ana julia castanheira campos moraes louzada l895 louzada, ana julia castanheira campos moraes. a...

Download Ana Julia Castanheira Campos Moraes Louzada L895 Louzada, Ana Julia Castanheira Campos Moraes. A formaأ§أ£o

Post on 21-Jul-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UERJ

    FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES – FFP

    DEPARTAMENTO DE LETRAS - DEL

    Ana Julia Castanheira Campos Moraes Louzada

    A Formação do Aluno Leitor nas Séries Iniciais: As práticas de leitura e letramento na Escola Municipal Anísio Teixeira

    São Gonçalo

    2016

  • Ana Julia Castanheira Campos Moraes Louzada

    A Formação do Aluno Leitor nas Séries Iniciais: As práticas de leitura e letramento na Escola Municipal Anísio Teixeira

    Monografia apresentada ao

    Departamento de Letras da Faculdade

    de Formação de Professores da

    Universidade do Estado do Rio de

    Janeiro (DEL/FFP/UERJ), como

    requisito parcial para o grau de

    licenciada em Letras –

    Português/Literaturas.

    Orientadora: Profª Drª Inês Ferreira de Souza Bragança

    São Gonçalo

    2016

  • FICHA CATALOGRÁFICA

    CATALOGAÇÃO NA FONTE

    UERJ/REDE SIRIUS/CEH/D

    L895 Louzada, Ana Julia Castanheira Campos Moraes.

    A formação do aluno leitor nas séries iniciais: as práticas de leitura e letramento na Escola Municipal Anísio Teixeira / Ana Julia Castanheira Campos Moraes Louzada. – 2016.

    74f.

    Orientadora: Profª. Drª. Inês Ferreira de Souza Bragança.

    Monografia (Licenciatura em Letras – Português/Literatura) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores.

    1. Educação. 2. Leitura. 3. Letramento. I. Bragança, Inês Ferreira de Souza. II. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores.

    CDU 371

  • Dedico este trabalho à comunidade escolar da Escola Municipal Anísio Teixeira: as experiências partilhadas representaram um

    verdadeiro divisor de águas na minha formação docente.

  • AGRADECIMENTOS

    Agradeço eternamente a Nossa Senhora. Mãe e protetora, me fez sentir amparada em todos os momentos desta caminhada.

    A minha mãe e minha avó, que juntas cumpriram a árdua tarefa da minha

    criação. Meus exemplos de vida, sempre presentes e demonstrando apoio. Até nos

    momentos mais difíceis, nunca permitiram que eu deixasse de acreditar do que eu era

    capaz.

    Ao meu marido, que acompanhou a minha graduação desde os primeiros

    períodos e nunca deixou de estar ao meu lado. Companheiro com quem partilho alegrias

    e frustrações me fazendo feliz todos os dias.

    A todos os colegas que tive a oportunidade de conhecer na graduação, em

    especial ao querido Rozalvo Canella Jr., que sempre me estendeu a sua mão amiga.

    Aos membros da equipe da Escola Municipal Anísio Teixeira, em especial a

    minha amiga e Diretora da Unidade Escolar, Mara Lobo, que com sua paixão por esta

    escola e suas crianças me cativa todos os dias; a Pedagoga Tatiana Fagundes, que desde

    o primeiro momento se mostrou completamente disposta a colaborar com a minha

    pesquisa; e a querida amiga Professora Katia Vasconcellos, que de forma tão generosa

    me auxiliou em cada etapa da construção deste trabalho.

    A todos os alunos da Escola Municipal Anísio Teixeira, que diariamente me

    fazem acreditar que nós podemos fazer a diferença.

    A minha querida orientadora, que com toda a sua ternura me acolheu quando eu

    mais precisei e com tanto carinho e confiança, me apresentou um novo mundo de

    possibilidades.

    A todos vocês, a minha imensa gratidão.

  • Chega mais perto e contempla as palavras.

    Cada uma

    tem mil faces secretas sob a face neutra

    e te pergunta, sem interesse pela resposta,

    pobre ou terrível, que lhe deres:

    Trouxeste a chave?

    Carlos Drummond de Andrade

  • RESUMO

    O presente trabalho monográfico tem por objetivo compreender como as práticas

    leitoras exercem influência na formação de alunos leitores com expertise de

    conhecimentos de mundo, e se estas práticas, sendo fomentadas ainda nas séries iniciais,

    auxiliam na multiplicação desta formação. Utilizamos como referencial teórico-

    metodológico a pesquisa narrativa e realizamos entrevistas/conversas com personagens

    que vivenciam o cotidiano da Escola Municipal Anísio Teixeira, um projeto piloto de

    educação integral em tempo integral no Município de Niterói - Rio de Janeiro. A

    pesquisa desenvolve-se por meio do estudo da literatura e das pesquisas de autores

    como Geraldi (2015), Lajolo (2004), Paulo Freire (1994), entre outros, alinhavando um

    diálogo com as narrativas dos membros da comunidade escolar. Através de uma

    abordagem qualitativa, o trabalho buscou compreender conceitos que atravessam o

    campo dos estudos sobre práticas pedagógicas de leitura, letramento e narrativas.

    Analisamos o conteúdo das entrevistas/conversas realizadas e percebemos que os

    incentivadores/modelos de leitores influenciam na formação de alunos leitores. Também

    pudemos apurar que, no contexto escolar, são indispensáveis propostas diferenciadas

    que se entrelacem com o afetivo dos alunos, para que os mesmos participem de forma

    ativa e desenvolvam seu lado criativo, bem como outras potencialidades nas diversas

    linguagens que englobam o currículo escolar.

    Palavras-Chave: Leitura, Letramento, Tempo Integral, Pesquisa Narrativa.

  • SUMÁRIO

    INTRODUÇÃO ............................................................................................................... 8

    1. O LEITOR NA CONTEMPORANEIDADE: DESAFIOS E PERSPECTIVAS ...... 11

    2. O LEITOR NA CONCEPÇÃO DE TEMPO INTEGRAL ...................................... 15

    2.1. PRÁTICAS DE LEITURA E LETRAMENTO NA ESCOLA MUNICIPAL

    ANÍSIO TEIXEIRA .......................................................................................... 18

    3. A PESQUISA NARRATIVA NO ESPAÇO ESCOLAR ......................................... 24

    3.1 CAMINHOS PERCORRIDOS: PONTOS E CONTRAPONTOS DO

    TRABALHO COM NARRATIVAS ................................................................. 25

    3.2. LÓCUS PESQUISADO: PERCEPÇÕES DOS ATORES ENVOLVIDOS

    NA FORMAÇÃO DE ALUNOS LEITORES NA ESCOLA MUNICIPAL

    ANÍSIO TEIXEIRA .......................................................................................... 27

    CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................ 31

    REFERÊNCIAS ............................................................................................................ 34

    ANEXO I – Quadros de Análise de Conteúdo Grupo A ............................................. 37

    ANEXO II – Quadros de Análise de Conteúdo Grupo B ............................................ 53

    ANEXO III – Quadros de Análise de Conteúdo Grupo C ........................................... 65

    ANEXO IV – Quadros de Análise de Conteúdo Grupo D .......................................... 73

  • 8

    INTRODUÇÃO

    Nas últimas décadas, vários pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento

    têm se interessado pela temática da leitura, principalmente a que vivenciamos na escola.

    A leitura e seu ensino formal sempre estiveram inseridos no Brasil em um quadro de

    “desencontro”, que se caracteriza tanto pela “inexistência” de leitores proficientes

    (KLEIMAN, 2007) quanto de oportunidades efetivas de leitura. Embora muitos projetos

    sociais e governamentais estejam sendo criados para reverter essa situação - cito aqui

    para exemplificar o projeto de iniciativa privada da Fundação Itaú Social “Coleção Itaú

    criança” e no âmbito governamental federal o Programa Nacional Biblioteca na Escola

    (PNBE) - a leitura ainda não se tornou uma prática social efetiva entre os brasileiros.

    Nem o advento das redes sociais, que gerou um visível aumento da interação através da

    escrita, trouxe mudanças consideráveis neste sentido. A escola, como espaço

    privilegiado de desenvolvimento da capacidade intelectual e linguística, tem exercido

    um papel determinante no que diz respeito ao modo como os alunos desenvolvem seus

    hábitos de leitura.

    Dessa forma, esta pesquisa tem como eixo principal as Práticas Pedagógicas de

    Leitura e Letramento, e busca verificar em que medida esta interação vem cumprindo

    seu papel na formação de alunos leitores. Não apenas no sentido de decodificação de

    textos literários, mas em uma concepção mais abrangente e que foge do simples ato de

    decifrar e oralizar o código escrito. Lajolo (2004) afirma que devemos ler para entender

    o mundo, para viver melhor, e que a leitura não pode se esgotar nos estreitos círculos da

    escola.

    Este “desencontro” ao qual nos referimos é citado por Silva (1995) como sendo

    historicamente atribuído ao professor de Língua Portuguesa, pois vê-se nele a

    responsabilidade de trabalhar a