apost elaborprojpromsocial

Download Apost elaborprojpromsocial

Post on 17-Dec-2014

981 views

Category:

Technology

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. UNIFACSCURSO SEQUENCIAL GESTO DE ORGANIZAES EPROJETOS SOCIAIS MDULO - ELABORAO DE PROJETOS PRINCPIOS DE PLANEJAMENTO E DIAGNSTICO ELABORAO DE PROJETOS NA REA SOCIALFacilitador: Antnio Carlos Salvador-BaSet / 2005

2. UMA NOVA HUMANIDADEEm todos os conflitos h uma constante busca de justiaPara os oprimidos, os excludos,Para as minorias tnicas e raciaisPara os camponeses, ribeirinhos, trabalhadores rurais e operrios marginalizadosdo desenvolvimentoSente-se brotar uma nova faceFace sofrida, mas que pode olhar de frente,...que acredita, esperanosaFace ferida nos combates, mas acolhedora,...amorosaIntegradoraUniversalVamos chegando ao tempo em que no h mais lugar para os mornos,os indefinidos,...os acomodados,... os em cima do muro...As maiorias silenciosas, omissas, negligentesSer um tempo de solidariedade, ou isolamento definitivo e mortal.As dores do grande parto do nascimento do HomemSo visveis e palpveis,Muitos tm olhos e no querem verOuvidos e no querem ouvirAs crises dos pases so as crises pessoais,... crise de cada um de nsA guerra corresponde tenso e angstia de cada umOs cientistas descobriram que o cncer e outras doenas contemporneas, sofrutos do desamor...Da solidoDa melancoliaDo imobilismoA cura do corpo e da alma, da conscienciaDo homem todo e de todos os homens e mulheres,Vir certamente no final das lutas, das dificuldades, das dores,Como imensa rvore livre que principia rompendo a semente.Autor desconhecido.Sonhe, produza idias, ouse, pesquise, planeje, desenvolva projetos, seja comofor, ... participe, transforme, realize, faa acontecer, faa e seja Feliz!!!O facilitador 2 3. 1- ApresentaoO grande desafio social que estamos enfrentando no sculo XXI acabar ou minimizar com a pobreza e eliminar as condies de misria das populaes. Milhes depessoas vivem margem dos benefcios do desenvolvimento do nosso pas, em estado deabsoluta carncia social, desprovidas das condies mnimas de uma vida saudvel e digna.Constituem o que denominamos de legio dos excludos que sobrevivem em condies demarginalidade social e econmica.Essa imensa dvida social requer urgncias nas solues, o que tem levado o governo,empresrios e sociedade civil a se unirem num objetivo nico de acelerar as melhorias sociais erecuperar a esperana de vida da populao carente e dos cidados excludos.As aes necessrias para as mudanas decorrem de iniciativas desses atores centrais,materializadas atravs de planos, programas e projetos que visam atingir os objetivosdesejados, gerando os resultados transformadores para a sociedade.As aes isoladas, espontneas e assistencialistas continuam a existir, e at so necessriasem determinadas situaes crticas e emergenciais por que passam o ser humano. No entanto,no denotam um carter de transformao efetiva para o cidado e so difceis de se manter aolongo do tempo.No Brasil, em certo momento, entre as dcadas de 70 e 90 tivemos um crescimento exponencialno nmero de entidades sem fins lucrativos, as denominadas ONGs (Organizaes NoGovernamentais), onde muitas apresentaram propostas e receberam constantes e elevadassomas de recursos externos, sem apresentarem resultados significativos, nem prestar contasefetivas pela utilizao desses recursos.Os agentes financiadores passaram a ser mais criteriosos na distribuio de recursos e exigema apresentao de projetos melhor concebidos e elaborados e bem apresentados. Os projetospara este novo cenrio necessitam ser formulados de maneira profissional.No basta um simples projeto!3 4. O projeto para receber apoio necessita ser tecnicamente bem feito, estrategicamente articulado,implementado e avaliado conforme planejado. Assim, deve ser concebido e elaborado de formalgica e com a participao dos vrios interessados e parceiros.A construo lgica de um projeto inicia-se com o desenvolvimento de uma idia, passando peloestudo prvio das suas viabilidades, fazendo diagnsticos e levantando indicadores, at aelaborao de partes essenciais integradas e coerentes de um plano.Antes de escrever um projeto, avalie se h oportunidades ou mercado para o mesmo. Aps odesenvolvimento da idia, elabore um pr-projeto e estude o ambiente. Demonstre que o projeto realista, utiliza prticas inovadoras, vai gerar impacto sobre a causa dos problemas e quetransforma de forma qualitativa as condies de vida do pblico-alvo.Sendo o projeto uma realizao de pessoas com pensamentos plurais, o enfoque lgico omtodo adequado para se trabalhar com fatores complexos, heterogneos e equipesmultidisciplinares, permitindo alcanar os resultados planejados, ao custo adequado e no temporazovel.Um projeto elaborado de forma lgica e consistente aumenta a capacidade de ao da equipemultidisciplinar, tem uma atuao focada, leva ao efetivo controle de resultados, o que amplia aspossibilidades de entendimento e de sucesso na captao de recursos.Vale ressaltar que projetos que iniciam com a participao do beneficirio direto e que envolvema sociedade civil organizada, governo e iniciativa privada tem maiores chances de seremapoiados e alcanar resultados sustentveis.Elaboramos este pequeno roteiro, com uma linguagem simples e acessvel para compreender aElaborao de Projetos Sociais, tarefa hoje que todos que fazem parte de Organizaes, sejamelas pblicas ou entidades civis tm que conhecer. No s como uma tarefa a ser executada,mas como a prpria possibilidade de acessar fundos para realizao dos seus sonhos.Construmos ento este caderno que tem este objetivo: Fazer Projetos! Talvez fazer projetosno seja a coisa mais difcil do mundo, acredito tambm que no seja a mais fcil quandodeterminados elementos no esto sendo enxergados ou quando determinadas perguntas noesto sendo feitas corretamente: O que voc quer fazer? Pr qu? Vai ajudar a quem? Quantovai custar? Quanto tempo durar o projeto? Etc.Etc.Etc. Estas e outras perguntas se fazem 4 5. necessrias principalmente quando, por estarmos envolvidos com a problemtica ao nossoredor, pensamos que sabemos tudo e que temos todas as respostas.S que s vezes precisamos no s saber o que queremos, mas como queremos e por ondeteremos que caminhar para conseguir nosso intento.Por isso apresentamos um pequeno guia de elaborao de projetos e uma ficha sntese depreenchimento.Esperamos que esse trabalho contribua para o pleno desenvolvimento de sua organizao eque atinjas os seus propsitos levando profundos benefcios para a comunidade. 2- O QUE? QUANDO? COMO? PORQU? QUANTO?Segundo o Dicionrio Aurlio, Projeto vem do latim Projectu, que quer dizer lanadopara adiante. Mais: 1- Idia que se forma de executar ou realizar algo no futuro; 2-Empreendimento a ser realizado dentro de determinado esquema. E mais, projetar, pelomesmo dicionrio, significa: Atirar longe.Vemos portanto, que um projeto algo que est alm do nosso tempo, para alcanarcomo resultado efetivo, a resoluo de problemas do presente. Explico: pensamos emalgo que no futuro venha a amenizar ou resolver um determinado problema. Mas este o problema: Qual o problema? Voc tem certeza que est seguindo os passos corretospara a resoluo dos problemas que afligem a sua instituio ou a sua comunidade?Tem certeza de como ataca-los? As ferramentas que voc est utilizando, ou o pessoalque est colaborando so as mais adequadas? meu amigo, minha amiga.... Fazerprojetos antes de tudo PERGUNTAR! Sim! PERGUNTAR E MUITO!!!Trabalharemos ento com idia de passos que nos conduziro para a elaborao de umprojeto, onde estaremos fazendo as perguntas e temos a certeza que as respostasviro.5 6. Planejamento -1passo= PLANEJAMENTOImportante pensar o planejamento como um ato coletivo, uma ao que estimula aconvivncia democrtica, apara alcanar um dos principais elementos ativos de umprojeto que o fato de todos comprarem a idia. Planejar estruturar as bases damudana social, todos envolvidos numa organizao popular precisam estar motivadose conscientes da importncia de planejarem as aes em conjunto. Por isso todas ascontribuies devem ser consideradas, pois so experincias e vivncias diferentes, queexatamente por isso estruturar as bases do processo coletivo.Planejar implica em definir uma estratgia, pensar que no meio de tantas atribuiesdeve-se escolher um caminho, uma direo para atingir um determinado objetivo, issolevando sempre em conta a realidade em que o grupo est emergindo, a situaopoltica, econmica e social sua volta, que sero determinantes para correesestratgicas de rumo. Quatro pegadas so fundamentais: Planejar, executar, gerenciare avaliar.O planejamento deve ser realizado de forma estratgica para atingir os resultadosalmejados, reduzindo os riscos.O planejamento estratgico o processo de estabelecer antecipadamente a finalidadee os caminhos da organizao, escolher objetivos e prever as atividades e os recursosnecessrios para atingi-los. pensar o futuro da organizao definindo o que fazem, como, quando e com quaisrecursos. Planejamos porque lidamos com o futuro, que incerto e desconhecido.O planejamento deve se guiar pela misso da organizao.A Misso a finalidade, a razo de ser que legitima a justifica social eeconomicamente a existncia de uma organizao e para qual devem se orientar todosos esforos. Ela pode se originar da viso de futuro de um lder.A misso pensada e definida pela direo juntamente com os colaboradores.6 7. O planejamento estratgico parte da anlise estratgica dos ambientes externos einternos da organizao.Na anlise do ambiente ou contexto externo, identificar quais instituies e aspectos dasociedade afetam a organizao.Os fatores a serem analisados decorrem de fatos dos ambientes poltico, jurdico-legal,scio-cultural, econmico, demogrfico, ambiental, tecnolgico.Na anlise do ambiente ou contexto interno, avaliar os aspectos da gesto eorganizao interna que favorecem ou dificultam seu desempenho, desenvolvimento ecrescimento.Avaliar como so tomadas as decises, como feita a diviso do trabalho, como sodistribudos os recursos e como se d o envolvimento dos colaboradores no trabalho e orelacionamento inter-pessoal. Quais as condies de infra-estrutura fsica e tecno