aprendendo & praticando eletrônica vol 01

Download Aprendendo & Praticando Eletrônica Vol 01

Post on 07-Jul-2015

830 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    1/52

    A P R E N D E N D O &P R A T I C A N D ON?1Cz$400,QQ

    M IN I . .G E R A D O 'RD E B A R _ R A SPARA TV

    R E C E P T O RE X P E R I M E N T A L CE V H F ' .--~

    ooN\l)

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    2/52

    Agora voce j Ii pode aprcnder musica magn (fico cu rso,em pouc a tern p a voce esta r a tocan do be I fssim as me Iad Ias. E stacu rso e com posto de'- 1 f l au ta de ouma qu alidade, comparada as rl lel hares im portadas.1 fi ta 9ravad a nos estu di as da E Ida rado com as Ii

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    3/52

    1 = . . a . . L!I1I!!l.iIl!m!maii. ~EMARK ELETRDNICAD iretoresFlavi 0 MachadO(EoITOR)Carlos Walter Malagoli

    Redator TecnicoBeda Marques

    PublicidadeKAPRON PROPAGAN DA LTOA,(011) 2232037

    Col aborad oresNUCLEO DE ARTE

    Composi~aoSTART PAODU C;::OESG RAF ICAS LTDA.

    FotolitosM.S. TAAC;::O LTDA.

    lrnpresslloGAAFICA EDITORA SANTUARIO

    o istribu i~ao Naci onal com Exclu siv idadeFERNANDO CHINAGLIA DISTR. S/A.Rua Teodoro da Silva, 907 - Rio de JaneiroTel. (021) 268-9112

    APRENDENOO E PRATICANDO ELETRONICA e uma publicacao mensal (Livraria PetitEditora ltda. Reda

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    4/52

    . . . .A UNIAOFAZA FORCA!

    A Petit Editora, atuando com livrostecnicos/eletronicos a mais de 6 anos. A Emark Eletronica,prornissora ernpresa no ramo de componentes eletr6nicos, unem suasforcas para levar ao pu blico brasi leiro "I igado" na eletronicauma revista de 6tima qualidade, com intorrnacoes praticasaliado a teoria, montagens de interesses, quase inedit os com finsdidaticos e p rofissionais.Estaremos contando com 0apoio redacional e criacaode artiqos de um ja bem conhecido professor, por suas inurnerasreeliz acoes no campo da eletronica, trata-se doProf. Beda Marques. Suas ultirnas obras,as revistas: Oivrr ta-se com a Eletronica e Beaba da Eletronica.Esperamos con tar com 0 apoio dos nossos leitores,e para isso estaremos com a secso "Converse com 0 Leitor"onde serfio esclarecidas duvidas das montagens, servindo tarnbernpara crrticas e suqestoes para que assimpossamos fazer nao mais uma revista de eletronica, mas simaquela rev I sta que todos esperam.

    E . . . . .L. ._ ...

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    5/52

    ControleRemotoInfra-VermelhoVERDADEIRO CONTROlE A DISTANCIA, INVISIVEl E INAUDIVEl, CAPAZ DE COMANDARCARGAS DE C.C. au CA. "PESADAS" (ElETRO-DOME:STlCOS, MOTORES, PORTAS, ETC.)

    EM AMBiTO lOCAL, COM AlCANCE uru, DE UMA DEZENA DE METROS!SIMPLES, BARATO E EFICIENTE!

    Entre as vari as fo rmas de controle adtstancia, se rn flo , pe rm itidas pe la rno -derna Elet romca, temos 0 Radiocon-t ro le (v ia ondas de radio), 0 A udio Con-tro le ou Contro le Acustico (V ia S103.1Ssonoros, eventualmerue na faixa inau-dive ! dos ultra-sons) e 0 Forocont roleou Optocoruro le (v ia sinais de luz , se jana faixa visjve l , se ja na faix a invisive ldo s ill (ra-ve rmel h05) . Pre re n demos, aolongo dos prox imo) nume ros de st apu b licac 1 10 , m o s t rar inu me r05 rep re se n-tarue s c ircuitars d es sa s v ar ia s formas decontrole a dis tancia, po re rn, para com e-car, aqui e sta algo re a lme rue simple s efuncronal. 0 CONTROLE REMOTOINFRAVERM E l.HO (CR lV , para os"fntirnos " . .. ) , formado por um pequenot ransrrusso r port atii (de "bo lso" . . . ) e urnrecep t or se ns ive I, cap az de acionar c al-gas "pesadas" diversas (aparelhos, mOIO-res, eletro-domesticcs, [echaduras clc tri-cas, po rt a> a u to r na ti ca s. etc.)

    S ua u tilidade e e fe t rva u tiliza~iiosao amplas e fcram comprovadas emte st e s que confirmaram a su a confiabi-lid a de , e ficie nci a e alcance (de 3 a 1 0me tros, de pe nde ndo d a situayao e doambiente ... ) A mont age rn (co mo iudoo qu e p re t en d cmos pu blrca r ne sta 5U aR ev ista. ) e muito simples, uti lizandocomponente s de aqui< ;iyao facilitada(even tu al m e n te pel 0 sistem a de K! T 5 ", . ),requ e r urn unico e f: ieU aJUs te e a utili-z acao (atrsves d os ccnt actos de urnrele ie tambern dire ta e simple s, f'acili-rna de se r implem e nt ada . . . U rna mon-tagern, enfim. "bern na mosca." paraquem pre t ende urn e fe tiv o controle adistancra p ara ap hcacce s de laze r, b rin -que dos , hobble s ou u t il 12ayoes " se ria s " ,dom est icas , com e rciais o u industrials .. .Um Connole R emote "irnpcrdive l ' pa-ra hobbysras , imciantcs, iecnicos, insta-ladores, etc.

    CARACTERI-STICASPe que no e co mpacto (principalm enteo TRANSM IS SOR), alrmentado a pi-[has, so b baixo co n sumo de corrente(durabihdade elevada das pilhas),Comando: por luz infra-ve rm e lha mo-dulada em aprox imadame nte 5KHz(0 qu e e v it a ill te rfe re ncias e se nsib i-112a b as t a nt e 0 ac ionamento) .M odulo TRANSM l5S 0R de alta po -t e nci a, com dais cm isso re s de In fra-Ve rme lho .Modu lo RECEPTOR senstve l e dire -e ! onal com re i c de saida c apaz de comandar cargas em c.c. so b c orre nt ede ate 4 ampe re s, ou carga de C .A .(1 1 0 ou 2 2 0 vo lts) de ate 400 au800 wat t s- Ajuste : urn unico, po r trim -po t, niiorc que re ndo a pare lh age rn ou lOSI ru -mentes cspeciars.

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    6/52

    4 MONTAG EM 1 - CONTROlE REMOTa INFRA-VERMElHOOS CIRCUITOS

    Nas Iiguras I e 2 temos, respectiva-men te , as di agram as esquem aticos doTRANSMISSOR INFRA- VE RME LHO(TIV) e RECEPTOR INFRA-VERME-LHO (RIV). 0 TIV e baseado no ver-sa til e can fiavel r ntegrad a 555, nu rnacon figuracao osctladora classica, cuja

    infra-vermelho e Iimitada pelo resistorde lOR, porern, ainda assim, situ a-se nacasa das ce n ten as de IIIilim pe res, p to-porcionando urn intenso feixe de co-mando. Devido a s caracterrsticas dooscilador de cornando, as LEDs naochegam a t r abalhar "forcados", rnesmoporque 0 acionamcnto e momentaneo(au por cu rtos penodos), at raves de

    +

    Fig. 1

    versatil Inte srado 741, em cuia rede dercalimen tacao Ioi incorporado urn circui-to RC "seletivo", que sintoniza a sis-tema para as aproximadarnente 5KHz(i5>O faz com que 0 circuito, na pratica,"ignore" comandos lurninosos estaticosau de f're quencias diferen tes dos 5KHz,re duzindo a possibilidade de acionamen-ros espunos e aumentando a sensibili-dade do receptor). 0 comando de po-t en cia o j feito por urn circu ito Da riingtonbase ado em dois tranststores de usa cor-rente e urn rele miruatura, cujos conta-tos podem acionar cargas "pesadas",com toda a facilidade. Os diodes, capa-citores e resistores intercalados entre 0741 e os transistores de saida, retiflcam,fll trarn e conformarn 0 sinal de 5KHzrecebido, transformando-o num n ivelC.C. firme, capaz de acionar a bloco desaida.o conjunt o TIV!RIV funciona demodo que, 30 ser premido 0 push-button do Tl V, e apontando 0 feixeinvisivel para 0 RIV,o rele e energizado(enquanto a batao do TIV estiver pre-rnido). Ao soltar-se 0 batao do nv,o rele do RlV c aut ornaticarnente de-senergizado. 0 TIV nada consome emespera (so quando 0 botao c acionado),ja 0 RIV, em stand-by consome pou-qu isim a (u ns poucos miliam peres), 0que garante , em ambos os modules,boa durabilidade das pilhas (0 RlV, pornao ser necessariamente portatil, podeser aliment ado atraves de fonte - 6 ou9 volts).

    RELE.. c a R eI

    +

    Fig.2

    frequencta (ajuslavcl pelo trim-pot de10K) esta centrada em tomo dos 5KHz.Urn transistor de media potencia(BDI39) reforca a saida do Integrado,entregando a sinal de 5KHz a urn par deLEDs infra-vermelhos (tipo TID2 auTID8) em s e n e (para maier poder deerrussao). A corrente nos ernissores de

    push-button N.A., 0 que mantem a uni-dade desligada, a menos que seja acio-nado 0 comando.o RIV (fig. 2) utiliza como sensorurn foro- trans (stor sens iv e 1 it faixa doin fra-vermelho, tipo TI L7 8 ou TIL81,seguido de urn arnplificador de' altoganho baseado no conhecido e tam bern'

    OS COMPONENTESAssim como ocorre em todo circuito,

    tanto 0 TtV quanta 0 RIV, alern doscomponentes rnais comuns, usam algunsdo tipo polarizado, cujas conex oes ternposicao certa pa ra sere m fe itas, J nve r-soes ou t rocas n os Ie r rn inais de sses com-

  • 5/9/2018 Aprendendo & Praticando Eletrnica Vol 01

    7/52

    MONTAGEM 1 - CONTROlE REMOTO INFRA-VERMELHO 5

    pone nte s pode rn inutiliz ar a propriape ca, ale m de, o bviam en te , o bstar 0 fun-cionamento dos circuitos em que des't rabalharn" ...Para e iim ina r todas as duvidas a re s-pe ito , a figura 3 rnost ra, em aparencias,pinagens e sfrnbolos, esses componentesrnais "frescos" ... 0 leitor devera obser-var e ide nrificar todos e le s (e se us te rm i-nais c "pe rnas" . . . ) com todo cuidado eate ncao , ante s de iniciar a rnontagern.Quante aos demais componen tes. a uni-ca exigencia e JeI corretamente seusv al a re s, para posiciona-lo s corre t amen tena placa, na hera das ligacoes defini-nv as . ..

    A MONTAGEMConforms ja ficou claro ao lei tor, amontagem do CRJV se faz em dois mo-dulos independenies: a TlY eaRlY,cujos Circuit os Irnpressos tern os respec-

    t iv os lay outs (em tamanhos naturals),rnostrados nas fi tu ras 4 e 5, Se 0 le i torpretende fazer suas proprias placas, bas-ta copiar cuidadosamente os desenhos,fa se adquiriu em KIT as conjuntos pararnontagem , deve usar as figuras paraurna verificacao e conferencia, elirni-nando previamentc eventuais defeitos,antes de comecar as soldagens ...Como semp re , recomendam os lim pa r

    com palha de ary0 Iln a as ilhas e pi s tasdos Irnpressos (nao tocando mars cssasareas com os dedos, ate a soldagern ...),fazendo tambern urna limpeza nos pro-prios terminals dos componentes (raspe-os com um a lamina ...Todos os "velhos" (mas nunca desim-port antes ... ) conselhos s