ano xviii - n 255

Download Ano XVIII - N 255

Post on 07-Jan-2017

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • A Universidade recebeu, em misso de trabalho, o professor Dr. Bertrand Lefloch, para dar continuidade a atividades cientficas que so objeto de parceria entre a UESC e a Universidade de Grenoble-Alpes (UGA), Frana. O pesquisador integra a equipe do CNRS Centre National de la Recherche

    Scientifique no Institute de Planetologie e dAstrophisyque de Grenoble (IPAG), uni-dade mixta de pesquisa da UGA. A parceria um dos frutos do ps-doutorado realizado pelos professores Dr. Adriano Hoth Cerquei-ra e Dra. Maria Jaqueline Vasconcelos, do DCET/UESC.

    Ano XVIII - N 255

    Pgina 7eduCAPeS

    Cursos UAB

    Pgina 5SOAR

    Portal estelar

    Pgina 4MeMRIA

    Emico Santana

    Jornal da Universidade Estadual de Santa Cruz 1 a 31 de JULHO /2016

    Pgina 6

    LIVRO

    Pgina 4

    Pgina 5Pgina 3

    Pgina 12

    Pgina 7

    Microcervejaria vai gerar tecnologia para o mercado

    Pginas 9

    Com o objetivo de implemen-tar pesquisa e treinamento de recursos humanos na produo de cervejas, a UESC inaugurou a planta pi-loto de uma microcer-vejaria. A unidade foi colocada em operao este ms e est instalada no campus universitrio na rea de agroindstria. Os recursos para o em-preendimento so oriun-dos da Fapesb e tem a participao da Incuba-dora Broto de Biotecno-logia da Universidade, coordenada pela profes-sora Ana Paula Uetana-baro.

    Ecossistema Empreendedor

    Pesquisa em astrofsica rene UESC e Grenoble L@VIM instala impressora 3D

    Intercmbio acadmico Brasil-Mxico

    Prmio Intercom 2016Discutir os desafios a serem enfrentados nas atividades empresariais e no empresa-

    riais reuniu pesquisadores, professores, estudantes, gestores pblicos, profissionais liberais e stakeholders envolvidos em todos os tipos de atividades empreendedoras. O Ecoemp Ecos-sistema Empreendedor, que tem como temtica o empreendedorismo como forma de mudar o mundo, busca, entre outros objetivos, articular teoria e prtica dos postulados do empreen-dedorismo tradicional e do empreendedorismo de inovao. A atividade foi de iniciativa do Colegiado de Administrao.

    Dois momentos da inaugurao: a cerveja fluindo e os professores envolvidos com o projeto e a reitora Adlia Pinheiro

    Pgina 8

    Prmio BNB de Economia

    Uma impressora 3D Cubex Duo j est operando no Laboratrio de Visualizao Ma-temtica (L@VIM), no pavilho do Departa-mento de Cincias Exatas e Tecnolgicas. Trata-se de importante ferramenta no proces-so de ensino-aprendizagem da matemtica, da educao bsica ao ensino superior. Com o equipamento, docentes e discentes podero elaborar e construir recursos didticos em modelos concretos que facilitem o entendi-mento de conceitos matemticos, desde os mais simples aos mais abstratos.

    Estudantes mexicanos, que esto prestes a concluir o mestrado e iniciar o doutorado na UESC, visitaram a Reitoria, oportunidade em que fizeram entrega reitora Adlia Pi-nheiro de livros oferecidos pela Embaixada

    do Mxico no Brasil. Os estudantes agrade-ceram o apoio pessoal e acadmico oferecido pela Universidade para que eles pudessem concluir o mestrado e continuar o doutorado na instituio.

    O projeto Programe-se, trabalho de concluso de curso em Rdio e TV da UESC, conquistou o prmio de melhor produto na categoria Produo Transdisciplinar Moda-lidade Multimidia, no Intercom Nordeste. O Programe-se um trabalho realizado pelos egressos Tcharly Briglia, Dilson Reis e Tainan Pintavinha, sob orientao da professora Betnia Vilas Boas. Os estudantes inscreveram a produo no principal congresso nacional de Comunicao, previsto para setembro, em So Paulo.

  • 2 Jornal da UESC Ano XVIII N 255 - JULHO 2016

    Esta edio foi impressa em papel couch fosco (115g), oriundo de madeira de reflorestamento

    Editado pela Assessoria de Comunicao Ascom

    Distribudo gratuitamente

    Telefone:(73) 3680-5027

    www.uesc.br

    E-mails:ascom@uesc.br

    Reitora: Professora Adlia Pinheiro. Vice-reitor: Professor Evandro Sena Freire. Editor: Edvaldo P. de Oliveira Reg. Prof. n 530 DRT/BA. Redatores: Jonildo Glria e Edvaldo Oliveira. Fotos: Marcos Maurcio, Jonildo Glria e Lase Galvo. Prog. Visual: George Pellegrini. Diagr. /Infogrficos/Ilustr.: Marcos Maurcio. Sup. Grfica: Luiz Farias. CTP: Cristovaldo Caitano. Fbio Aurlio. Impresso: Marcio Lima e Davi Macdo. Acabamento: Nivaldo Lisboa / Eva Damaceno. End.: Rod. Jorge Amado, Km 16 - B. Salobrinho CEP 45668-900-Ilhus-BA.

    Os idosos tm direito a viver, mas viver com dignidade plena

    Os direitos e a qualidade de vida dos idosos so os valores que condu-zem a discusso do livro A Cidadania na Perspectiva da Velhice desafios cotidianos para viverem com dignida-de, lanado recentemente pela Editus Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). O livro organizado pela professora Raimunda dAlencar, pesquisadora do Ncleo de Estudo do Envelhecimento da UESC e pelo pro-fessor Wagner Pompo, vinculado Faculdade de Direito da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM-RS), renem artigos de pesquisadores de diversas reas do conhecimento que tratam a velhice brasileira atravs de mltiplos olhares.

    Com enfoque nas reas de sade, economia, direito e educao, os estu-diosos promovem discusses sobre o cotidiano das pessoas idosas e os pro-blemas enfrentados por elas. A propos-ta tambm abrir espao para o desen-volvimento de polticas pblicas que assegurem a cidadania do idoso, mais do que as medidas assistencialistas que o mantm na mesma condio de de-pendncia.

    A poltica de sade, por exemplo, uma poltica de ateno vida indi-vidual e coletiva. Alimentar-se, vestir--se, morar digna e confortavelmente, ter acesso aos servios que previnam doenas e promovam a sade, renda para no depender de esmolas que hu-milham e diminuem a altivez do ser humano, gua, acesso a medicamentos e assistncia mdica, so aspectos da vida que qualificam a cidadania, textu-alizam os organizadores da publicao.

    Eles argumentam, nas suas conside-raes sobre a negao da cidadania ao

    idoso, que no pode haver cidadania se no h medidas na sociedade que prote-jam a vida pessoal dos indivduos. Por-tanto, a cidadania precisa de polticas de ateno vida. E concluem: Os textos aqui apresentados so claros quando analisam, desde a construo da cidada-nia enquanto conceito polissmico, at as polticas pblicas de proteo velhi-ce, sinalizando que os idosos tm direito a viver, mas no viver precariamente, fragilizadamente, vulneravelmente mal-tratados, inclusive institucionalmente, mas viver com plena dignidade.

    O livro j est disponvel na livra-ria da Editus, localizada na Biblioteca da UESC. Pedidos podem ser feitos pelo e-mail: vendas.editus@uesc.br ou pelo telefone (73) 3680-5240. As novi-dades da Editus podem ser acompanha-das pelo site www.uesc.br/editora ou pelo Facebook. @editoradauesc.

    A cidadania na perspectiva da velhice

    Afusc-Sindicato reedita o forr da ressaca

    Concurso de monografia em finanas pblicas

    Abertas, at 12 de setembro deste ano, as inscries de trabalhos para o Concur-so de Monografia em Finanas Pblicas, promovido pela Escola de Administrao Fazendria (Esaf). O XXI Prmio Tesouro Nacional 2016 visa estimular estudos e pesquisas na rea de Finanas Pblicas. Iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacio-nal, o concurso, que tem o patrocnio da Fundao Getulio Vargas, destinado a servidores pblicos, professores, estudantes e profissionais liberais e pesquisadores. Os temas deste ano so Poltica Fiscal e Contabilidade Pblica.

    Os cinco primeiros colocados recebero prmios em dinheiro entre um mximo de R$30 mil, para o primeiro lugar, e R$5 mil para o quinto trabalho classificado. O regulamento e informaes adicionais encontram-se disponveis no sitio da Esaf: http://www.esaf.fazenda.bov.br.

    A Associao dos Fun-cionrios Tcnico-Adminis-trativos nas Instituies de Ensino Superior do Sul da Bahia Afusc-Sindicato, na UESC, reeditou, pelo tercei-ro ano consecutivo a Ressaca do Frr Vai Quem Qu, que promovido aps os festejos juninos. Organizado por uma comisso de servidores da rea administrativa da Uni-versidade o evento, no dia 1 deste ms, aconteceu no CEU, espao de recreao dos estu-dantes, que recebeu decorao tpica da poca, muita anima-

    o e harmonia. . Rosinei Barros, que integrou a

    comisso organizadora, disse que cerca de 150 pessoas participaram da festana, que a cada ano vem se superando, com a participao no s dos servidores da Univer-sidade, mas tambm de seus fa-miliares. Para animar o arrasta--p, o som da Banda 4 Estaes, Trio Iracema e o DJ Vinny Stage rolou noite a dentro at o come-o da madrugada, num clima de harmonia e descontrao. O ob-jetivo do arrai manter vivos os festejos juninos, preservcar as ra-zes do forr regional e, ao mesmo

    tempo, promover momentos de confraternizao entre os colegas de trabalho, comple-mentou Rosinei.

    Este ano o Trio Iracema fez um tour pelo campus uni-versitrio levando msicas tpicas nordestinas a vrios setores da Universidade. No faltaram, inclusive, os noivos caipiras, caracterizados pela prpria Rosinei e Z, alm da participao de alunas da UNATI Universidade Aber-ta Terceira Idade, integrando o cortejo do casrio. E ficou o recado de que no ano que vem tem mais.

  • 3 Jornal da UESCAno XVIIIJULHO - N 2552016Trabalho aborda tendncias e perspectivas para o futuro da

    televiso brasileira

    O Congresso de Cincias da Co-municao (Intercom Nordeste) 2016, realizado este ms (7 a 9), na DeVry Unifavip de Caruaru, PE, premiou a UESC no primeiro lugar em uma das categorias do Expocom (Exposio e Pesquisa Experimental em Comunica-o). O projeto Programe-se, trabalho de concluso de curso de Rdio e TV da Universidade, conquistou o prmio de melhor produto na categoria Pro-duo Transdisciplinar Modalidade Multimdia.

    Programe-se um projeto reali-zado pelos egressos Tcharly Briglia, Dilso