apicultura - .tipo de caixas iscas e diferentes espécies de abelhas sem ferrão os ninhos-armadilha

Download Apicultura - .Tipo de caixas iscas e diferentes espécies de abelhas sem ferrão Os ninhos-armadilha

Post on 13-Feb-2019

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

ApiculturaRELATRIO DE INTELIGNCIAJUNHO | 2014

Caixas iscasPara abelhas sem ferro

A meliponicultura vem se destacando como forma alternativa de gerao de renda complementar em pe-

quenas propriedades rurais. Porm, essas espcies de abelhas so protegidas pela legislao ambiental que

probe captura de ninhos naturais, mas autoriza a compra atravs de meliponrios registrados nos rgos

ambientais e/ou coleta atravs de caixas iscas. Para capturar abelhas silvestres oriundas de enxameao as

iscas so a forma mais barata, de menor mo de obra e de menor risco de perda de enxames. So prepara-

das a partir de garrafas plsticas tipo PET, troncos ocos como bambu grosso ou caixas racionais.

Fonte: Pesquisa realizada pelo Laboratrio de Abelhas Indgenas do Departamento de Entomologia da Faculdade de Filosofia, Cincias e Letras da USP de Ribeiro Preto (2007)

que se pretende capturar para entender o comportamento enxameatrio de cada es-pcie, pois a maior ou menor facilidade das capturas est diretamente associada a ele.

Conhecimento da biologia da(s) espcie(s)

para instalao segundo cada es-pcie, devendo ser protegido da incidncia direta do sol, porm,

entre vegetao no densa.

Tipo de isca e local mais adequado

sendo os meses de abundncia de floradas que ocorre enxamea-o, geralmente entre setembro

e janeiro.

Melhor perodo do ano para instalao

Caixas iscas so recipientes prepa-

rados com a finalidade de simular abrigos naturais para ins-

talao de novos enxames durante o processo de enxameao, sendo, portanto a nica forma legal de ini-

ciar a atividade melpona com enxames naturais.

Fonte: Resoluo do Conselho Nacio-nal do Meio Ambiente - Conama

n 346/2004

Cuidados importantes para a obteno de enxames nessa modalidade

http://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htmhttp://www.mma.gov.br/port/conama/res/res04/res34604.xmlhttp://www.mma.gov.br/port/conama/res/res04/res34604.xml

2

Tipo de caixas iscas e diferentes espcies de abelhas sem ferro

Os ninhos-armadilha podem ser confeccionados com garrafas plsticas tipo PET, caixas de papelo

longa vida ou troncos ocos. Os de garrafas PET podem ser mais simples, bastando cortar o recipiente

ao meio, para permitir acesso aps a captura, encaixando as partes e perfurando a tampa para entra-

da das abelhas envolvendo com papel pardo ou jornal para proporcionar proteo trmica, e aps,

com plstico preto para impedir a entrada de luminosidade e proteo contra as intempries.

Armadilha plstica Caixa longa vida

Figuras: 1- enxame de jata instalado em armadilha plstica sofisticada; 2- armadilha PET simples; 3- isca em caixa longa vida com enxame. Fonte: Apacame. Como obter enxames de abelhas sem ferro na natureza?

Figura: detalhe interno da isca mostrando o cotovelo que simula o tnel de entradaFonte: Apacame. Como obter enxames de abelhas sem ferro na natureza?

31

A forma mais elaborada em recipientes plsticos da cor preta dispensando o envoltrio plstico pre-

to, pois a luminosidade impedida pela prpria cor do plstico e no h risco pelas intempries. ins-

talado na entrada um cotovelo de PVC de 22 mm posicionado com a curva voltada para cima na parte

interna do recipiente simulando o tnel de acesso que as abelhas constroem em seus ninhos naturais.

No campus da USP, em Ribeiro Preto, onde existem 18 espcies de abelhas sem ferro, a pesquisa revelou pontos importantes na esco-lha do tamanho de isca para as diferentes espcies.

Ninhos-armadilha: plsticos de diferentes volumes

Volumes de 1 e 2 litro: Atraram espcies de tamanho reduzidos, sendo o volume de um litro o mais eficiente para captura de Tetragonisca angustula (Jata).

Volumes de 2 e 3 litros: Apresen-taram maior sucesso de captura indepen-dentemente da espcie, pois possibilitam que qualquer uma delas ocupe a cavidade da isca.

2

Garrafas PET

http://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htmhttp://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htmhttp://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htm

3

Passo a passoPara preparar iscas com garrafas PET

Fonte: Lidiane ngela Scariot et al. 58 Reunio Anual da SBPC. Utilizao de garrafas plsticas tipo PET na captura de enxames de abelhas indgenas sem ferro, especialmente Tetragonisca angustula (JATA) para a valorizao do manejo sustentvel da meliponicultura (2006)

Caixas que j foram habitadas por abelhas nativas: As iscas tambm podem ser preparadas com caixas racionais, basta pulverizar prpolis diluda em lcool e flambar para desinfet-las e tornar o cheiro de cera e prpolis mais atraente.

Caixas novas: As iscas devem receber banho de prpolis, pedaos de lamelas e colocar cera no orifcio de entrada. Nunca se deve utilizar mel como atrativo em iscas. Uma dica misturar a cera de abelhas nativas com cera de Apis mellife-ra na proporo de uma parte de nativa para duas de Apis mellifera.

Fonte: Apacame. Como obter enxames de abelhas sem ferro na natureza?

Lave a garrafa e deixe secar bem.1

Envolva a garrafa com jornal para conforto trmico. Para melhorar o conforto trmico envolva a garrafa PET com serragem em outro saco plstico aps proteg-la da luminosidade com plstico preto.

2

Enrole com lona preta para evitar a entrada de luz como proteo s intempries.3

Borrife o interior com prpolis da espcie que se pretende capturar que servir de atrativo.4

Coloque a cera da espcie que se pretende capturar dentro da garrafa que servir de atrativo e tambm de material de construo para o incio do novo ninho.

5

Fure a tampa e coloque cera na entrada para atrair as abelhas. No modelo com serragem a tampa da garrafa pode ser substituda por um cano de PVC.

6

http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/senior/RESUMOS/resumo_2833.htmlhttp://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/senior/RESUMOS/resumo_2833.htmlhttp://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htm

4

Construo de iscascom garrafas plsticas no modelo mais sofisticado

Fonte: Apacame. Como obter enxames de abelhas sem ferro na natureza?

o cotovelo de PVC de 22 mm que simular o tnel de entrada da

isca. Primeiro no banho de cera e depois no banho de prpolis.

Prepare Aplique Instale

o banho de prpolis no inte-rior do recipiente utilizando

um borrifador.

o cotovelo de PVC tomando o cuidado que a curva fique posicionada para cima quan-

do a isca estiver instalada.

1 2 3

http://www.apacame.org.br/mensagemdoce/100/artigo6.htm

5

para preparar iscas com bambu

Outro tipo de isca pode ser feita com Dendroclamus giganteus (bambu gigante) seco, serrando com serrote

acima e abaixo dos ns de cada colmo, aproveitando-os como recipiente e fazendo dois furos na parte su-

perior para fixao com arame preferencialmente grosso. Tome o cuidado de passar graxa nos arames para

evitar a entrada de formigas e na parte inferior faa um orifcio de entrada com dois centmetros de dimetro

para entrada das abelhas. Passar cerume ou prpolis da espcie de interesse em capturar, diludos em lcool

ao redor do orifcio para funcionar como atrativo.

Evite que gua de chuva acumule na parte superior da isca e, para isso, pode ser utilizada garrafa PET como proteo da parte superior e pintura com tinta acrlica na parte infe-rior. importante realizar revises peridicas para que aranhas e formigas no ocupem a isca e impe-am que melipondeos as utilizem.

Ateno

Fonte: Apacame. Isca Bambu-com-Vida

Passo a passo

Garrafa plstica de refrigerante de 2 litros para o bambu de menor dimetro.

Orifcio para passa-gem do arame

N do bambu

N do bambu

Mistura = Cerume + lcool comumou prpolis + lcool comum

Orifcio de entrada para as abelhasindgenas sem ferro

Pintar com tinta acrlica para a proteo contra a chuva

http://www.apacame.org.br/mensagemdoce/53/experiencia2.htm

6

para a instalao das iscas

As iscas devem ser instaladas em locais onde comprovadamente existam enxames naturais ou meliponrios

prximos, pois ao contrrio da Apis mellifera as abelhas nativas no se instalam em locais muito distantes do

enxame de origem. Devem sempre ser em locais de fcil monitoramento como rvores, observando para

instal-las entre um e dois metros de altura em alpendres e beirais de telhados de casas e galpes. Os locais

devem ser preferencialmente sombreados e protegidos do sol entre 10 horas e 15 horas.

Locais estratgicos

Cuidados na transferncia para a caixa definitiva aps captura de abelhas nativas

Aguarde no mnimo de 30 dias para transferncia para o local definitivo, tempo necessrio ao cumprimento de todas as

etapas da enxameagem.

O novo local deve estar dis-tante pelo menos 300 metros

do local da isca para evitar que as abelhas campeiras retornem ao local original.

Depois de transportada para o meliponrio aguardar pelo me-nos um dia antes de proceder transferncia do ninho para a

caixa racional definitiva.

01

02

03

Dica: Jernio Villas-Boas. Para uma transferncia bem-sucedida so en-contradas no Manual tecnolgico Mel de Abelhas sem Ferro (2012).

http://www.ispn.org.br/arquivos/mel008_31.pdf

Todos os direitos reservados. A reproduo no autorizada desta publicao, no todo ou em parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei n 9.610). Fotos: Banco de imagens.

Coordenador: Marcondes da Silva CndidoGestor do Projeto: D