aprendendo & praticando eletrônica vol 39

Download Aprendendo & Praticando Eletrônica Vol 39

Post on 10-Jul-2015

960 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 39

    1/46

    MINUTE RIPROFlSSIONAEK

    CAIXA DESURPRESA

    ROSOJARDlNEIR

    , 1 1 : 0 -0'"

    ANTI-ROUBORESGATE P/CARRO II

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 39

    2/46

    ~BprDmEDITORAla a L1 1 1 _ B"ftEMARK ELETRONICA

    DiretoresCarlos W. MalagoliJairo P. MarquesWilson Malagoli

    A P R E N D E N O O & ~ r D n l c a~ SMa MarquesColaboradoresJose A. Sousa (Desenho Tecnico)

    Joao Pacheco (Ouadrinhos)Publicidade

    KAPROM PROPAGANDA LTDA.(011) 223-2037Composic;ioKAPROM

    Fotolitos de CapaDELIN

    (011) 35-7515Fotolito deMiolo

    FOTOTRA~O LTDA.Impressao

    EDITORA PARMA LTDA.Disbibui~ao Nacional clExclusividadeFERNANDO CHINAGLIA DISTR.

    Rua Teodoro da Silva, 907Rio de Janeiro - (021) 268-9112

    Distribui~ao PortugalDISTRISUIDORA JAR DIM LTDA.APRENDENDO E PRATICANDOELETRONICA

    (Kaprom Editora, Distr. e Propaganda Ltda.- Emark Eletr6nica Comercial Ltda.)

    - Heoacao. Administracao e Publicidade:Rua General Os6rio, 157 - CEP 01213Sao Paulo - SP Fone: (011) 223-2037

    Parece que fo i ontem (a expressao e tao velha quanto an d ar p ra Trerlle , m as a urucaque nos ocorre ), m as jl1 decorrem tres anos e alguns rneses (APE esta e m p le no quartoano de atividade ) do dia em que se reuniram Editores, Autores, Tecnicos e Patrocinado-res para - num a s6 tarde - criarem os solidos alicerces de um a Revista que hoje pode os-te nta r, s em a m e no r r no de sfia , 0 trtu lo d e "C ar np ea " e ntre 0 p ub lic o H o bb ys ta d e E le tr 6n ic ano B rasil (e, agora, tarnbern cam inhando a p assos largos p ara assum ir tal posicao em Por-tugal...)!. N ao foram anos "faceis", jl1 q ue a lu ta p ara m an ter in toca do s o s p re oe itos e im acu -la da a filoso fia q ue n ortea ra m 0 nascim ento de APE fo i (e e ... ) ardua, Mas nao abrim osm ao d e faze r u ma R evista dirigida ao H ob bysIa, an tes d e tud o! B uscam os, d esd e 0 in rc io , am ais p erfe ita "ide ntid ad e" com 0 p ub lic o L eito r, n os s eu s in te re ss es m a is d ir eto s, n as s ua sp ote ncia lida des e a te n o ate nd im ento a s su as p r6p ria s "d isp on ib ilida de s fina no eira s .....A ssim , A PE in sisle em 5 6 p ub lica r p roje tos rea lizeive is, fug in do da p oslcao (n a no ssa o pl-nia o, p an ftetaria ... ) de sim ples d ivulg ado ra d e rele ase s da s p ode ro sas in du str ias do ra moeletr6nico, ou de m ere rnostruario de "novidades" ele tr6n icas que nunca - na p ratica - es-ta rao a re al disp osica o d o no sso (p obre ... ) m ercad o e p ub lico ...

    E ss a p os ica o, a bs olu ta m en te h on es ta e re alis ta , ja m ais in va lid ou , c on tu do , a q ua li-d ad e e v alid ad e tecnlcas d e A PE , g ra

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 39

    3/46

    Dtro15 DE. bUM PlGlME-IQA6 MQNi .KN6 I LDGO 0H O I ? ! ? Y 5T A P .R . .G E l ?S Q.. l, P O D E - ( fU N - r A IG C I I 2 .O U i 1 D 6 ,OU MOt7U~ PARAUM RfbUl. ;- rAVOIIMAlb COM?LIO~ ..

    6 E - el R.CUlT05M C R J V OUCAR. .6Ab

    G)lZV ~ 12V1MOD 1 5 t. MOD. Z

    MOD .i MOD .3

    '" f; C.lrwUl-rO~ OlE. -r~.HEJACOM 81~1~ Al1f;R.NA~, c;tVEM\E.R. FA\~ t: t ~6 coP A 1 1 y c ; . I ! > ' . '

    - = j,

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 39

    4/46

    InstrueoesGerais para asMontagensAs pequenas regras e lnstrucoes aqui descritas destinam-se aos principiantes ou hobbystas aindasem muita pratica e constituem urn verdadeiro MINI-MANUAL DE MONTAG ENS, valend~ paraa realizacfio de todo e qualquer projeto de Eletr6nica (sejam os publicados em A.P.E., sejarn osmostrados em livros ou outras publicaefies ...). Sempre que ocorrerem duvidas, durante a montagemde qualquer projeto, recomenda-se ao Leitor consultar as presentes tnstrueoes, cujo carater Geral ePermanente faz com que estejam SEMPRE presentes aqui, nas primeiras paginas de todo exemplarde A.P.E.O S COMPONE NT ES

    Em todos os circuitos, dos mais simplesaos mais complexes, existem, basica-mente, dois tip os de pecas: as POLARI-ZADAS e as NAO POLARIZADAS. Oscomponentes NAO POLARIZADOS sao,na sua grande maioria, RESISTORES eCAPACITORES comuns. Podem ser liga-dos "daqui pIa Iiou de Iipra ca", scmproblemas. 0 urnco requisito Ii reconhe-cer-se previaineute 0 valor (c ou trospar:imetros) do componcnte, para liga-lono lugar certo do circuito, 0 "TABE-LAO" A.P.E. da todas as "dicas" para alei t ura dos v alores e codigos dos _RESIS-TORES, CAPAClTORES POL!ESTER,CAPACITORES DISCO CERAMICOS,etc. Sernpre que surgirern duvidas ou"esquecimentos", as Instrucoes do"TABELAO" devem ser consultadas. Os principais componentes dos circuitossao, na maioria das vezes, POLARIZA-DOS, ou seja. seus terminais, pinos ou"pemas" tern posicao certa e unica paraserern ligados ao circuito! Entre taiscomponentes, destacam-se os I?IODOS,LEDs, SCRs, TRIACs, TRANSISTORES(bipolares, fets, unijuncoes, e tc.), CAPA-CITORES ELETROLlTICOS, CIRCUI-TOS INTEGRADOS, etc. E muito im-portante que, antes de se iniciar qualquermontagem, 0 leiter identifique correta-mente os "n omes" e posicoes relativasdos terminais desses cornponentes, ja quequalquer inversao na hora das soldagensocasionara 0 nao funcionamento do cir-cuito, alern de eventuais danos ao pro-prio componente erroneamente ligado.o 'TABELAO" mostra a grande maioriados componen tes normahnen te u tiliza-dos nas montagens de A.P.E., em suasaparencias, pinagens e simbolos. Quan-do, em algum circuito publicado, surgirurn ou mais componentes cujo "visual"nao esteja relacionado no "TABELAO",as ne cessarias informacoes serao forne-cidas junto ao texto descritivo da respec-tiva montagem, atraves de ilustracoesc1aras e obje tivas.LIGANDO E SO LD AN D O

    Praticamente todas as montagens aquipublicadas sao implementadas no sistemade CIRCUITO IMPRESSO, assim asinstru\Oes a seguir referern-se aos cuida-dos basicos necessaries a essa tecnica demontagem. 0 carater geral das recomen-

    dacoes, contudo, faz com que elas tam-bern sejam validas para eventuais outrastecnicas de montagem (em ponte, embarra, etc.). Deve ser sempre u tilizado ferro de soldarleve, de ponta fin a, e de baixa "watta-gem" (maximo 30 watts). A solda tam-bern deve ser fina, de boa qualidade ede baixo ponto de fusao (tipo 60/40 ou63/37). Antes de iniciar a soldagem, aponta do ferro deve ser limpa, remo-vendo-se qualquer oxidacao ou sujeiraali acumuJadas. Depois de limpa e aque-cida, a ponta do ferro deve ser levernenteestanhada (espalhando-se urn pouco desolda sobre ela), 0 que f'acilitara 0 con-tato termico com os terminais. As superficies cobreadas das placas deCircuito Impresso devem ser rigorosa-mente limpas (com lixa fina ou palhade aco) antes das soldagens. 0 cobredeve ficar brilhante, sem qualquer rest-duo de oxidacoes, sujeiras, gorduras,etc. (que podem obstar as boas solda-gens). Notar que depois de limpas asilhas e pistas cobreadas nao devem maisser tocadas com os dedos, pois as gor-duras e acidos contidos na transpiracaohumana (mesmo que as maos parecarnlimp as e secas ... ) atacam 0 cobre comgrande rapidez, prejudicando as boassoldagens. Os terminais de cornp onentestam rem devern estar bern limpos (se pre-ciso, raspe-os com uma lamina ou esti-lete, ate que 0 metal fique lirnpo e bri-Ihante) para que a solda "pegue " bern ... Verificar sempre se nao existem defeitosno padrao cobreado da placa. Constatadaalguma irregularidade, ela deve ser sana-da antes de se colocar os componentesna placa. Pequenas falhas no cobrepodern ser facilmente recompostas comuma gotinha de solda euidadosamenteaplicada. 1 a eventuais "curtos" entreilhas ou pistas, podem ser removidos ras-pando-se 0 defeito com uma ferramentade pon ta afiada..Coloque todos os componentes na placaorientando-se sempre pelo "chapeado "mostrado junto as instrucoes de cadamontagem. Atcncao aos componentcsPOLARIZADOS e as suas posicoes rela-tivas (INTEGRADOS, TRANSISTORES,DIODOS, CAPACITORES ELETROLI-TlCOS, LEDs, SCRs, TRIACs, etc.). Atencao tarn bern aos valores das demaispecas (NAO POLARIZADAS). Qualquer

    duvida, con suite os desenhos da respec-tiva montagem, e/ou 0 "TABELAO". Durante as soldagens, evite sobreaque-cer os componentes (que podem danifi-car-se pelo calor excessivo desenvolvidonuma soldagem muito demorada). Seuma soldagem "njio da certo" nos pri-meiros 5 segundos, retire 0 ferro, esperea ligacao esfriar e tente novamente, comcalma e atencao. Evite excesso (que pode gerar corrimen-tos e "curtos") de solda ou fait a (quepode oeasionar rna concxao) desta. Urnborn ponto de solda deve ficar liso e bri-Ihante ao terminar. Se a soIda, aposesfriar, mostrar-se rugosa e fosca, issoindica uma conexao mal feita (tanto ele-trica quanto mecanicamente). Apenas corte os excessos dos terminaisou pontas de fios (pelo lado cobreado)apos rigorosa conferencia quanta aosvalores, posicoes, polaridades, etc., detodas as pecas, componentes, ligacoesperifericas (aquelas externas it placa),etc. E muito dificil reaproveitar ou cor-rigir a posicao de urn componente cujosterminais ja tenham sido cortados.

    ATENC;:AO as instrucoes de calibracao,ajuste e utilizacao dos proje tos. Evite au t ilizacao de pecas com valores ou carac-terfsticas diferentes daquelas indicadasna LISTA DE PEC;:AS. Leia sernpreTODO 0 artigo antes de montar ou uti-lizar 0 circuito. Experimentacoes apenasdevem ser ten tadas por aqueles que jatern urn razoavel conhecimento ou pra-tica e sempre guiadas pelo born senso.Eventualmen te, nos proprios textos des-critivos existem sugest6es para experi-mentacoes. Procure seguir tais sugestoesse quiser ten tar algurn a modificacao ....ATENc;:Ao as isolacoe s, principalmentenos circuitos ou dispositivos que traba-lhem sob tensoes e/ou corren tes eleva-das. Quando a utilizacao exigir conexaodireta 11 rede de C.A. domiciliar ( 110ou 220 volts) DESLIGUE a chave geralda instalacao local antes de prom over