apresenta†ƒo 1° workshop higiene ocupacional .apresenta†ƒo...

Download APRESENTA‡ƒO 1° WORKSHOP HIGIENE OCUPACIONAL .APRESENTA‡ƒO – 1° WORKSHOP HIGIENE OCUPACIONAL

Post on 09-Jan-2019

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

APRESENTAO 1

WORKSHOP HIGIENE

OCUPACIONAL GSO

Rafael Pires de Castro

Tcnico em Segurana do Trabalho

Bacharel em Direito

Especialista em Higiene Ocupacional

Guara 23/09/2016

Horrio: 08:30

Local: Usina Aucareira Guara.

TCNICAS DE AVALIAO

PARA AGENTES QUMICOS

BREVES COMENTRIOS:

1. Tcnica: conjunto de processos de uma arte;

2. Procedimentos: modo ou comportamento de atuao em um processo;

3. Higiene Ocupacional: A cincia e a arte devotadas antecipao,

ao reconhecimento, avaliao e ao controle dos fatores

ambientais e agentes tensores originados no ou do trabalho , os

quais podem causar enfermidades, prejuzos sade e bem-estar,

ou significante desconforto e ineficincia entre os trabalhadores ou

entre os cidados da comunidade.(American Conference of

Governamental Industrial Hygienists ACGIH)

BREVES COMENTRIOS:

Antes de falar em avaliao, necessrio se faz traar algumas

observaes ao reconhecimento.

Reconhecer agentes e fatores de risco (produtos qumicos e

poeiras, agentes fsicos e biolgicos, fatores ergonmicos e

psicossociais) que podem estar presentes em locais de trabalho,

determinar as condies de exposio e entender seus possveis

efeitos na sade e bem-estar dos trabalhadores. (Goelzer,

Berenice. Higiene Ocupacional: importncia, reconhecimento e

desenvolvimento)

Risco no reconhecido

Risco no avaliado

Risco no controlado

BREVES COMENTRIOS:

NR-09, item 9.3.3: O reconhecimento dos riscos ambientais dever

conter os seguintes itens, quando aplicveis:

a) a sua identificao;

b) a determinao e localizao das possveis fontes geradoras;

c) a identificao das possveis trajetrias e dos meios de propagao dos

agentes no ambiente de trabalho;

d) a identificao das funes e determinao do nmero de

trabalhadores expostos;

e) a caracterizao das atividades e do tipo da exposio;

f) a obteno de dados existentes na empresa, indicativos de possvel

comprometimento da sade decorrente do

trabalho;

g) os possveis danos sade relacionados aos riscos identificados,

disponveis na literatura tcnica;

h) a descrio das medidas de controle j existentes.

BREVES COMENTRIOS:

NHO-08, ITEM 7.1, p.17

BREVES COMENTRIOS - Reconhecimento:

1. Materiais utilizados nos processos: toxicidade,

quantidade;

2. Fontes de gerao: as mais diversas ante a

complexidade da atividade;

3. Fluxograma de processos e leiaute;

4. Procedimentos de trabalho;

5. Condies ambientais: cu aberto ou local fechado,

ventilaes (VLE, VGD, natural);

6. Condies climticas: temperatura, umidade

(estaes climticas);

7. reas vizinhas organizao;

8. Medidas de controle adotadas: EPIs e EPCs;

9. Programas de manuteno de mquinas e

equipamentos;

10. Avaliaes anteriores.

BREVES COMENTRIOS Reconhecimento

(trabalhadores):

1. Nmero de trabalhadores expostos (funes =

mesma exposio) maior exposto GHE =

quantidade de expostos;

2. Tempo e frequncia de exposio;

3.Durao da jornada e regime de trabalho;

4.Comprometimento sade evidenciado;

5. LEO dos produtos analisados (digresses) = TLV-

TWA, STEL (curta durao), TLV-C (valor teto) e

misturas.

BREVES COMENTRIOS: Uso de ferramentas de anlise de riscos

Fonte internet: http://www.valefertilizantes.com/mda/modulos/esuprir/politica_interna/docs/anexo3pgs-3209-46-

22formulariodaaprho.pdf - Acesso 20/09/16

BREVES COMENTRIOS: Uso de ferramentas de anlise de riscos

Reconhecer = uma arte tecnicista?

Arte = aptido, conjunto de regras a observar, artimanha e

expertise profissional.

RUDO RNI

VMB CALOR

FUMOS METLICOS PROJEO DE

PARTCULAS

QUEIMADURAS ??? O3

ACGIH: O oznio produzido no ar por fontes que emitem radiao UV em

comprimentos de onda abaixo de 250nm.

Consulte o TLV de agentes qumicos mais

recente para oznio,

Colocao de um exemplo de injeo de solados.

Injeo de solados em PVC

RUDO CALOR

FUMOS DE

BORRACHA

CORTE E

AMPUTAO DE

MEMBROS

QUEIMADURAS ??? HCl

Degradao Trmica do PVC = gerao de cloreto de hidrognio

(HCl) = PVC sem aditivos trmicos

para evitar este efeito. Vide = Nota tcnica Fundacentro (Aspectos

toxicolgicos da combusto de

polmeros).

Qual a necessidade de avaliar a exposio? Definio do escopo:

Fonte: NR-09, MTE

Qual a necessidade de avaliar a exposio? Definio do escopo:

Fonte: NHO-08, Fundacentro, p.18

BREVES COMENTRIOS Planejamento da coleta:

1. Locais de trabalho;

2. Situaes de exposio: longa durao, curta

durao, LEO do contaminante = TWA, STEL,

Ceiling;

3. Coleta individual ou esttica;

4. Seleo do trabalhador(es) de maior risco ou

GHE);

5. Tempo e volume de coleta (vide mtodo) e

nmero de amostras: a) nica para perodo completo;

b) Consecutivas de perodo completo;

c) Parcial (NHO-08 = particulados > 70%).

BREVES COMENTRIOS Planejamento da coleta:

6. Seleo de materiais e equipamentos = vide

metodologia de avaliao Particulados = NHO-08;

Etanol = mtodo NIOSH 1400;

Asbesto = mtodo NIOSH 7400 e

observaes NR-15, anexo 12, Asbesto,

item 13;

Bombas e respectivas vazes do mtodo

= necessidade de uso redutor de vazo;

Escolha do laboratrio = acreditao

INMETRO (NBR ISSO/IEC 17025:2005

Requisitos gerais para a competncia de

laboratrios de ensaio e calibrao);

BREVES COMENTRIOS Planejamento da coleta:

6. Seleo de materiais e equipamentos = vide

metodologia de avaliao Particulados (no cabe para fibras) =

NHO-08;

Etanol = mtodo NIOSH 1400;

Asbesto = mtodo NIOSH 7400 e

observaes NR-15, anexo 12, Asbesto,

item 13;

Bombas e respectivas vazes do mtodo

= necessidade de uso redutor de vazo;

Escolha do laboratrio = acreditao

INMETRO (NBR ISSO/IEC 17025:2005

Requisitos gerais para a competncia de

laboratrios de ensaio e calibrao);

BREVES COMENTRIOS Consulta ao mtodos de

amostragem.

BREVES COMENTRIOS Consulta ao mtodos de

amostragem.

BREVES COMENTRIOS Execuo da coleta:

1. Execuo da coleta da amostra

Preparao de todo o equipamento a ser

utilizado (bombas, amostradores, mangueiras,

suportes, branco de campo e demais);

Equipamentos de suporte: cronmetro, trenas,

higrmetro, anemmetro, termmetro de bulbo

seco, barmetro.

Calibrao bomba de amostragem com o

conjunto de amostragem (NHO-07);

Preenchimento de folha de campo (ex.:

modelo NHO-08);

Acompanhamento da amostragem. Ver

intercorrncias e finalizao da amostra;

Calibrao final = variao 5%;

Envio amostra para laboratrio = estabilidade e

transporte conforme mtodo.

BREVES COMENTRIOS Tabelas de correo NHO-07:

Fonte: NHO-07 Fonte: NHO-07

BREVES COMENTRIOS Execuo da coleta:

Fonte: NHO-08

BREVES COMENTRIOS Execuo da coleta:

Fonte: Internet

Fonte: Internet

Fonte: Internet

BREVES COMENTRIOS Interferncias e prejuzos:

1. Interferncias nos resultados das amostragens:

Flutuaes de vazo;

Erros de laboratrios;

Flutuaes ambientais (no dia e entre

dias);

Erros de medio (calibrao

inadequada, registro de dados errneo);

Alteraes nos sistemas de controle (mal

funcionamento ou EPC desligado);

Mudana de empregado para outros

setor;

BREVES COMENTRIOS repetio das

amostragens:

1. Repetio dos monitoramentos:

Exposies > NA e < LEO = a cada 02 meses;

Exposies > LEO = mensalmente at

reduo sistemtica a nveis menores que o LEO.

02 avaliaes aps uma semana de

intervalo = 01 ou as duas abaixo do NA

finalizao do monitoramento.

Critrios estabelecido pelo NIOSH (Manual

estratgias de amostragem);

Julgamento profissional pode ser adotado nos documentos padres nacionais.

BREVES COMENTRIOS repetio das

amostragens:

1. Exposio no rotineiras:

Estudos do ambiente e adoes de

medidas de controle podem inferir na no

necessidade de avaliao; Efeito agudos = analisar superexposio;

Caractersticas de produto qumico a ser

avaliado = toxicidade aguda avaliao

por STEL, Valor teto e mximo (NR-15, anexo

11);

Julgamento profissional.

MUITO OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE.

UM GRANDE ABRAO A TODOS!!!!

Palmas a todos

vocs!!!!!!

Bora l, que hj

sexta!!!

MEUS CONTATOS:

Rafael Pires de Castro

rafaelpcastro@uol.com.br

rafael.pcastro@sp.senac.br

16 99236 0166

mailto:rafaelpcastro@uol.com.brmailto:rafael.pcastro@sp.senac.br