anne pitcher - casa própria como estratégia para a construção do estado, 06/13/2014

Download Anne Pitcher - Casa Própria como Estratégia para A Construção do Estado, 06/13/2014

If you can't read please download the document

Post on 21-Nov-2014

272 views

Category:

Government & Nonprofit

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O debate aconteceu na Sexta-feira no dia 13 de Junho na Unidade de Pesquisa e Estratégia da DW, subordinado ao tema: “Casa Própria como Estratégia para A Construção do Estado: Uma comparação de políticas de habitação em África”, apresentado por Anne Pitcher, University of Michigan Ann Arbor, Michigan EUA. A autora começa por fazer uma comparação da política habitacional em 7 cidades africanas dos seguintes países: Angola, Ghana, Kenya, Ruanda, Tanzânia, África do Sul, e Zâmbia e apresentou as desigualdades sociais como uma das características das cidades africanas. Autora levanta uma questão que lhe parece paradoxal entre estas cidades, olha para política habitacional a partir de dois extremos o negativo e o positivo. A mesma defende o argumento de que Muito governos na África adoptaram políticas de habitação, mas os seus interesses e os do sector privado têm produzido habitação de alta ou de médio superior renda. ENGLISH: The debate Friday June 13 was on the theme: "Homeownership - A Strategy for State Constructed Housing: A Comparison of housing policies in Africa" presented by Professor Anne Pitcher, University of Michigan Ann Arbor, Michigan, USA. The author begins by making a comparison of housing policy in 7 African cities from the following countries: Angola, Ghana, Kenya, Rwanda, Tanzania, South Africa and Zambia. She presented social inequalities as a characteristic of African cities. The speaker raised a question that sounded paradoxical; why have African governments adopted social housing policies, that tend to only benefit high and upper middle income groups. WHen there are housing subsidies from the State, why do they generally go to these same upper income groups? Why does the private sector not invest in real social housing? http://dw.angonet.org/friday-debate

TRANSCRIPT

  • 1. CASA PROPRIA COMO ESTRATGIA PARA A CONSTRUO DO ESTADO: UMA COMPARAO DE POLITICAS DE HABITAO EM AFRICA Anne Pitcher, University of Michigan Ann Arbor, Michigan EUA

2. O Paradoxo de habitao em frica Problema: As reas urbanas Africanas esto crescendo como so assentamentos informais que abrigam os pobres urbanos O Paradoxo: Apesar necessidade de habitao de baixa renda, habitao de luxo e de medio superior est aumentando mais rapido que habitacao aos precos accessiveis Por que? Meu argumento: Muito governos na Africa adotaram polticas de habitao, mas os seus interesses e os do sector privado tm produzido habitao de alta ou de medio superior renda. 3. Caractersticas: Casos Selecionadas Country Total pop (thousands) Urban % of population Pop. of capital (thousands) Rate of pop. change in capital, 2005-2010 Est. slum population as percentage of urban (2009) GNI/capita Post- conflict? Angola 19,082 47.6 (58.4) 5,230 3.19 80 1627 yes Ghana 24,392 44.1 (51.2) 3,452 3.3 40.1 611 no Kenya 40,513 45.3 (23.6) 3,523 4.5 54.7 737 no Rwanda 10,624 22. 9 (18.8) 909 3.85 65.1 521 yes South Africa 50,133 (61.5) 3,670 2.35 23.0 5581 no Tanzania 44,841 26 (26.3) 3,349 4.46 63.5 524 no Zambia 13,089 (38.7) 1,451 2.74 57.3 881 no 4. Capitais: Residential Sales and Rental Prices City Pop. of capital (thousands) Urban % of population Urban annual growth rate (2010-2015) Est. slum population as percentage of urban (2009) Novas Unidades Necessarias (Por Ano, EST) Luanda 5,230 47.6 (58.4) 3.97 90 200,000 Accra 3,452 44.1 (51.2) 3.50 40.1 133,000 Nairobi 3,523 45.3 (23.6) 4.36 54.7 156,000 Kigali 909 22. 9 (18.8) 4.50 65.1 25,000 Johannesburg 3,670 (61.5) 1.21 23.0 200,000 Dar es Salaam 3,349 26 (26.3) 4.77 63.5 280,000 Lusaka 1,451 (38.7) 4.15 57.3 68,272 5. Por que sao preocupados os governos em Africa com proviso de habitao e aquisio de casa prpria? Habitao pode impulsionar a economia (sectores de financiamento, construo, etc) Casa propria ativo financeiro importante A poltica de aquisio de casa prpria pode servir como fonte de tributa o pelos governos Os governos adopataram-se o discurso de sonho de proprietario Habitao a preos acessveis traz benefcios para saude, educao, e bem-estar Boa Habitao promove estabilidade social 6. Tipos de Habitao Rehabilitacao e Redimensionamento dos Distritos Centrais Comercias Novas Cidades Condominios Fechados Habitacao a Precos Acessiveis Financiamento para Auto-Construcao Melhoramento dos assentamentos informais 7. Kigali Revitalization of CBD 8. Garden City, Kenya 9. Royal Palm Estates-Ghana 10. Habitao a preos acessiveis- frica do Sul 11. Cidades Diferentes, Resultados Semelhantes Cidades Superstars (Superestrelas) Mas em Africa, Cidades Superestrelas com Grande Desigualdade 12. Capitais:Rendimento mediano, Precos Medios de Casas, e Relacao Preco/Salario Capital Median income civil servant per year (US$) Average House Price 1-3 Bedroom (US$) Price/Income Ratio Accra 7692 85000 11 Dar es Salaam 6984 114000 16 Johannesburg 12284 145000 11 Kigali 94000 Luanda 16800 500000 29 ex_Luanda 16800 140000 8 Lusaka 7944 60000 7 Nairobi 4280 131000 30 13. Capitais da Africa: Desigualdade de Renda Country Country Gini Coefficient Rate of pop. change in capital, 2005-2010 Capital City Capital City Gini Coefficient Angola n/a 3.19 Luanda .62 Ghana 42.8 3.3 Accra .50 Kenya 47.7 4.5 Nairobi .59 Rwanda 53.1 3.85 Kigali .47 South Africa 67.4 2.35 Johannesburg.75 Tanzania 37.6 4.46 Dar es Salaam .37 Zambia 54.6 2.75 All urban .66 14. Explicando a Preferncia para Mdio e Superior Renda Habitao A. Argumentos alternativos: 1. Desenvolvimento do mercado de hipotecas 2. Remessas de Emigrantes B. O meu argumento: As Preferncias de Stakeholders Afectam Oferta e Procura 1. Estrutura Socioeconomica 2. As Preferencias de Sector Privado 3. O Papel do Governo 15. Mercado de Hipotecas (% de PIB) 16. B. Explicaes do lado da oferta Crescimento de Fundos de Private Equity e do sector financeiro privado Governos-Precisam Retorno sobre Investimento e tem excesso de liquidez Fundos de Pensoes e Seguros; tambem alguns empresas estatais (Kenya e Tanzania) E/Ou Querem criar classe economica domestica Sector privado prefere construir e vender habitacao de alta renda particularmente num ambiente de alto risco (lucro e maior) 17. Investmento nos bens imoveis dos fundos publicos de pensoes 18. Kenya: Madaraka 19. Tanzania: Kigamboni 20. Explicaes do lado da procura 1. O Mais poderoso e importantes pessoas querem Habitacao de Alta Renda 2. Grupos politicamente importantes precisam moradias 3. Os mais ricos sao concentrados nos capitais 3. Especulacao no mercado de habitacao de luxo Exemplos: Kenya: Casa de Vice-Presidente Tanzania: Os Ministors, e funcao publica 21. Kenya: Casa de Vice-Presidente 22. Habitacao pela policia-Tanzania 23. As Diferenas entre as 7 Cidades/Estados Africa do Sul-mais habitacao aos precos acessiveis porque os investimentos tem menos risco Kenya- 1.Expansao de private equity facilita mais investimentos e mais pesquisa sobre o mercado imobiliario 2. classe de capital domestico e grande, estavel, e independente do estado (porem nao foi sempre assim porque a familia Kenyatta e a maior proprietario de terra no pais) 3. Tem Master plan Kigali 1. Plano director e ajuda externa 2. Estado empresario quer ganhar dinheiro 24. Implicacoes pelos estados e os habitantes Setor publico ainda e importante politicamente Os governos quer impulsionar o desenvolvimento de mercado imobiliario Proviso de habitao como um direito social continua a ser, em princpio, mas no na prtica As polticas de habitao reforar social e espacial Diferenciao herdada do perodo colonial Rent-seeking e Corrupo (pior em pases menos democrticos) Crescimento Urbano Desequilibrado 25. Obrigada