apontamentos sobre juventude universitÁria: coninter 3/gt 05/17. santos bonini  ·...

Download APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITÁRIA: CONINTER 3/GT 05/17. SANTOS BONINI   · representações

Post on 08-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITRIA: AES E REPRESENTAES SOBRE RELIGIO E POLTICA - SANTOS, Thais

Serafim; BONINI, Lara de Ftima Grigoletto; MEZZOMO, Frank Antonio

Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

ISSN 2316-266X, n.3, v. 5, p. 250-263

250

APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITRIA:

AES E REPRESENTAES SOBRE RELIGIO E POLTICA

SANTOS, Thais Serafim

Estudante de mestrado do Programa de Ps Graduao Interdisciplinar Sociedade e

Desenvolvimento Unespar

serafim_thais@hotmail.com

BONINI, Lara de Ftima Grigoletto

Estudante de mestrado do Programa de Ps Graduao Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento Unespar

larascs@hotmail.com

MEZZOMO, Frank Antonio Professor Dr. do Programa de Ps Graduao Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento

Unespar

frankmezzomo@gmail.com

RESUMO A pesquisa enfoca as interseces das temticas da juventude, religio e poltica, a partir de uma

perspectiva interdisciplinar. Tem como objetivo identificar e analisar as representaes sobre religio e poltica dos jovens da Universidade Estadual do Paran (Unespar), instituio de carter

multicampi e multirregional. Para tanto, ser utilizada a metodologia survey, com a aplicao de

questionrio a universitrios ingressantes em 2014. Tendo em vista a multidimensionalidade do fenmeno abordado, optou-se por analisar os dados a serem coletados, por meio da perspectiva

do paradigma da complexidade. A pesquisa parte da compreenso dos diferentes modos de ser

jovem na sociedade atual, com as especificidades e diversidades desses sujeitos, e conjectura sobre as novas formas de vinculao poltica, assim como do pertencimento e do trnsito

religioso, por meio das concepes de jovens universitrios paranaenses.

Palavras Chave: Juventude. Religio. Poltica

ABSTRACT The research focus the intersections of the theme of youth, religion and politics from a

interdisciplinary perspective. It has as objective to identify and analyze the representations about religion and politics of the young from the Universidade Estadual do Paran (Unespar), institution

of multicampi and multiregional. Therefore, it will be used the survey methodology, with

application of questionnaires to entrants university students in 2014. In view of the multi-dimensionality of approached phenomenon, it was chosen to analyze the data, through the

perspective of the complexity paradigm. The research is based on understanding of the different

ways of being young in current society, with the specificities and diversities of these subjects and

conjecture about the new ways of political linking, as well as belonging and religious transit, through the conceptions of the university students from Paran.

Key-words: Youth. Religion. Politics

APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITRIA: AES E REPRESENTAES SOBRE RELIGIO E POLTICA - SANTOS, Thais

Serafim; BONINI, Lara de Ftima Grigoletto; MEZZOMO, Frank Antonio

Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

ISSN 2316-266X, n.3, v. 5, p. 250-263

251

Este trabalho fruto de reflexes realizadas a partir de resultados parciais de

pesquisas de Mestrado, em andamento, articuladas a investigaes mais amplas1

desenvolvidas pelos pesquisadores vinculados ao grupo de pesquisa Cultura e Relaes

de Poder da Universidade Estadual do Paran/Unespar, Campo Mouro. Tem como foco

a temtica da juventude e suas inter-relaes com os campos da poltica e da religio a

partir de uma perspectiva interdisciplinar que articula, sobretudo, conceitos e

procedimentos metodolgicos oriundos dos campos da Educao, Psicologia, Sociologia

e Histria.

As investigaes em curso objetivam identificar e analisar as representaes sobre

poltica e religio dos jovens ingressantes da Universidade Estadual do Paran Unespar,

instituio pblica recentemente constituda, que agrega 7 cmpus localizados em

diferentes mesorregies do estado. Tem em vista, ainda, estabelecer relaes

comparativas entre o perfil dos jovens universitrios ingressantes quanto s aes e

representaes sobre poltica e religio, considerando as variveis curso e localidade do

estado do Paran, e compreender as possveis influncias dos campos da religio e da

poltica na constituio das identidades juvenis.

A pesquisa parte da compreenso da diversidade abarcada pela categoria

juventude, das novas pautas reivindicatrias e formas de manifestao, pertencimento e

engajamento poltico e religioso dos jovens. Consideramos ainda as mudanas no perfil

da juventude universitria brasileira em vista da poltica nacional de ampliao e

democratizao do acesso e permanncia no Ensino Superior.

Compreenses de juventude

Ao nos propormos investigar as representaes que os jovens possuem sobre os

campos da religio e da poltica, faz-se relevante que, de antemo, atentemo-nos para o

as compreenses sobre a juventude e quais so suas representaes perante a sociedade.

1A investigao mais ampla visa identificar o perfil dos jovens universitrios, com especial destaque para

as aes e representaes concernentes s esferas da religio e da poltica. Desde 2011, o Grupo de Pesquisa

Cultura e Relaes de Poder tem desenvolvido investigaes voltadas para tais temticas, contando com

apoio financeiro do CNPq e da Fundao Araucria e, recentemente, com bolsas de estudos para alunas

mestrandas concedidas pela CAPES. Para demais informaes acerca das atividades desenvolvidas pelo

grupo de pesquisa, acessar o site: http://www.fecilcam.br/culturaepoder

APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITRIA: AES E REPRESENTAES SOBRE RELIGIO E POLTICA - SANTOS, Thais

Serafim; BONINI, Lara de Ftima Grigoletto; MEZZOMO, Frank Antonio

Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

ISSN 2316-266X, n.3, v. 5, p. 250-263

252

No que tange juventude, possvel afirmar que historicamente sua compreenso

tem sido mediada, em grande parte, por perspectivas terico-metodolgicas que visam

caracteriz-la como uma fase natural do desenvolvimento humano. Com base nesta

naturalizao da juventude, conforme afirma Oliveira (2006), enfocam-se os processos

de desenvolvimento segundo critrios normativos, restringindo-se a prescrio de

comportamentos e mudanas fsicas e hormonais que qualificariam a chamada

adolescncia normal, ao invs de transcender esta noo, em busca de se ocupar tambm

da descrio e da compreenso das prticas sociais que constituem o ser jovem em

determinado contexto.

no bojo dessas consideraes que observamos que, na maior parte dos estudos

referentes juventude, h uma preocupao muito grande em afast-la dos possveis

perigos da sociedade, como por exemplo o uso do lcool e das drogas, da contaminao

por doenas sexualmente transmissveis, da gravidez prematura, entre outras, e aproxim-

la de projetos e polticas pblicas que pretendem no s capacit-la nos estudos e no

mundo do trabalho, mas tambm garantir-lhe melhores condies de vida e de sade.

A juventude passa ento a ser concebida quase que caricaturalmente, como afirma

Abramo (1997), sendo uma categoria social qual se pode tomar atitudes de conteno,

interveno ou salvao, haja vista sua predisposio a fatores e comportamentos de risco,

tendo como premissa a dificuldade de com ela estabelecer uma relao de troca e dilogo.

A juventude torna-se sinnimo de uma fase difcil e problemtica da vida, como um

momento em si prprio patolgico, demandando cuidados e ateno concentrada. Quanto

a esta condio de transitoriedade/fase do desenvolvimento, Dayrell (2003) afirma que o

jovem tem sido visto enquanto um vir a ser, tendo no futuro, na passagem para a vida

adulta, o sentido das suas aes no presente (DAYRELL, 2003, p. 40).

Ao abranger o ciclo da juventude, e tendo em vista a realizao de estudos e

pesquisas desenvolvidas, parte-se de uma compreenso que considera a faixa etria que

vai dos 15 aos 29 anos, cuja principal caracterstica justamente a sua transitoriedade

(UNESCO, 2004). No entanto, a realidade social demonstra que no existe somente um

tipo de juventude, no qual a idade seria o fator predominante, mas grupos juvenis que

constituem um conjunto heterogneo de mltiplas culturas, formadas a partir de diferentes

interesses e percepes juvenis e as distintas formas de insero na sociedade (ESTEVES,

ABRAMOVAY, 2007).

APONTAMENTOS SOBRE JUVENTUDE UNIVERSITRIA: AES E REPRESENTAES SOBRE RELIGIO E POLTICA - SANTOS, Thais

Serafim; BONINI, Lara de Ftima Grigoletto; MEZZOMO, Frank Antonio

Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

ISSN 2316-266X, n.3, v. 5, p. 250-263

253

Consideramos, portanto, que se torna necessrio compreender a juventude

enquanto uma categoria/grupo delimitada por critrios culturais, sociais e histricos,

levando-se em conta as especificidades e a subjetividade desses sujeitos. Nesse sentido,

e compartilhando da compreenso de outros tericos, trabalhamos com a noo de

juventudes, no plural, na medida em que se reconhecem os diferentes modos de ser jovem

na sociedade contempornea (DAYRELL, 2002, 2003; TAVARES; CAMURA, 2009).

Na esteira dessas consideraes, cabe ressaltar que, ao problematizar os