andaime suspenso mec. treinamento ok

Download Andaime Suspenso Mec. Treinamento OK

Post on 03-Jan-2016

239 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Andaime Suspenso MecnicoTREINAMENTO DE OPERADORES

Definio: Segundo a NBR 6494/90 (Segurana nos Andaimes) abrange os andaimes conforme a seguinte classificao: a) Andaimes suspensos mecnicos pesados ou leves;

b) Andaimes em balanos;

c) Andaimes simplesmente apoiados fixos ou mveis. Andaimes Suspensos Mecnicos:

Os andaimes suspensos mecnicos, pesados ou leves, so equipamentos necessrios execuo de trabalhos em lugares elevados, onde no possam ser executados em condies de segurana a partir do piso. So utilizados em servios de construo, reforma, demolio, pintura, limpeza e manuteno. Os andaimes suspensos mecnicos leves so equipamentos cuja estrutura e dimenses permitem suportar carga total mxima de trabalho de 3 kN (300 kgf), respeitando os fatores de segurana de cada um dos seus componentes. Andaimes suspensos mecnicos pesados so equipamentos cuja estrutura e dimenses permitem suportar cargas de trabalho de 4 kPa (400 kgf/m) no mximo, respeitando os fatores de segurana de cada um dos seus componentes.Andaimes em Balano:Andaimes em balano so equipamentos que se projetam para fora da construo so suportados por vigamentos ou estruturas em balano, que tenham sua segurana garantida, seja por engastamento ou outro sistema de contrabalanamento no interior da construo, podendo ser fixos ou deslocveis.Andaimes Simplesmente Apoiados:Andaimes simplesmente apoiados so equipamentos cuja estrutura trabalha simplesmente apoiada, podendo ser fixos ou deslocveis horizontalmente.Carretilha do Balancim Manual:

Trava quedas de segurana;Sistema de cabo passante;Sistema de freio mecnico. Normas Envolvidas Diretamente: Norma Regulamentadora NR 18: CONDIES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDSTRIA DA CONSTRUO CIVIL. Nesta Norma est relacionada condies mnimas de segurana pelos trabalhadores.NBR 6494/90: Segurana Nos Andaimes. Esta Norma Descreve parmetros de Resistncias Mecnicas dos Andaimes.Norma Regulamentadora NR 18: Anadaimes Suspensos Mecnicos:18.15.30 Os sistemas de fixao e sustentao e as estruturas de apoio dos andaimes suspensos devero ser precedidos de projeto elaborado e acompanhado por profissional legalmente habilitado.18.15.30.1 Os andaimes suspensos devero ser dotados de placa de identificao, colocada em local visvel, onde conste a carga mxima de trabalho permitida.

18.15.30.2 A instalao e a manuteno dos andaimes suspensos devem ser feitas por trabalhador qualificado sob superviso e responsabilidade tcnica de profissional legalmente habilitado obedecendo, quando de fbrica, as especificaes tcnicas do fabricante.18.15.30.3 Deve ser garantida a estabilidade dos andaimes suspensos durante todo o perodo de sua utilizao, atravs de procedimentos operacionais e de dispositivos ou equipamentos especficos para tal fim.18.15.31 O trabalhador deve utilizar cinto de segurana tipo pra-quedista, ligado ao trava-quedas de segurana este, ligado a cabo-guia fixado em estrutura independente da estrutura de fixao e sustentao do andaime suspenso.18.5.32 A sustentao dos andaimes suspensos deve ser feita por meio de vigas, afastadores ou outras estruturas metlicas de resistncia equivalente a, no mnimo, trs vezes o maior esforo solicitante.18.15.32.1 A sustentao dos andaimes suspensos somente poder ser apoiada ou fixada em elemento estrutural.18.15.32.1.1 Em caso de sustentao de andaimes suspensos em platibanda ou beiral da edificao, essa dever ser precedida de estudos de verificao estrutural sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado.18.15.32.1.2 A verificao estrutural e as especificaes tcnicas para a sustentao dos andaimes suspensos em platibanda (estrutura de concreto armado composto de vigas e pilares) ou beiral de edificao devero permanecer no local de realizao dos servios.18.15.32.2 A extremidade do dispositivo de sustentao, voltada para o interior da construo, deve ser adequadamente fixada e estabilizada, constando essa especificao do projeto emitido.18.15.32.3 proibida a fixao de sistemas de sustentao dos andaimes por meio de sacos com areia, pedras ou qualquer outro meio similar.18.15.33 proibido o uso de cabos de fibras naturais ou artificiais para sustentao dos andaimes suspensos.18.15.34 Os cabos de suspenso devem trabalhar na vertical com esforos trao e o estrado na horizontal.18.15.35 Os dispositivos de suspenso devem ser diariamente verificados pelos usurios e pelo responsvel pela obra, antes de iniciados os trabalhos.18.15.35.1 Os usurios e o responsvel pela verificao devero receber treinamento e manual de procedimentos para a rotina de verificao diria.18.15.36 Os cabos de ao utilizados nos guinchos tipo catraca dos andaimes suspensos devem: a) Ter comprimento tal que para a posio mais baixa do estrado restem pelo menos 06 (seis) voltas sobre cada tambor;

b) Passar livremente na roldana, devendo o respectivo sulco ser mantido em bom estado de limpeza e conservao.

18.15.37 Os andaimes suspensos devem ser convenientemente fixados edificao na posio de trabalho.18.15.38 proibido acrescentar trechos em balano ao estrado de andaimes suspensos.18.15.39 proibido a interligao de andaimes suspensos para a circulao de pessoas ou execuo de tarefas.

18.15.40 Sobre os andaimes suspensos permitido depositar material para uso imediato.

18.15.40.1 proibida a utilizao de andaimes suspensos para transporte de pessoas ou materiais que no estejam vinculados aos servios em execuo.

18.15.41 Os quadros dos guinchos de elevao devem ser providos de dispositivos para fixao de sistema guarda-corpo e rodap, conforme subitem 18.13.5.18.15.41.1 O estrado do andaime deve ser fixado aos estribos de apoio e o guarda-corpo ao seu suporte.

18.15.42 Os guinchos de elevao para acionamento manual devem observar os seguintes requisitos:a) Ter dispositivo que impea o retrocesso de tambor para catraca;

b) Ser acionado por meio de alavancas, manivelas ou automaticamente, na subida e na descida do andaime;

c) Possui segunda trava de segurana para catraca;

d) Ser dotado de capa de proteo da catraca.

18.15.43 A largura mnima til da plataforma de trabalho dos andaimes suspensos ser de 0,65 metros (sessenta e cinco centmetros).18.15.43.1 A largura mnima til da plataforma de trabalho dos andaimes suspensos, quando utilizado um guincho em cada armao, ser de 0,90 metros (noventa centmetros).18.15.43.2 A plataforma de trabalho deve resistir em qualquer ponto, a uma carga pontual de 200 kgf (duzentos quilogramas-fora).18.15.43.3 Os estrados dos andaimes suspensos mecnicos podem ter comprimento mximo de 8,0 metros (oito metros).18.15.44 Quando utilizado apenas um guincho de sustentao por armao obrigatrio o uso de um cabo de segurana adicional de ao, ligando-o ao dispositivo de bloqueio mecnico automtico, observando-se a sobrecarga indicada pelo fabricante do equipamento.CABOS DE AO E CABOS DE FIBRA SINTTICA:

18.16.1 obrigatria a observncia das condies de utilizao, dimensionamento e conservao dos cabos de ao utilizados em obras de construo, conforme o disposto na norma tcnica vigente NBR 6327/06 Cabo de Ao/Usos Gerais da ABNT.18.16.2 Os cabos de ao de trao no podem ter emendas nem pernas quebradas que possam vir a comprometer a segurana do mesmo.18.16.2.1 Os cabos de ao devem ter carga de ruptura equivalente a, no mnimo, 05 (cinco) vezes a carga mxima de trabalho a que estiverem sujeitos e resistncia trao de seus fios de, no mnimo, 160 kgf/mm (cento e sessenta kilogramas fora por milmetro quadrado).18.16.3 Os cabos de ao e de fibra sinttica devem ser fixados por meio de dispositivos que impeam seu deslizamento e desgaste.18.16.4 Os cabos de ao e de fibra sinttica devem ser substitudos quando apresentarem condies que comprometam a sua integridade em face da utilizao a que estiverem submetidos.18.16.5 Os cabos de fibra sinttica devero atender as especificaes constantes do Anexo I Especificaes de Segurana para Cabos de Fibra Sinttica, desta NR.Anexo Especificaes de Segurana para Cabos de Fibra Sinttica.

1. O Cabo de fibra sinttica utilizado nas condies previstas do subitem 18.16.5 dever atender as especificaes previstas a seguir:

a) Deve ser constitudo em tranado triplo e alma central; b) Tranado externo em multifilamento de poliamida; c) Tranado intermedirio e o alerta visual de cor amarela em multifilamento de polipropileno ou poliamida na cor amarela com o mnimo de 50% de identificao, no podendo ultrapassar 10% (dez por cento) da densidade linear;d) Tranado interno em multifilamento de poliamida; e) Alma central torcida em multifilamento de poliamida; f) Construo dos tranados em mquina com 16, 24, 32 ou 36 fusos; g) Nmero de referncia: 12 (dimetro nominal em mm.); h) Densidade linear 95 + 5 KTEX (igual a 95 + 5 g/m); i) Carga de ruptura mnima 20 kN; j) Carga de ruptura mnima de segurana sem o tranado externo 15 kN.O cabo de fibra sinttica utilizado nas condies previstas no subitem 18.16.5 dever atender as prescries de identificao a seguir: a) Marcao com fita inserida no interior do tranado interno gravado NR 18.16.5 ISO 1140 1990 e fabricante com CNPJ; b) Rtulo fixado firmemente contendo as seguintes informaes:

I. Material constituinte: poliamida;

II. Nmero de referncia: dimetro de 12 mm;

III. Comprimentos em metros. c) Incluir o aviso: "CUIDADO: CABO PARA USO ESPECFICO EM CADEIRAS SUSPENSAS E CABO GUIA DE SEGURANA PARA FIXAO DE TRAVA QUEDAS". O cabo sinttico dever ser submetido a Ensaio conforme Nota Tcnica ISO 2307/1990, ter avaliao de carga ruptura e material constituinte pela rede brasileira de laboratrios de ensaios e calibrao do Sistema Brasileiro de Metrologia e Qualidade Industrial.SEGURANA NOS ANDAIMES (NBR 6494/06):

PROJETO E CONSTRUO DOS ANDAIMESTodos os andaimes devem ser projetados para resistir s solicitaes a que estaro submetidos.Todos os andaimes devem ter