novas geraescada vez mais instrudas e informadas, contudo,infelizmente os estudos mais recentes apontam paranveis baixos de literacia em sade, em Portugal. Umavez que cidados menos informados so mais suscetveisde desenvolverem doenas crnicas como a diabetes, ahipertenso e a obesidade, urge que todos osprofissionais de sade invistam na formao ecapacitao dos seus utentes.

    Um utente informado adoece menos, diminui oabsentismo laboral, consome menos recursos,recorrendo menos vezes aos servios de sade, o quepermite melhor acessibilidade a quem realmenteprecisa. Infelizmente em Portugal ao longo dos anosnunca se tomaram medidas que permitissem amassificao de conhecimentos em literacia de sade,medidas estas que deveriam passar por uma fortecooperao entre escolas, lares, instituies de sade eoutras instituies pblicas.Para que tudo isto funcione, tambm fundamental queo utente esteja disponvel para ouvir o profissional desade, seja ativo na busca de informao e seresponsabilize por conhecer as suas doenas emedicao, de forma, tambm a garantir melhorqualidade nos cuidados que lhe so prestados.

    Dr Andr Rainho DiasInterno de MGF

    A presente edio do jornal insere-se no ano de aniversrio da USF Santiago. Passaram 10 anos desde a sua fundao, a 1 demaro de 2007. Importa fazer uma breve histria do percurso de uma das primeiras USF criadas a nvel nacional, no mbitoda Reforma dos Cuidados Sade Primrios. Ao longo da sua evoluo a USF Santiago criou a sua identidade prpria assenteem 2 vetores principais, um desempenho de qualidade na prestao de cuidados e aposta na formao contnua ps-graduada. Nestes 10 anos foi possvel formar 10 jovens especialistas de MGF e permitir o estgio a 72 internos do AnoComum em articulao com o Centro Hospitalar de Leiria. Da o nome de Universidade de Santiago. A prestao decuidados de sade de qualidade e um desempenho eficiente tem sido o 2 grande objetivo.Os resultados dos inquritos de satisfao aos utentes e os indicadores de qualidade alcanados vm colocando esta USF,ano aps ano, entre as melhores a nvel nacional. chegado o momento de aspirarmos ao nvel superior de desempenho dequalidade, a Acreditao. Os resultados, a capacidade, a motivao e a maturidade reconhecida USF Santiago, pelosutentes e pelos pares, levou-nos ao desafio do processo de Acreditao j em curso, processo que estou certo vai ser maisum desafio ganho por uma equipa que tenho a honra de ser coordenador, e acima de tudo em prol dos nossos doentes,utentes, clientes. Dr Manuel Jos Carvalho

    Coordenador da USF

  • inFORMATIVO Santiago | 2017 | N 4

    TESTAMENTO VITAL UM DIREITO DO CIDADO

    pgina 2

    Alexandra Amorim, Enf Carla Simes, Dra Ana Carla Bernardes

    A insulina uma hormona produzida no nosso organismoque controla os nveis de acar no sangue. Quando umapessoa afetada pela diabetes, h um descontrolo dosnveis de acar, podendo ser necessrio medicao,sendo a insulina um dos medicamentos disponveis (e omais eficaz) para tratar a diabetes.Contudo, existem diversos mitos sobre a insulina quepodem levar a medos e dvidas relativamente suautilizao. Assim, torna-se importante desvendarmosalguns destes mitos acerca da insulina.

    A administrao de insulina dolorosa e complicada.

    FALSO. A administrao de insulina, quando feitacorretamente, no dolorosa. As agulhas atualmente soextremamente finas, tornando o processo praticamenteindolor (acredite, j experimentei!). Sabia que as agulhastm dimetro de apenas 0,23mm? Alm disso, osequipamentos de administrao de insulina tm evoludopara maior facilidade de manuseamento e administrao,tornando o processo bastante fcil.

    Iniciar insulina significa que a minha diabetes piorou.

    FALSO. Iniciar insulina no significa necessariamente quea sua diabetes est a piorar. Pode significar que amedicao oral insuficiente, que no tolera a medicaooral, ou que no pode usar a medicao oral. Por exemplo,a insuficincia renal (quando os rins no trabalham bem)contraindica a maioria da medicao oral e nestes casos ainsulina o medicamento mais seguro.

    Tenho uma vizinha que morreu pouco tempo depois deter comeado a insulina.

    FALSO. Este mito deve-se em parte resistncia queexiste em iniciar insulina, acabando por ser introduzidaem fases muito tardias quando j se desenvolveramdiversas complicaes. Contudo mesmo nestes casos, noiniciar insulina levaria a resultados piores. Em muitoscasos a insulina ser introduzida em fases mais precocesda doena (ver mito acima), permitindo um melhorcontrolo da doena e maior longevidade do doente.

    A insulina pode cegar.

    FALSO. No h qualquer evidncia deste facto. O oposto,no entanto, pode ocorrer. Isto , diabetes descontroladapode ter efeitos extremamente graves no organismo,entre eles, a perda de viso.

    Estes so apenas alguns dos muitos mitos existentes.Se tiver alguma dvida ou receio no hesite em falar como seu mdico ou enfermeira.

    Dr David ToneloInterno de MGF

    O Testamento Vital um documento formal, feito por iniciativa do cidado, onde este pode inscrever os cuidados desade que pretende, ou os que no pretende receber, e permite tambm a nomeao de um procurador de cuidados desade. O documento pode ser alterado ou revogado pelo utente a qualquer momento. Este sistema suportado por umabase de dados de mbito nacional, que centraliza e mantm atualizados os Testamentos Vitais e os Procuradores deCuidados de Sade, garantindo aos cidados a sua consulta (e ao respetivo procurador de cuidados de sade, caso exista),bem como aos mdicos responsveis pela prestao de cuidados de sade.Se desejar formalizar o Registo Nacional de Testamento Vital (RENTEV) ou se desejar ter mais informaes siga osseguintes passos:

    INSULINA: MITOS E VERDADES

  • SALMO COM LIMO E TOMILHO DESFRUTE DOS BENEFCIOS DO MEGA 3!

    pgina 3

    inFORMATIVO Santiago | 2017 | N 4

    PREPARAO:

    Num tabuleiro de ir ao forno coloque uma folha grande depapel de alumnio e, no centro, coloque uma maispequena de papel vegetal.

    Disponha as rodelas de limo em 2 filas, com 3 rodelascada. Por cima coloque o tomilho.

    Sobre cada fila de limo e tomilho coloque um lombo desalmo. Tempere com sal e o azeite.

    Dobre a folha de alumnio formando um embrulhofechado.

    Leve ao forno pr-aquecido a 200C por 15 a 20 minutos.

    INGREDIENTES (2 PORES):

    2 lombos de salmo 6 rodelas de limo algumas hastes de tomilho 1 colher de ch de azeite sal

    E S P A O | R E C E I T A S A U D V E L

    BOM PROVEITO E BOA SADE!

    Dra Joana BentoInterna de MGF

    Independentemente da situao, osbenefcios da prtica desportivadurante a gravidez estocomprovados e deve ser encorajado:1. Aumenta a energia h umamelhoria da funo cardiovascular emuscular;2. Melhora a qualidade do sono como avanar da gravidez o desconfortovence o sono, mas o treino podevencer o desconforto;3. Diminui o risco da ocorrncia depatologias associadas gravidez;4. Reduz o desconforto geral que agravidez provoca em algumasmulheres, como as dores, nuseas,menor agilidade;5. Prepara o corpo para o trabalho departo;6. Alivia o stress e melhora o estadode humor;7. Ajuda a manter a imagem - umcorpo em forma uma fonte deautoestima;8. Acelera a recuperao da boaforma aps o parto;

    O ideal cada gestante fazer aquilo aque j est habituada, pois esta no a altura mais indicada paraexperimentalismos. Para as futurasmams que tencionam iniciar aprtica de exerccio fsico hmodalidades de grupo maisaconselhadas que outras, de acordocom a fase de gestao. Umaalternativa segura e eficaz de treinar o treino personalizado, com umprofissional de exerccio fsicodevidamente capacitado.

    As principais indicaes para aprescrio de exerccio fsico nagravidez so as do American Collegeof Obstetricians and Gynecologists edo American College of SportsMedicine (ACSM).

    Nos ltimos anos tem-se assistido aum aumento do nmero de mulheresgrvidas como praticantes dedesporto, quer em ginsios ehealthclubs, mas tambm emmodalidades outdoor. A maioria jtem o exerccio fsico na sua rotina,enquanto as restantes do incio prtica do exerccio nesta fase davida. Contudo, a aptido para prticade desporto deve ser sempre avaliadapor um mdico, pois fundamentalavaliar o risco associado prtica deexerccio fsico durante este perodo cada gravidez singular. Se umagravidez considerada de risco amulher deve respeitar as orientaesmdicas, no colocando em risco asua sade e a vida do beb.Durante a gravidez o corpo da mulhersofre uma srie de alteraes queenvolvem todos os sistemas dergos: circulatrio, respiratrio,digestivo, osteoarticular, hormonal,neurolgico, etc.Praticar exerccio fsico durante agestao envolve tambm uma sriede adaptaes. Deste modo, o treinoprescrito a uma grvida que vai iniciara prtica de exerccio fsico muitodiferente do treino prescrito a umagrvida que j treinava previamente,de forma regular.

    PRATICAR DESPORTO DURANTE A GRAVIDEZ

    TREINAR OU NO TREINARDURANTE A GRAVIDEZ, MESMOCOM CONSENT