anÁlise propositiva do grau de sustentabilidade ?_21/silvia_andrade... · 1 1. introduÇÃo...

Download ANÁLISE PROPOSITIVA DO GRAU DE SUSTENTABILIDADE ?_21/Silvia_Andrade... · 1 1. INTRODUÇÃO Segundo

Post on 09-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ANLISE PROPOSITIVA DO GRAU DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL DE UM HOSPITAL PRIVADO

    Slvia Andrade da Luz Fontes

    Elisete Dahmer Pfitscher Sandro Vieira Soares Roque Brinckmann

    Universidade Federal de Santa Catarina UFSC

    RESUMO:

    Esta pesquisa trata da anlise propositiva da gesto ambiental de um hospital privado em Florianpolis pelo mtodo SICOGEA Gerao 3. A metodologia inclui: (a) reviso da literatura sobre aplicao do SICOGEA; (b) a escolha da instituio para anlise por critrio de incidncia de pesquisas e acesso s informaes; (c) a utilizao do mtodo SICOGEA Gerao-3 por questionrio e entrevista, seguidos pelo clculo dos graus das dimenses de avaliao e da avaliao final do grau de sustentabilidade ambiental global; (d) a anlise da gesto ambiental global luz dos resultados obtidos; (e) proposio de um plano resumido de gesto ambiental. O resultado global de 66,79% apresenta-se como um grau de sustentabilidade "Bom", que expressa um rendimento superior estrita vigilncia da legislao ambiental e um forte interesse na busca de melhoria ambiental contnua. So indicados a anlise de uma instituio pblica de tamanho similar, a pesquisa sobre resduos hospitalares, em especial a destinao de "explantes", e um estudo comparativo do grau de sustentabilidade ambiental entre os hospitais do Brasil e de outros pases.

    PALAVRAS-CHAVE: Grau de Sustentabilidade Ambiental; Contabilidade Ambiental; Gesto

    Ambiental; Sicogea; Hospital privado. ABSTRACT

    This research approaches a propositional analysis of the environmental management of a private hospital in Florianopolis by means of the SICOGEA-Generation 3 method. The methodology includes: (a) literature review of applications of SICOGEA; (b) the choice of the institution for analysis by criteria of research incidence and access to information; (c) employment of SICOGEA-Generation 3 method by means of questionnaire and interview followed by the reckoning of the dimensions grades and final assessment of the global environmental sustainability degree; (d) analysis of the global environmental management in light of the results obtained; (e) proposition of an environmental management concise plan. The global result of 66.79% beholds a Good degree of sustainability which expresses performance beyond the strict monitoring of environmental legislation and a strong interest in the search for continuous environmental improvement. It is suitable for future studies the examining of a public institution of similar size, the research on hospital waste, in particular the disposal of "explants", and a comparative study of the degree of environmental sustainability among hospitals in Brazil and other countries.

    KEY WORDS: Degree of Environmental Sustainability; Environmental accounting;

    Environmental management; Sicogea; Private hospital.

    RIGC - Vol. XI, n 21, Enero-Junio 2013

  • 1

    1. INTRODUO Segundo Rattner (1999, p. 233), a busca da sustentabilidade ambiental se d pela estruturao

    de um processo [...] mobilizador e motivador nos esforos da sociedade para transformar as instituies sociais, os padres de comportamento e os valores dominantes. A intensificao da busca desta sustentabilidade pelas organizaes vem se alargando, vejam-se as exposies voluntrias destes feitos realizadas pelas corporaes na grande mdia. Tal demanda no se faz somente pela satisfao do politicamente correto, mas por imposies legais (BERTOLI e RIBEIRO, 2006, p. 122) ou mesmo incentivos econmicos crescentes, a exemplo do Projeto de Lei n 5/2011, que tramita no Senado Federal brasileiro e que acrescenta como critrio de eleio em licitaes de compras governamentais os investimentos realizados pela empresa em defesa do meio ambiente.

    Os estabelecimentos de sade desenvolvem atividades que impactam sobremaneira o ambiente,

    em especial devido ao lixo hospitalar gerado por suas atividades, cuja eliminao e neutralizao so complexas tanto dentro quanto fora dos hospitais. Para este fim, recentemente a Resoluo RDC n 15, de 15 de maro de 2012, da Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria (Anvisa), estabelece requisitos de boas prticas para o processamento de produtos para sade e traz extenso rol de obrigaes aos gestores para adequao de sua gesto ambiental. Assim, seja por demandas de marketing, incentivos governamentais ou exigncias legais, organizaes do tipo hospital devem realizar gesto ambiental contnua a fim de atingir uma sustentabilidade ambiental consistente, o que leva indagao de pesquisa: como aferir o grau de sustentabilidade ambiental de um hospital privado situado na Grande Florianpolis? A resposta a tal questionamento passa pela criao e utilizao de sistema que d suporte esta busca aos gestores destas instituies. Faroni et al. (2010, p. 1.120) explicam que a Contabilidade Ambiental serve como importante base de conhecimento de informaes para auxiliar os administradores no gerenciamento empresarial do meio ambiente, por ela ento possvel alimentar o Sistema Contbil Gerencial Ambiental (SICOGEAGerao 3), pelo qual se pode estimar de forma contnua e consistente o grau de sustentabilidade ambiental objeto desta pesquisa (PFITCHER, 2004; UHLMANN, 2011).

    Tabela 1. Relao de trabalhos publicados que utilizaram o SICOGEA entre 2003 e 2009,

    conforme a atividade avaliada pelo sistema e o tipo de publicao

    Ramo Em monografias Em artigos Total Percentual Setor de Servios Academia de Ginstica 1 0 1 2,86% Setor de Servios de Saneamento 0 1 1 2,86% Comrcio de Cosmticos 1 0 1 2,86% Condomnios 2 1 3 8,57% Energia Eltrica 2 0 2 5,71% Ensino 1 1 2 5,71% Estudo Bibliogrfico 1 0 1 2,86% Hospital 5 4 9 25,71% Hotel 1 0 1 2,86% Indstria de Bebidas 1 1 2 5,71% Indstria de Cermicas 1 1 2 5,71% Indstria Fundio e Siderurgia 2 0 2 5,71% Indstria de Compressores 1 0 1 2,86% Indstria Txtil 1 0 1 2,86% Lavanderias 0 1 1 2,86% rgos Pblicos 2 1 3 8,57% Supermercados 1 0 1 2,86% Tecnologia 1 0 1 2,86% Totais 24 11 35 100% Fonte: Vargas (2009 p. 58)

  • 2

    A escolha justifica-se pela extensa aplicao do SICOGEA para finalidade desta natureza,

    conforme demonstrado na Tabela 1, pela qual se constata que o setor de hospitais foi o mais pesquisado pela aplicao do mtodo SICOGEA como sistema de suporte Contabilidade Ambiental.

    2. REFERENCIAL TERICO

    O foco dos antecedentes aqui estudados recai sobre o sistema SICOGEA, atravs da descrio

    de sua formao e fases de desenvolvimento, cada uma delas chamadas a partir daqui de gerao. 2.1. Sistema Contbil Gerencial Ambiental Gerao 1 O sistema SICOGEA foi concebido a partir do Mtodo de Gerenciamento de Aspectos e

    Impactos AmbientaisGAIA, que demonstra o desempenho ambiental das organizaes com base na ISO 14.000 (LERPIO, 2001). O SICOGEA dividide-se em trs dimenses de aplicao: (i) Integrao da Cadeia Produtiva pela qual so identificados os impactos dos processos produtivos; (ii) Gesto de Controle Ecolgico em que so implementados os quesitos para certificao; (iii) Gesto de Contabilidade e Controladoria Ambiental foco de aplicao deste estudo e pela qual os setores de uma organizao so avaliados quanto ao impacto ambiental resultante de suas atividades (PFITSCHER, 2004).

    2.2. Sistema Contbil Gerencial Ambiental Gerao 2 Nunes (2010) percebeu que o SICOGEA era aplicado apenas em um setor especfico de

    atividade econmica e ento generalizou a nomenclatura utilizada no fluxo estrutural do elenco de seus elementos constituintes atravs da adoo das seguintes reformulaes:

    a) Alterao da estrutura da lista de verificao; b) Forma de resposta do questionrio na escala de zero a cinco; c) Perspectiva de enquadrar a questo como N/A (No se Aplica organizao); d) Atribuio de pontos por questo; e) Criao de uma nova metodologia de clculo do grau de sustentabilidade. O mesmo autor ainda prope novo conceito para a primeira dimenso, ampliando a ideia de

    processo produtivo para cadeia de valor, o que torna o SICOGEA harmnico com as ideias de Porter (1985). A terceira dimenso aplicada no presente estudo Gesto da Contabilidade e Controladoria Ambiental foi subdividida em trs estgios de execuo: (i) investigao e mensurao; (ii) informao e (iii) deciso. Ainda mais, a sustentabilidade passou a ser classificada como pssima, fraca, regular, boa ou tima (Quadro 1).

    Quadro 1. Avaliao da sustentabilidade e desempenho ambiental pelo SICOGEAGerao 2

    Resultado Sustentabilidade Desempenho: controle, incentivo, estratgia competitiva

    Inferior a 20% Pssima: P Pode estar causando grande impacto ao meio ambiente

    Entre 21 e 40% Fraca: F Pode estar causando danos, mas empreende algumas poucas iniciativas Entre 41 e 60% Regular: R Atende somente a legislao

    Entre 61 e 80% Boa: B Alm de atender a legislao, promove projetos e atitudes que buscam valorizar o meio ambiente

    Superior a 80% tima: O Alta valorizao ambiental, com investimentos em produo ecolgica e preveno da poluio

    Fonte: Adaptado de Lerpio (2001), Pfitscher (2004) e Nunes (2010)

  • 3

    2.3. Sistema Contbil Gerencial Ambiental Gerao 3 O SICOGEAGerao 3 foi desenvolvido por Uhlmann (2011). Ele no traz alteraes de

    estrutura em relao ao SICOGEAGerao 2, mas na primeira dimenso, Integrao da Cadeia de Valor, houve a incluso de uma fase intitulada Dinmica dos grupos e feedback, cuja finalidade motivar os interessados a participar ativamente do processo, a fim de promover o comprometimento dos atores.

    Na segunda dimenso, Gesto do Controle Ecolgico, foi includo um diagnstico das

    operaes com o potencial de impactar negativamente o meio ambiente, levando em considerao o setor de atuao da empresa (UHLMANN, 2011, p. 65).

    A modificao anteriormente descrita tambm aproveitada pela autora na dimenso trs,

    Gesto da Contabilidade e Controladoria Ambiental, a fim de diminuir a possibilidade de d