[apostila] aplicacao de injetaveis

Download [Apostila]   aplicacao de injetaveis

Post on 18-Dec-2014

65.184 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. Aplicao de Injetveis (resumo)Histrico _______________________________________________________02Instalaes fsicas ________________________________________________02Vias de administrao de medicamentos ______________________________03O que acontece com medicamento no organismo? ______________________ 07Cuidados antes da aplicao de injetveis _____________________________08Em relao sala de preparo e aplicao _____________________________ 08Apresentao de injetveis ________________________________________11Fatores que modificam estabilidade dos medicamentos __________________12Tcnicas bsicas para lavagem das mos _____________________________13Preveno de Infeco: Processamento de Instrumentos Contaminados _____15Termos importantes _____________________________________________16Tcnica de preparo de medicamentos injetveis _______________________18Tcnica de aspirao e preparo de medicamentos ______________________20Tcnica de aplicao de injetveis __________________________________21Vias parenterais _________________________________________________23Principais complicaes durante e aps a aplicao _____________________33Classificao dos medicamentos ____________________________________35Bibliografia ____________________________________________________48 1
  • 2. HistricoFoi s na segunda metade do sculo XVIII, que comearam efetivamente as primeiraspesquisas para a administrao de medicamentos diretamente na corrente sangnea. Instalaes fsicas: As instalaes devem possuir superfcies (piso,paredes e teto) lisas e impermeveis, sem rachaduras,resistentes aos agentes sanitizantes e facilmente lavveis. Os ambientes devem ser protegidos contra entrada de insetos e roedores. As condies de ventilao e iluminao devem ser compatveis com as atividades desenvolvidas. As instalaes eltricas devem estar bem conservadas em boas condies de segurana e uso. O sanitrio deve ser de fcil acesso, mantido em boas condies de limpeza e possuir pia com gua corrente. Todos os procedimentos referentes a aplicao de injetveis devem ser realizados mediantes rotinas pr-estabelecidas, bem como, obedecer prescrio mdica. Deve existir procedimento que defina a utilizao de materiais descartveis e garanta a sua utilizao somente dentro do prazo de validade. necessrio que as instalaes possuam condies higinico-sanitrias satisfatrias e estejam em bom estado de conservao. necessrio possuir pia, gua corrente, sabo lquido e toalhas descartveis. recomendvel existir lixeira com tampa, pedal e saco plstico. necessrio existir recipiente rgido adequado para o descarte de perfuro- cortantes. recomendvel existir coleta seletiva dos resduos resultantes da aplicao de injees. necessrio possuir rotinas escritas com as tcnicas de anti-sepsia das mos e local de aplicao, bem como de cuidados na aplicao de injetveis. 2
  • 3. Vias de administrao de medicamentosIndicao do local do organismo, na qual ou atravs da qual o medicamento deve seradministrado.Em alguns casos, o medicamento pode ser administrado em mais de uma via. 3
  • 4. VIAS ENTERAISVANTAGENS: Geralmente seguras Formas farmacuticas simples Auto-administraoDESVANTAGENS: Indolor Taxa de absoro varivel Lavagem gstrica Irritao das mucosas Efeito de primeira passagem Coma Vmitos Cooperao do paciente Estmago vazio/cheio PeristaltismoABSORO -VIA ORAL 4
  • 5. 5
  • 6. LIBERAO DO FRMACO 6
  • 7. O que acontece com medicamento no organismo? 7
  • 8. Cuidados antes da aplicao de injetveis1. Em relao sala de preparo e aplicao2. Quanto: ao equipamento necessrio3. ao armazenamento de seringas e agulhas4. a prescrio5. ao medicamento6. a aparncia do cliente7. ao preparo psicolgico. Em relao sala de preparo e aplicao ventilada iluminada higiene atendimento equipada pia com torneira de fcil abertura bancada com gavetas suporte para sabo lquido lixeira de p cadeira recipientes para bolas de algodo e antissptico 8
  • 9. Na sala de aplicao necessrio: Cadeira Apoio para brao (para aplicaes endovenosas) Sabonete lquido-Papel Toalha descartvel-lcool etlico 70 % ou lcool isoproplico 70% * Garrote (para aplicaes endovenosas) Algodo em pote transparente com tampa Pia com gua corrente-Luvas descartveis (opcional) Descarte para perfuro-cortantes-Quadro de procedimentos: que deve ser colocado na parede da sala de aplicao com todos osprocedimentos bsicos para uma aplicao de injeo.Armazenamento de seringas e agulhasLocal seco, protegido de p e do risco de rompimento de sua embalagem 9
  • 10. Escolha da seringa e agulha para administrao de injetveis intramusculares:Tamanho ideal da agulha:adultos magros: 25x7adultos com msculos desenvolvidos ouobesos: 30x7 ou 30x8crianas bem desenvolvidas: 25x7 ou 25x8crianas e adolescentes obesos: 30x7crianas pequenas: 20x5,5 (exceto para a aplicao de suspenses de penicilina)As agulhas com calibre 25x7 ou 30x7 so usadas para solues aquosas. As de calibre25x8 ou 30x8 so reservadas para solues oleosas e para as suspenses (frasco ampolae diluente), para facilitar a aplicao e no entupira agulha.As seringas so constitudas por corpo ou cilindro e mbolo. Em uma das extremidadesdo corpo, encontra-se o bico onde encaixa-se a agulha.Tamanho de seringas com 3, 5, 10, 20 ml.As agulhas possuem duas partes: uma poro dilatada que se encaixa na seringa, ocanho, a parte afilada e a haste que termina em bisel, que pode ser curto ou longo.As agulhas apresentam duas informaes em relao ao calibre (tamanho):Por exemplo, a agulha 30x7: 30 significa que o comprimento da agulha de 3Omm ou3cm; 7 significa que o dimetro interior da agulha de 0,7mm. 22 GL tem o mesmosignificado, porm em polegadas. 10
  • 11. Apresentao de injetveisNa aplicao dos medicamentos injetveis no podero existir dvidas quanto qualidade doproduto a ser administrado e, caso o medicamento apresentarcaractersticas diferenciadas, como cor,odor, turvao ou presena de corpo estranho nointerior do medicamento, o mesmo no dever ser dministrado.Sua utilizao requer cuidados de higiene e assepsia, para evitar problemas decontaminao do produto e infeces graves ao paciente.Anti-sptico: O lcool etlico 70GL o anti-sptico de escolha para a anti-sepsia da pele e para desinfeco da ampola, frasco ampola e bancada. 11
  • 12. Fatores que modificam estabilidade dos medicamentosNatureza e concentrao do medicamento;Composio e pH do solvente;Perfis de pH e velocidade de degradao;Natureza do recipiente e da soluo;Temperatura;Luz natural e outras radiaes. 12
  • 13. Tcnicas bsicas para lavagem das mosControlede infeco.Reduo de microorganismos existentes nas mos. necessrio lavar as mos antes e depois da tcnica. 13
  • 14. 14
  • 15. Preveno de Infeco: Processamento de Instrumentos Contaminados