Âmbito da jurisdição – contratos e responsabilidade ...· contratos e responsabilidade civil

Download Âmbito da jurisdição – contratos e responsabilidade ...· contratos e responsabilidade civil

Post on 08-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

mbito da jurisdio contratos e responsabilidade civil extracontratual

Miguel Assis Raimundo

Professor da FDUL

Advogado

miguelraimundo@fd.ul.pt

Redaco actual

Artigo 1.Jurisdio administrativa e fiscal

1 - Os tribunais da jurisdioadministrativa e fiscal so os rgosde soberania com competncia paraadministrar a justia em nome dopovo, nos litgios emergentes dasrelaes jurdicas administrativas efiscais.

2 - Nos feitos submetidos ajulgamento, os tribunais dajurisdio administrativa e fiscal nopodem aplicar normas que infrinjamo disposto na Constituio ou osprincpios nela consagrados.

Proposta de alterao

Artigo 1.Jurisdio administrativa e fiscal

1 Os tribunais da jurisdioadministrativa e fiscal so os rgosde soberania com competncia paraadministrar a justia em nome dopovo, nos litgios compreendidospelo mbito de jurisdioprevisto no artigo 4. desteEstatuto.

2 Nos feitos submetidos ajulgamento, os tribunais dajurisdio administrativa e fiscal nopodem aplicar normas que infrinjamo disposto na Constituio ou osprincpios nela consignados.

2

A referncia preambular clarificao das relaes entre os arts.

1/1 e 4

A nova alnea q) do n. 1: Relaes jurdicas administrativas e

fiscais que no digam respeito s matrias previstas nas alneas

anteriores.

Qual o sentido real da alterao?

Continua sem existir uma enumerao taxativa de situaes

correspondentes a relaes jurdicas administrativas e fiscais

Continua a ser duvidosa a subsuno de alguns dos casos das alneas

noo de relao jurdica administrativa

3

Redaco actualArtigo 4.

mbito da jurisdio1 - Compete aos tribunais dajurisdio administrativa e fiscal aapreciao de litgios que tenhamnomeadamente por objecto:

()

b) Fiscalizao da legalidade dasnormas e demais actos jurdicosemanados por pessoas colectivas dedireito pblico ao abrigo dedisposies de direitoadministrativo ou fiscal, bem comoa verificao da invalidade dequaisquer contratos quedirectamente resulte da invalidadedo acto administrativo no qual sefundou a respectiva celebrao;

Proposta de alteraoArtigo 4.

mbito da jurisdio1 - Compete aos tribunais da

jurisdio administrativa e fiscal aapreciao de litgios que tenhampor objeto questes relativas a:

()

b) Fiscalizao da legalidade dasnormas e demais atos jurdicosemanados por rgos daAdministrao Pblica ao abrigo dedisposies de direitoadministrativo ou fiscal;

4

Redaco actual

Artigo 4.

mbito da jurisdio1 - Compete aos tribunais dajurisdio administrativa e fiscal aapreciao de litgios que tenhamnomeadamente por objecto:

()

e) Questes relativas validade deactos pr-contratuais e interpretao, validade e execuode contratos a respeito dos quaishaja lei especfica que os submeta,ou que admita que sejamsubmetidos, a um procedimentopr-contratual regulado pornormas de direito pblico;

Proposta de alterao

Artigo 4.

mbito da jurisdio1 - Compete aos tribunais da

jurisdio administrativa e fiscal aapreciao de litgios que tenhampor objeto questes relativas a:

()

e) Validade de atos pr-contratuaise interpretao, validade eexecuo de contratosadministrativos ou dequaisquer outros contratoscelebrados nos termos dalegislao sobre contrataopblica, por pessoas coletivasde direito pblico ou outrasentidades adjudicantes;

5

Redaco actual

Artigo 4. (cont.)

f) Questes relativas interpretao,validade e execuo de contratos deobjecto passvel de acto administrativo, decontratos especificamente a respeito dosquais existam normas de direito pblicoque regulem aspectos especficos dorespectivo regime substantivo, ou decontratos em que pelo menos uma daspartes seja uma entidade pblica ou umconcessionrio que actue no mbito daconcesso e que as partes tenhamexpressamente submetido a um regimesubstantivo de direito pblico;

Proposta de alterao

Artigo 4. (cont.)

A alnea eliminada, pois o seucontedo ficou consumido pela novaredaco dada alnea e), j que astrs categorias de contratos at aquireferidos na alnea so abrangidospela referncia da alnea anterior aoscontratos administrativos

6

Concentrao e simplificao das referncias

actividade contratual (tornada mais operativa pelo CCP

e, porventura, pela reviso do CPA), em torno dos

seguintes elementos de conexo:

Procedimento de formao / contratao pblica (formao

e regime substantivo), embora com a curiosa omisso do

conceito de contrato pblico

Contrato administrativo

7

O que no significa ausncia de dificuldades, pois os

elementos de conexo assentam em conceitos de

Direito substantivo que continuam a ser discutveis:

Cf. os litgios relativos a contratos de habitao social e

questes conexas (por ltimo, acrdos do TConflitos

nos confs. 57/13 e 65/13)

8

Assim como pode ser questionada uma certa tendncia para a

macrocefalia da jurisdio administrativa

Porque que um litgio emergente do incumprimento de um contrato de

direito privado celebrado por uma entidade do art. 2/2 do CCP com um

particular julgado pelos tribunais administrativos? H espao para

interpretaes restritivas, usando o conceito de relao jurdica

administrativa?

Porque que a cobrana de uma dvida contra um municpio, emergente

de um contrato de prestao de servios, julgada pelos tribunais

administrativos?

9

Redaco actual

Artigo 4. (cont.)

g) Questes em que, nos termosda lei, haja lugar aresponsabilidade civilextracontratual das pessoascolectivas de direito pblico,incluindo a resultante doexerccio da funo jurisdicional eda funo legislativa;

Proposta de alterao

Artigo 4. (cont.)

f) Responsabilidade civilextracontratual das pessoascoletivas de direito pblico,incluindo por danos resultantesdo exerccio das funespoltica, legislativa ejurisdicional;

10

Redaco actual

Artigo 4. (cont.)

h) Responsabilidade civilextracontratual dos titulares dergos, funcionrios, agentes edemais servidores pblicos;

i) Responsabilidade civilextracontratual dos sujeitosprivados aos quais seja aplicvel oregime especfico daresponsabilidade do Estado edemais pessoas colectivas de direitopblico;

Proposta de alterao

Artigo 4. (cont.)

g) Responsabilidade civilextracontratual dos titulares dergos, funcionrios agentes,trabalhadores e demais servidorespblicos, incluindo aes deregresso;

h) Responsabilidade civilextracontratual dos demaissujeitos aos quais seja aplicvel oregime especfico daresponsabilidade do Estado edemais pessoas coletivas de direitopblico;

11

Artigo 4 (cont.)

1- ()

i) Condenao remoo de situaes constitudas em via de facto,sem ttulo que as legitime;

()

2 - Pertence jurisdio administrativa e fiscal a competncia paradirimir os litgios nos quais devem ser conjuntamente demandadasentidades pblicas e particulares entre si ligados por vnculos jurdicosde solidariedade, designadamente por terem concorrido em conjuntopara a produo dos mesmos danos ou por terem celebrado entre sicontrato de seguro de responsabilidade.

12

Autonomizao expressa da responsabilidade pelo exerccio

da funo poltica implicaes na interpretao da lei

substantiva

Aces de regresso mera clarificao

Manuteno da unidade do foro, mas apenas para as pessoas

colectivas pblicas, deixando a responsabilidade das pessoas

colectivas privadas detidas pelo Estado na dependncia da

anlise casustica do art. 1/5 do RREE (princpio da

coerncia das formas)

13

TConflitos 14-05-2009, conf. 23/08 responsabilidade civil

extracontratual de empresa pblica sob forma privada

Aco de responsabilidade civil movida por um particular contra a

Administrao dos Portos do Tringulo e Grupo Ocidental, S.A. (Aores),

criada pelo Decreto Legislativo Regional n. 30/2003-A, de 27 de Junho,

que gerou um conflito negativo de jurisdio

O fundamento da aco era a queda de um contentor sobre o automvel

do autor durante uma operao de movimentao de cargas levada a cabo

por um funcionrio da APTO

O Tribunal, depois de concluir pela inexistncia de poderes de autoridade,

entendeu que a competncia era dos tribunais comuns

14

Claramente positiva a previso da remoo de situaes de via de

facto

TConflitos 18-12-2013, conf. 18/13: reivindicao de terreno onde

tinha funcionado uma escola, a ttulo precrio, por cedncia de um

particular, com pedido de indemnizao associado: competncia dos

tribunais comuns (para ambos os pedidos, parece)

TConflitos 16-02-2012, conf. n. 18/11: embargo de obra nova,

posto contra entidade pblica, que estava a fazer uma obra num terreno

cuja propriedade o particular invocava, tendo j solicitado a sua

delimitao face ao domnio pblico martimo o Tribunal decidiu pela

competncia dos tribunais administrativos

15

Tambm positiva a previso expressa da

competncia dos tribunais administrativos em

situaes de concurso de causas envolvendo

entidades pblicas e privadas

A norma em questo interessante, alm do mais,

porque vai mais longe do que j dispe o art. 10/4 do

RREE

16

TCAS 22-11-2012, proc. 6973/10 responsabilidade

civil por poluio (I)

Estava em causa uma aco de responsabilidade civil extra-

contratual movida por um particular solidariamente contra o

Ministrio do

Recommended

View more >