anatomia e fisiologia humana - ?· anatomia e fisiologia humana introdução definição de...

Download ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA - ?· ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA Introdução Definição de anatomia:…

Post on 27-Sep-2018

222 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA

    Introduo

    Definio de anatomia:

    a cincia que estuda macro e microscopicamente, a constituio e o desenvolvimento dos seres organizados. (seres vivos).

    Na anatomia observa-se e estuda-se o conhecimento do corpo humano com a descrio dos ossos, junturas, msculos, vasos e nervos.

    Planos e Regies do Corpo Humano / Clulas, Tecidos e rgos

    O corpo humano constitudo de:

    Cabea, pescoo, tronco (trax e abdome), membros superiores (torcicos): raiz (ombro), parte livre: brao, antebrao, mo (palma e dorso da mo) e membros inferiores (plvicos): raiz (quadril), parte livre: coxa, perna, p (planta e dorso do p).

    Nas transies entre o brao e antebrao h o cotovelo e entre o antebrao e a mo h o punho isto nos membros superiores. J nos membros inferiores entre a coxa e a perna h o joelho e entre a perna e o p h o tornozelo.

    Obs.: A regio posterior ao pescoo se chama nuca e a do tronco dorso. As ndegas correspondem regio gltea e a regio pbica.

    Planos do corpo e posies anatmicas:

    A posio anatmica uma conveno adotada em anatomia para descrever as posies espaciais dos rgos, ossos e demais componentes do corpo humano. Na posio anatmica, o corpo estudado deve ficar ereto (de p), calcanhares unidos, com os olhos voltados para o horizonte, os ps tambm apontados para frente e perpendiculares ao restante do corpo, braos estendidos e aplicados ao tronco e com as palmas das mos voltadas para frente (os dedos estendidos e unidos). Deve-se notar que no a posio normal dos braos, que normalmente ficariam em toro mais ou menos medial (com as palmas voltadas para o corpo, em pronao). uma posio em que h consumo de energia. O corpo humano na posio anatmica pode ser dividido conceitualmente em planos. O plano mediano um plano vertical que passa atravs do eixo mais longo que cruza o corpo, dos ps at a cabea; este plano separa o corpo em antmeros direito e esquerdo. O que quer que esteja situada prximo a este

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Anatomiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Espa%C3%A7o_(f%C3%ADsica)
  • plano chamado medial, e o que est longe dele, lateral. Um plano sagital paralelo ao plano mediano. O plano coronal tambm um plano vertical que passa pelo eixo maior (dos ps cabea), mas perpendicular ao plano mediano, separando a frente do corpo, ou ventre, da parte de trs, ou dorso. Algo em posio frente do plano frontal chamado anterior, ao passo que algo situado atrs desse plano chamado posterior. O plano horizontal, transverso ou axial atravessa o eixo menor do corpo, do dorso at o ventre, isto , da posio posterior para a anterior. Divide a estrutura atravessada em pores superior e inferior.

    De um modo resumido podemos dizer que a posio anatmica do corpo humano encontra-se ereto com os ps juntos e a face,os olhos e as palmas das mos dirigidos para frente.

    Decbitos:

    Decbito um termo mdico que se refere posio da pessoa que est deitada, no necessariamente dormindo. Pode ser referido como: Decbito dorsal ou supina(pessoa que deita com a barriga voltada para cima)

    Decbito ventral ou prona(pessoa que deita de bruos)

    Decbito lateral (esquerdo ou direito)

    http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Termo_m%C3%A9dico&action=edit&redlink=1http://pt.wikipedia.org/wiki/Posteriorhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Anteriorhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Medial
  • FISIOLOGIA I

    Introduo

    Definio:

    A fisiologia advm do grego, "physis e logos", conhecimento e estudo, ou seja, a cincia que estuda as funes dos seres multicelulares (vivos). Muitos dos aspectos da fisiologia humana esto intimamente relacionados com a fisiologia animal, onde muita da informao hoje disponvel tem sido conseguida graas experimentao animal. Obs: A anatomia e a fisiologia so campos de estudo estreitamente relacionados onde a primeira incide sobre o conhecimento da forma e a segunda dedica-se ao estudo da funo de cada parte do corpo, sendo ambas, reas de vital importncia para o conhecimento mdico.

    Unidades estruturais

    Clulas:

    a menor unidade estrutural bsica do ser vivo. Foi descoberta em 1667 pelo ingls Robert Hooke, que observa uma clula de cortia (tecido vegetal morto) usando o microscpio. A partir da, as tcnicas de observao microscpicas avanam em funo de novas tcnicas e aparelhos mais possantes. O uso de corantes, por exemplo, permite a identificao do ncleo celular e dos cromossomos, suportes materiais do gene (unidade gentica que determina as caractersticas de um indivduo). Pouco depois, comprova-se que todas as clulas de um mesmo organismo tm o mesmo nmero de cromossomos. Este nmero caracterstico de cada espcie animal ou vegetal e responsvel pela transmisso dos caracteres hereditrios. O corpo humano tem cerca de 100 trilhes de clulas.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Anatomiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Fisiologia_animalhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Fisiologia_animalhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Ci%C3%AAnciahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Estudohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Conhecimentohttp://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADngua_gregahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Fisiologia
  • Tecido:

    Do ponto de vista da biologia, um tecido um conjunto de clulas especializadas, iguais ou diferentes entre si, separadas ou no por lquidos e substncias intercelulares, que realizam determinada funo num organismo multicelular. O estudo dos tecidos biolgicos chama-se histologia; na medicina, os estudos dos tecidos como meio de diagnstico de uma doena a histopatologia.Tipos de tecidos

    Nos animais vertebrados h quatro grandes grupos de tecidos: o muscular, o nervoso, o conjuntivo (abrangendo tambm os tecidos sseo, cartilaginoso e sanguneo) e o epitelial, constituindo subtipos especficos que iro formar os rgos e sistemas corporais.

    Por exemplo: O sangue considerado um tecido conjuntivo, com diversificadas clulas (as hemcias, os leuccitos e as plaquetas) e o plasma (gua, sais minerais e diversas protenas).

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Histopatologiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Doen%C3%A7ahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Medicinahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Histologiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Multicelularhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Organismohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Fun%C3%A7%C3%A3o_(biologia)http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADquidohttp://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A9lulahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Biologia
  • Nos invertebrados estes tipos de tecido so basicamente os mesmos, porm com organizaes mais simples. A maioria dos tecidos alm de serem compostos de clulas, apresentam entre elas substncias intracelulares (intersticiais).

    Especificao dos tecidos bsicos

    Epitlio revestimento da superfcie externa do corpo (pele), os rgos (fgado, pulmo e rins) e as cavidades corporais internas;

    Conjuntivo constitudo por clulas e abundante matriz extracelular, com funo de preenchimento, sustentao e transporte de substncias;

    Muscular constitudo por clulas com propriedades contrteis;

    Nervoso formado por clulas que constituem o sistema nervoso central e perifrico (o crebro, a medula espinhal e os nervos).

    OBS: Sendo a pele o maior rgo do corpo humano.

    rgos

  • O corpo humano constitudo por diversas partes que so inter-relacionadas, ou seja, umas dependem das outras. Cada sistema, cada rgo responsvel por uma ou mais atividades. Milhares de reaes qumicas acontecem a todo instante dentro do nosso corpo, seja para captar energia para a manuteno da vida, movimentar os msculos, recuperar-se de ferimentos e doenas ou se manter na temperatura adequada vida.

    H milhes de anos, o corpo humano vem se transformando e evoluindo para se adaptar ao ambiente e desenvolver o seu ser. Nosso corpo uma mistura de elementos qumicos feita na medida certa. As partes do corpo humano funcionam de maneira integrada e em harmonia com as outras. fundamental entendermos o funcionamento do corpo humano a fim de adquirirmos uma mentalidade saudvel em relao a nossa vida.

    Veja abaixo, os principais rgos e sistemas do corpo humano bem como outros textos importantes sobre anatomia, sade e bem-estar:

    rgos do Corpo Humano:- Bao - Rins- Bexiga Urinria - sangue- Clula - Traqueia- Crebro - Visicula biliar- Corao - Pulmo- Dentes - Pancreas- Esfago - Laringe- Esqueleto - Intestino Grosso- Estmago - Intestino Delgado- Faringe - Glandulas Salivares- Fgado

    rgos dos sentidos

    Definio de sistemas:

    Voc j reparou quantas coisas diferentes nosso corpo capaz de fazer? Podemos perceber o ambiente vendo, ouvindo, cheirando, apalpando, sentindo sabores. Recebemos informaes sobre o meio que nos cerca. Ao process-las em nosso crebro, ns as interpretamos, seja como sinais de perigo, sensaes agradveis ou desagradveis, etc. Depois dessa interpretao, respondemos aos estmulos do ambiente, interagindo com ele. Como voc sabe o que est acontecendo ao seu redor? Recebemos informaes sobre o ambiente atravs dos cinco sentidos: viso, audio, paladar, olfato e tato.

    A viso

    A energia luminosa (luz) chega aos nossos olhos trazendo informaes do que existe ao nosso redor. Nossos olhos conseguem transformar o estmulo

    http://educacao.uol.com.br/ciencias/ult1686u27.jhtmhttp://www.webciencia.com/11_10figado.htmhttp://www.webciencia.com/11_08faringe.htmhttp://www.webciencia.com/11_09estom.htmhttp://www.webciencia.com/11_24esqueleto.htmhttp://www.webciencia.com/11_08esofago.htmhttp://www.webciencia.com/11_06dente.htmhttp://www.webciencia.com/11_05coracao.htmhttp://www.we