apostila introd paleont

Download Apostila Introd Paleont

Post on 21-Jun-2015

1.785 views

Category:

Documents

26 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

O Que Paleontologia?A Paleontologia a cincia que estuda os fsseis, ou seja, o vasto documentrio de vida pr-histrica e/ou proto-histrica. Paleontologia quer dizer "o estudo da vida antiga", do grego "Palaios = antigo; ontos = coisas existentes; logos = estudo", mas essa uma definio muito vaga e simplista.

A Paleontologia, tem como objetivo, principalmente a locao, descrio e a classificao de fsseis, aevoluo e da interao dos seres proto-histricos e/ou pr-histricos com seus antigos ambientes, da distribuio e da datao das rochas portadoras de fsseis, etc. A Paleontologia Moderna uma cincia dinmica, com relaes com outras reas do conhecimento, estando preocupada em entender a evoluo fsica da Terra, em termos das mudanas na sua geografia (paleogeografia), no clima (paleoclima) e nos ecossistemas (paleoecologia), influenciou a evoluo das formas de vida pr-histricas. Portanto, a Paleontologia uma cincia multidisciplinar, relacionada Geologia, Biologia (principalmente Zoologia e Botnica), Ecologia e Oceanografia, dentre outros campos do conhecimento preocupados em estudar as interaes entre os organismos e o meio ambiente. Atualmente, a Paleontologia preocupa-se tambm com a conservao do patrimnio fossilfero e de seus ambientes correlatos. As grandes subdivises da Paleontologia so a Paleozoologia (estudo dos animais fsseis), a Paleobotnica (estudo das plantas fsseis) e a Micropaleontologia (estudo dos microfsseis). O Paleontlogo o cientista que estuda a vida pr-histrica, a partir das evidncias fornecidas pelos fsseis e pelas rochas. Os Paleozologos so os cientistas especializados em Paleontologia de Invertebrados, ramo da Paleozoologia que estuda os animais sem ossos, ou em Paleontologia de Vertebrados, estudando os fsseis de animais com ossos, incluindo o homem fssil (Paleoantropologia). Micropaleontlogos estudam fsseis microscpicos, ou seja, microrganismos fsseis de parede orgnica (polens) ou mineralizada (foraminferos).

O(s) Processo(s) de FossilizaoMuitas vezes nos perguntamos como um organismo vivo pode se tornar um fssil. O processo pode parecer ser simples, mas um pouco complexo. Quando um organismo morre, inicialmente ele decomposto pelas bactrias e fungos que degradam a matria orgnica. Depois disto, o organismo pode ser imediatamente soterrado ou passar por uma srie de processos desarticulao, transporte e s depois ser soterrado. Esse soterramento ir acontecer quando a gua, ou outro agente, transportar o sedimento que ir recobrir o organismo. Depois de soterrado, o organismo ir passar por um processo chamado de diagnese, que consiste na compactao (pelo peso do sedimento) e na cimentao (o sedimento depositado sobre o organismo ou por dentro dele, atravs de processos qumicos, se aglomera e passa a formar uma rocha sedimentar). Nestas condies, esse organismo agora pode ser considerado um fssil. O movimento das placas tectnicas permite que uma rocha, que antes foi um fundo de mar, um lago ou ainda uma geleira, por exemplo, seja erguida acima da superfcie e fique exposta. Nestas rochas expostas que o paleontlogo vai procurar pelos seus fsseis. Para obter mais informaes, consulte o captulo (Tafonomia de Vertebrados.)

FsseisFsseis (termo latino que significa "ser desenterrado" ou "extrado da Terra") so restos ou vestgios (traos) de animais, vegetais e de outros microorganismos (algas, fungos e bactrias) que viveram em tempos proto-histricos ou pr-histricos que foram e esto naturalmente preservados nas rochas sedimentares.

Embora exista uma tendncia para considerarmos fsseis apenas as ossadas de dinossauros e de outros grandes vertebrados pr-histricos extintos, na realidade, um registro fssil contm representantes da maioria dos grupos biolgicos, incluindo desde o Homem fssil at aqueles grupos representados por formas de vida microscpica, que s podem ser vistos atravs do auxlio de instrumentos pticos entre outros instrumentos tcnicos. O termo "fssil" como j vimos, vem do latim "fossilis", que significa "extrado da Terra". Sendo assim, podemos definir um fssil como, Fsseis Corpreos, ou restos (ossos, conchas) e Fsseis-trao ou vestgios (pegadas, ovos, tubos, moldes de conchas) de organismos que viveram no passado, dentre outras definies.

Esquema representando o processo de fossilizao.

Um processo de fossilizao dura milhares de anos, no ocorre de uma hora para outra. Portanto, ainda no podemos fabricar um fssil em laboratrio! Entretanto, a forma como ocorre esse processo pode variar. Algumas dessas possibilidades sero discutidas a seguir. Tipos mais comuns de Fsseis : (Restos , Vestgios e Outros Conceitos Importantes)

Restos - Normalmente consistem nas partes duras dos organismos,pois estas apresentam alto potencial de preservao. Os restos podem ser compostos por: slica (espculas das esponjas), carbonato de clcio (moluscos), hidroxiapatita (ossos de vertebrados), carbonatos e quitina (exoesqueleto e exuvias de artrpodes equinodermos), celulose e resinas(vegetais), coprolitos (fezes e outras excrees e secrees), entre outros.Fssil de um artrpode trilobita, encontrado na Formao Ponta Grossa, Devoniano da Bacia do Paran. Material depositado na Universidade Federal do Paran. Escala em centmetros (foto de Cristina Vega Dias).

Os restos fsseis podem ainda ser preservados de diversas formas: Preservao Total; Preservao Com Alterao Dos Restos Esquelticos; Preservao Sem Alterao Dos Restos Esquelticos.

Preservao Total Dos Restos EsquelticosCaracteriza-se, quando ocorre a preservao das partes moles dos organismos.mbar: Resina presente em algumas plantas (principalmente gimnospermas), que pode escorrer pelo vegetal, englobando um organismo. Essa resina, quando seca, fica endurecida, preservando o organismo integralmente. Inseto preservado em mbar (retirado de Palmer, 1999).

Congelamento: Ocorre quando um organismo fica exposto a baixas temperaturas, impossibilitando a decomposio de suas partes moles. Filhote de mamute preservado por congelamento, depositado na Sua (modificado de www.en.wikipedia.org/wiki/Flood geology em 26.3.2007).

Preservao Com Alterao Dos Restos EsquelticosQuando ocorre a preservao das partes dos organismos, mas sob forma alterada. Carbonificao: Durante o processo de decomposio de um organismo, a maioria dos elementos qumicos presentes nele podem ser perdidos, mas o carbono permanece. Normalmente os fsseis apresentam uma colorao escura, justamente devido presena do carbono. Ocorre normalmente em vegetais depositados em ambiente subaquoso.

Folhas da planta licfita Lepidodendron, coletada na Formao Rio Bonito, Carbonfero da Bacia do Paran. Observe como o fssil apresenta colorao escura, devido carbonificao. Material depositado na Universidade Federal do Paran. Escala em centmetros (foto de Cristina Vega Dias).

Recristalizao: Todos os minerais apresentam uma forma geomtrica, obtida durante o seu processo de cristalizao. Durante a fossilizao, os minerais presentes nas conchas e esqueletos dos organismos podem se rearranjar, modificando-se, e formando outros minerais.

Exemplar de molusco pricei, Marlia Bauru). poro da aragonita (A) calcita nas fssil (B)

bivalve Anodontites coletado na Formao (Cretceo da Bacia Reparar na pequena concha original de recristalizada em demais pores do (foto de Eliseu Dias).

Substituio: Ocorre quando o mineral original constituinte de um fssil substitudo por outro.

Concha do

braquipode Australospirifer, coletado na Formao Ponta Grossa, Devoniano da Bacia do Paran. Material depositado na Universidade Federal do Paran. Reparar na substituio do material original da concha (calcita) por pirita (foto de Cristina Vega Dias).

Preservao Sem Alterao Dos Restos EsquelticosQuando ocorre a preservao das partes duras dos organismos, sem alterao.

Incrustao: Quando um mineral, transportado pela gua, recobre o fssil original e se cristaliza, formando um envoltrio ao redor do organismo.

Molusco gastrpode atual um exemplar do direita). Materiais Federal do Paran

sem incrustao ( esquerda), e mesmo gnero incrustado ( depositados na Universidade (foto de Cristina Vega Dias).

Permineralizao: Quando o sedimento que est ao redor do organismo (esqueleto, tronco de rvore) transportado pela gua e preenche as cavidades desse organismo. Como resultado, o material fssil pode apresentar um aspecto inchado.

Osso coletado na Formao Santa Material depositado na Reparar na diferena de (vermelho) e da osso (branco), (foto de Cristina Vega Dias).

Maria, Trissico da Bacia do Paran. Universidade Federal do Paran. colorao do sedimento hidroxiapatita constituinte do evidenciando o preenchimento

Concreo: Durante o processo de decomposio de um organismo, este libera alguns compostos que atraem outros elementos qumicos. Este processo pode fazer com que pirita ou calcita fiquem aderidas ao organismo, envolvendo-o em ndulos. As concrees contendo peixes, muito comuns na Formao Santana, Bacia do Araripe, Cretceo do Cear, recebem o nome de ictilitos.

Fssil de peixe coletado na Formao Santana, Mbr. Romualdo, Cretceo da Bacia do Araripe. Material depositado na Universidade Federal do Paran. Escala em centmetros.

Vestgios

Os vestgios representam evidncias da existncia do organismo ou de sua atividade. So teis para identificar a presena de um determinado organismo quando seus restos no foram fossilizados. Dentre os vestgios, podemos citar as pegadas e pistas de organismos, coprlitos (fezes fossilizadas), gastrlitos (rochas presentes em restos estomacais, que auxiliavam na digesto), e tambm a formao de moldes internos e externos. Para explicar a formao de moldes, vamos tomar como exemplo uma concha de um molusco bivalve. A formao de moldes ocorre quando um organismo depositado, e a impresso da poro interna da concha fica marcada no sedimento (molde interno). A impresso da poro externa da concha o mol