aprendendo & praticando eletrônica vol 18

Download Aprendendo & Praticando Eletrônica Vol 18

Post on 10-Jul-2015

961 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 18

    1/42

    ;] Ie ste -transis to r(n o C rc uto ).~ Seg do r/ln j 0de Sinais(A p lifi, ador de B adaleI:JBan 0 inha E e-tren ica com V i rato}.::JReI6~i~Analogi-co- Ig lta l (12 tio-ras com'Tiquetaque"], .:JC am painha R e-sidencial C a rrilhao.:J 8astao Magico.

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 18

    2/42

    H a p r o mEDITORAI. L1 1 1 1 1 1 1 1 m _ 1 1 1 m IIIInAEMARK ELETRDNICA

    DiretoresCarlos W. MalagoliJairo P. MarquesWilson Malagoli

    A P R E N D E N O O & ~ r ( ) n l c a~Beda MarquesColaboradores

    Jose A. Sousa (Desenho Tecnico)Joao Pacheco (quadrinhos)PublicidadeKAPRON PROPAGANDA LTDA.

    (011) 223-2037Composic;aoARTE CONTEXTO

    Fotolitos da CapaPro chapas II da.

    tel, 92.9563Fotolitos do MioloFOTOTRACO LTDA.

    ImpressaoEditora Parma Ltda.Distribuic;ao Nacional C I ExcluslvidadeFERNANDO CHINAGLIA DISTR. S/A.

    Rua Teodoro da Silva, 907- R. de Janeiro (021) 268-9112

    APRENDENDO E PRATICANDOELETRONICA

    (Kaprom Editora, Distr. e Propaqan-da Ltda - Emark Eletronica Comer-cial ltda.) - Hedacao, Adrninistracao ePublicidade: Rua General Osorio, 157

    CEP 01213 - Sao Paulo - SP.Fone: (011)223-2037

    Esta chegando. turrna! Conforme "ins.nuado". depois "quase prometido",(agora eon-l innado ...), logo, logo APE tera uma "irmazinha", a Revista "ABC DA ELETRONICA", as-sumindo a forma e 0 conteudo de uma "revista-curso" especial mente criada e produzidapara atender os que pretendem comecar "do zero", adquirindo os conhecimentos basicosde Eleuonica, a nivel teorico/pratico' "ABC DA ELETRONICA" (que deve entrar em circu-iacao logo no infcio de 91...) tarnbern foi estruturada e pensada como um importante com-plememo a APE, principalmente para atender aos hobbystas que "ja se viram" muito bemnas montagens, mas que, ao longo do tempo, foram percebendo a necessidade de ad-quirirem tambern algum conhecimento te6rico sobre os componentes e circuitos (ainda quea nivel basico...).Estudantes, professores, e ate "simples curiosos" tarnbern irao se beneficiar muiID doconteudo de "ABC DA ELETRONICA", cujo esti lo de apresentacao, textos e ilustracoes,sequira 0modelo ja mais do que vitorioso (e de comprovada etioacia didatica..) que marcouAPRENDENDO & PRATICANDO, ao longo desses (quase ...) dois anos, transformando-a,logo "de cara", na mais querida "cartilha" do hobbysta de Elefronica!Nesse mesmo "jeitao" descontraido, brincalhao, brlncalhao, descomplicado e semfrescuras, com ilustracoes claras e tartas, explicacdes diretas ao assumo(fugindo ao maxi-mo do "jarqao tecnico" ...), "ABC" torrnara um par incrivel com "APE" (embora, sem 0me-nor problema, qualquer das suas Revistas possa ser "seguida" individualmente ...), am-pliando 0 universo informativo a disposicao de todos os que realmente se interessam porEletronica, seja como hobby, seja como "alavanca" profissional, seja como "srnbrtao" deuma futura carreira como tecnico, engenheiro ou proiessor!Agora falando da presente APE..."Para variar um monte de projetos gostosissimos,abrangendo todas as possiveis areas de interesse e tarnbern todas as eventuais poten-cialidades, graus de envolvimento ou conhecimento do assunto, entre os Leitores: para aBANCADA temos 0 TESTA- TRANSISTOR eo SEGUIDOR-INJETOR DESINAIS, dois po-derosos instrumentos para 0 hobbysta avancado, estudante ou tecnico. Para a "curticao"do lazer eletronico, trazemos 0 incrivel BASTAO MAGICO e a inedita BANDOLINHA ELE-TRONICA (dois presentes para 0 fim de ano, que crianca nenhuma ira "ignorar" ...).Final-mente, como utilidades sofisticadas para 0 Lar, temos a CAMPAINHA RESIDENCIAL CAR-RILHAO (confiquracao ine~ita, de som agradabilissimo, em perieita sirnulacao... )e 0tantasnco RELOGIO ANALOGICO-DIGITAL, que "rnistura", com grande elegancia e efi-ciencia, tudo 0 que os "velhos" e "novos" rel6gios tern (130 unico rel6gio digital do mundo,que tem "tique-taque" ... )1Enfim: s6 boas novas, para alegrar esse fim de um duro ano, e plantar perspectivasentusiasmantes para todo mundo!

    o EDITOR

    REV IS TA ~ IQ 18NESTE NUMERO:

    8. R E L D G IO A N A L O G IC O D IG IT A L (12 H O R A S C O M" T I G U E - T A G U E " ) .

    18 . B A N D O L IN H A E L E T R O N IC A (C O M V IB R A T O ) .24. T E S T A -T R A N S IS T O R (N O C IR C U IT O ).35. C A M P A IN H A R E S ID E N C IA L C A R R IL H A o .44. B A S T A o M A G IC O .4 8 S E G U ID O R I IN J E T O R D E S IN A IS ( A M P L IF IC A D O R

    D E B A N C A D A ) .E vedada a reproducao total ou parcial de textos, artes ou fotos que compo-nham a presente Edicao, sem a autorizacao expressa dos Editores. Os ProjetosEletronicos aqui descritos destinam-se unicamente a aplicacoes como hobbyou utilizacao pessoal, sendo proibida a sua cornercializacao ou industriali-zacao sem a autorizacao expressa dos autores ou detentores de eventuaisdireitos e patentes. A Revista nao se responsabiliza pelo mau funcionamentoou nao funcionamento das montagens aqui descritas, nao se obrigando anenhum tipo de assistencia tscnica aos leitores.

    1

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 18

    3/42

    6~ tx lb 'n r2E .M ,L E 1 lW : J (A , { c . .) AfbSo C O ' O l c , o ~A '6 ICO II~O I N D C A A P E N A e' ~ P E . R f E I C O A M E - N 1 O ~dO~R~ o rsoe > A 5 IC O . . .

  • 5/10/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 18

    4/42

    InstrueoesGerais para asMontagensAs pequenas regras e Instrucoes aqui descritas destinam-se aos principiantes ou hobbystas aindasem muita pratica e constituem um verdadeiro MINI-MANUAL DE MONTAG ENS, valendo paraa realizacao de todo e qualquer projeto de Eletr6nica (sejam os publicados em A.P.E., sejam osmostrados em livros ou outras publicacdes ...l, Sempre que ocorrerem duvidas, durante a montagemde qualquer projeto, recomenda-se ao Leitor consultar as presentes lnstrucoes, cujo carater Geral ePermanente faz com que estejam SEMPRE presentes aqui, nas primeiras paqinas de todo exemplarde A.P.E.O S C OM PO NE NT ES

    Em todos os circuitos, dos mais simplesaos mais complexos, e xistem, basica-mente, dois tipos de pecas: as POLARI-ZADAS e as NAO POLARIZADAS. Oscomponentes NAO POLARIZADOS sao,na sua grande maioria, RESlSTORES cCAPACITORES comuns. Podem ser liga-dos "daqui pra hi ou de hi pra ca", sernproblemas. 0 unico requisite e reconhe-cer-se p reviamente 0 valor (e outrosparametrosj do componcntc , para liga-Iono lugar certo do circuito. 0 "TABE-LAO" A.P.E. da todas as "dicas" para aleitura dos valores e codigos dos RESIS-TORES, CAPACITORES POLlE'sTER,CAPAC1TORES DISCO CERAMICOS,etc. Sernpre que su rgirem duvidas ou"csquccimcntos". as Instrucoes do'TABELAO" devern ser consul tadas.

    Os principais componente s dos circuitossao, na m aioria das vezcs, POL AR1ZA-DOS, ou seja . scus tcrmmais. pmos ou"pe rnas" tern povicao certa e unica parase rern ligados ao circui to ' Entre taiscomponentes. destacam-se os DIODOS,LEDs, SCRs, TRIACs, TRANSISTORES(bipolares, fe t s, unijuncoes. etc.), CAPA-C!TORES l'LETROLITlCOS, CIRCeI-TOS INTEGRADOS, etc. l' muito im-portante que, antes de se iniciar qu alquermontagcm, 0 leiter iden tifique correta-mente os "n omes " e posicoes relativasdos terminais desses componentes, j,i quequalquer invcrsfIo na hora das soldagensocasionara 0 nao funcionamento do cir-cui to, alern de eventu ais danos ao pro-prio componen te crrone amente ligado.o 'TABELAO" mostra a grande maionados componentes normalrncnte utiliza-dos nas montagens de A.P.E., em sua-aparencias, pinagens e simbolo s. Quan-do, em algurn circuito publieado, surgirurn ou mais componentes cujo "visual"nao esteja rel a cionado no "TABELAO",as ne cessarias informacoes ser Io fornc-cidas junto ao texto descritivo da respec-tiva mon tagem, atraves de ilustracoesclaras e obje tivas.UGANDO E SOLDANDO

    Praticamente todas as mon tagen-, aquipublicadas sao implementadas no sistemade CIRCUITO IMPRESSO, assim asinstru~6es a seguir referem-se aos cuida-dos basicos necessaries it essa tecnica demontagem. 0 carater geral das recome n-

    d acoe s, contudo, faz com que eIas t;UTI-bern sejam v.ilidas para eventuais outraste cnicas de montagem (em p on te , embarra, dC.J. Deve ser sernpre u t ilizado ferro de soldarleve, de ponta fina, e de baixa "watta-gem" (maximo 30 watts). A solda tam-bern deve ser fina, de boa qualidade ede baixo ponto de fusITo (tipo 60/40 ou63/3 7). Antes de iniciar a soldagern, aponta do ferro deve ser Iimpa, rern o -vendo-se qualquer oxidacao ou sujeiraali acumuladas. Dep ois de lirnpa c aque-cida, a ponta do ferro deve ser levementcestanhada (espalhando-se urn pouco desolda sobre cia), 0 que' fvcilitara 0 con-tato terrnico com os termin ais.

    As superficies cobrcadas das placas deCircuito lmpresso devcm ser rigorosa-mente limp as (com Iixa fina ou palhade alia) antes das soldagcns. 0 cobredeve fiear brilhante, sem qualquer res i-duo de oxidacoe s. sujeiras, gorduras,etc. (que podern obstar as boas solda-gens). N otar que dep ois de limp as asilhas e pistas cobreadas nao devern m aisser tocadas com os dedos, pois as gor-du ras e acidos contidos na transpiracilohumana (mesmo que as m aos parecarnlimp as e secas ... ) atacam 0 cobre comgrande rapidez , prejudicando as boassoldagens. Os terminais de componentestam bern devern cstar bern limp os (se pre-ciso, raspe-os com uma lamina au csti-le te, ate que 0 metal fique limpo e bri-lhan te ) para que a solda "pegue " hem ...

    Verificar sempre se nao existem defeitosno p adrao cobreado da placa. Constatadaalguma irregularidade, ela deve ser sana-da antes de se colocar os componentesna placa. Pequenas falhas no cobrepodern ser facilmente recompostas comuma gotinha de solda cuidadosarnen teaplicada. Ja eventuais "cu rtos" entreilhas ou pistas, podem ser rernovid os ras-pando-se 0 defeito com uma ferramen tade pon ta afiada,

    Coloquc todos os eo