Anlises tcnica e fundamentalista de aes

Download Anlises tcnica e fundamentalista de aes

Post on 22-Feb-2016

37 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Anlises tcnica e fundamentalista de aes. Professor Eduardo Olbera Ferrer Diretoria de Gerenciais. Anlises tcnica e fundamentalista de aes. As escolas tcnica e fundamentalista so duas formas diferentes de se analisar a performance das empresas no tocante ao seu desempenho financeiro. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Anlises tcnica e fundamentalista de aes

Anlises tcnica e fundamentalista de aesProfessor Eduardo Olbera FerrerDiretoria de GerenciaisAnlises tcnica e fundamentalista de aesAs escolas tcnica e fundamentalista so duas formas diferentes de se analisar a performance das empresas no tocante ao seu desempenho financeiro.Apesar de ter uma mesma funo a de auxiliar o investidor no processo de tomada de deciso possuem caractersticas bastante diferentes conforme a seguir.Anlises tcnica e fundamentalista de aesEscola fundamentalistaTenta medir o valor intrnseco de um ativo, ou seja determinar um valor adequado que reflita a situao da empresa no presente e as expectativas futuras.O valor intrnseco inclui fatores difceis de quantificar como posicionamento da empresa no mercado.Anlise fundamentalista estuda as questes relativas economia e perspectivas do segmento a que pertence a empresa.Avalia como ocorre o gerenciamento da empresa.Anlises tcnica e fundamentalista de aesEscola tcnicaAnalisa os dados gerados pelas transaes como preo e volume.Utiliza os grficos na busca de padres.Visualiza a ao dos componentes emocionais presentes no mercado.Analisa as tendncias e busca determinar alvos (at onde os preos iro se movimentar).Anlise fundamentalistaA anlise fundamentalista busca, basicamente, avaliar a sade financeira das empresas, projetar seus resultados futuros e determinar o preo justo para as suas aes.Para isso, os analistas levam em considerao os chamados fundamentos da empresa, isto , todos os fatores macro e microeconmicos que influenciam no seu desempenho.Anlise fundamentalistaDe um lado, o analista avalia fatores como inflao, taxas de juros, cmbio, Produto Interno Bruto (PIB), finanas pblicas e decises governamentais; De outro, olha para as caractersticas do setor em que a empresa atua, seus concorrentes e para os resultados da empresa, como balanos, dividendos, lucro, governana corporativa etc.Anlise fundamentalistaOs balanos so uteis por refletirem a situao econmico financeira da empresa. Constitudo por ativos, passivos, demonstrativo de resultado e demonstrao de origem e aplicao dos recursos, indicam a performance financeira da empresa.Quando comparados ano a ano, mostram a evoluo dos negcios da empresa.Dos balanos so extrados alguns ndices importantes na anlise fundamentalista:

Anlise fundamentalistaEbitda (na sigla em ingls, Lucro antes de impostos, juros, depreciao e amortizao):o Ebitda representa o Lucro Operacional, crescido de depreciao eamortizao inclusas no custo dos produtos vendidos e nas despesas operacionais. Ele expresso em percentual do faturamento, ou seja, quanto de lucro restou de cada real gerado pela atividade operacional da empresa. Anlise fundamentalistaValor de empresa sobre Ebitda (VE / Ebitda): relaciona o valor de empresa com sua capacidade de gerao de caixa, aferida pelo Ebitda. O valor de empresa equivale ao valor de mercado acrescido de sua dvida lquida, ou seja, o valor pertencente aos acionistas e aquele pertencente aos credores. O valor de mercado, por sua vez, expresso pela cotao da ao multiplicada pela quantidade total de aes.Anlise fundamentalistaMargem Bruta: relaciona Lucro Bruto com as vendas em um determinado exerccio. Demonstra quanto, de cada real vendido, permaneceu na empresa na forma de Lucro Bruto.Margem Bruta = Lucro Bruto / Vendas LquidasAnlise fundamentalistaValor Patrimonial da Ao (VPA): representa o valor intrnseco da ao.

VPA = Patrimnio Lquido / Quantidade de AesSe as aes so negociadas acima de seu VPA, significa que o mercado tem boas expectativas em relao empresa e, por isso, os investidores aceitam pagar mais do que a ao teoricamente valeria. Do contrrio, significa que o mercado tem expectativas negativas em relao empresa ou a seu setor.Anlise fundamentalistaPreo por Valor Patrimonial da Ao (P/VPA): indica a relao entre o preo da ao (sua cotao no mercado) e seu valor patrimonial.

Frmula: Preo da ao / VPA

Se o resultado for acima de 1, significa que a ao est sobreavaliada pelo mercado.Abaixo de 1, indica que est subavaliada.Anlise fundamentalistaRentabilidade sobre Patrimnio (RPL):representa a taxa de retorno do acionista, medindo a capacidade da empresa de gerar lucro a partir de seu patrimnio, ou seja, do capital investido.RPL = Lucro Lquido / Patrimnio Lquido

Quanto maior for esse indicador, melhor. Ao aumentar de ano em ano, esse mltiplomostra que a performance da empresa foi melhor (pois mostra que o mesmo capitalgerou mais lucro).Anlise fundamentalistaPreo / Lucro (P/L): um dos mltiplos mais importantes da anlise fundamentalista. Indica ao acionista o tempo de retorno do seu investimento, isto , o nmero de anos necessrios para que o investidor lucre a partir de sua aplicao.Frmula: Preo da ao / Lucro por aoAnlise fundamentalistaTaxa de retorno (TR): o inverso do P/L. Assim, a TR mostra, percentualmente, o quanto se obtm em um ano.

TR = (L/P) x 100

Dividend Yield (DY): indica o quanto a empresa distribui de dividendos a seus acionistas, em percentual sobre o valor de mercado da ao.

DY = (Valor total dos Dividendos / Cotao da Ao) x 100Anlise fundamentalistaSoma-se a esses indicadores os clssicos de anlises de balanos: ndices de liquidez, atividade, rentabilidade e endividamento. Todos esses ndices, analisados em conjunto, indicam a performance financeira da empresa.Anlise tcnicaA anlise tcnica ou anlise grfica, de maneira resumida, uma abordagem que utiliza grficos como ferramenta principal para determinar o melhor momento (e preo) para comprar e vender ativos. Em complemento a utilizao de grficos, a anlise tcnica inclui tambm uma srie de teorias sobre como acontecem os movimentos do mercado.Anlise tcnicaHistricoAs origens da anlise tcnica moderna esto nos trabalhos de Charles Dow no incio do sculo XX. Dow junto com Edward D. Jones publicava um informativo financeiro que mais tarde seria o "The Wall Street Journal". Atravs do jornal, Dow apresentava suas observaes sobre o comportamento do mercado. O conjunto desses textos seria posteriormente reunido, gerando o que pode ser considerado o incio da anlise tcnica: a teoria de Dow.Anlise tcnicaA anlise tcnica funciona porque o mercado corresponde soma dos desejos, medos e expectativas das pessoas. O valor de um ativo reflete o encontro entre os que acreditam que o ativo ir se valorizar (compra) versus aqueles que pensam o contrrio (venda). Essas manifestaes aparecem nos grficos.Anlise tcnicaConhecendo o grfico de barrasA barra oferece uma srie de informaes sobre o que acontece no prego. O segmento de reta para a esquerda a abertura, ou seja, o valor do primeiro negcio que ocorreu no dia. O segmento para a direita o valor de fechamento, representando o preo do ltimo negcio no prego. O ponto mais alto da barra coincide com o preo mximo praticado durante o prego, enquanto que a extremidade inferior corresponde ao preo mnimo.O tamanho da barra (distncia entre o mximo e o mnimo) nos oferece alguns dados, mostrando um pouco sobre como foi a batalha entre compradores e vendedores. Uma barra pequena ou mdia, normalmente, demonstra um mercado calmo, sem grandes conflitos.

Anlise tcnicaConhecendo o Grfico de Candles:O grfico de candles composto por duas partes: corpo e sombras. O corpo a parte entre a abertura e o fechamento (parte mais alargada da figura acima), caso a abertura tenha sido inferior ao fechamento (um dia de alta) o corpo recebe, por exemplo, a cor branca. Se o fechamento foi menor que a abertura (um dia de queda) o corpo recebe outra cor, preto por exemplo. Assim, como pode ser visto na figura, em um dia de alta a abertura delimita a parte inferior do corpo candle e em um dia .de queda o contrrio.

21Anlise tcnicaEm grficos de candles podem ser utilizados todos os preceitos da teoria de Dow e padres clssicos que veremos a seguir. Alm disso, os candles introduzem um novo conjunto de padres. O mesmo grfico de barras do Bovespa est sendo representado com candles abaixo:

Anlise tcnicaPeriodicidade:Dirio: Representando 1 pregoSemanal: Uma barra ou candle representando todos os preges da semana.Mensal: Uma barra ou candle representando todos os preges do ms.Anual: Uma barra ou candle por ano.Intraday (tambm chamados intradia). Em um grfico intraday o intervalo utilizado corresponde, normalmente, a alguns minutos. Os mais comuns: 1, 5, 15, 30 e 60 minutos.Anlise tcnicaSuportes e resistncias: so zonas de preos nas quais o movimento atual do mercado tem grandes chances de parar e reverter.Suporte: Regio na qual o interesse de comprar grande, superando a presso vendedora, o movimento de queda tende a parar.Resistncia: Regio na qual o interesse de vender grande, superando a presso compradora, o movimento altista tende a parar.

Temos um exemplo de suporte no ndice Bovespa, note que o mercado vinha em queda atchegar ao valor de 15.780 pontos. A partir desse nvel, a fora compradora aumentou e a queda parou. O mercado reagiu, mas voltou a cair at a linha de suporte mais duas vezes at reverter para uma tendncia de alta de maior intensidade.Anlise tcnicaA regra para negociar usando suportes e resistncias parece simples: comprar no suporte e vender na resistncia.De maneira simples, suponha que determinada regio de preos uma resistncia. Se essa regio for rompida, ela tende a tornar-se uma zona de maior presso compradora, ou seja, um suporte. O raciocnio oposto tambm vlido, se uma regio de suporte for perdida, ela poder passar a ser uma resistncia.Princpio da inverso: est relacionado com a inverso de papis, ou seja, uma resistncia passa a funcionar como suporte e vice-versa.Anlise tcnicaA linha azul , inicialmente, um suporte, tendo funcionado diversas vezes como um local de reao do mercado. Entretanto, o suporte acabou por ser rompido transformando-se em uma linha de resistncia. Trata-se do princpio da inverso agindo.

Anlise tcnicaLinhas de tendncia: Conforme mostrado anteriormente, o mercado no se movimenta em linha reta, mas com impulsos e correes com a aparncia de um ziguezague. As tendncias, sejam elas de alta ou de baixa desenvolvem-se de acordo com esses formatos.Anlise tcnicaTraando a Linha de Tendncia de AltaPara traar uma linha de tendncia de alta ligamos os pontos inferiores da srie de preos em elevao. A linha formada pela unio desses fundos tende a ser uma linha de suporte.

Anlise tcnicaTraando a Linha de Tendncia de BaixaPara traar a linha de tendncia de baixa ligamos os pontos superiores do movimento de preos em queda. A linha formada pela unio desses topos tende a ser uma linha de resistncia.

Anlise tcnicaComo voc pode perceber as linhas de tendncia oferecem timos avisos. Em uma tendncia de alta, a linha de suporte formada pode sugerir boas oportunidades de compra.De maneira semelhante, ao se aproximar da linha de resistncia esteja preparado para sinais de venda.

FIM