aplic water pilat espondiliete

Download Aplic Water Pilat Espondiliete

If you can't read please download the document

Post on 12-Jun-2015

1.732 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. 1 Aplicao de Water Pilates no tratamento daespondilite anquilosanteSo Manuel2007

2. 2 Aplicao de Water Pilates no tratamento daespondilite anquilosante ADRIANA AVANTE drikavante@hotmail.com Trabalho deConcluso deCurso apresentado como requisitopara obteno do ttulo em Bacharel em Fisioterapia sob orientao da Prof. Siomara Marzo. So Manuel 2007 3. 3RESUMO Introduo: A Espondilite Anquilosante (EA) uma doena sistmica inflamatria crnica, caracterizada pelo acometimento primrio da coluna vertebral com envolvimento das articulaes sacro ilacas de forma simtrica, causando dores de modo lento ou insidioso, piorando ao repouso, aps alguns meses, torna se persistente. Objetivo: Aplicar a tcnica de Water Pilates e avaliar os resultados obtidos referente ao seu quadro lgico, amplitude de movimento (ADM) do quadril, e mobilidade de tronco. Materiais e Mtodos: Um paciente do sexo feminino, 32 anos com diagnstico de espondilite anquilosante, realizando por 20 sesses de 50 (cinqenta) minutos cada. Necessitando de uma ficha de avaliao, contendo dados pessoais, avaliao fsica e teste de Schober; escala visual e analgica da dor (EVA), fita mtrica; gonimetro; simetgrafo; piscina aquecida em temperatura de 33C, barra paralela, aquatub e step. Resultados: Observamos nos resultados aumento de 6,66% na inclinao lateral de tronco, manuteno da postura em relao vista lateral da pelve de anteverso para a normalidade, e um resultado mais expressivo na abduo do quadril com cerca de 25%, melhora de 23,07% na mobilidade de tronco e uma escala de dor inicial de 09 reduzida para 03 na reavaliao final. Concluso: Tendo em vista os bons resultados obtidos e o fato de ser uma nova tcnica esse trabalho poder incentivar novas pesquisas e o tratamento de diversas patologias.Palavras chaves: Espondilte Anquilosante, Hidroterapia, Water Pilates 4. 4ABSTRACT Introduction: The Ankylosing Spondylitis (AS) is a chronic sickness systemic inflammation, characterized by the primary insert of the vertebral column with involvements of the sacro-iliacs articulations in symmetric form, causing pain of lazy or incidence way, making it worse when resting, after some months, change into persistent. Objective: To apply the Water Pilatess technique and evaluated the make results referring to the algid situation, amplitude of movement (AOM) of hip, and mobility of the body. Materials and Methods: A femme patient of 32 years old with the diagnosis of Ankylosing Spondylitis realized 20 sections of 50 (fifty) minutes each. In need of a form of evaluation, contemning personal information, physical evaluation and tests of Schober, the visual escalator and analogical of pain (EAP), metric line, goniometer, simethograph, warm swimming pool in the temperature of 33C, parallels bars, aqua tubes and step. Results: We observed in the results a high level of 6,66% in the side inclination of the body, manutention of the right posture in relation to the view of the pelvis of ant version to the normality, and a result more expressive into the entrance of the hip with most 25%, a better of 23,07% in the mobility of the trunk and a scale of 9 (nine) reduced to 3 (three) in the final evaluation. Conclusion: Having the good results in hands and the fact that it is a new technique, this report will be able to give more investigation to new researches and to the treatment of an array of pathologies. Key-Words: Ankylosing Spondylitis, Hidroterapy, Water Pilates 5. 5 1 INTRODUO A Espondilite Anquilosante (EA) uma doena sistmica inflamatria crnica caracterizada por acometimento primrio da coluna vertebral, com envolvimento das articulaes sacro ilacas de forma simtrica (YOSHINARI & BONF, 2000). Essa espondiloartropatia soronegativa compromete as articulaes, preferencialmente proximais caracterizando imobilidade e rigidez (HERNNDEZ & BUOSI, 2006).Os sintomas da doena so notados primeiramente no final da adolescncia ou no incio da idade adulta, aps os quarenta anos de idade raro (SATO, 2004). A lombalgia a queixa mais comum e a mais precoce, de difcil localizao, irradiando - se na grande maioria das vezes para a regio gltea profunda e linha articular das sacro-ilacas, quase sempre de forma bilateral, resultando em grande incapacidade devido a um congelamento das vrtebras da coluna que com o decorrer do tempo, vo dificultar inclusive um simples passo para caminhar (SKARE, 1999). caracterizada pelo surgimento de dores na coluna de modo lento ou insidioso durante algumas semanas e piora depois do repouso, aps alguns meses, torna - se persistente, com rigidez e sensao dolorosa difusa na regio lombar (MOREIRA & CARVALHO, 2001). Em alguns casos, encontra- se pouca manifestao axial nas fases iniciais, predominando os quadros milgicos seguidos por dores nas regies de insero tendinosa ou ligamentar. Com o evoluir do quadro, a dor pode acordar o paciente durante o sono, muitas vezes obrigando-o a executar algum exerccio para diminu-la. Manifestaes gerais como febre, anorexia podem ser encontradas nos estgios iniciais, sendo mais correntes na forma de incio juvenil (YOSHINARI & BONF, 2000). No existe teste laboratorial que faa o diagnstico de espondilite anquilosante. A maioria dos pacientes tem provas de atividades inflamatrias altas durante os perodos de doena ativa, seja pela elevao da velocidade de hemossedimentao (VHS), protena C-reativa, ou pelo aumento da concentrao de IgA srica (PEYRET et al, 2004). A tipagem do HLA pode 6. 6 ajudar para diagnstico, porm no indispensvel. A radiologia de grande valia para diagnstico e seguimento evolutivo da EA (SHINJO et al, 2006).Os achados mais tpicos so sacroilete, sindesmfitos, calcificaes ligamentares, coluna em bambu e esporo de calcneo (SKARE, 1999).Um diagnstico tardio comum porque os sintomas so atribudos freqentemente s doenas comuns da coluna, como dores posturais, traumticas ou psicossomticas (YOSHINARI & BONF, 2000). Embora a maioria dos sintomas comece na coluna lombar, devido ao grande e freqente acometimento das articulaes sacro ilacas, esta doena tambm pode envolver o pescoo (coluna cervical) e/ou as costas (coluna torcica) da mesma forma (BIAGINI et al, 2007).A abordagem teraputica deve ser orientada para controle do processo inflamatrio, preveno de deformidades e respectivas correes cirrgicas, quando presentes (TORRES & CICONELLI, 2006). Uma correta orientao postural, de posies para repouso e a prescrio de exerccios fsicos apropriados devem ser ressaltados desde o incio do tratamento, objetivando o alvio dos sintomas e a melhora da mobilidade da coluna, permitindo ao paciente ter uma vida social e profissional normal (YOSHINARI & BONF, 2000).Com isso a utilizao da hidroterapia uma forma de expandir as opes de tratamento por parte do fisioterapeuta e melhorar as perspectivas de recuperao para muitos indivduos. um meio maravilhoso para a realizao de exerccios e oferece oportunidades estimulantes para os movimentos que no esto dentro dos programas tradicionais de exerccios em solo (FREITAS JUNIOR, 2005).Entrar na gua um dos dois ambientes disponveis para o ser humano, uma experincia nica. Nela o corpo est simultaneamente sob ao de duas foras a gravidade e empuxo que fornece a possibilidade de exerccios tridimensionais, que no so possveis no ar, e permitem a ocorrncia de atividades de movimento sem sustentao de peso, antes mesmo que elas sejam possveis no solo (ROQUE, 2007).Utilizando os efeitos fsicos e fisiolgicos da imerso em piscina aquecida foi desenvolvido nesta dcada uma tcnica antes exclusivamente em solo denominada Water Pilates com a finalidade de proporcionar de maneira 7. 7 inovadora um tratamento para diversas patologias e o condicionamento fsico (GONZALEZ, 2006). Os exerccios tradicionais de Pilates so realizados de costas, deitado de lado, sentado e em pronao, e impossvel de duplicar sem submergir a cabea usando equipamentos de flutuao. Pilates na gua adapta os exerccios em solo mudando os planos para manter a cabea fora da gua. A posio do corpo diferente, porm os movimentos e msculos usados so similares (ARGO, 2006). Portanto a justificativa deste estudo foi demonstrar atravs da aplicao de uma nova tcnica de hidroterapia, o mtodo de Water Pilates e os possveis benefcios para reabilitao aqutica em pacientes com Espondilite Anquilosante. 8. 8 2 REVISO DE LITERATURA A entidade clnica espondilite anquilosante (doena de Marie-Strumpell, doena de Bechterew, pelviespondilite ossificante, espondilite reumatide) uma forma de espondilite crnica soro negativa caracterizada por comprometimento progressivo das articulaes sacro-ilacas e vertebrais com eventual ossificao nessas articulaes e ao seu redor denominada anquilose (SALTER, 2001). At a dcada passada, a EA era considerada uma doena reumatide incomum com ocorrncia predominante em homens jovens (SCOLA et al, 2003). Sabe-se atualmente que, quando formas menos graves da doena so reconhecidas e includas, a espondilite anquilosante quase to comum quanto artrite reumatide e tambm que as mulheres jovens so afetadas quase to freqentemente quanto homens jovens (SALTER, 2001). Embora se desconhea a causa precisa, a importncia de um fator predisponente gentico tem sido enfatizada pela descoberta de que 96% de caucasianos que sofrem de EA so portadores do antgeno tissular herdado HLA-B27, que serve como um marcador gentico. Esse antgeno particular encontrado em 05% a 15% de todos os caucasianos; dentre os portadores do antgeno, apenas 20% desenvolvem a EA (DOUGADOS, 2005). Em contraste com a artrite reumatide que ataca a membrana sinovial, a espondilite anquilosante acomete o stio de insero dos tendes, fscia e cpsulas fibrosas articulares (SALTER, 2001). O processo patolgico uma fibrose progressiva e ossificao nessas partes moles peri-articulares; esse processo chamado de entesopatia eventualmente conduz anquilose ssea de toda a articulao (WILFRED, 2005). Algumas das manifestaes da EA so complicaes cardio