anpec 2012 - microeconomia

Download ANPEC 2012 - Microeconomia

Post on 17-Jul-2015

1.209 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

EXAME NACIONAL DE SELEO 2012

PROVA DE MICROECONOMIA

2o Dia: 29/09/2011 - QUINTA FEIRA HORRIO: 14h30m s 16h45m (horrio de Braslia)

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia

1

EXAME NACIONAL DE SELEO 2012 PROVA DE MICROECONOMIA 2 Dia: 29/09 - QUINTA-FEIRA (Tarde) HORRIO: 14h30m s 16h45m

Instrues1. Este CADERNO constitudo de quinze questes objetivas. 2. Caso o CADERNO esteja incompleto ou tenha qualquer defeito, o(a) candidato(a) dever solicitar ao fiscal de sala mais prximo que o substitua. 3. Nas questes do tipo A, recomenda-se no marcar ao acaso: cada item cuja resposta divirja do gabarito oficial acarretar a perda de

em que n o nmero de itens da questo a que pertena o item, conforme consta no Manual do Candidato. 4. Durante as provas, o(a) candidato(a) no dever levantar-se ou comunicar-se com outros(as) candidatos(as). 5. A durao da prova de duas horas e quinze minutos, j includo o tempo destinado identificao que ser feita no decorrer das provas e ao preenchimento da FOLHA DE RESPOSTAS. 6. Durante a realizao das provas no permitida a utilizao de calculadora ou qualquer material de consulta. 7. A desobedincia a qualquer uma das recomendaes constantes nas presentes Instrues e na FOLHA DE RESPOSTAS poder implicar a anulao das provas do(a) candidato(a). 8. S ser permitida a sada de candidatos, levando o Caderno de Provas, a partir de 1 hora e 15 minutos aps o incio da prova e nenhuma folha pode ser destacada.

1 ponto, n

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia

3 3

EXAME NACIONAL DE SELEO 2012 PROVA DE MICROECONOMIA 2 Dia: 29/09 - QUINTA-FEIRA (Tarde) HORRIO: 14h30m s 16h45m

AGENDA 03/10/2011 10 horas Divulgao dos gabaritos das provas objetivas, no endereo: http://www.anpec.org.br . 03 a 04/10/2011 Recursos identificados pelo autor sero aceitos a partir do dia 03 at s 12h do dia 04/10 do corrente ano. No sero aceitos recursos fora do padro apresentado no Manual do Candidato. 04/11/2011 14 horas Divulgao do resultado na Internet, no site acima citado. 04 a 05/11/2011 das 14 horas do dia 04 s 14 horas do dia 05 prazo para recursos referentes ao resultado.

OBSERVAES: Em nenhuma hiptese a ANPEC informar resultado por telefone. proibida a reproduo total ou parcial deste material, por qualquer meio ou processo, sem autorizao expressa da ANPEC. Nas questes de 1 a 15 (no numricas) marque, de acordo com a instruo de cada uma delas: itens VERDADEIROS na coluna V; itens FALSOS na coluna F, ou deixe a resposta EM BRANCO. Caso a resposta seja numrica, marque o dgito DECIMAL na coluna D e o dgito da UNIDADE na coluna U, ou deixe a resposta EM BRANCO. Ateno: o algarismo das DEZENAS deve ser obrigatoriamente marcado, mesmo que seja igual a ZERO.

44

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia

QUESTO 01As afirmativas abaixo se referem teoria do consumidor. Denomine de R a renda monetria exgena do consumidor, x1 a quantidade consumida do bem 1, x2 a quantidade consumida do bem 2, p1 o preo do bem 1 e p2 o preo do bem 2. Assinale Falso ou Verdadeiro: Se U ( x1 , x2 ) = ( x1 x2 ) , ento a cesta tima escolhida pelo consumidor 1 R * 1 R * dada por: x1 = . , x2 = 2 2 p12 2 p22

Se a funo utilidade do consumidor dada por: x x U ( x1 , x2 ) = max 1 , 2 , p1=2 e p2=3, ento a cesta tima escolhida pelo 2 3 R * R consumidor dada por: x1* = , x2 = . 2 3 2 2 Se U ( x1 , x2 ) = min{4 x1 ,9 x2 }, a cesta tima dada por: 2R 3R * * . x1 = , x2 = 3 p1 + 2 p2 3 p1 + 2 p2 Se U ( x1 , x2 ) = ln x1 + x2 e supondo soluo interior, a cesta tima p * R p1 escolhida pelo consumidor dada por: x1* = 1 , x2 = . p2 p2 Se U ( x1 , x2 ) = x1 + 2 x2 , ento pode-se dizer que este consumidor substitui uma unidade do bem 1 por 2 unidades do bem 2.

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia Dia Exame Nacional ANPEC 2012: 2

5 5

QUESTO 02Com relao racionalidade das escolhas dos consumidores e seus impactos sobre o nvel de bem estar, observa-se que (assinale falso ou verdadeiro): Suponha que o consumidor s pode consumir quantidades no negativas dos bens e possui preferncias representadas pela seguinte funo utilidade: U (x1 , x2 ) = x1 x2 . Pode-se afirmar que as preferncias desse consumidor satisfazem s propriedades de monotonicidade e convexidade. Se a Taxa de Dispndio (medida pela relao entre os respectivos gastos) com a aquisio de 2 bens, em dois momentos no tempo, for superior ao ndice de Preos de Laspeyres, os consumidores se defrontam com uma melhoria do bem estar no final do perodo. Se o ndice de Quantidade de Laspeyres for inferior unidade, os consumidores esto em melhor posio (maior utilidade) no perodo base comparado ao perodo corrente. O Excedente do Consumidor corresponde exatamente medida em unidades monetrias do ganho de utilidade obtido em razo do consumo do bem 1, quando a funo utilidade do consumidor quase-linear em relao ao bem 2. Considerando os impactos de variaes dos preos, a Variao Equivalente (VE) medida pela renda que deve ser transferida ao consumidor para que, aos preos finais, ele alcance a mesma utilidade daquela inicial.

66

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia Dia Exame Nacional ANPEC 2012: 2

QUESTO 03Com relao s escolhas timas dos consumidores, constata-se que: Se as preferncias do indivduo esto representadas pela funo utilidade U(x,y) = 2x +y e os preos dos bens so px = py = 2, ento uma reduo de px para px = 1 resulta num Efeito Substituio igual a zero. Se dois bens x e y so complementares perfeitos e o preo do bem x decresce, ento o Efeito Renda zero e o Efeito Total se iguala ao Efeito Substituio. A negatividade do Efeito Substituio decorre diretamente do Axioma Forte da Preferncia Revelada. No caso de preferncias do tipo Cobb-Douglas, a Elasticidade-Preo Cruzada da demanda por bens nula, enquanto a Elasticidade-Preo da demanda por cada um deles unitria (em mdulo). Nas funes demandas geradas a partir de uma funo utilidade do tipo U(X,Y) = X2 + Y2 as demandas individuais por cada bem so independentes do preo do outro.

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 ExameNacional ANPEC 2012: 2 DiaDia

7 7

QUESTO 04No que se refere teoria da produo, avalie a validade das seguintes afirmaes: Se a funo de produo de uma empresa dada por

F ( L, K ) = L + LK , ento a empresa opera com rendimentos de escala decrescentes. Se uma empresa opera com economias de escala, ento seu custo mdio decrescente e maior que seu custo marginal. Se a funo de produo de uma firma dada por F ( L, K ) = L K e os mercados de fatores so competitivos, ento a mesma opera com custos marginais decrescentes. Uma funo de produo Cobb-Douglas apresenta uma ElasticidadeSubstituio de Fatores decrescente. Uma empresa cuja funo custo total dada por CT(Q)= 5Q + 7 opera com economias de escala.

88

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia Dia Exame Nacional ANPEC 2012: 2

QUESTO 05Sobre a Teoria da Utilidade Esperada, assinale Falso ou Verdadeiro nas afirmativas abaixo: Suponha a seguinte funo utilidade que representa as preferncias dos indivduos sobre loterias monetrias: U (W ) = a + bW + cW , em que W o nvel de riqueza do indivduo, e , e so parmetros. Nesse caso, pode-se afirmar que o indivduo mais avesso ao risco quanto mais elevada for sua riqueza W. Suponha um modelo de escolha sob incerteza no qual existem dois estados da natureza com probabilidade p e (1-p) de ocorrerem e mercados completos de ativos. Especificamente, suponha que existam 1 0 dois ativos contingentes do tipo A1= e A2= . Nesse caso, a razo 0 1 dos preos relativos desses ativos exatamente igual razo das probabilidades de ocorrncia dos estados da natureza. Em modelos de escolha de seguros de automvel com prmio de risco atuarialmente justo, indivduos avessos ao risco sempre escolhem fazer seguro total. A funo de utilidade esperada invariante a qualquer transformao monotnica crescente. O grau de averso ao risco dos indivduos pode ser medido pelo seu equivalente de certeza. Quanto mais avesso ao risco o indivduo maior o equivalente de certeza.1 2

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 ExameNacional ANPEC 2012: 2 DiaDia

9 9

QUESTO 06Sobre a Teoria da Produo analise as afirmativas abaixo: Se uma firma apresenta funo de produo dada por f ( z ) = z1 + z2 , em que z1 e z2 so, respectivamente, a quantidade utilizada do insumo 1 e 2, ento a funo custo ser dada por C ( w, q ) = min{w1 , w2 }.q , em que w1 e w2 so, respectivamente, os preos do insumo 1 e 2, e q a quantidade produzida. A funo de produo indica a menor quantidade de produto que pode ser obtida a partir de determinada quantidade de insumos. Se uma firma apresenta tecnologia de produo com rendimentos constantes de escala, ento ela no poder apresentar produto marginal decrescente para cada fator. Se uma empresa apresenta tecnologia de produo representada por uma funo Cobb-Douglas, f ( x1 , x2 ) = x a 1 x b 2 , sendo ela apresentar rendimentos constantes de escala. e parmetros, ento

Na funo de produo f ( z ) = min{z1 , z2 } , a demanda condicional do fator z1 ser igual a demanda condicional do fator z2 .

10 10

Exame Nacional ANPEC 2012: 2 Dia Dia Exame Nacional ANPEC 2012: 2

QUESTO 07No que se refere ao equilbrio de mercados competitivos: Em um mercado competitivo que opera com custos crescentes no longo prazo e livre entrada/sada, o preo de equilbrio independente da demanda do mercado. Na existncia de custos fixos positivos, o excedente do produtor sempre superior ao lucro total da firma. Se os Custos Totais de uma firma competitiva so dados por C(Q) = 2Q3 -12Q2 + 38Q e o preo de equilbrio do mercado dado por P = 20, ento a empresa deve produzir Q = 1. Se a funo de produo da firma dada por Q = f(L,K) = (L(K-2))1/3, ento a oferta agregada da indstria, supondo que a mesma opere com 10 emp