apontamentos da obra de: kant, immanuel. sobre a kant.pdf · homem (consciência moral...

Download Apontamentos da obra de: KANT, Immanuel. SOBRE A KANT.pdf · homem (consciência moral –vestígios

Post on 09-Nov-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Apontamentos da obra de:

    KANT, Immanuel. SOBRE A

    PEDAGOGIA

    OLIVEIRA, Luiz Antonio

    UENP CP. 2010

    PEDAGOGIA 1 A / 1 B

  • Introduo

  • a) Educao: disciplina (sentido negativo da educao: impedir as faltas): sair da barbrie; instruo (sentido positivo da educao: instruo, direo);

    a) Educao: disciplinamento orientar-se pelo domnio da lei submeter-se ao princpio da razo;

    Perigo do mimar....

    A educao faz o homem chegar a ser homem: o que a educao faz dele;

  • c) Abandono da juventude se d na infncia o problema da disciplina e da cultura

    d) Critrios da boa educao:

    Clareza de projeto;

    Superar o mecanicismo: educar para o futuro = para o melhor;

    Governos e educao para a submisso;

  • Fins da educao: disciplinar; cultivar; construo da prudncia (civilidade); moralidade;

    Construir as autonomia / maioridade ou permanecer menino sempre (continuar submisso e reproduzir a subimisso);

    Exigncias dos contextos: o contexto de Kant; ???? (os nossos contextos)

    Necessidade de moralizao o que significava isso?

    O tempo a durao da educao...

  • Sobre a educao fsica

  • O problema do primeiro pargrafo: o governante da casa deve conhecer sobre educao fsica das crianas.

    Conceito: cuidados materiais para com a criana;

    Define cuidados vrios com o corpo da criana.

  • 1) ALIMENTAO:

    a) A importncia da amamentao pela me

    A sabedoria da natureza o colostro(purificao do corpo e defesa);

    O leite humano como prioridade (ausncia dapropriedade de coalhar) - // controvrsias - //depende da sade de que amamenta.

  • b) Alimentos ps amamentao

    A soluo das papinhas (evitar algo picante);

    Evitar alimentos e bebidas muito quentes.

    2) Cuidados com o aquecimento, cama e banhos. Evitar contrair hbitos que se imponham como necessidade. Construo da resistncia.

  • 3) Enfaixamento das crianas.

    Importncia da liberdade de movimentos.

    So sempre dolorosas aos bebs (angstia, desespero, desconforto, deformidades).

    A educao negativa: no atrapalhar o curso da natureza, as precaues por ela tomadas;

    Exemplos de proteo: indgenas, a caixa arcuccio.

  • 4) Condena o ninar a criana - Atordoar para no chorar.

    O choro fundamental no desenvolvimento das partes internas e os vasos sanguneos;

    Evit-lo leva a criana ao aprendizado de que pode controlar o outro, a situao... (maior frequncia de choros);

    No atendimento ao choro: nenhuma criatura procura sofrimento que no lhe oferea resultado de algo...

  • O desenvolvimento da viso - Relao com o riso e choro;Quando transformados em pequenos despostas -internalizao da insatisfao quando contrariados (alimentao da raiva interna)

    5) O uso de faixas e carrinhos para andar....O processo do engatinhar, escorar, levantar, apoiar-se. Proteger o espao onde a criana circula.

    Os tombos: construo do equilbrio e encontrar soluo contra as quedas. Dependncia dos meios artificiais de proteo.

  • A educao deve prover que as crianas cresam com fortaleza e no com moleza;

    O problema dos hbitos dependncia... permanncia no estado infantil de aprendizagem.

    6) Hora para comer...

  • 7) Educao da ndole disciplina....

    Disciplina como prtica de liberdade e respeito liberdade do outro;

    No dar ateno aos gritos e berros .... para conseguir algo...

    Atender sempre aos pedidos cordiais...

    No impor, cobrar ou rotular o que a criana no pode compreender ......

  • Parte positiva da educao fsica a

    culturaa) Uso do movimento voluntrio .... A criana

    exercitando-se por si mesma. Fortificao do corpo; Exercitao dos sentidos e do julgamento (deciso);

    b) O brinquedo e o desenvolvimento de habilidades, conceitos e normas - homens sbios

    c) Jogos e a formao da disciplina

  • Educao prtica

  • Expresses da educao prtica

    Habilidade: arte de bem pensar (condio do talento);

    Prudncia: uso da habilidade para conseguir objetivos. Dissimulao no sentido de no irritar-se, moderamento das paixes;

    Moralidade (carter): domar as paixes. APRENDER A SUPORTAR privao.

    Educar para a generosidade.

  • Saber pouco e bem? Ou saber muito e

    mal?

    FESTINA LENTE: aprender muitas coisas e com profundidade (exigncia de tempo);

    O sentido na vida da criana....

  • Consolidao do carter: querer algo e colocar em prtica (Vir propositi tenax Horcio) no cabe desculpas / perda da confiana em si mesmo;

    No h milagre imediato de carter (crtica s peregrinaes, mortificaes, jejuns);

    Ento onde est a soluo???? O carter se muda enquanto criana: exemplos e regras (deveres para consigo mesmas e com os outros).

  • a) Deveres para consigo: vestir e comer o conveniente; dignidade interior (comedido e sbrio superar inclinaes e desejos); credibilidade; respeitar-se diante do outro (ex. na descoberta da inclinao ao seco);

    a) Deveres para com os demais: respeito e prtica dos direitos humanos ( a generosidade na criana???)

  • Catecismo de direito na escola (casos sobre conduta na vida cotidiana norte: isto justo ou injusto?);

    A educao para a beneficncia (dever imperfeito).....

    Educao para a inveja ..... (estimar o valor dos outros). O problema da humildade crist... emulao mal aplicada...

    Educar para a solidificao da franqueza .... em contraposio arrogncia....

  • Apetites humanos e vitudes:

    Formais: liberdade e poder; ex. adulao....

    Materiais: objetos; ex. prazer (sexual; material; social;

    Bem- estar: sade, comodidade ....

    Vcios: malignidade; baixeza; estreiteza de nimo;

    Virtudes: mrito; estrita obrigao; inocncia.

  • Homem: mau ou bom por natureza? Tornar-se moral: elevao da razo aos conceitos do

    dever e da lei;

    A razo impulsiona contra a tendncia aos vcios;

    Virtude: fora exercida sobre si mesmo...

    Educao: estabelecimento de bons princpios de forma compreensvel e aceitvel pelas crianas (?????);

    Preservar os jovens da seduo dos mritos da sorte (merita fortunae)

  • Educao na perspectiva da religio...

    [...] possvel inculcar desde cedo nas crianas os conceitos religiosos? (KANT, 1996, p.103).

    [...] dar aos homens novas foras e coragem para ser tornarem melhores; ou ser a expresso de um corao animado pela representao do dever. (KANT, 1996,106)

  • Ensinar a lei que est dentro da prpria criana....(????) a lei divina como lei natural.

    A moral deve ser anterior teologia. O princpio da religio deve ser o dever descoberto no homem (conscincia moral vestgios de Deus no homem) ou a religio se torna narctico da conscincia;

  • Crianas no tem preparo para todos os conceitos religiosos, mas podem ter inculcados alguns como louvar a Deus agindo conforme sua vontade;

    Aprender reverenciar a Deus: nome, providncia, criaturas preservar-se de aes destrutivas e crueldade;

    A lei nasce por causa dos maus (referncia na natureza buscar o bem no mal)

  • Educao da juventude:

    1) Distines dos sexos que os rapazes antes no faziam:

    Criana: contentamento com qualquer reposta. A criana corrompida e perdida por maus exemplos: antecipao da tendncia ao sexo.

    Adolescente: busca de respostas, o silncio no faz bem: falar de modo claro e preciso;

  • Sexo como voluptuosidade a si mesmo: mal ao esprito e ao corpo. Mostrar ao adolescente essa feiura ......

    Solues: ocupaes constantes; cama s para dormir; unir-se ao outro sexo (inconvenientes);

    Aprender desde cedo o respeito ao outro sexo

  • 2) Conhecimento das diferenas de condio e desigualdade entre os homens

  • 1. Quais os problemas que Kant IDENTIFICOU na sociedade do seu tempo?

    2. Como ou o que KANT estabelece como contribuio da educao no enfrentamento dos problemas que identificou?

    3. Que instituies devem contribuir com tal enfrentamento?

    SOBRE PEDAGOGIA

    Contextualizao da discusso

  • 4. Que problemas identificados por Kant em seu tempo ainda permanecem nos dias atuais? Como eles se diferenciam do tempo dele para o nosso tempo?

    5. Que respostas podemos dar ao enfrentamento dos problemas que identificamos nos dias atuais?

  • 6. O que Kant nos ajuda a pensar sobre a realidade da educao nos tempos atuais?

    7. Qual a importncia de considerar a diferenciao que kant faz entre educao e instruo?

    8. Para Kant tambm se educa por meio da instruo. Qual a compreenso que devemos ter disso a partir de Sobre a Pedagogia?

Recommended

View more >