Análise Técninca e Fundamentalista: DIvergências, Similaridades e Complementariedades.

Download Análise Técninca e Fundamentalista: DIvergências, Similaridades e Complementariedades.

Post on 13-Jun-2015

387 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Tema de grandes discusses entre os participantes do mercado financeiro, os mtodos deanlises fundamentalista e tcnica so apresentados neste estudo em uma abordagemterica de suas aplicabilidades com destaque s suas diferenas, similaridades e apossibilidade dos mtodos serem complementares para determinados ativos financeiros.

TRANSCRIPT

ANLISE TCNICA E FUNDAMENTALISTA: DIVERGNCIAS, SIMILARIDADES E COMPLEMENTARIEDADES (1)Daniel Augusto Tucci Chaves (2) Prof. Dr. Keyler Carvalho Rocha (3)

Resumo Tema de grandes discusses entre os participantes do mercado financeiro, os mtodos de anlises fundamentalista e tcnica so apresentados neste estudo em uma abordagem terica de suas aplicabilidades com destaque s suas diferenas, similaridades e a possibilidade dos mtodos serem complementares para determinados ativos financeiros. O resultado visa fornecer subsdios para a determinao da melhor anlise em relao ao objetivo do analista. O teste prtico apresentado mostra que possvel o trabalho em conjunto dessas anlises dependendo do cenrio em que se encontra a curva de preos do ativo, ou seja, se o mercado est em tendncia ou apresenta-se sem direo definida. Abstract Subject of great discussions among the participants of the finance market, the methods of fundamentalist and technical analysis are presented in this work in a theoretical approach of their applicabilities with prominence to their differences, similarities and the possibility of the methods will be complementaries for certain financial assets. The result seeks to supply subsidies for the determination of which analysis can be applied better in relation to the analyst's objective. The test practical presented display that is possible the work of those analysis in association, depending on the scenery it is the curve of prices assets in that, in other words, if the market is in tendency or it comes without defined direction. PALAVRAS CHAVES: anlise tcnica, anlise fundamentalista, anlise de ativos. KEY WORDS: technical analysis, fundamental analysis, financial analysis. Introduo Um dos debates que prevalece atravs dos tempos nas mesas de operaes do mercado financeiro faz referncia utilizao das duas mais importantes ferramentas para anlise de ativos: Anlise Tcnica e Anlise Fundamentalista. De um lado a corrente Fundamentalista estuda a variao de fatores que afetam o equilbrio entre oferta e a demanda no mercado. Os fundamentalistas utilizam em suas avaliaes importantes variveis que podem influenciar o mercado e os respectivos preos dos ativos, tanto presente quanto futuro. Essa anlise baseada em trs alicerces: anlise da empresa ou ativo; indstria ou mercado na qual est inserido; e finalmente, os indicadores econmicos no geral.(1) O presente artigo resultado do trabalho de concluso de curso, de mesmo ttulo, entregue ao Departamento de Administrao da Faculdade de Economia, Administrao e Contabilidade da Universidade de So Paulo sob orientao do Prof. Dr. Keyler Carvalho Rocha. (2) Graduando do Curso de Administrao da Faculdade de Economia, Administrao e Contabilidade da Universidade de So Paulo (FEA-USP). (3) Professor Doutor do Departamento de Administrao da Faculdade de Economia, Administrao e Contabilidade da Universidade de So Paulo.

Observa-se o papel preponderante do comportamento da economia, aspectos micro e macroeconmicos, para este tipo de anlise, alm da importncia do critrio subjetividade por parte dos analistas seguidores dessa corrente. Como resultado final, objetiva-se calcular o valor intrnseco do ativo o qual poder ser comparado com o mercado e classificado como sobre avaliado, sub avaliado ou que seu preo condizente (justo) com o praticado pelo mercado. Em vista disso, surge uma das definies da anlise fundamentalista que ser definir qual o ativo deve ser comprado ou vendido. Na outra vertente esto os Tcnicos ou Grafistas que so direcionados essencialmente pela compreenso e anlise do comportamento histrico dos preos e volumes dos ativos no passado, para determinar o preo atual ou as condies do mercado j que, segundo eles, o fator psicolgico predomina no mercado e o comportamento dos participantes tende a se repetir no futuro. Alm disso, os tcnicos partem da premissa de que o preo praticado pelo mercado desconta toda e qualquer informao a respeito do ativo, inclusive as anlises realizadas pelos fundamentalistas. Os tcnicos dividem-se em grafistas que se utilizam dos comportamentos grficos dos preos ao longo do tempo e os tcnicos que se utilizam de ferramentas estatsticas para aplicao da anlise. Estes no so influenciados pela subjetividade na anlise, pois so elas que iro determinar o momento certo da realizao da operao, ou seja, o tempo ideal (quando) para entrar ou sair de determinado mercado ou ativo. J os grafistas apresentam certo nvel de subjetividade na anlise. Inserido nesse contexto de discusso, o presente trabalho tem como objetivo esclarecer cada tipo de anlise e fornecer subsdios para a elucidao da idia de complementaridade dessas anlises defendida em muitas publicaes e estudos. Contexto As anlises abordadas nesse estudo so ferramentas para a operao de trading no mercado financeiro. Trading, do ingls negcio ou comrcio, o termo utilizado para o processo ou negociao, pelo qual os operadores visam obter resultados em prol da maximizao da rentabilidade dos ativos. Segundo Rotella (1992, p.2), trading no simplesmente o ato de negociar ativos, mas um complexo processo que envolve a escolha de um mtodo de trading, conceitos de gerenciamento de capital, indagaes sobre conceitos psicolgicos e auto-conhecimento por parte dos operadores. Trading tem seu significado alm de simplesmente objetivar o ganho de capital. Segundo o autor, trading : 1) uma anlise do mercado e o desenvolvimento de um bom mtodo de trading; 2) aplicao das propriedades dos princpios de administrao do capital; 3) busca pelo auto-conhecimento ( psicologia) e a determinao dos objetivos que o operador esperar alcanar com o trading. Para o estudo em questo, importante ressaltar a hiptese da eficincia de mercado (EMH - Efficient Market Hypothesis). Esta hiptese argumenta que os preos de mercado refletem todos os tipos de informaes que possam influenciar os retornos esperados no futuro e que o preo de mercado sempre est em equilbrio, o que impossibilita ao analista obter retornos acima do mercado. Esta definio vai ao desencontro tanto da anlise fundamentalista quanto da anlise tcnica, as quais no teriam sentido num mercado eficiente portanto neste estudo essa hiptese rejeitada.

2

Anlise Fundamentalista Anlise fundamentalista o estudo dos fatores que afetam as situaes de oferta e demanda de um mercado, com o objetivo de determinar o valor intrnseco de um ativo. Atravs dessa anlise, o analista est apto a comparar o preo encontrado com o preo do mercado e classific-lo como sobre-avaliado com sinalizao de venda, sub-avaliado com sinalizao de compra ou que seu preo condizente (justo) com o praticado pelo mercado. Em vista disso, a anlise fundamentalista define qual o ativo deve ser comprado ou vendido. Esta anlise geralmente est atrelada a grandes movimentos no longo prazo e no prediz o tempo certo para entrar ou sair do mercado. Bodie, Kane e Marcus (2002) definem anlise fundamentalista como a determinao do valor presente de todos os pagamentos que os acionistas recebero por cada ao. Para isso, os analistas devem levar em considerao lucros e dividendos esperados pela empresa, expectativas econmicas e a avaliao de risco da empresa. De acordo com Rotella (1992, pg.33) a anlise fundamentalista inerentemente proftica, pois o analista faz projees que objetivam encontrar equaes futuras para as curvas de oferta e demanda do mercado. O fundamentalista freqentemente visa obter o dueto: causa e efeito de uma varivel e seus impactos sobre o mercado, ou seja, preocupam-se em definir o motivo pelo qual os preos se direcionaro no futuro. Como observado, as definies podem estar direcionadas a determinado tipo de ativo ou mercado, assim como Bodie, Kane e Marcus definiram a anlise sob a tica do mercado de aes, Rotella definiu sob a tica do mercado de commodities. O presente estudo apresenta a aplicao da anlise fundamentalista em diferentes mercados, porm o mercado acionrio exige um estudo aprofundado tanto da empresa quanto da economia ao contrrio dos outros ativos onde apenas os fatores econmicos so direcionadores da anlise. Segundo Winger e Frasca (1995, pg.216), a anlise fundamentalista tem em seu alicerce a anlise de trs fatores: anlise da empresa; anlise da indstria em que a empresa est inserida e a anlise geral da economia. essencial que estes trs fatores sejam analisados, no importando a ordem de suas utilizaes. Os impactos da economia para com a empresa ou ativo objeto so essenciais. Qualquer previso estar baseada nas projees econmicas tanto do pas onde est inserido como do mercado analisado. At mesmo a anlise econmica mundial e de seus principais participantes deve ser considerada. Para isso, o fundamentalista deve estar atento s publicaes sobre a economia a fim de obter conhecimento geral de como a economia est e eventualmente captar as idias dos principais especialistas do mercado. Dois mtodos podem ajudar nessa tarefa: acompanhar as publicaes governamentais, dentre os quais esto os relatrios de indicadores econmicos e analisar diferentes opinies de especialistas a fim de alcanar um consenso sobre a perspectiva da economia. Os indicadores representam essencialmente dados e/ou informaes sinalizadoras do comportamento das diferentes variveis e fenmenos componentes de um sistema econmico de um pas, regio ou estado. Esses indicadores so fundamentais tanto para propiciar uma melhor compreenso da situao presente e o delineamento das tendncias de curto prazo da economia, quanto para subsidiar o processo de tomada de decises estratgicas de agentes pblicos e privados. Alm do papel que desempenham na interferncia das curvas de oferta e demanda de determinado ativo. Como isso, os fundamentalistas analisam esses indicadores com o objetivo de equacionar o comportamento da relao entre oferta e demanda no futuro para predizerem o comportamento do preo futuro. 3

O objetivo da anlise econmica, alm de fornecer subsdios para a anlise dos ativos, antecipar possveis movimentos da economia do pas antes que essa informao se torne um consenso para o mercado, ou seja, a anlise deve possibilitar ao analista se antecipar ao restante do mercado na realizao de operaes. Observao: Alguns fatores so considerados parte integrante da anlise fundamentalista, porm no dizem respeito economia num mbito geral, mas podem influenciar a relao entre oferta e demanda para determinado ativo. So os chamados eventos extraordinrios nos quais se encontram as condies climticas, eventos da natureza como furaces ou terremotos, guerras, greves entre outros. Todos esses fatores devem ser levados em considerao na utilizao da anlise fundamentalista. Mtodos de Anlise Fundamentalista Diferentes mtodos so utilizados para a determinao do valor intrnseco do ativo, uma das bases principais do estudo fundamentalista. Em geral, esses modelos so aplicados no mercado de aes onde empresas esto relacionadas aos ativos, objetos da anlise. Para outros ativos, o modelo de precificao baseado no equilbrio da equao entre oferta e demanda amplamente utilizado. Damodaran (1996, pg.11) afirma que qualquer ativo pode ser avaliado, porm alguns podem ser mais facilmente avaliados do que outros e os detalhes da avaliao variam de caso para caso. Em termos gerais, existem trs abordagens para a avaliao em especial de aes. A primeira, avaliao por fluxo de caixa descontado, relaciona o valor de um ativo ao valor presente dos fluxos de caixa futuros esperados para o mesmo ativo. A segunda, a avaliao relativa, estima o valor de um ativo enfocando a precificao de ativos comparveis relativamente a uma varivel comum como lucros, fluxos de caixa, valor contbil ou vendas. A terceira, avaliao de direitos contingentes, utiliza modelos de precificao de opes para medir o valor de ativos que possuam caractersticas de opes. O mesmo autor ressalta, a possibilidade de diferenas significativas nos resultados, dependendo da abordagem utilizada. A abordagem clssica para a avaliao fundamentalista de ativos, exceto aes, o modelo de oferta e demanda. Por este modelo, os analistas estudam os impactos que os fundamentos econmicos podem ocasionar no preo de equilbrio entre oferta e demanda. Anlise Tcnica Anlise tcnica o estudo do comportamento histrico do mercado para determinar o estado atual ou as condies futuras do mesmo. O analista tcnico observa tendncias deste comportamento e avalia como o mercado reage a estas. Em sua essncia, a anlise tcnica assume que os mercados exibiro comportamentos futuros que so consistentes com o passado, ou seja, o tcnico se orienta pela repetio de padres de comportamento do mercado. A anlise tem como objetivo, a predio de quando os preos iro se mover, quando a hora certa para entrar ou sair do mercado. Como ressalva, comum o uso de anlise tcnica para qualquer mtodo de avaliao baseado em preos histricos ou grficos, porm julgo necessria a subdiviso dessa forma de anlise em dois grupos: os grafistas que se utilizam dos comportamentos grficos dos preos ao longo do tempo e os tecnicistas que se utilizam de ferramentas estatsticas para aplicao da anlise. Neste trabalho, ser utilizada a anlise tcnica como o grupo dessas duas subdivises.

4

Para Murphy (1986, p.2) existem trs premissas bsicas onde esta fundamentada a anlise tcnica: preos de mercado descontam tudo (fundamentos econmicos, polticos, psciolgicos entre outros); os preos movem-se em tendncias; e por fim, que a histria se repete ou seja, que o comportamento dos preos no passado se repetem no futuro. Winger e Frasca (1995, pg.260) definem anlise tcnica como um mtodo de seleo de ativos que no consideram os fundamentos econmicos em seu estudo. No mercado de aes, por exemplo, desconsideram qualquer informao a respeito da empresa ou indstria em que se realiza a anlise. Os tcnicos assumem que os fundamentalistas realizaram seu estudo e como resultado, os preos de mercado tendem a refletir esse estudo. Ilustrativamente, segundo os autores, os analistas tcnicos trabalham em salas fechadas, sozinhos e munidos de grficos para no serem influenciados pelas informaes fundamentalistas que possam influenciar suas anlises. Para Ehrman (2004), a analise tcnica envolve a elaborao de um complexo modelo que remove o fator humano do momento da execuo ou da deciso do investimento. Brown (1999) complementa afirmando que a anlise exclui o componente subjetivo do estudo. Murphy (1986, p.4) argumenta que muito da estrutura da anlise tcnica e o estudo dos mercados tem a ver com o estudo da psicologia. Padres grficos, por exemplo, tm sido estudados e classificados ao longo dos ltimos cem anos refletem certas figuras que aparecem nos grficos de preos. Essas figuras revelam a psicologia altista ou baixista do mercado. Uma vez que tais padres funcionaram bem no passado, assume-se que continuaro a funcionar bem no futuro. Eles baseiam-se no estudo da psicologia, que tende a no se alterar. A chave para entender o futuro reside no estudo do passado, ou que o futuro apenas uma repetio do passado. Rotella (1992, pg.101) destaca que a anlise tcnica pode ser...